OUTROS TEOREMAS
ORALIDADE-LITERACIA
EVOLUÇÃO <ul><li>Antiguidade ao Séc. XVIII </li></ul><ul><li>textos literários destinavam-se a recitações públicas </li></...
<ul><li>Este hábito manteve até inicio dos séc. XX até ao aparecimento da cultura electrónica </li></ul>As pessoas passara...
<ul><li>A maior parte dos escritores medievais, ao longo da Europa, continuavam a manter a prática clássica de escreverem ...
Oralidade Processamento Electrónico das Palavras Épico - Forma Arte Verbal Romance - Cultura Quirográfica   Dependente dos...
Compreensão da   Psicodinâmica da Oralidade   em relação à  Psicodinâmica da Escrita <ul><li>Melhorou o ensino das habilid...
NOVOS CRITÍCOS <ul><li>Trabalhos Literários </li></ul><ul><li>“ Ícone Verbal” </li></ul>
FORMALISTAS <ul><li>Poemas </li></ul><ul><li>Linguagem que apela às próprias palavras </li></ul><ul><li>Tem o seu próprio ...
Antiga Crítica <ul><li>Mentalidade Oral Residual </li></ul>Mentalidade Textual Formalismo e Nova Critica Mudança
<ul><li>Foco na narrativa oral </li></ul><ul><li>Liberdade de parcialidade quirográfica e tipográfica </li></ul>ESTRUTURAL...
<ul><li>decomposição da narrativa oral em termos binários abstractos </li></ul><ul><li>Por mais interessantes que sejam os...
TEXTUALISTAS <ul><li>Textos impressos </li></ul><ul><li>Época do romantismo </li></ul><ul><li>Pouca importância com as con...
Conexão Logocentrismo  com  Fonocentrismo <ul><li>Realismo bruto </li></ul><ul><li>Atenção à primazia do som </li></ul><ul...
Sem o  TEXTUALISMO  a  ORALIDADE  não poderia ser identificada
<ul><li>Sem a  ORALIDADE  o  TEXTUALISMO  ficaria “apagado” ou esquecido </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Outros Teoremas 30 5

1.236 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.236
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
681
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Outros Teoremas 30 5

  1. 1. OUTROS TEOREMAS
  2. 2. ORALIDADE-LITERACIA
  3. 3. EVOLUÇÃO <ul><li>Antiguidade ao Séc. XVIII </li></ul><ul><li>textos literários destinavam-se a recitações públicas </li></ul><ul><li>Séc. XX ao aparecimento da Cultura Electrónica </li></ul><ul><li>ler para a família e pequenos grupos </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Este hábito manteve até inicio dos séc. XX até ao aparecimento da cultura electrónica </li></ul>As pessoas passaram a reunir-se à volta do rádio e da televisão
  5. 5. <ul><li>A maior parte dos escritores medievais, ao longo da Europa, continuavam a manter a prática clássica de escreverem os seus trabalhos literários, para serem lidos em voz alta (Crosby 1936; Nelson 1976-7; Ahern 1981) </li></ul><ul><li>Esta prática persistiu durante o Renascimento e ajudou a determinar o estilo retórico e a natureza da intriga e da caracterização </li></ul>
  6. 6. Oralidade Processamento Electrónico das Palavras Épico - Forma Arte Verbal Romance - Cultura Quirográfica Dependente dos modos orais de pensamento e expressão
  7. 7. Compreensão da Psicodinâmica da Oralidade em relação à Psicodinâmica da Escrita <ul><li>Melhorou o ensino das habilidades da escrita </li></ul>
  8. 8. NOVOS CRITÍCOS <ul><li>Trabalhos Literários </li></ul><ul><li>“ Ícone Verbal” </li></ul>
  9. 9. FORMALISTAS <ul><li>Poemas </li></ul><ul><li>Linguagem que apela às próprias palavras </li></ul><ul><li>Tem o seu próprio ser autónomo e interior </li></ul>
  10. 10. Antiga Crítica <ul><li>Mentalidade Oral Residual </li></ul>Mentalidade Textual Formalismo e Nova Critica Mudança
  11. 11. <ul><li>Foco na narrativa oral </li></ul><ul><li>Liberdade de parcialidade quirográfica e tipográfica </li></ul>ESTRUTURALISTAS
  12. 12. <ul><li>decomposição da narrativa oral em termos binários abstractos </li></ul><ul><li>Por mais interessantes que sejam os padrões abstractos que as estruturas binárias formam  não parecem explicar a urgência psicológica da narrativa </li></ul><ul><li> não conseguem explicar porque é que uma história é uma história </li></ul>
  13. 13. TEXTUALISTAS <ul><li>Textos impressos </li></ul><ul><li>Época do romantismo </li></ul><ul><li>Pouca importância com as continuidades históricas </li></ul><ul><li>Diminuição da parcialidade quirográfica e tipográfica </li></ul><ul><li>Rejeição da comunicação electrónica </li></ul>
  14. 14. Conexão Logocentrismo com Fonocentrismo <ul><li>Realismo bruto </li></ul><ul><li>Atenção à primazia do som </li></ul><ul><li>Incentivado pela textualidade </li></ul><ul><li>Mais marcante logo após a textualidade quirográfica ser reforçada pela cópia </li></ul>
  15. 15. Sem o TEXTUALISMO a ORALIDADE não poderia ser identificada
  16. 16. <ul><li>Sem a ORALIDADE o TEXTUALISMO ficaria “apagado” ou esquecido </li></ul>

×