R-Evolução Pessoal O Hangout da Visão da
Tribo
Tags: Lazy Millionaires, rui gabriel, tribo, tribo do gas, tribo marketing
...
A nossa vontade é ganhar dinheiro é tão grande que às vezes estamos dispostos a fazer de tudo
(legal e ético, claro).
Muit...
Aí não estás a fazer as coisas por causa do dinheiro mas sim porque estás a fazer o que te faz sentir
feliz. E se juntares...
Gosto muito de fazer isso e funcionam bem. Quando estamos dentro de um grupo de trabalho e
aparece alguém que não sabe faz...
Acredito que os professores adoram ensinar. Fui professor durante 3 anos. E tive um contacto
muito próximo com a classe. O...
Já temos prova social contundente:
 Uma pessoa que nos primeiros 30 dias duplicou a faturação no seu negócio familiar.
 ...
Nós sabemos que já temos o valor que precisamos para ter sucesso Só falta o método. Se não
temos nada para dizer vamos diz...
O dinheiro não gosta de caras tristes. O dinheiro não traz
felicidade. Mas a felicidade traz dinheiro.
As pessoas brilham ...
 A primeira coisa que fizemos foi fazer voluntariado para crianças durante as férias de Natal.
 E depois equipámos uma s...
Temos que ajudar as pessoas a serem empreendedores e gerirem o seu dinheiro e a sua vida. O
objetivo financeiro é de cada ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

R evolução pessoal o hangout da visão da tribo

135 visualizações

Publicada em

Este vídeo é a gravação do Hangout privado em que falei da minha visão, de como acredito que a Internet se vai transformar numa Máquina de Realizar Sonhos, Realizando Pessoas. http://www.blogderuigabriel.com/r-evolucao-pessoal-o-hangout-da-visao-da-tribo/

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
135
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

R evolução pessoal o hangout da visão da tribo

  1. 1. R-Evolução Pessoal O Hangout da Visão da Tribo Tags: Lazy Millionaires, rui gabriel, tribo, tribo do gas, tribo marketing Click here to view ALL posts in Portuguese, English. Este vídeo é a gravação do Hangout privado em que falei da minha visão, de como acredito que a Internet se vai transformar numa Máquina de Realizar Sonhos, Realizando Pessoas. A Visão é Grande e Clara. Algumas pessoas partilham dela, outras não. Não teria graça nenhuma se pensássemos todos da mesma maneira mas uma coisa é certa: Quem partilha desta visão, tem agora uma oportunidade que nunca teve até agora. Essa é a minha visão e esta é a minha missão: Download do Audio Aqui Tribo R-Evolução (voltar à evolução) Estas são notas tiradas ao vivo por Miguel Borges (obrigado, poupaste-me um monte de trabalho:) ). O tom do texto é coloquial, obviamente foi dito ao vivo e de improviso, e esse tom foi mantido no texto escrito. Como sabem saí esta semana dos Lazy. Fui co-fundador dos Lazy Millionaires há exatamente 3 anos. Nada de pessoal. Gosto muito do Sílvio. Somos irmãos. Vamos seguir em frente.
  2. 2. A nossa vontade é ganhar dinheiro é tão grande que às vezes estamos dispostos a fazer de tudo (legal e ético, claro). Muitas vezes estamos dispostos a fazer uma enorme quantidade de coisas que não faríamos noutras circunstâncias. Muitas vezes violentamo-nos a nós próprios. Fazemos coisas contra a nossa natureza. Contra a nossa personalidade. Contra a nossa maneira de ser. Porque nos dizem que se não for assim não vai funcionar. Qualquer pessoa que tenha experiência de marketing de rede ou redes de afiliados, sabe que é verdade. E se nunca desistirmos, um dia nós conseguimos. (porém, nem sempre isso é tão positivo quanto parece). Vamos falar de objetivos. O que acontece quando uma pessoa faz um esforço muito grande para conseguir um determinado objetivo. Passar fome para perder peso, por exemplo. Esta forma de pensar é igual à pessoa que tem um objetivo porque tem medo das dívidas. E faz coisas com muito esforço e contra a sua natureza. O que acontece quando a pessoa atingiu o seu objetivo? Deixa de ter o motivo. Quer ganhar 1.000€ por dia. E quando chega lá, deixa de ter o objetivo. Seja quanto for. Foi feito todo aquele esforço para chegar até ali mas em seguida o nosso cérebro desliga e já não quer continuar a fazer esse esforço. Então o que fazemos? Colocamos outro objetivo mais alto. E podemos colocá-lo mesmo, mas já não é a mesma coisa porque a intensidade emocional colocada na ação é diferente. Como diz David Wood, se estás a fazer muito esforço para ganhar dinheiro é porque o estás a fazer da forma errada. Essa forma de fazer as coisas não pode ser uma boa forma. O Que Podemos Fazer Que É Muito Melhor Devemos transformarmo-nos na pessoa que tem grandes resultados. Ganhar hábitos diferentes. E dos hábitos diferentes e da forma de pensar diferente veem os resultados diferentes. Se estamos a ser genuínos, a perseguir o nosso Sonho, adequado aos nossos valores e à nossa forma de pensar, acabamos por atingir os nossos objetivos fazendo o que gostamos. Perseguindo a nossa Missão no Mundo. Por isso, havendo um objetivo financeiro a ser alcançado, o mais certo é ser conquistado sem que te tivesses apercebido, não é aí que estão os teus pensamentos nem as tuas emoções. Por isso, continuas com mais intensidade ainda, se isso for possível. O teu cérebro não somente não desligou como foi buscar ainda mais energia a essa meta conquistada.
  3. 3. Aí não estás a fazer as coisas por causa do dinheiro mas sim porque estás a fazer o que te faz sentir feliz. E se juntares o dinheiro com o que gostas de fazer, estás perante a forma mais genial de viver. O ideal é que nós consigamos transformar-nos, perceber o que queremos Ser, Ter ou Fazer, decidir o que queremos conseguir na nossa vida e depois usar um método que transforme isso em dinheiro. E foi isso que descobri que tinha feito quando ganhei pela primeira vez mais de 1000 dólares por dia, todos os dias do mês. (Estes resultados não são típicos, o que os tornou ainda mais emocionantes. Podes consultar a tabela dos rendimentos médios aqui). Pessoalmente, comecei em 2005 na Herbalife. E percebi rapidamente que não percebia nada daquilo. Havia coisas que fazia que não gostava porque não tinha nada a ver comigo. O pouco resultado que consegui veio de fazer as coisas à minha maneira. Funciona com muitas pessoas e com muita gente mas para mim eu não gostava daquilo. Depois saí e comecei a trabalhar com a internet. E na verdade nunca tinha tido muito sucesso até chegar à Empower. E comecei a ver o que fiz nos primeiros 6 meses. Ganhei 34.000$ no meu sexto mês (72 mil nesses seis meses) – Estes resultados não são típicos; ver resultados médios em www.empowernetwork.com/income. Eu não sabia qual era a técnica, mas tinha resultados. Por isso, tenho avaliado muito no sentido de poder criar um Método que pudesse ser seguido por outras pessoas. Queria perceber o que fiz e qual a Mentalidade por detrás das ações. Por isso tenho construído um formato. Fiz muitos testes. Muitas das pessoas que aqui estão colaboraram comigo nestes testes. E este modelo funciona da mesma forma que funcionou para mim. Este modelo é baseado em TREINO: Aprender, Fazer e Ensinar. São estas 3 coisas que fazem com que nós possamos ter sucesso. Não vim aqui hoje apenas para falar disto. Vim mostrar o que quero fazer. Eu não sou um líder. Não quero ser um líder. Eu só quero fazer aquilo que é bom para mim. Quero fazer o que faz sentido para mim. Fazer as coisas que ressoam comigo. Poder expressar a minha opinião de forma livre sem ter que estar a pensar o que é que os outros vão pensar. Todos somos adultos e temos liberdade de expressão. É muito mais interessante criarmos uma Comunidade de Pessoas que pensam pela sua cabeça e que são Líderes. Quero treinar Líderes. Como vamos trabalhar? Ao longo deste Hangout vou dar a possibilidade de cada pessoa subscrever um Plano de Trabalho. Vou explicar como funciona. Primeiro vou explicar qual a filosofia por detrás. A Filosofia da Autonomia.
  4. 4. Gosto muito de fazer isso e funcionam bem. Quando estamos dentro de um grupo de trabalho e aparece alguém que não sabe fazer uma coisa. Se a pessoa não sabe como fazer, a pessoa tem que ir treinar a procura por si própria. Antes de pedir ajuda. A pessoa tem que ser treinada a procurar soluções. E não estar dependente de outros. E sim inter- dependente. E ensina-se tudo DEPOIS. Nas nossas formações primeiro damos as tarefas e só depois é que se ensina. Vamos fazer uma campanha no Facebook. E a pessoa nunca o fez. Podemos ensinar mas estamos a criar dependência na pessoa. E a pessoa da próxima vez vai acabar por começar logo por pedir ajuda. E a maior parte das vezes a ajuda não está lá como a pessoa gostaria. E ao mesmo tempo a pessoa vai desenvolver medos, baixa auto-estima, baixa tolerância ao risco, tudo o que um empreendedor não é. Queremos criar redes de empreendedores, desenvolver líderes. Mas para isso temos que criar oportunidades diárias da pessoa se formar como líder. E tem que ganhar mais autoconfiança a cada dia. Este é o nosso Plano de Treino. Dá trabalho? Dá como qualquer outra coisa. E assim é muito mais eficaz. E depois da pessoa lutar por descobrir, é dada a formação. Algumas conseguiram descobrir como se faz. Outras não descobriram. E ainda houve algumas que descobriram de outra forma que ainda ninguém tinha descoberto. E está tudo certo. E vão agora todos receber a formação. O que vai acontecer é que aquela pessoa nunca mais esquece. E valoriza a formação que está a ser dada porque sentiu as dificuldades. E cometer erros não tem mal nenhum. Faz parte do caminho. Esta é a nossa forma de treinar. A nossa forma de ajudar as pessoas a serem autónomas. Estamos a promover e a elevar a auto-estima. Estamos a promover para que a pessoa consiga viver algum tempo com algum risco. E risco relacionado com dinheiro. É assim que nós funcionamos e que vamos continuar a funcionar. Como é que são feito a Organização do Plano de Trabalho. É simples. Há 4 tipos de pessoas dentro do Grupo. Quando começa uma pessoa nova, quando fazemos uma VENDA, essa pessoa vai ter um apoio personalizado de um Business Coach. Alguém qualificado para dar um primeiro treino a essa pessoa. Perceber o que a pessoa procura, perceber o valor que já tem e quais os seus objetivos. E depois perceber como é que a pessoa pode usar as suas qualidades para alcançar os seus objetivos (e o que precisa aprender). 80% das pessoas chegam ao negócio porque querem ganhar dinheiro. Só pensam na questão financeira. Mas estas pessoas na verdade têm sonhos e têm qualidades e gostam de fazer certas coisas mas nem sequer imaginam que isso lhes pode dar dinheiro. Temos atores, pintores, médicos, profissionais liberais. São pessoas que têm carreiras vocacionais: Carreiras que a pessoa escolhe porque adora aquilo.
  5. 5. Acredito que os professores adoram ensinar. Fui professor durante 3 anos. E tive um contacto muito próximo com a classe. Os professores gostam de ensinar. Claro que há exceções, como em todo o lado mas uma pessoa para se sujeitar ao trabalho que tem que fazer e ao pouco que ganha, tem que gostar muito do que faz. Aposto que todos os professores (ou quase) adoram ensinar. Um professor tenha essa paixão e que precise ganhar um dinheiro extra, porque razão é que não vai usar o conhecimento que tem, a experiência que tem para monetizar? Vamos descobrir que a curva de aprendizagem é muito curta porque só precisa de aprender um pouco de marketing e mindset empresarial. Como um professor, toda a gente, quando chega, já tem conteúdo, já tem valor, e vamos ajudá-la a ganhar dinheiro com isso. Somos consultores das pessoas. Percebemos o valor que a pessoa já tem e ajudamos a adicionar a parte técnica do marketing para transformar essa paixão em dinheiro. Quando alguém está a fazer o que gosta e começa a ver que funciona, a descobrir que tem uma forma de se expressar. Lembram-se das profissões vocacionais: o médico, o veterinário, os pintores, os músicos, etc. As profissões de paixão são as mais fáceis de transformar em dinheiro. Só precisa aprender a enquadrar o conteúdo que já tem num formato que seja rentável. Temos pessoas que não querem vender produtos da Empower Network. Não querem ser afiliados. Um veterinário ou um empresário que apenas quer usar o nosso conhecimento e as nossas ferramentas para melhorar o seu negócio, por exemplo. Temos aqui pessoas com resultados tremendos usando as técnicas que nós ensinamos para potenciarem os negócios que já têm. Estas pessoas são CLIENTES. Não são afiliados da Empower Network. Temos muitas pessoas nesta categoria que estão noutros negócios, alguns até concorrentes com o da Empower. Nós acabamos por ter uma intervenção no mercado muito forte. No campo dos profissionais liberais e dos pequenos negócios. O meu entusiasmos é muito grande. Não há limites para o que podemos realizar.
  6. 6. Já temos prova social contundente:  Uma pessoa que nos primeiros 30 dias duplicou a faturação no seu negócio familiar.  Outra pessoa que teve que ampliar o Centro Terapêutico para o triplo da capacidade de resposta,  E outra pessoa ligada à construção. Teve de contratar mais pessoal para dar vazão ao movimento  E outra pessoa com uma pizzaria… teve de parar um pouco o trabalho de marketing porque estava no limite da sua capacidade. O que quer dizer que o mercado está sedento do que nós temos. E todos os exemplos que temos funcionam de forma deslumbrante. 1. Temos Grupos de Trabalho para apoiar os CLIENTES. Pessoas que querem aprender a usar o marketing, as técnicas e o mindset. A linguagem usada nesses Grupos de Trabalho é estritamente profissional. 2. E depois temos outros grupos de trabalho para AFILIADOS. Usamos as mesmas ferramentas. Podemos ter os nossos negócios independentes e ao mesmo tempo queremos ter um negócio de afiliados e poder vender os produtos da Empower e ganhar as comissões. Uma coisa é o treino de consultoria para o afiliado saber identificar as necessidades dos clientes e saber propor soluções. Essas pessoas ou entidades podem querer ser afiliados ou não. 3. E depois tem outro treino dentro do Grupo que é o treino de Business Coach que serve para treinar consultores. É a liderança. São os treinadores. O treino dos consultores. Tem um treino específico para isso. Os clientes, os consultores e os business coaches (os treinadores). E cada um destes grupos tem o seu grupo de trabalho. A pessoa quando começa vai ter uma conversa ou duas ou três com o seu consultor (em princípio será o seu patrocinador mas pode não ser, quando o seu patrocinador ainda não tiver a qualificação para isso). E vai desenhar um Plano de Ação. Que ações de formação tem que fazer, que tarefas tem que executar e que produtos tem que comprar. É tudo muito simples. A tecnologia já está toda disponível. É tudo muito fácil. Eu sei que o desenvolvimento de liderança passa por pôr todos os afiliados a ensinar. Todos nós temos que Aprender, Fazer e Ensinar. Temos um desenvolvimento pessoal incrível. A dinâmica das formações, a forma de fazer vídeos, ensinar consultores e ensinar líderes. Da parte dos clientes, muitos deles passam a ser afiliados também. Isto é uma estrutura muito simples, muito fácil de executar. Não tem logística nenhuma. O que trás o sucesso é a vontade que a pessoa tem e o ambiente em que a pessoa se desenvolve. Vamos ter um evento mensal. O primeiro será já no próximo mês. Será um evento muito invulgar porque terá uma componente técnica e um treino verdadeiro treino em marketing pessoal (inclui trabalho criativo, inclui aprender como descobre qual o seu nicho, descobrir o que gosta, …).
  7. 7. Nós sabemos que já temos o valor que precisamos para ter sucesso Só falta o método. Se não temos nada para dizer vamos dizer o quê? Vamos copiar o que os outros estão a dizer? Temos que descobrir qual a tua voz. Eu descobri que sabia fazer isso. Descobri como aprendi. E descobri como se ensina. O evento são 2 dias e meio e vamos ter 1 dia e meio só dedicado a isso. Vou fazer um evento desses todos os meses. E vamos fazer eventos desses espalhados por muitos sítios. Vai ser espalhado. Vamos começar aqui na zona centro mas vamos espalhar por outros locais porque os grupos têm que ser pequenos. O Nuno Rebocho tomou conta do Grupo de Ação Social dos Lazy Millionaires que fundou juntamente comigo. Eu faço questão de continuar a colaborar com esse grupo e aumentar a colaboração. Dentro dos Lazy Millionaires são muitas vozes e esta é uma das bandeiras. Uma bandeira que quero levantar bem alto. Vejo o futuro muito claro. Imaginem termos grupos de trabalho no skype. E depois em grupos pequenos com reuniões mensais com pessoas que partilham conhecimento umas com as outras. Uma verdadeira Comunidade de Empreendedores Livres e Independentes. E todos a aprenderem com todos. Vejo grupos de 10-15-20 pessoas a acontecerem um pouco por todo o lado. Vejo estas pessoas a terem ideias criativas loucas. Quando libertamos a nossa imaginação. conseguimos fazer coisas inacreditáveis. História do lapidador de diamantes. Um lapidador de diamantes percebe onde estão os veios da pedra bruta. Percebe como pode trabalhar a peça para a transformar no melhor diamante possível. O melhor que aquela peça pode ser. Nem todos nós vamos ser super-estrelas. Nem todos nós vamos ser milionários. Mas todos nós temos a oportunidade de vivermos o nosso melhor. O diamante espetacular já lá está, dentro do diamante em bruto. O que faz o Coach é perceber como é que o Diamante está e o que precisa fazer para se tornar o melhor diamante possível. Não é de acordo com o que o lapidador pensa. É o diamante que determina e o lapidador simplesmente ajuda. O que o lapidador faz é retirar o que está a mais. Esta imagem é poderosa porque temos muito mais para desaprender do que para aprender. Tem que desaprender a ser desconfiado. Tem que desaprender a recalcar os sonhos. Porque é para CONFIAR. Porque é para SONHAR e SEM MEDO. É preciso desaprender muito mais do que é preciso aprender. Porque o que temos que aprender é muito simples. Temos que encontrar novas formas de pensar para brilhar. Quando uma pessoa começa a brilhar o que acontece é que ganha dinheiro.
  8. 8. O dinheiro não gosta de caras tristes. O dinheiro não traz felicidade. Mas a felicidade traz dinheiro. As pessoas brilham quando encontram uma forma de poder expressar o valor que já tem. O melhor trabalho que podemos fazer é de limpeza. Eliminar ideias idiotas “Não faço isto porque temo medo do que o outro vai pensar de mim…”. E outras ideias castradoras como esta. Temos que ir atrás das coisas que nos fazem felizes. Os que nós mais estimamos e respeitamos são os que nos dizem “não faças isso”. E aquilo que nós queríamos fazer, e pessoas que nós respeitamos, muitas vezes família, impedem-nos de ir. Influenciam-nos para não seguir o nosso sonho. Isso é um crime. E aqui estamos para ajudar as pessoas a identificar o que é preciso limpar para que a pessoa possa brilhar. Uma pessoa começa hoje um negócio. Mas essa pessoa não nasceu hoje. A mim um dia “aqui são todos criança”. Isso quer dizer que a pessoa tem que esquecer tudo o que sabe. Isso é mentira. Mentira! Porque querem que tu aprendas o que precisas para atingir um determinado propósito. Uma pessoa com uma experiência profissional inacreditável, ferramentas mentais e emocionais espetaculares, 3 filhos, e tudo isso é valioso. Imagina o que é dizer a uma pessoa destas “tu aqui estás a começar de novo”. Uma “nuvem dentro de uma caixa”… Isto é o que fazem nos empregos. Os empregos são assim. Mas os empreendedores não. O que nós fazemos aqui é pegar no valor que a pessoa já tem e iluminar essa valor. Incluir o valor da pessoa e monetização desse valor. Agora imagina termos um Método para que cada pessoa possa monetizar já hoje o seu Sonho. Pessoas que adoravam viajar. Quer ir para as Caraíbas. Não consegue ir já para as Caraíbas. Mas pode ir ao Gerês. Então faz essa viagem já. Porque senão um dia vais para as Caraíbas sozinho. Dizem que a prioridade é a família e depois não passam tempo com a família. Porque estão a trabalhar para ganhar dinheiro para um dia passar tempo com a família. Mas nessa altura já não terá família ou as crianças já cresceram. E o tempo não volta atrás… Qualquer pessoa pode começar a viver o seu sonho AGORA. Imagina que vem um afiliado que entra neste processo de consultoria membro a membro. Percebemos as suas circunstâncias e o seu valor. Coach ao novo membro. Porque conhecemos o Método e o Marketing e começam a sair ideias para a pessoa realizar o seu objetivo. Isto faz parte da nossa Missão. Imaginem o que é criarmos uma Comunidade de Pessoas que já está a viver o seu Sonho. Quando criámos o GAS falámos numa viagem solidária a Timor. E nessa conversa falámos numa viagem à Guiné. Porque ele já tinha ido à Guiné. E eu fiquei louco. Ficámos parados? Não? Mas não fomos imediatamente à Guiné.
  9. 9.  A primeira coisa que fizemos foi fazer voluntariado para crianças durante as férias de Natal.  E depois equipámos uma sala para dar aulas aos idosos para comunicarem com a família. Quando não podemos fazer num escala grande, fazemos na escala que é possível. Não temos que fazer tudo: temos que fazer o que é possível. Se posso fazer um determinado volume de trabalho não faço menos. Se posso comprar os produtos todos, não vou comprar menos. Esta é uma forma de trabalho simples. As pessoas são criativas. Fazem o que gostam. No multinível há a ideia de que as pessoas ficam pouco tempo no negócio. E não se investe muito tempo porque se espera que as pessoas se vão embora. E por isso é que as pessoas se vão embora. O que vai provar a crença de que o multinível tem baixa taxa de retenção. As pessoas quando se sentem bem não vão embora. E as pessoas que não ganham ficam se se sentem bem. Um dia falei com uma pessoa que não ganhava dinheiro. Mas estava sempre em todos os e ventos porque gosta de estar com as pessoas. E está sempre em crescimento. Pessoas que se sentem bem. A fazer coisas importantes. Passar por tempos difíceis juntos une as pessoas. Une um grupo à volta de uma ideia. O dinheiro une as pessoas? Não. O dinheiro é importante? Sim. Vital. Não há nada mais poderoso do que uma ideia cujo tempo chegou, nem há nada mais imparável do que um grupo pequeno de pessoas apaixonadas pela realização dessa ideia. Há muito dinheiro no Mundo, não há falta de dinheiro, nem de nada. Só temos de criar canais de comunicação com o mercado que nos tragam dinheiro. E se um canal não chega, criamos mais canais. Esta ideia, vamos ter oportunidade de falar muitas vezes sobre ela. Aqui não há números. Há PESSOAS. Claro que temos que falar de números. Quero ter conexões com as pessoas que não sejam baseadas no dinheiro. Vejo isto constantemente no multinível, mas também no mundo empresarial e profissional: Duas pessoas muito amigas. Quase inseparáveis. Muitos elogios um ao outro. Mas, no dia em que têm uma visão diferente um e outro… E deixam de ser amigos. O que havia ali era apenas o interesse. Deixou de haver uma conexão financeira ou de interesse e a amizade era apenas uma capa que servia o interesse. Quando há amizade envolvida não importa.
  10. 10. Temos que ajudar as pessoas a serem empreendedores e gerirem o seu dinheiro e a sua vida. O objetivo financeiro é de cada um. Dentro do Grupo de Trabalho queremos transformar o maior número de pessoas em treinadores de líderes. Um treinador de lideres ganha o dinheiro que quer. Pessoas de maior desenvolvimento pessoal e que mais contribuem. Quando virem alguém a falar num vídeo… vão perceber que aquela pessoa veio da TRIBO pela Qualidade do Conteúdo que está a dar. E as pessoas vão querer entrar. Toda a gente tem que sentir que está a realizar o seu potencial. E é natural que cada pessoa faça as coisas à sua maneira. É um espetáculo. Adoro o impossível! :) Conseguimos que todas as pessoas da equipa aqui e pessoas em equipas fora daqui a terem taxas de retenção incríveis, e a terem mais influência,mais reconhecimento, mais apreço e mais dinheiro do que pensaram possível. As pessoas têm que ter uma forma de dar o seu melhor. Tenho um afiliado há 2 anos que já tem alguma idade. É difícil de trabalhar com ele porque tem as suas circunstâncias. Andou aqui 2 anos. Falei umas 2 a 3 vezes por semana com ele. E ao fim de 2 anos inscreveu a sua primeira pessoa. Não é incrível? Mesmo que não inscrevesse ninguém. Faz parte da minha missão ajudar cada pessoa a revelar o seu potencial, qualquer que ele seja. Os sistemas servem para podemos ajudar várias pessoas ao mesmo tempo. O Plano de Trabalho é feito à medida de cada um, e vai sendo cada vez mais personalizado à medida que cada pessoa vai avançando dentro dos grupos de trabalho. Nunca tinha uma visão tão clara, nunca vi tanta necessidade de fazer o que estamos a fazer. Não é tarde, não é cedo, é a hora certa. Não há nada mais poderoso do que uma ideia cujo tempo chegou, nem há nada mais imparável do que um grupo pequeno de pessoas apaixonadas pela realização dessa ideia. Rui Gabriel Rui Gabriel conquistou uma posição de sucesso invulgar como empreendedor e mentor de empreendedores. Segue-o: Trabalha Com Rui Gabriel

×