Ativ2 sandra

355 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
355
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ativ2 sandra

  1. 1. 29/01/15 Professor Ilvo Bender 1 Apresentação do Filme: Ética conhecimento esclarecido. http://www.youtube.com/watch? v=NZxjY6PP5mo&feature=related
  2. 2. CONCEITUAÇAO Grego “eta” – que significa “casa, lar, barraca, moradia, convivência, Familiaridade”. Grego “epsilon”– que significa compartilhar o mesmo espaço mental e espiritual no sentido de valores e normas comuns para tornar a convivência possível, ordenada e prazerosa.
  3. 3. Ética: Assunto Complexo "A ética é daquelas coisas que todo mundo sabe o que é, mas que não é fácil de explicar, quando alguém pergunta” Teoria ou pratica? Reflexão ou ação? Filosofia ou ciência? Especifica ou universal? Diferente da moral? “ética é algo que todos precisam ter. Alguns dizem que têm. Poucos levam a sério. Ninguém cumpre à risca” VALLS, Álvaro L.M. O que é ética. 7a edição Ed.Brasiliense, 1993, p.7.
  4. 4. 29/01/15 Professor Ilvo Bender 4 Valores universais ♦Pessoa ♦Dignidade humana ♦Liberdade ♦Solidariedade ♦Igualdade
  5. 5. A IMPORTANCIA DA ÉTICA Para que serve? Que diferença a ética faz? - É a ciência da atualidade. - Agir eticamente, hoje, não é só questão de consciência, mas um dos quesitos fundamentais para quem quer ter uma carreira longa, respeitada e sólida. Revista Você Julho 2005
  6. 6. A DIFERENÇA ENTRE PAISES RICOS E POBRES A Diferença entre paises pobres e ricos não é a idade : A Índia e o Egito têm mais de 2000 anos e são pobres; O Canadá, Austrália e Nova Zelândia , há 150 anos eram inexpressivos. Hoje, são paises desenvolvidos e ricos. A diferença não reside nos recursos naturais disponíveis: O Japão tem um território limitado: 80% montanhoso e inadequado para a agricultura e a criação de gado, mas é a segunda economia mundial. Outros exemplos : A Suíça não planta cacau, mas tem o melhor chocolate do mundo. Em seu pequeno território cria animais e cultiva o solo apenas quatro meses do ano. Contudo, fabrica lacticínios da melhor qualidade. É um pai pequeno que passa imagem de segurança, ordem trabalho, o que o transformou no caixa forte do mundo. A raça também não é algo determinante que diferencia os paises ricos e pobres. Tanto é que a os imigrantes de paises pobres são as forças produtivas de paises europeus ricos.
  7. 7. Qual é então a diferença ? A diferença é a atitude das pessoas, moldada ao longo dos anos pela educação e pela cultura. Na maioria dos paises ricos a grande maioria das pessoas segue os seguintes princípios de vida: 1) ética; 2) Integridade; Responsabilidade; 4) respeito as leis e regulamentos; 5) respeito pelo direito dos demais cidadãos; 6) amor ao trabalho; 7) desejo de superação; 8) Pontualidade. Questão: Por que somos pobres ? No final das contas, a nossa atitude determina a nossa altitude
  8. 8. No abacaxi da CPI, os bananas perguntam, os laranjas respondem e, no final, um mamão lava o outro Tutty Vasques A situação brasileira não está ruim.Para ficar ruim, ainda tem de melhorar muito Rogério Ekberg O Ministério da Saúde adverte: o salário mínimo é prejudicial à saúde. Parachoque de caminhão O problema do Brasil não é dos sem-terra, sem-teto,sem-camisa. É sim, dos sem-caráter e sem- vergonha. Anônimo Aos amigos tudo.Aos inimigos a lei. - Anônimo Brasil: o jeito é reformatar .....Sonia de Aguiar Jeitinho: o canivete suisso do brasileiro Lourenço Stega De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos maus... o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir da sua própria honra e a ter vergonha de ser honesto. Rui Barbosa, perante o Senado Federal em 17/12/1914
  9. 9. Por que se fala tanto em ética ? - Inversão de valores - Paradoxo: IDH x IPC - Evolução ciência x humana - Crise: família, política, governo, religião educação, transito, meio ambiente. - Há um clamor por mudança
  10. 10. Vigie seus pensamentos porque eles se tornarão palavras; Vigie suas palavras, porque elas se tornarão atos; Vigie seus atos, porque eles se tornarão seus hábitos; Vigie seus hábitos, porque elas se tornarão seu caráter; Vigie seu caráter porque ele se tornara seu destino Anônimo • Como a ética esta presente no cotidiano? Que relação tem com a vida pessoal e profissional? - Não existe neutralidade nas nossas ações - Somos mais observados do imaginamos
  11. 11. Somente o ser humano que possui uma dimensão ética Questão: Quem sou eu? O ser humano é extraordinário e contraditório
  12. 12. Características do ser humano 1. PESSOA - Único - Singular - Exclusivo 2. RACIONAL Cognitiva Volitiva desejo Sentimentos
  13. 13. 4. SOCIAL O que vale para a ética social não é o que o individuo pensa para si. Reflexão: É mais difícil viver ou conviver? 3. EGOCENTRICO Há uma teleologia consciente ou inconsciente nas ações humanas O egoísmo é a mola propulsora de todos os problemas éticos Reflexão: você é egoísta? Há algum problema nisso?
  14. 14. A ética estuda os deveres do ser humano em relação a Deus e a sociedade. Ética é um conjunto de valores e princípios a partir de onde julgamos nossas ações como boas ou más... É um saber íntimo e aprofundado dos princípios gerais que orientam a conduta de uma sociedade ou grupo. É a avaliação teórica da moral individual
  15. 15. ÉTICA MORAL “um conjunto de valores aprendidos (não impostos) pela pessoa, a partir da família, escola, profissão, religião e/ou convívio social, e que ela assume e pratica livremente como princípios de vida, porque acredita e valoriza esses valores, com o objetivo de promover a dignidade humana”. “um conjunto de valores assumidos por uma pessoa, porque lhe foram impostas pela família, escola, profissão, religião e/ou convívio social. Ela pratica esses valores, não porque nelas acredita, mas porque quer receber vantagens e/ou tem medo de assumir suas conseqüências”. A diferença entre ética e moral está na motivação: enquanto o sujeito ético é honesto porque este é um valor que ele possui, aquele que é apenas moral, é honesto quando ou enquanto isto lhe traz vantagens. Assim, quem tem ‘ética’ tem autonomia e é digno de confiança. Já, quem tem apenas ‘moral’, é dependente e totalmente indigno de receber a confiança de quem quer que seja.
  16. 16. Consciência Consciência é a capacidade que temos de reagir ao certo e ao errado. Podemos dizer que a consciência é um cão de guarda normativo. Se infringimos uma de nossas normas, a consciência começa a rosnar. Em casos mais flagrantes, seu peso pode nos derrubar; ou ela pode nos forçar a recuar, modificar nossas ações, pedir desculpas a alguém. Livro das Religiões (p. 267) ““A cada pequena concessão que fazemos à nossaA cada pequena concessão que fazemos à nossa consciência, estamos nos preparando paraconsciência, estamos nos preparando para concessões sempre maiores”.concessões sempre maiores”. Karl PopperKarl Popper
  17. 17.   ÉTICA SOCIAL ÉTICA RELIGIOSA PRINCI- PIOS • Busca os princípios na própria convivência humana; * São flexíveis; • Adaptam-se a mudanças históricas. • Base na razão humana(antropocêntrica) * Busca os princípios nos dogmas da religião; * São rígidos; * Não comportam mudanças históricas. * Base na vontade divina (teocentrica). MEIOS Busca os meios da efetivação do bem nas forças que regem as mudanças sociais: poderes políticos, econômicos e culturais (mídia, escola,...) Tem nos mandamentos divinos (Corão, 10 mandamentos, 8 verdades,...) os meios para a realização do bem para a sociedade. FINS • Atingir o bem comum, isto é, o que é melhor para a sociedade; * Ética imanente. -Tem como fim último atingir o Bem Supremo: Deus; - Ética transcendente, projetando o ser humano para além deste mundo material; sentido eterno à 5. Ética Social e Religiosa
  18. 18. Questões: a mentira é sempre errada? Ou pode ser usada dependendo da situação? É A consciência individual um guia seguro para a vida? Os valores são relativos ou absolutos? Valores Os valores são aquelas qualidades da experiência humana que consideramos tão importantes a ponto de servir como orientação para a maneira como vivemos nossas vidas. Os valores são a luz orientadora que nos atrai. Eles são a força impulsora que transmite energia à nossa motivação e capacidade de viver desta ou daquela maneira
  19. 19. Alguns valores são apenas meios para se alcançar outros valores; tomarmos nossas decisões cotidianamente estamos sempre priorizando valores, mesmo sem ter consciência ao priorizar valores é comum que nossos interesses conflitem com interesses alheios. Tipos de valores éticos vitais estéticos úteis hedônicos religiosos
  20. 20. 29/01/15 Professor Ilvo Bender 20 VALORES UNIVERSAIS ♦ Liberdade ♦ Igualdade ♦ Solidariedade ♦ Honestidade ♦ Tolerância ♦ Amor a Deus ♦ Amor ao próximo ♦ Amor a natureza ♦ Resgate da família
  21. 21. Liberdade
  22. 22. Responsabilidade A questão da ética centra-se no senso de responsabilidade: por quem e pelo que nos sentimos responsáveis? Á título de reflexão podemos vislumbrar duas possibilidades, que se completam, de pensar a responsabilidade: - responsabilidade individual: o indivíduo é responsável por si e pelo que o rodeia; - responsabilidade coletiva: a sociedade é responsável pelas ações que o indivíduo não consegue fazer por si só.
  23. 23. TIPOS DE ÉTICA 1. Ética do Corpo - O que determina a maturidade de uma pessoa ? - Sexualidade: a)Em que aspectos o ser humano se diferencia do animal ? b) quais os aspectos mais importantes na sexualidade? - O que é a prostituição e quais são suas implicações éticas? - Quais as causas que levam as pessoas as drogas?
  24. 24. 2. Ética da Família - O que é família a partir da ética social e religiosa? - O que determina o bom e mau ambiente do lar? - Qual a finalidade do casamento? - Que posicionamentos religiosos existem em relação ao divórcio? - Que questionamentos éticos estão presentes no planejamento familiar?
  25. 25. 3. Ética em Questões Legais - Quais os argumentos contra e a favor da      pena de morte? -  Porque o aborto é uma questão legal e        moral?
  26. 26. 4. Ética e Política - O que é política?   - O que é antiético na política? - Como criar uma consciência de    participação política na sociedade? - Qual a relação da religião com  a     política? 
  27. 27. CONCLUSÃO ORAÇÃO DA ÉTICA Senhor! Recebemos este mundo de presente. E, com ele, tantas possibilidades. Recebemos a inteligência. A capacidade de viver e conviver. Recebemos o poder. O poder de servir. O poder de fazer o bem. Eis a nossa vocação, fazer o bem. Há pessoas que correm de um lado a outro na tentativa de vencer. Lutam e até vencem. Mas, na batalha, usam pessoas como tábuas. Gente como atalho. E pisam. E agridem. E maltratam. E seguem adiante, na certeza de que estarão impunes. Não estarão. Não estão. Ninguém mata o outro impunemente. Ninguém mata os sentimentos, os sonhos dos outros, e segue sem rugas. Nossa vocação é a felicidade. Mas ela tem mãe. A felicidade é filha do bem. Ninguém consegue fazer nascer a felicidade sem antes viver o bem. O precioso bem. E isso é ética. Esse código de conduta que visa ao bem. Essa arte da convivência que faz com que, no palco da vida, os papéis se respeitem e cada protagonista entenda que há outros protagonistas também, porque todos, todos são protagonistas. Não há papéis secundários. Ninguém é degrau de ninguém. E ninguém merece ser tratado com consideração menor. Nossa vocação é a felicidade. E, para isso, é preciso que não haja barreiras na relação com o outro. Cor, raça, etnia, credo, gênero. Detalhes de algo maior. O ser humano é muito maior do que isso. O ser humano foi criado à Tua imagem e semelhança. E isso significa que todas as pessoas, apesar das suas diferenças, são capazes de encontrar a felicidade. E de viver o amor. E, portanto, de estar perto de ti.
  28. 28. Os talentos são presentes abundantes para que cada um encontre o melhor caminho de servir. Servir a uma grande causa. Servir à humanidade. E assim nasce a ética. Queremos pedir, Senhor, que nosso umbigo não seja mais importante que a multidão. Queremos pedir, Senhor, que nosso egoísmo esteja de partida, para que um novo sentimento tome conta de nós. Que nossa arrogância dê lugar à ternura da simplicidade. E que todos, todos encontrem em nós um sinal de teu amor. Senhor, toca nossa alma e mostra-nos a beleza da ética. No momento da criação, Tu decidiste que, apesar de nossa inteligência, seria impossível alcançar solitários nosso pleno desenvolvimento. Nós precisamos um do outro.   Ninguém sobrevive sem o outro, sem o grupo. Nascemos para a convivência. Nascemos para a ética. Mas, de repente, foram surgindo as comparações, as competições, e o que era naturalmente bom foi ficando estranho. E a destruição conheceu a natureza humana, que conheceu a destruição, e assim o mundo foi se distanciando da ética. E a convivência ficando cada vez mais tumultuada. Guerras. Algumas até em Teu nome. Conflitos. Preconceito. Discriminação. Corrupção. Humilhação. Ora, o que aconteceu com a semente do bem? Ficou escondida em algum pântano? Ficou mergulhada oceano adentro, sem estímulo para vir à tona? Reside em algum rincão distante? Porque por certo ela existe. A semente existe e existirá sempre. Ela busca apenas terra fértil para virar planta, e virar flor, e virar fruto. E alimentar.
  29. 29. Senhor. Não permite que a humanidade passe fome de ética. Não permite que o mundo, com todos os sentimentos que nele habitam, seja destruído pela fome, pela fome de quem não permitiu que a semente que alimenta florescesse. E tenho a certeza, Senhor, de que nós erramos muito mais por ignorância do que por maldade. E é por isso que Te peço: derrama Tua luz para que possamos ver essa semente. Derrama Teu amor para que possamos senti-la e, assim sentindo-a, possamos permitir que exista. E, existindo, que o bem faça morada, e o mundo siga a vocação para a qual foi criado. Somos tantos e tão diferentes. Somos bilhões e somos um. E esse sentimento de felicidade, que nasce do bem, nos une. E essa força, a quem, com ternura e carinho deram o nome de amor, é a razão de estarmos aqui. Viemos do amor.   Voltaremos para o amor. Por que, então, não viver no dia-a-dia a intensidade desse amor? Basta experimentar, e o milagre acontece. E o mundo se agiganta. E a poesia toma forma. E um gosto de estrelas na boca nos mostrará que estamos no caminho certo. A manjedoura continua lá, à espera de novos reis e rainhas que sintam o sabor desse sabor. E tudo isso é o amor. E é por isso que eu Te amo, meu Senhor. Amém Gabriel Chalita

×