Rita A Rafaela

866 visualizações

Publicada em

Portugueses que se destacaram nos últimos 100 anos

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
866
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rita A Rafaela

  1. 1. Portugueses que se destacaram nos últimos 100 anos Egas Moniz Carlos Paião Nelson Évora Autores: Rafaela Castro nº19 6ºM Rita Aranha nº20 6ºM Escola: EB 2ºe 3º Ciclos José Maria dos Santos- Pinhal Novo (falta a disciplina) Ano lectivo 2009/10
  2. 2. Índice Egas Moniz…………………………………………………………………………………………………3 Nelson Évora……………………………………………………………………………………………..4 Carlos Paião……………………………………………………………………………………………….6 Índice…………………………………………………………………………………………………………1 (A referência ao índice não aparece no índice) Introdução…………………………………………………………………………………………………2 (Introdução é a primeira coisa a aparecer no índice) Conclusão………………………………………………………………………………………………….8 Bibliografia………………………………………………………………………………………………..9 Introdução 2
  3. 3. O tema escolhido foi os Portugueses que se destacaram nos últimos 100 anos. Foi escolhido na disciplina de Área de Projecto, com o objectivo de saber a biografia de alguns portugueses. Realizamos várias pesquisas para encontrar mais algumas coisas sobre as personalidades que resolvemos trabalhar. As personalidades que trabalhamos foram: António Egas Moniz, Nelson Évora e Carlos Paião. Todas estas personalidades se destacaram por isso damos mais algumas informações para que saibam mais sobre elas. Egas Moniz António Caetano de Abreu Freire Egas Moniz nasceu em Avanca (Portugal) em 29 de Novembro de 1874. 3
  4. 4. Egas Moniz foi um médico, um neurologista, um investigador, um professor, um escritor e um político português. Iniciou a sua carreira política ainda no tempo da monarquia. Como muitas outras pessoas, também ele fez parte do grupo de regime do 5 de Outubro, mas também apoiou bastante a Revolução de Dezembro de 1917. Foi Ministro dos Negócios Estrangeiros e liderou a maioria de votos depois das eleições de 1918.Egas Moniz também foi embaixador em Madrid. Mas foi à ciência que se dedicou e se destacou. Egas Moniz foi também professor na Faculdade de Medicina. Executou a primeira angiografia ao cérebro humano. Em 1939, fez uma outra operação cirúrgica. Nela utilizou o inovador método de lobotomia. Esta operação concedeu-lhe o Premio Nobel da Medicina em 1945. Egas Moniz morreu a 13 de Dezembro de 1955 em Lisboa. Em frente da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Hospital Santa Maria foi erguida uma estátua em homenagem a Egas Moniz. Mas também há um museu com o seu nome: Museu Egas Moniz. (E um hospital em Lisboa) Egas Moniz Egas Moniz Nelson Évora 4
  5. 5. Nelson Évora nasceu a 20 de Abril de 1984 na Costa do Marfim. É um atleta português de origem cabo-verdiana. A sua modalidade é triplo salto embora também pratique salto em comprimento. É um atleta de alto nível internacional que, actualmente, representa o Sport Lisboa Benfica e que já representou Portugal em várias provas internacionais tendo sido campeão do mundo do triplo salto em 2007 e medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. O seu treinador é João Ganço. Nelson Évora também teve outros resultados: em 2001, foi ao 1º Festival Olímpico da Juventude Europeia (salto em comprimento). Em 2003, foi ao 1º Campeonato da Europa Juniores (triplo salto). Em 2004, foi ao 40º Jogos Olímpicos de Atenas (triplo salto). Em 2005, foi á 4º Taça da Europa Leiria (triplo salto) e 14º Campeonato do Mundo (triplo salto). Em 2006, foi ao 6º Campeonato do Mundo de Pista Coberta (triplo salto), ao 4º GP IAAF Belém, Brasil (triplo salto), á 1ºTaça da Europa, Grécia (salto em comprimento 8,05m – Recorde Nacional), ao 3º Meeting de Norrtelije, Suécia (triplo salto), ao 4º Meeting de Aarhus, Dinamarca (triplo salto) e ao 6º Campeonato da Europa (salto em comprimento). Em 2007 foi ao 5º Campeonato da Europa de Pista Coberta (triplo salto), á 1º Taça da Europa, Milão, Itália (triplo salto), ao 2º Meeting de St Dennis, França (triplo salto), ao 1º Meeting de Madrid (triplo salto), ao 1º Campeonato do Mundo de Osaca Japão (triplo salto 17,74m-Recorde Nacional), ao 2º Meeting de Zurique (triplo salto), ao 3º Meeting de Bruxelas (triplo salto), ao 2º Meeting de Berlim (triplo salto), ao 3º World Athletics Final, Estugarda, Alemanha (triplo salto) e foi eleito o 4º Melhor Atleta Europeu do Ano pela Associação Europeia de Atletismo. Foi integrado no PROJECTO PEQUIM 2008 - Nível 1 a partir de 1 de Setembro de 2007. Qualificado para os Jogos Olímpicos de Pequim de 2008 (em 27-8-2007). Ingressou no PROJECTO PEQUIM 2008 – Nível 3 a partir de Setembro de 2005, tendo sido promovida ao Nível 2 em Setembro de 2006. Integrou o Projecto Esperanças Olímpicas em 2005. Medalha Olímpica de C.O.P. em 2007 (Deviam ter retirado este fundo azul…) Nelson Évora 5
  6. 6. Nelson Évora Carlos Paião Nasceu acidentalmente em Coimbra, mas passou toda a sua infância e juventude no Co(ms)ncelho de Ílhavo e um pouco mais tarde mudou-se para Lisboa. Licenciou-se em Medicina em 1983, na Universidade de Lisboa. Mas acabou por se dedicar à música. 6
  7. 7. Desde muito cedo Carlos Paião mostrou ser um bom compositor, então ano de 1978 já estavam escritas mais de duzentas músicas, mas só algumas delas foram cantadas por ele próprio. Ainda nesse ano de 1978 concorreu ao Festival da Canção no Ilibam Clube, com o tema “Playback”. Em 1981 envia algumas das suas músicas ao Festival RTP da Canção, obteve muito sucesso e além disso, deixou para trás muitos concorrentes incluindo as Doces. Carlos Paião fez “Algarismo” em 1982 que não teve o sucesso desejado. Porém fez muitos outros programas e cantou ao lado de muitas pessoas ilustres na música. A 26 de Agosto de 1988, a caminho de um espectáculo em Penalva do Castelo, morre num violento acidente de automóvel. Mas depois da sua morte ainda ouve um boato que dizia que Carlos Paião não estaria morto mas sim em coma. Ao longo dos anos o boato foi desaparecendo. Em 2008, por volta dos 20 anos do seu desaparecimento, muitos músicos reuniram-se e fizeram um álbum com o título: “Tributo a Carlos Paião”. Carlos Paião Carlos Paião As músicas de Carlos Paião 7
  8. 8. • Cegonha • Cinderela • Discoteca • Eu Não Sou Poeta • Ga-Gago • Lá Longe Senhora • Lobo do Mar • Marcha do “ Pião das Nicas” • O Foguete • Pó de Arroz • Playback • Versos de Amor • Vinho do Porto • Zero a Zero Conclusão António Egas Moniz foi professor, médico e outras profissões que o fizeram destacar. Mas a ciência e a medicina foram as profissões que o tornaram conhecido em todo o Mundo, mas uma cirurgia fez com que ganha-se o Prémio Nobel da Medicina em 1945. Morreu a 13 de Dezembro de 1955. Por outro lado Nelson Évora, um português de origem cabo-verdiana, ganhou muitas medalhas no Desporto, dedicou-se principalmente ao Triplo Salto e ao Salto em Comprimento. Ganhou uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Desde 2003 que ganha medalhas e taças. 8
  9. 9. O músico Carlos Paião, nascido acidentalmente em Coimbra, licenciou-se em Medicina em 1983, mas acabou por se dedicar á música. Era bom compositor e em 1978 já tinha escritas mais de duzentas músicas, mas só algumas foram aproveitadas. Foi a muitos Festivais um do qual obteve muito sucesso, Festival RTP da Canção. Fez programas de TV mas não obteve o sucesso esperado. Morreu tragicamente num acidente de automóvel quando ia a caminho de um espectáculo em Penalva do Castelo, em 1988. Mas muitas pessoas continuavam a achar que estava vivo quando foi enterrado. Bibliografia: Nelson Évora - http://www.comiteolimpicoportugal.pt/atleta.php?id=50 http://www.nelson-evora.com/ Carlos Paião – http://pt.wikipedia.org/wiki/carlos_pai%c3%A3o http://rtp.pt/gdesport/?artide=123&visual=3&topic=20 Egas Moniz – 9
  10. 10. http://oblogdanossaturma.blogspot.com/2007/05/biografiadeegasmoniz.ht ml http://www.snbforum.com/forum/showthread.php?t=81178 (Falta a data de consulta das páginas) 10

×