No Ninho das Águias a Falar de Como Influenciar Pessoas Através
da Internet
Alguma Vez Pensaste Que “Eu Gostava Mesmo Era de Influenciar as Pessoas Para Fazerem o
Que Que Quero”?
Há somente uma déca...
Mesmo que a gente não queira, nós temos sempre o poder de influenciar outra pessoa e isso é um poder que temos, por um lad...
Este é o “bloco de notas” aqui no meu bunker onde trabalho. A frase no topo, está escrita ali há 3 anos e representa um mo...
Isto está sempre aqui. Nunca sai daqui. Deixa-me por um bocadinho mais longe. Estás a ver ali? Todos os dias Adiciona Valo...
O que faz sentido é a pessoa entrar no meu, certo? Isso é que faz sentido! Acho eu! Então, se eu tenho um sistema que func...
O poder da influência é como o poder do fogo: podes começar um, mas nunca poderás saber onde ele irá parar.
Esta pessoa nã...
Pois, eu compreendo, Jorge, eles têm as instruções que eles têm, como não sabem nada de marketing, chamam-lhes marketing m...
Todos os dias eu tenho centenas de mensagens na minha caixa de inbox do Facebook para entrar num negócio qualquer. Centena...
Seguindo boas-práticas ou seguindo más-práticas, estás a lançar ondas positivas ou negativas na superfície do teu lago que...
O Facebook vale uma fortuna, como meio de negócio, portanto, ninguém se deve dar ao luxo, se for inteligente, não se deem ...
O teu perfil no Facebook é a tua casa. É como o teu blog, o teu blog é a tua casa. É o teu espaço, é teu. A ali ninguém te...
- “Então está ok, como é que eu vou fazer?”
E sabes o que eu faço a seguir? Eu dou um link para um artigo que eu tenho no ...
As pessoas às vezes fazem coisas que não gostam de fazer porque não estão em contacto com o valor que têm. Então acham que...
Existe uma boa onda, existe uma boa troca de energias aqui. Isso para mim faz todo o sentido. Eu não me relaciono, ou tent...
Então a gente tem de ter consciência de que, se nós somos o nosso negócio, se o teu negócio
é teu, então tu precisas ser o...
Eu não tenho nada contra os empregos, eu já tive empregos, e acho os empregos fantásticos, mas, ter só um emprego não nos ...
Fazes o mais rápido que tu possas, colocas aí o teu máximo de recursos: tempo dinheiro e
talento. Ao máximo! E isso muda-t...
Essa pessoa lê o meu blog quando pára numa cidade que tenha uma lan house, entra lá, vai à Internet e lê o meu blog. Eu nã...
Tenho de proteger a minha mente do lixo. Uma pessoa que não protege a mente do lixo, acha que tem a mente limpa e não conc...
Para teres uma influência determinante no mundo, não precisas de um batalhão de pessoas: não há nada mais poderoso do que ...
É muito melhor nós não termos de contactar com essas pessoas negativas diretamente. Fazemos o quê? Publicamos no nosso blo...
Se tu próprio estás à procura de uma vida melhor, tu próprio estás à procura de te deixar influenciar por quem te pode aju...
Quando uma pessoa não tem medo, quando uma pessoa tem um objetivo, começa a trabalhar nele e começa a ter resultados, perd...
1. Instala a App Periscope (do Twitter) no teu telefone IOS ou Android
2. Pesquisa e adiciona RUI GABRIEL
3. Segue ao vivo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

No ninho das águias a falar de como influenciar pessoas através da internet

319 visualizações

Publicada em

VIDEO AQUI: http://www.blogderuigabriel.com/no-ninho-das-aguias-a-fala…/
Neste artigo e vídeo partilho contigo algumas ideias especialmente relacionadas com o poder que temos na Internet. COMO PODE ESTE PODER AJUDAR-TE OU PREJUDICAR-TE?

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
319
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

No ninho das águias a falar de como influenciar pessoas através da internet

  1. 1. No Ninho das Águias a Falar de Como Influenciar Pessoas Através da Internet
  2. 2. Alguma Vez Pensaste Que “Eu Gostava Mesmo Era de Influenciar as Pessoas Para Fazerem o Que Que Quero”? Há somente uma década atrás, somente grandes corporações tinham acesso aos meios de comunicação social para influenciarem a sociedade. TV, Jornais, Rádio, Revistas. Hoje temos o poder da influência espalhado por toda a Internet, e todas as pessoas que têm acesso à Internet têm acesso ao poder dos mídia. Pela primeira vez na história da humanidade, uma pessoa, no seu quarto, no topo de uma montanha, com um acesso à Internet tem mais poder na ponta dos dedos do que tinha um governo de um país há somente uma década ou duas atrás. Neste artigo e vídeo partilho contigo algumas ideias especialmente relacionadas com o poder que temos na Internet. Como esse poder pode ajudar-te ou pode prejudicar-te? Vê o Vídeo Online Aqui Transcrição do Vídeo: Olá boa tarde, daqui Rui Gabriel, a partir do Ninho Das Águias, no cimo da Serra dos Candeeiros. Eu quero falar de uma coisa muito fixe hoje, que é, especificamente, como influenciar pessoas ou como ter influência sobre pessoas. Isso é uma coisa importante não é?
  3. 3. Mesmo que a gente não queira, nós temos sempre o poder de influenciar outra pessoa e isso é um poder que temos, por um lado, por outro lado é uma responsabilidade. Não há nada que a gente faça, e então falando de Internet, pois estamos na Internet, qualquer coisa que a gente faz tem um efeito e gera ondas de influência que vão interferir com outras pessoas. Uma das coisas que eu mais gosto de pensar é: Todos os dias adicionar algo de valor a outra pessoa. Não há nenhuma forma melhor de influência do que essa. Adicionar algo de valor a outra pessoa diariamente. Eu tenho escrito no meu bunker, venho aqui ao meu bunker num instante, e quero mostrar o que tenho aqui no meu quadro. Estão a ver aqui: Todos os dias, está em inglês, aqui em cima, estás a ver aqui?
  4. 4. Este é o “bloco de notas” aqui no meu bunker onde trabalho. A frase no topo, está escrita ali há 3 anos e representa um modo de vida.: “Todos os dias adiciona valor às pessoas”. “Todos os dias Adiciona Valor às Pessoas.”
  5. 5. Isto está sempre aqui. Nunca sai daqui. Deixa-me por um bocadinho mais longe. Estás a ver ali? Todos os dias Adiciona Valor às Pessoas. Isto significa influenciar pessoas, não é? Significa tornar as pessoas melhores do que aquilo que eram antes por causa da influência que eu exercer sobre elas. Eu não imagino que seja… pensa o seguinte: Quando uma pessoa se aproxima de ti por alguma razão, quando alguém subscreve a tua lista, ou comenta o teu blog, ou põe um like no Facebook, qualquer coisa, quando alguém faz alguma coisa dessas, está-se a aproximar de ti por alguma razão e é muito interessante se tu poderes fazer com que essa pessoa fique melhor do que estava antes de entrar em contacto contigo. Eu vejo pessoas que, a única coisa que pretendem é extrair energia para si próprias, e não dar, não pensam em dar, ao contrário pensam em chupar energia e não é uma coisa boa. Tem acontecido recentemente, muitas vezes e eu hoje vou falar disso. Isto é verdade: eu tenho recebido uma quantidade enorme de solicitações de pessoas que querem ajuda. Pessoas que trabalham em marketing de rede, principalmente, pessoas que trabalham em marketing de rede, multinível. É uma indústria muito interessante, a indústria do marketing multinível. Eu acho que as pessoas sabem muito sobre multinivel mas sabem pouco de marketing, senão não faziam metade das asneiras que fazem e os seus negócios corria melhor. Mas tem acontecido recentemente o seguinte, e vejam lá se isto faz sentido: [Sobre Boas-Práticas e formas de atuar na Internet] Vê bem se isto faz sentido: Uma pessoa fala comigo e diz assim: - “Rui, tu és um espetáculo eu adoro seguir-te, leio o teu blog, vejo os teus vídeos, adoro a tua mensagem… eu tenho um negócio de multinível, tenho um negócio que é um espetáculo, é muito bom, é o melhor negócio do planeta, é a melhor empresa que existe no mundo e no mercado e arredores, e eu preciso da tua ajuda, vem trabalhar comigo, entra no meu negócio. E eu fico assim: - Espera lá! Então mas, afinal, eu é que tenho o negócio bom, aquela pessoa segue-me a mim, acha que eu sei o que estou a fazer, e sei do que estou a falar, e depois pede-me para entrar no negócio dela!
  6. 6. O que faz sentido é a pessoa entrar no meu, certo? Isso é que faz sentido! Acho eu! Então, se eu tenho um sistema que funciona, se eu sei usá-lo, se eu tenho muito sucesso aquela pessoa diz-me isso tudo: “tens um sistema espetacular, tu sabes, tu és um espetáculo, tens muito sucesso… anda trabalhar no meu negócio”. Isso faz algum sentido? Eu fico assim: “Mas esta malta, andam a aprender o quê e onde? Não dá para perceber. Se a pessoa me segue e se eu sou assim tão bom, então faz sentido é ela entrar no meu e não eu no negócio dela. O que acontece a maior parte das vezes, tem acontecido muito, estou a falar disso porque tem acontecido muito, acontece que estão a descrever um negócio e estão-se a queixar! Estão-se a queixar: “porque isto é difícil, porque não têm apoio, porque o negócio é complicado”… Houve um agora um dia destes que me disse que no Brasil o multinível está muito difícil, porque há muitas pessoas pirâmides, porque há muitos esquemas, e as pessoas enganam-se muito umas às outras, pronto, eu tive de responder que o Brasil não é diferente de Portugal, só que aqui isso não tem o nome de multinível, tem o nome de esquemas de pirâmide, não é multinível, multinível é outra coisa. Mas eles lá têm misturado muito os nomes e chamam multinível a isso tudo. Então estava ele a dizer-me, para me convencer a entrar no negócio dele, estava-me a dizer que 6 pessoas, lá no Brasil com muito sucesso nos esquemas, cansados de esquemas, decidiram juntar-se e fazer uma empresa nova, honesta e legal. E depois, diz-me que me segue, que me aprecia e que acha que eu sei muito bem o que estou a fazer, porque sou um grande profissional e a seguir pede-me para entrar neste negócio. Isto faz algum sentido? Sinceramente, sinceramente! Claro, não faz sentido nenhum. É óbvio que eu nunca iria entrar num negócio gerido por pessoas que vêm de esquemas. E essa pessoa, claro, caiu num esquema e pode continuar a cair em esquemas, mas eu não vou para aí. E depois vem o pior: Eu é que tenho sucesso, eu é que sou o líder, eu é que sei fazer e ele, em vez de se juntar a mim, pede-me para me juntar ao negócio dele. Não faz sentido nenhum. Mas é para dizer que estamos a falar do conceito de influência.
  7. 7. O poder da influência é como o poder do fogo: podes começar um, mas nunca poderás saber onde ele irá parar. Esta pessoa não tem capacidade de me influenciar. Tem, mas pela negativa: eu nunca iria entrar num negócio destes. Porquê? Porque o meu padrão está muito acima disso tudo. Eu não me dou, faço questão de não me dar, nem socialmente, com pessoas que entram em esquemas de pirâmide. Faço questão disso.
  8. 8. Pois, eu compreendo, Jorge, eles têm as instruções que eles têm, como não sabem nada de marketing, chamam-lhes marketing multinível. Até podem perceber alguma coisa de multinível, mas não sabem nada de marketing, dizem-lhes assim: - “Olhem, vão se inscrever vão à procura de líderes e recrutem líderes. Recrutem líderes.” Acham que os líderes se recrutam assim, estão a ver? Os líderes não se recrutam assim! Tu recrutas líderes se tu fores um líder!, se não fores um líder não vais recrutar um líder. Tens de te tornar um líder primeiro para depois em seguida recrutares líderes. Eu hoje posso recrutar líderes, eu posso fazê-lo porque eu sei que sou um líder, tenho milhares de pessoas na minha organização, ganho centenas de milhares de euros, eu sei que sou um líder! Porque construí ao longo do tempo, com dedicação, com trabalho árduo e continuo a fazê-lo, continuo a construir a minha influência., continuo a dar muito mais do que aquilo que eu recebo. Eu faço questão disso. E não me dou e faço questão de não me dar, nem socialmente, com pessoas que andam em esquemas de pirâmide, por exemplo. Eu conheço muito bem pessoas que andam em esquemas de pirâmide, já as conhecia antes, mas, a partir do momento em que começam a entrar nos esquemas eu deixo de me relacionar com essas pessoas, porque elas têm um mindset que não é o meu, não é o mindset que eu quero para mim. Eu vou -me associar com outras pessoas e não com essas, porque eu sei o poder que tem a influência. Eu preciso e quero escolher por quem eu me deixo influenciar, e não é por essas pessoas. E não gosto de ser influenciado por essas pessoas, afasto-me, e ás vezes com alguma “violência”, porque não quero ter nada a ver com isso. Todas as semanas tenho alguém que me convida para assim um negócio qualquer. Eu nunca digo que não, eu quero saber tudo, mas já sei que não vou entrar. A maior parte das vezes, quando me veem convidar, nunca é para me dar nada, é só porque querem que eu faça: Querem que eu vá para o negócio deles, para por os negócios deles a funcionar. Não é para me darem nada a mim. Então é óbvio que eu não quero isso. Eu estimo muito pessoas que dão primeiro. Eu próprio faço isso. Primeiro dás valor, ensinas, ajudas as pessoas dentro daquilo que tu podes ajudar, e daí é que vem o resultado. Isso é que torna uma pessoa atraente para virem pessoas para o seu negócio.
  9. 9. Todos os dias eu tenho centenas de mensagens na minha caixa de inbox do Facebook para entrar num negócio qualquer. Centenas. É horrível aquilo! Para já, é SPAM, e depois, alguém está a ganhar dinheiro. Mas não são as pessoas que fazem esse SPAM, não são. Quem ganha dinheiro, com essas pessoas que fazem spam para as caixas de correio do Facebook, e estão a prejudicar o seu próprio negócio, recebem constantemente queixas de spam, o Facebook vai cancelar as contas deles, começa a proibi- los de mandar mensagens, começa a proibi-los de colocar mensagens nos grupos, e depois de mandar mensagens privadas e vão perder a oportunidade de usar o Facebook para ganharem dinheiro.
  10. 10. Seguindo boas-práticas ou seguindo más-práticas, estás a lançar ondas positivas ou negativas na superfície do teu lago que é a tua vida. É nele que passas a tua existência e é com o que lá colocas que tens de viver: bom ou mau.
  11. 11. O Facebook vale uma fortuna, como meio de negócio, portanto, ninguém se deve dar ao luxo, se for inteligente, não se deem ao luxo de perder o Facebook, ou de serem prejudicados pelo Facebook. Então parem de fazer spam. Sabem quem é que ganha dinheiro com o spam nas mensagens de correio ou nos grupos, sabem quem? São as pessoas que vendem os programas que fazem isso. Alguém inventa um programa que faz spam, que envia mensagens em massa no Facebook, ou no skype, é a mesma coisa. Essa pessoa que tem esse programa, essa pessoa é que ganha dinheiro, a vender o programa. Não é quem o utiliza. Quem o utiliza só está a dar mau nome ao seu negócio e à sua empresa, e a si próprio enquanto pessoa, homem de negócios. Só se está a prejudicar. Não façam isso, não é preciso. Essa é uma má influência, é uma baixa energia, é uma má energia. A forma como nós temos de nos comportar na Internet é a forma como nós temos de nos comportar na vida. É a mesma coisa. Já pensaste por exemplo porque é que é que o Google ou o Facebook proibem anúncios a sistemas de multinível e a sistemas de afiliados? Já pensaram nisso? Porque, sendo sistemas legais e legítimos, as pessoas que os fazem, as pessoas que fazem esses negócios, muito frequentemente, atuam como se fossem esquemas de pirâmide. Andam a fazer SPAM às pessoas, não dão nada a ninguém, não dão nada de valor, não ensinam nada, só querem é fazer propaganda para as pessoas se juntarem ao seu negócio. É óbvio que isso não funciona. E quem disser que funciona, está a mentir, porque não funciona. Se funcionasse, essas pessoas estavam todas ricas, não funciona. Funciona sim, para quem for o dono do sistema, para quem vende o programa, para eles funciona, eles ganham dinheiro. Mas tirando quem vende o programa, quem faz o spam, não dá. Porquê? Porque está a gerar má influência. Está a mostrar coisas erradas. O que é errado? Errado é aquilo que incomoda as pessoas, errado é aquilo que as pessoas não querem ver. Se eu não quero ver uma coisa e me estão sempre a colocá-la na minha frente, eu protesto porque eu não quero ver aquilo, não pedi para ver aquilo e não quero. Chego ao Facebook, às vezes até põe no meu perfil do Facebook. É muito mau estar a encher de lixo a casa dos outros.
  12. 12. O teu perfil no Facebook é a tua casa. É como o teu blog, o teu blog é a tua casa. É o teu espaço, é teu. A ali ninguém tem o direito de colocar lá o lixo que quiser. Ninguém tem esse direito. Quando alguém faz isso, a minha caixa de correio do Facebook por exemplo, é minha. Eu quero receber mensagens lá de pessoas que eu conheço, é uma forma de eu me comunicar com pessoas que eu conheço e de quem eu gosto, não é para receber propaganda, para receber SPAM. E quem faz isso, eu denuncio sempre como SPAM. porque não é preciso fazer isso para ganhar dinheiro na Internet. Aliás, fazer isso não dá dinheiro! Não funciona! Às vezes eu dou-me ao trabalho de começar a falar com a pessoa que faz o SPAM. Talvez 3 ou 4 vezes por semana eu faço isso. E não faço mais porque realmente não tenho tempo para isso, o meu tempo serve para outras coisas, mas às vezes eu quero fazê-lo porque aquela pessoa que está a fazer SPAM na minha caixa de correio, ela acha que está a fazer bem. Ninguém lhe disse que é mau marketing. Ninguém lhe disse que gera ondas negativas, gera aversão às pessoas e nós não queremos que nada que a gente faça, gere aversão, a gente quer que provoque simpatia, que atraia pessoas, não é que mande as pessoas embora. A gente quer que atraia pessoas. Então, quando a malta anda a fazer SPAM na Internet, Seja por email seja no Facebook, seja nas mensagens seja no Skype, essas pessoas, acredito eu, a maior parte das vezes têm uma boa intenção. Precisam ganhar dinheiro, têm um negócio nas mãos e não sabem o que fazer com ele e a única coisa que lhes ensinam a fazer é “Vai, põe a boca no trombone e fala com tudo o que mexe”. Isso a gente sabe que não funciona, não só não funciona como prejudica o negócio e prejudica a pessoa. Mas quando eu sei que a pessoa está com boa intenção, e a maior parte das vezes ela realmente não sabe fazer melhor, então eu às vezes falo com elas, 2, 3 ou 4 vezes por semana. Eu quero saber a razão pela qual a pessoa faz isso, e acontece quase sempre uma coisa engraçada: a pessoa quer ajuda, eu ofereço ajuda. Digo assim: - “Olha, tu não precisas fazer spam, não é preciso, tu podes fazer o teu negócio de forma boa, de forma positiva, em que as pessoas apreciam as tuas mensagens, em vez de não as apreciarem e em vez das reportarem como SPAM. Ficam à espera de receber mensagens tuas, e quando chega a hora de comprarem alguma coisa, elas estão contentes por comprar. Isso pode ser feito, mas não é como estás a fazer! Como estás a fazer não funciona. Eu digo isto muitas vezes e a pessoa pergunta:
  13. 13. - “Então está ok, como é que eu vou fazer?” E sabes o que eu faço a seguir? Eu dou um link para um artigo que eu tenho no meu blog que ensina como trabalhar com o Facebook. A pessoa vai lá, o artigo é muito extenso e ensina muitas coisas. A pessoa vai lá e aprende. Se quiseres encontrar esse artigo é muito fácil de encontrar. Podes pesquisar no Google as palavras “negócio sem experiência” ou “como abrir um negócio sem experiência” ou “negócio online sem experiência” uma coisa assim, e vais encontrar esse artigo muito rapidamente, está na primeira página do Google . Esse artigo explica como é se faz um negócio online e, se fores ao meu blog (www.BlogDeRuiGabriel.com) e pesquisares dentro do blog por: “Facebook” vais encontrar2 artigos que falam especificamente do Facebook, como trabalhar no Facebook. E não é preciso fazer nada que seja menos ético ou que seja menos legal, ou sequer que incomode as pessoas. Há uma coisa. É assim: O padrão mais elevado é o padrão ético. Há coisas que são legais e não são éticas. Éticas quer dizer que não prejudicam pessoas, não tiram vantagem de outras pessoas, conscientemente. Isso não é ético, não se faz. Há coisas que são legais mas não são éticas. A ética é um bem, é um padrão mais elevado. Eu digo-te muito sinceramente, para mim a ética está acima da lei. A lei pode ser errada, pode não ser ética. Temos de cumprir a lei, mas a lei deve, na minha forma de ver, a ética está acima da lei. Temos a ética: o que é certo, o que é errado, o que é construtivo para as outras pessoas, o que é útil, essas coisas todas, e temos o que é legal e depois temos as “boas práticas”. Pode haver coisas que são éticas e são legais, é pá, mas podemos fazer melhor… Não é assim tão mau, mas podemos fazer melhor. Tem a ver com as “boas práticas”: o que nós fazemos de útil na Internet, a nossa forma de estar. Muitas vezes, se nós estivermos “além do dever” estamos a ter uma boa contribuição. O que quero dizer com isto? Por exemplo: escrever no meu blog, eu gosto de escrever no meu blog e gosto muito de escrever artigos que vão muito além do dever. Se faço um artigo sobre um assunto, eu gosto de reunir recursos, de colocar lá folhas de cálculo, colocar PDFs, colocar infografias, links para outros artigos do site, links para outros sítios que a pessoa possa encontrar ali uma fonte, um centro de recursos que seja útil para ela. Eu gosto muito de fazer isso porque me faz sentir bem e faz parte da minha missão, a de ser útil. e tem a ver tudo com o tema da nossa conversa de hoje acerca da influência: COMO INFLUENCIAR PESSOAS. A melhor forma de influenciar pessoas é tu seres a pessoa que tu és dentro da tua melhor versão. Ser o melhor que tu possas ser naquilo que tu és.
  14. 14. As pessoas às vezes fazem coisas que não gostam de fazer porque não estão em contacto com o valor que têm. Então acham que, recorrer a esquemas, recolher a atalhos acabam por conseguirem o que querem. Pessoal, nunca conseguem. Nunca. Podem conseguir num dia, mas no dia seguinte caiu tudo por terra porque nós, pessoas, nós não nos juntamos a negócios, nós juntamo-nos com pessoas. Se alguém te diz assim: -“Vem-te juntar ao meu negócio” está a pensar da forma errada. Está muito longe do que tem de ser porque nós não nos juntamos a negócios, juntamo-nos a pessoas e é importante nós conhecermos as pessoas com as quais nós estamos a ter negócios. Eu, pessoalmente, recuso fazer negócios com pessoas de que não gosto. Puro e simples. - “É pá, a gente tem de engolir uns sapos, não é? Chupar uns pregos ferrugentos, pá, tem de ser… nem tudo nos agrada…temos de fazer coisas de que não gostamos… temos de lidar com pessoas de quem não gostamos…” Treta, mentira, não temos de fazer isso. Só fazemos se quisermos. [Sobre o que Significa Ser Influente] Eu não tenho de lidar com pessoas de quem não gosto. Não tenho de gostar de toda a gente, nem toda a gente tem de gostar de mim, isso não faz de mim nem mais certo nem mais errado do que outra pessoa qualquer, mas eu gosto de trabalhar com pessoas de quem eu gosto, e gosto de dar dinheiro a ganhar a pessoas de quem gosto, e também gosto de receber dinheiro de pessoas de quem gosto.
  15. 15. Existe uma boa onda, existe uma boa troca de energias aqui. Isso para mim faz todo o sentido. Eu não me relaciono, ou tento relacionar-me o mínimo com pessoas de quem não gosto e acho que estou no meu direito e acho que é assim que a nossa vida deve ser. Também tento não fazer coisas que eu não gosto. Tento ao máximo possível fazer só as coisas que gosto, que me dão prazer e que eu vejo que são úteis para o meu processo. Dizer que faço coisas que eu gosto, não significa coisas fáceis, não quer dizer isso. Coisas que eu gosto não quer dizer coisas fáceis, ou coisas que eu não gosto não quer dizer coisas difíceis, não. Eu adoro fazer coisas difíceis. Eu gosto muito de fazer coisas difíceis, só para não haver aqui confusões. Todos nós temos um poder de influência gigantesco nas pessoas à nossa volta e nós temos o direito e o dever de as influenciar da melhor forma possível. Nós estamos aqui no mundo com um propósito, nós estamos aqui a fazer alguma coisa, acho eu. O que nós viemos aqui fazer foi cumprir um papel: tornar as pessoas à nossa volta melhores: mais felizes, mais realizadas, com melhores recursos, que a vida lhes seja melhor. Não é mais fácil, melhor! Mais fácil não quer dizer melhor. Pode ser mais difícil e ser melhor. O que nós queremos é que as pessoas tenham uma vida melhor. Nós próprios também termos uma vida melhor. E nós podemos e devemos influenciar as pessoas nesse sentido. A maior forma de influência que eu alguma vez vi foi seres verdadeiro contigo próprio. Não aturar tretas de ninguém. Tens uma visão, tens um objetivo, sabes o que é que queres da vida, vai atrás! Vai atrás! Não te vendas por nada. Às vezes no multinível… eu vejo isso muito no multinível, e hoje estamos a falar um bocado no multinível, mas eu vejo isso muito no multinível: pessoas que vão atrás de uma visão: querem liberdade, não querem ter um patrão, querem ser livres, querem ser donos do seu próprio destino, e depois acabam a fazer coisas de que não gostam, e a serem comandadas, mandadas por líderes que funcionam como se fossem patrões. Para isso temos empregos. Pelo menos no final do mês há um salário! e no multinível não há salários. Eu vejo isto muito no multinível: a pessoa está a dar o seu melhor, mas não tem consciência de que tem de ser ela própria, não tem que ter um patrão, para isso estão os patrões lá fora, não precisamos de patrões no multinível não é?
  16. 16. Então a gente tem de ter consciência de que, se nós somos o nosso negócio, se o teu negócio é teu, então tu precisas ser o melhor que tu possas ser. Porque tu queres que o teu negócio seja o melhor que ele pode ser. Não é? Se o teu negócio não prestar ninguém o quer. Ninguém se aproxima de ti. Ninguém te compra coisas. Para o teu negócio ser bom, tu tens de ser bom. Porque tu és o teu negócio! Como é que tu és bom?  Tens de ler,  Tens de ouvir áudios,  Tens de observar a tua vida,  Tens de tomar decisões, algumas delas difíceis,  Tens de reunir os teus recursos: juntar o teu dinheiro, juntar o teu talento, juntar o teu tempo, tens de juntar tudo isso e concentrar tudo isso na tua ideia, no teu ideal, no teu objetivo.  Tens de trabalhar o máximo todos os dias, o máximo que tu possas, mas isto não é difícil. Quando nós estamos a fazer aquilo de que gostamos, a gente, pelo menos eu, a gente não considera que seja trabalho, não é? Fica fácil se for preciso trabalhar 24 horas por dia! Mas na verdade não é trabalho, estamos ocupados em atividades que nós gostamos e que nos produzem rendimento. Isso é o que é o multinível! E, se não é assim para ti, então deves mudar alguma coisa. Ou estás na empresa errada, ou estás com os líderes errados, ou estás a seguir um método errado. Se o método não te proporciona que tu sejas quem tu és e que sejas o melhor de ti próprio, que dês o teu máximo e que tenhas os resultados, esse método não é bom. Para isso temos empregos, para fazer isso. Em que te dizem o que fazer, dás aquelas 8 horas, ou o que for, e cumpres tarefas que te dão, e vais para casa.
  17. 17. Eu não tenho nada contra os empregos, eu já tive empregos, e acho os empregos fantásticos, mas, ter só um emprego não nos ajuda a evoluir. Nós precisamos ter um emprego, sim, algumas pessoas precisam, mas, além disso, existem mais 16 horas no dia, além das 8 que a pessoa pode, ou quer, ou dá ao patrão: o dia tem mais 16 horas. O teu futuro é ditado pelas 16 horas fora do emprego. Não é pelas 8 horas que passas no emprego, são as outras. Quem tem um emprego, é ótimo ter um emprego, use o emprego para pagar as contas e para ter algum dinheiro para investir no seu próprio destino, no seu part-time, no seu negócio. O Jim Rohn dizia: nós estudamos a vida inteira para ter um emprego para garantir a subsistência e depois temos um part-time e desenvolvemos um part-time, um negócio próprio, para ficarmos ricos. Podemos fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Há muitas pessoas que o fazem. Isto porquê? Porque nós temos um poder gigante de influenciar as pessoas à nossa volta. Estando positivos, sabendo para onde vamos, colocando ação massiva naquilo que nós queremos. Se eu tenho um objetivo e sei o que fazer: basta saber o próximo passo, não tenho de saber tudo, mas se eu souber o próximo passo, eu já sei o que fazer: tenho de colocar ação massiva nesse passo. Não interessa ficar só com as ideias na cabeça. Preciso tomar ação massiva: inscrever-me, comprar, aderir, falar com pessoas… seja lá o que for o teu próximo passo, é isso que tens de fazer com o máximo de energia. E quando tu fazes isso, a tua cabeça muda, o teu coração muda. De repente, quando tu sabes que estás a dar o teu melhor e estás em modo “Ação Massiva” fazes tudo o que podes fazer, o teu corpo, a tua mente muda. Tu ficas congruente, tudo bate certo, qualquer coisinha que tu dizes, funciona, qualquer coisinha que tu ponhas no Facebook traz resultados, manda um email com 3 ou 4 palavras e fazes vendas, fazes um vídeo como este e tens aqui 100 ou 200 pessoas a ver, a seguir vais ver e tens uma notificação de comissões porque fizeste uma venda. Ganhaste 100, 200, 300, 1000, 5000 dólares. As coisas acontecem quase por magia, mas não tem magia. O que acontece é que tu estás congruente: tens um objetivo na tua cabeça, tu sentes que é isso, é esse o teu papel, tu sabes o que fazer e fazes. Sabes qual é o próximo passo, não é preciso saber tudo, sabes qual o próximo passo e fazes.
  18. 18. Fazes o mais rápido que tu possas, colocas aí o teu máximo de recursos: tempo dinheiro e talento. Ao máximo! E isso muda-te. Transforma-te. Começas a atrair pessoas. Não é preciso fazer SPAM, pelo contrário, não precisas de nada disso, aliás se o fizeres, afastas pessoas. Comunicas uma coisinha qualquer no Facebook e tens 100 partilhas, 200 comentários, 100 gostos. Pões uma coisa qualquer num sítio e geras 3000 pessoas de tráfego para o teu blog, tens 10 comentários, tens pessoas desertinhas para estarem em contacto contigo, para estarem próximas de ti porque tu irradias sucesso, irradias congruência, sabes para onde vais e irradias auto-confiança, irradias serenidade, paz. Todas essas coisas que nós sabemos que toda a gente quer, mas só conseguem as pessoas que têm um desenvolvimento interior profundo. Isso é o que todos nós precisamos de fazer. Sempre. Depois vais ter experiências deste estilo: Eu já as tive, e continuo a ter de vez em quando: começa a vir dinheiro e tu não sabes de onde. De repente, precisas de dinheiro para alguma coisa e ele aparece. Precisas de saber alguma coisa a aparece alguém para te ensinar essa coisa que tu precisavas de saber. Precisas, do que for, e os recursos começam a surgir do chão: começam a aparecer pessoas à tua frente, oportunidades, dinheiro, competências que tu nem sabias que existiam, mas com o tu estás alinhado, estás a dar o teu melhor, estás a colocar tudo o que tu tens, tudo o que tu és em tudo o que fazes, como dizia o Fernando Pessoa “coloca tudo o que tu és em tudo o que fazes”. e, cada coisa que tu fazes, estás a colocar tudo ali, o Universo é generoso assim. O Universo dá-nos de volta em dobro quando nós damos o máximo. Isto acontece sempre, nunca vi isto não acontecer com alguém. Causa ondas de influência à tua volta, gigantes. Não tens noção do quanto é que tu podes influenciar outra pessoa através de um vídeo, através de um artigo de um blog, através de um post no Facebook, não tens noção! No outro dia, há um tempo atrás, uma pessoa que segue o meu blog, deixava uns comentários de vez em quando lá e eu não sabia quem era, e continuo sem saber quem é, mas é uma pessoas do Brasil, um brasileiro, que está a fazer uma viagem desde o sul, desde o estado de Santa Catarina até Belém. Está a fazer essa viagem a pé e, claro, vive de expedientes. Pára uma semana, trabalha um pouco, ganha algum dinheiro, arranja comida, dorme, e depois continua.
  19. 19. Essa pessoa lê o meu blog quando pára numa cidade que tenha uma lan house, entra lá, vai à Internet e lê o meu blog. Eu não sabia nada disto, até ao dia em que ele comentou no meu blog, num artigo em que falo acerca de “desistir: saber quando desistir, saber quando se deve desistir ou não”. Ele leu esse artigo e pôs lá um comentário. O comentário dele foi assim: Estava muito cansado, já tinha feito quase mil quilómetros, estava muito cansado e que estava a pensar em desistir e voltar para casa, e desistir deste sonho que ele tinha, de percorrer o Brasil, pela costa, até Belém. Mas depois de ler o meu artigo decidiu que ia continuar, que não ia desistir. Foi este o comentário que ele deixou no meu blog. Eu fiquei muito emocionado. Estou aqui em Portugal, na Serra dos Candeeiros, neste sítio que estás a ver, e aquela pessoa está no Brasil, estava no estado do Espírito Santo nessa altura, e leu o meu blog e decidiu continuar a percorrer o sonho, ir atrás do sonho dele. Por causa de ter lido um artigo no meu blog. Eu, de repente percebi o poder de influência que nós temos quando temos um blog. Quando temos uma casa, um local onde nós podemos comunicar com o mundo aquilo que nós pensamos. Ganhamos um poder de influenciar tão grande que nós não temos sequer noção do poder que nós temos. Ou quando fazemos um vídeo, ou quando fazemos uma emissão no Periscope como esta, é impossível medir as ondas de influência que estamos a gerar no mundo. E podemos influenciar o mundo com coisas positivas e com coisas negativas, é conforme o que nós colocarmos lá fora. Conforme a energia que eu colocar, essa é a energia que eu vou lançar no mundo e é essa a energia que eu vou receber de volta. É igual, é um eco. E é fácil nós colocarmos energia negativa. eu vou ao Facebook e fico arrepiado de ver pessoas a falarem mal dos políticos, a falarem mal dos jogadores de futebol, com um entusiasmo e uma paixão, e dos treinadores, e a falarem mal da vida. Fico muito impressionado, porque essas pessoas estão a colocar tanta negatividade, estão a gerar ondas de influência negativa tão grandes, que não pode vir nada de bom dali. Pior: estão a afundar outras pessoas à sua volta nessa onda de negatividade. Eu acho isso péssimo. Então, começo a não ver, começo a não ir não me interessa fazer isso, não me interessa ver isso. Porquê? Porque eu tenho de proteger a minha casa, tenho de proteger a minha mente, que é o meu segundo órgão mais favorito, como diz Woody Allen.
  20. 20. Tenho de proteger a minha mente do lixo. Uma pessoa que não protege a mente do lixo, acha que tem a mente limpa e não concorda que se façam lavagens cerebrais, mas tem a cabeça cheia de lixo. Com o tempo, nós aprendemos a identificar o que é que é lixo para nós e o que não é. Com o tempo. Às vezes, à primeira vista não parece, parece que estamos a ver uma coisa que é positiva e não é. Traz uma má influência para os nossos objetivos, para aquilo que nós queremos. Com o tempo vamos afinando o nosso crivo, o nosso critério, mas é importante começar rapidamente a não permitir, a não permitir, de forma nenhuma que pessoas coloquem lixo no nosso quintal, no nosso jardim, ou na nossa casa. Nem na nossa pagina do Facebook, nem na nossa caixa de correio, nem na nossa inbox do Facebook, nem no nosso blog, nem na nossa vida. Precisamos ter uma associação limitada com pessoas negativas. Nós não queremos isso, não queremos estar perto dessas pessoas, e não penses que tu, se estiveres perto delas, tu vais mudá-las. Isso não vai acontecer. vai acontecer que vais mudá-las um pouco, sim, mas elas também te vão mudar a ti, porque a influência é um caminho com duas direções, duas direcções. Tu estás a ajudá-los, sim eles estão a melhorar um pouco, mas tu estás a ser prejudicado pelo contacto que estás a ter com elas. Essa é uma opção difícil de se fazer. Muito difícil.
  21. 21. Para teres uma influência determinante no mundo, não precisas de um batalhão de pessoas: não há nada mais poderoso do que meia dúzia de pessoas sonhadoras e determinadas.
  22. 22. É muito melhor nós não termos de contactar com essas pessoas negativas diretamente. Fazemos o quê? Publicamos no nosso blog, fazemos vídeos, ensinamos coisas boas, andamos sempre com a cara alegre, não é porque somos idiotas que não nos apercebemos da maldade do mundo, não é isso, é que nós, além da maldade também vemos as coisas boas, e as coisas boas entusiasmam-nos tanto que compensam a maldade, compensam as coisas más. Por isso é que nós andamos sempre contentes. Eu gosto muito da frase antiga, que eu ouvi há muito tempo, mas é a verdade, acerca da abundância e do dinheiro: - “O dinheiro não traz felicidade, mas a felicidade traz dinheiro.” Ou seja: o dinheiro não gosta de caras tristes, não gosta de pessoas negativas. Ninguém gosta de estar perto de pessoas negativas, a não ser pessoas negativas. Mas as pessoas negativas, nunca são prósperas, nunca vivem uma vida abundante. Se começas a ouvir à tua volta muitas pessoas negativas, pode ser um sinal de que tu próprio estás a transformar-te numa delas. É boa ideia. muito boa ideia, começares a escolher outras influências. A começar a contactar com outras pessoas, começar a comunicar com outras pessoas, a adicionar outras pessoas no Skype, a ver outros vídeos, a ler outros artigos de blogues, a frequentar outras páginas de Facebook… não é? É boa ideia. Porque tu, para poderes influenciar positivamente, também tens de te deixar influenciar positivamente. Ninguém pode dar aquilo que não tem, não é? Não podes dar aquilo que não tens. Tens de ouvir os áudios, tens de ler os livros, tens de contactar com pessoas boas, tens de ser ativo, tens de colocar o máximo de ação no teu sonho, no teu objetivo, tens de te transformar numa pessoa melhor todos os dias, e é daí que vem o teu resultado. Não vem de outro sítio, tem de vir daí. Então: influenciar pessoas a fazerem aquilo que nós queremos que elas façam: impossível. Não se pode fazer. Mas podemos influenciar pessoas a fazerem aquilo que elas já querem.E vou-te dizer: todas as pessoas querem ter uma vida melhor. Todas. Todas as pessoas já querem ter uma vida melhor, e se tu puderes influenciá-las para elas tomarem as decisões certas para terem a vida melhor que elas já querem, estás a cumprir um grande papel.
  23. 23. Se tu próprio estás à procura de uma vida melhor, tu próprio estás à procura de te deixar influenciar por quem te pode ajudar, já sabes, conheces-me, eu estou aqui, vai a ruigabriel.com, encontras os meus dados, entra em contacto. Mas o importante é que tu tenhas a consciência de que tens um poder enorme para influenciar o mundo. Tu tens esse poder já contigo e podes influenciá-lo ou para o bem, ou para o mal. Aquilo que fizeres com a tua vida é a marca que vais deixar no mundo: ou para o bem, ou para o mal. Seria um grande desperdício que estivesses aqui e o mundo, quando tu fores embora, não tivesse ficado melhor. Tinha-se desperdiçado uma vida, e as vidas são demasiado preciosas para serem desperdiçadas, principalmente a tua, que não tens mais nenhuma. A nossa é única, portanto, vale muito. Vale a pena, vale a pena dar o nosso máximo, vale a pena tomar decisões, vale a pena correr riscos, vale a pena encher o peito de ar e enfrentar as balas, vale a pena ser corajoso, vale a pena sair da zona de conforto, ter objetivos grandes, vale a pena dar o nosso máximo todos os dias, vale a pena comunicarmos com pessoas como nós, que pensam como nós, que nos podem apoiar e nos podem ajudar. Vale a pena isso! O nosso processo afinal é ter uma vida melhor e influenciar outras pessoas para terem uma vida melhor, não é? Pessoal, é assim que vos deixo, Um abraço. Não te esqueças: Tu tens um poder de influenciar quer queiras quer não, tu estás a influenciar as pessoas à tua volta. É inevitável, não o podes evitar, é impossível não o fazeres. E, já que o estás a fazer, fá-lo de forma positiva. Se reparares, se fores completamente congruente contigo mesmo, se souberes o que estás a fazer, se tiveres objetivos e se colocares ação máxima nos teus objetivos, se souberes o próximo passo, que é fácil saber qual é o teu próximo passo, sabendo qual é o teu próximo passo o deres com entusiasmo e deres o seguinte, e deres o seguinte, isso transforma-te. Se tu reparares, as pessoas à tua volta começam a reparar que tu estás um bocadinho diferente. Não se se já te aconteceu, provavelmente já te aconteceu alguma vez, algumas pessoas que trabalham comigo dizem isso muitas vezes: - “É pá, parece que as pessoas à minha volta mudaram, parece que estão diferentes!” Afinal, és tu é que estás diferente e as pessoas à nossa volta são o espelho daquilo que nós somos. Começam a ter mais paciência conosco, porque nós começamos a termais paciência com elas, começam a ser mais simpáticas, porque nós somos mais simpáticos, começam a ganhar auto-confiança, porque nós ganhámos auto- confiança, começam a ser mais tolerantes, porque nós somos mais tolerantes.
  24. 24. Quando uma pessoa não tem medo, quando uma pessoa tem um objetivo, começa a trabalhar nele e começa a ter resultados, perde o medo, e, quando perde o medo, deixa de ter de se defender. Não tem de se defender, e então pode estar limpo, de mente limpa, coração limpo para poder ser quem é, porque não tem de se defender. E não há nada mais atraente do que uma pessoa transparente. Tu vês quem a pessoa é! Não sentes que tens de te esconder, não tens de te defender, não tens que te precaver… pelo contrário: aquela pessoa é o que é. É assim, é limpa, é transparente, tem uma alma limpa e tu sentes que estás seguro ao é dela. Quando chega a hora de te juntares a essa pessoa, o que é que tu fazes: juntas-te a essa pessoa, claro que sim. E, se tu fores uma pessoa assim, vais ter muitas pessoas que se vão juntar a ti também, e vão querer fazer aquilo que tu fazes, e ganhas um poder de influência que nunca mais acaba, para aquilo que tu quiseres. De repente a tua missão no mundo, deixou de ser só tua e passou a ser de um grupo de pessoas, numa Tribo de pessoas que comungam dos mesmos objetivos que tu. Não há nada mais espetacular do que isso. Isso ia-nos levar numa direção… sabes onde isso nos iria levar agora não era? mas fica para amanhã. O Periscope de hoje terminou, o sol está-se a por ali daquele lado, está a desaparecer por detrás dos pinheiros. Hoje foi um dia especialmente bom, estou muito feliz porque muitas coisas boas estão a acontecer e acredito que a tua vida acabou de mudar agora mesmo. Toma a tua decisão, seja ela qual for, dá o primeiro passo, seja ele qual for, tu sabes qual é, e vamos ao trabalho. se eu te puder ser útil nisso, conta comigo. Um grande abraço, fica bem. Este Vídeo Foi Uma Emissão Periscope:
  25. 25. 1. Instala a App Periscope (do Twitter) no teu telefone IOS ou Android 2. Pesquisa e adiciona RUI GABRIEL 3. Segue ao vivo e em direto as emissões em video, a qualquer hora e onde estiveres. Rui Gabriel Rui Gabriel conquistou uma posição de sucesso invulgar como empreendedor e mentor de empreendedores. Segue-o: Trabalha Com Rui Gabriel

×