A minha planilha não faz mágica !
“Aqui em casa nem planilha dá jeito”. 
Você já ouviu algo parecido com isso? Essa 
frase lhe representa? 
Planilhas, aplic...
Às vezes mantemos um padrão de vida 
incompatível com a nossa realidade e é 
isso que faz com que as contas não fechem 
no...
VOCÊ DEIXA PARA DEPOIS? 
Você não acompanha seu extrato bancário, 
porque não é urgente? 
Você compra com o cartão de créd...
SOBRA ASSUNTO, MAS FALTA 
CONVERSA! 
O que é mais difícil, colocar na pauta do 
dia a dia o assunto dinheiro ou falar sobr...
RESPONSABILIDADE: 
Quem vai fazer a mudança na sua vida 
financeira é você. Não jogue essa 
reponsabilidade para a planilh...
CONCLUSÃO: 
As finanças pessoais precisam ser uma 
prioridade. E a responsabilidade da nossa 
vida financeira é total e ex...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação 1 planilha mágica

2.404 visualizações

Publicada em

http://orcamentosesolucoes.com.br
Planilhas, aplicativos e softwares tudo isso isoladamente não é garantia de sucesso para o controle financeiro. Sabe por quê? Porque ao usar essas ferramentas é interessante que você analise o seu padrão de vida.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.404
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 1 planilha mágica

  1. 1. A minha planilha não faz mágica !
  2. 2. “Aqui em casa nem planilha dá jeito”. Você já ouviu algo parecido com isso? Essa frase lhe representa? Planilhas, aplicativos e softwares tudo isso isoladamente não é garantia de sucesso para o controle financeiro. Sabe por quê? Porque ao usar essas ferramentas é interessante que você analise o seu padrão de vida.
  3. 3. Às vezes mantemos um padrão de vida incompatível com a nossa realidade e é isso que faz com que as contas não fechem no final do mês. Esquecer-se de atualizar os dados na planilha devido à falta de tempo ou até de consciência da importância da mesma, é outro ponto que precisa ser mudado.
  4. 4. VOCÊ DEIXA PARA DEPOIS? Você não acompanha seu extrato bancário, porque não é urgente? Você compra com o cartão de crédito para depois ver como vai pagar? Às vezes se esquece de pagar o boleto na data do vencimento, porque é um valor baixo? Se você respondeu SIM para alguma dessas perguntas, talvez você precise rever a sua rotina em relação às finanças. O cuidado com as finanças precisa ser contínuo e implica em pequenas atitudes e mudança de hábitos. Não deixe para depois! Quando não damos a devida atenção para as atividades importantes elas se transformam em urgentes. Aí, surge a formação da bola de neve. Comece a cuidar da sua vida financeira hoje.
  5. 5. SOBRA ASSUNTO, MAS FALTA CONVERSA! O que é mais difícil, colocar na pauta do dia a dia o assunto dinheiro ou falar sobre a crise financeira que a família está passando? Por incrível que pareça a família só começa a tocar no assunto dinheiro quando ele já se transformou em um problema. Não espere o castelo desmoronar! Crie o hábito de conversar com os familiares para juntos buscar uma solução para os possíveis problemas financeiros. Os familiares que não podem contribuir com a receita, podem contribuir para a redução dos gastos. A conversa gera mais união entre os entes da família e juntos podem estipular metas e sonhos para um futuro próximo.
  6. 6. RESPONSABILIDADE: Quem vai fazer a mudança na sua vida financeira é você. Não jogue essa reponsabilidade para a planilha! É interessante que observemos alguns pontos que não podem ser negligenciados, por exemplo: Falar sobre orçamento com a família; Usar corretamente as ferramentas de auxilio: planilhas, aplicativos e softwares; Antes da compra, planejar. Até para comprar o supérfluo é preciso ter planejamento; E criar um ambiente harmonioso para que se possa planejar uma qualidade de vida melhor, sem as angústias de uma vida com dívidas.
  7. 7. CONCLUSÃO: As finanças pessoais precisam ser uma prioridade. E a responsabilidade da nossa vida financeira é total e exclusivamente nossa. Não podemos excluir a nossa capacidade de analisar o que pode ser alterado. Podemos usar recursos para nos auxiliar, mas não devemos esquecer que a disciplina de preencher a planilha é de cada um.

×