Fábrica de Software - SEFAZ/Ba                            Nov.2012
Agenda Estrutura de TI SEFAZ/Ba Ciclo de Vida de Sistemas Contratação da fábrica   o Histórico   o Características   o ...
Estrutura de TI - Arquitetura                    • 56 unidades remotas                    • 60 redes locais               ...
Estrutura de TI - DTISATSAT                                           SGF                                              SGF...
Equipe DTI – Perfil e Quantitativo                           Grupo Fisco   Téc. Administrativo / DAI   Terceiros    Total ...
Estrutura de TI - Premissas             Premissas na Gestão de TI   Terceirização das tarefas técnicas   Manutenção do c...
Ciclo de Vida de Sistemas  Áreas de Negócio                                                                      Elab. Aju...
MDMSExemplo de Fase – Especificação de Requisitos                                                    Solicitação          ...
MDMS                           Exemplo de Fase – Projeto                                                                  ...
MDMS
Contratação - Histórico Contratos   (2002-2009)  Duas empresas: Unitech e Telematic  Acordo interno PF x HH Emergenciais...
Contratação - Características   Dois lotes   Objeto (4400 +3600 PF P/I, 4700 + 3900 HH)   Critérios de seleção do forne...
Contratação - Características                             Seleção do Fornecedor   Técnica e Preço x Pregão?   Bem comum:...
Contratação - Processo   Audiência Pública   Questionamentos   Concorrentes: Unitech, Politec, BRQ   Valores:    o   P...
Execução do Contrato   Ordens de Serviço   Reuniões mensais sobre execução e planejamento   Artefatos       Documento ...
Considerações   Múltiplas fábricas                                Tendência: Registro de preços   Atividades In House x...
Questões?Fábrica de Software - SEFAZ/BaRogério Prates Peres                     Nov.2012rperes@sefaz.ba.gov.br, (71) 3115-...
Contratação - Características
Contratação - Características
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação sobre fábrica de software para o COGEF (SEFAZ) em 12-11-2012

864 visualizações

Publicada em

2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação sobre fábrica de software para o COGEF (SEFAZ) em 12-11-2012

  1. 1. Fábrica de Software - SEFAZ/Ba Nov.2012
  2. 2. Agenda Estrutura de TI SEFAZ/Ba Ciclo de Vida de Sistemas Contratação da fábrica o Histórico o Características o Processo Licitatório Execução do Contrato Considerações
  3. 3. Estrutura de TI - Arquitetura • 56 unidades remotas • 60 redes locais • 2.500 estações • 500 notebooks • 160 servidores • Bases de dados: o 910.000 contribuintes (350.000 ativos) o 20.000.000 DAEs o 430.000 autos o 270 Mi NFEs (9 Mi/mês) o DW (320GB) • Storage: 65 TB • 6000 tabelas em 15 Bancos • 120 Projetos • VB, ASP, .Net, C#, Java, etc.
  4. 4. Estrutura de TI - DTISATSAT SGF SGF SAF SAFSuperintendência de Adm TributáriaSuperintendência de Adm Tributária Superintendência de Gestão Fazendária Superintendência de Gestão Fazendária Superintendência de Adm Financeira Superintendência de Adm Financeira DTI DTI DIRAT DIRAT Dir. de Tecnologia da Informação Dir. de Tecnologia da Informação Diretoria de Atendimento Diretoria de Atendimento Assessoria de Gestão de Segurança da Contratação Informação de TIC GEDES GEDES GETEC GETEC GSETI GSETI GEPIN GEPIN Ger. de Desenvolvimento Ger. de Desenvolvimento Gerência de Tecnologia Gerência de Tecnologia Gerência de Gerência de Gerência de Políticas da Gerência de Políticas da de Sistemas de Sistemas Atendimento ao Usuário Atendimento ao Usuário Informação Informação • Desenvolvimento • Prospecção TI • Suporte Usuário • AD e Metodologias de Sistemas e DW • Infra e Banco de dados • Adm. Parque Equip. • Adm. Componentes • SW de Infra e SO • Cabeamento • Arquitetura de Sistemas • Rede (LAN e WAN) • Garantia de Qualidade • Operação • Processos de TI
  5. 5. Equipe DTI – Perfil e Quantitativo Grupo Fisco Téc. Administrativo / DAI Terceiros Total Gabinete 3 4 0 7 Apoio Administrativo 0 3 0 3 GEDES 2 0 69 71 GEPIN 1 0 18 19 GETEC 1 0 27 28 GEAUS 1 2 80 83 Segurança da Informação 1 0 1 2 Total DTI 9 9 195 213 (4%) (4%) (92%) Diretor e Gerentes do grupo Fisco, com especialização em TI (concurso específico) Equipe técnica especializada terceirizada o Analistas de sistemas, suporte e tecnologia com nível superior completo, alguns com especialização o Líderes técnicos com mais de 10 anos de experiência em TI o Suporte técnico (GSETI) realizada por estudantes universitários (superior incompleto)
  6. 6. Estrutura de TI - Premissas Premissas na Gestão de TI Terceirização das tarefas técnicas Manutenção do conhecimento através de gestão própria Adoção de ferramentas padrão Adoção de metodologia e padrões adequados Valorização da administração de dados
  7. 7. Ciclo de Vida de Sistemas Áreas de Negócio Elab. Ajuda (Gestor) Roteiro de Treinamento HomologaçãoEspecificação de Homologação Necessidades (MMS) DTI Codificação Interna Fábrica Implantação Detalhamento de Requisitos Pré Homologação Análise e Projeto Interna Fábrica Fases da Metodologia
  8. 8. MDMSExemplo de Fase – Especificação de Requisitos Solicitação Escopo do ELABORAÇÃO: Analista GEDES ELABORAÇÃO: Gestor projeto VALIDAÇÃO: Gestor (conteúdo) de Sistemas DE: Coordenador de Projeto GEDES Estimativa ELABORAÇÃO: Coordenador/Líder GEDES PARA: Coordenador Fábrica de Prazo e ASSUNTO: Sinalização de implementação Custo na Fábrica Especificação de Requisitos Cronograma ELABORAÇÃO: Líder GEDES [Preliminar]ELABORAÇÃO: Analista GEDES Cronog.VALIDAÇÃO: Gestor/Coordenador GEDES/ FaseGerente GEDES (conteúdo) Análise Detalham. de ELABORAÇÃO: Analista GEDES Requisitos VALIDAÇÃO: Gestor (conteúdo)/AD (padrão) Análise de ELABORAÇÃO: Analista GEDES Riscos VALIDAÇÃO: Gestor/Coordenador GEDES(conteúdo)/ AD (Padrão) Metodologia Única Comitê MDMS
  9. 9. MDMS Exemplo de Fase – Projeto ELABORAÇÃO: Analista GEDES/ Analista Fábrica Espec. VALIDAÇÃO: Analista GEDES(qdo. ELABORAÇÃO: Analista GEDES Classes e Fábrica)/ Rel. de AD(padrão) VALIDAÇÃO: Gestor/Analistas Integração Intefaces (conteúdo)/ de sistemas AD(padrão) Cronog. ELABORAÇÃO: Analista GEDES/ Fases Analista Fábrica Scripts de Implementação VALIDAÇÃO: Coordenador GEDES ELABORAÇÃO: Analista (conteúdo) Integração e Teste GEDES Projeto Produtos VALIDAÇÃO: Analista GEDESASSINATURA: Coordenador AD/ Laudos - Fábrica (conteúdo)/Coordenador GEDES Diagramas e Homologados AD(padrão)RUBRICA: AD/Analista GEDES Especificações Plano de Conversão ELABORAÇÃO: AnalistaELABORAÇÃO: Analista GEDES/ do Legado GEDESAnalista Fábrica DER eVALIDAÇÃO: Analista GEDES(qdo. DicionárioFábrica)/ de dadosAD(padrão) Finais Def. Ambiente ELABORAÇÃO: Analista Tecnológico GEDES ASSINATURA: Coordenador AD/ Laudo - [Detalhado] VALIDAÇÃO: Coordenador GEDES Produtos GETEC(conteúdo)/ RUBRICA: AD/Analista GEDES Fábrica AD(padrão)
  10. 10. MDMS
  11. 11. Contratação - Histórico Contratos (2002-2009) Duas empresas: Unitech e Telematic Acordo interno PF x HH Emergenciais (2006-2009) Novos contratos (2006-2009) In House: 2009 Fábrica: 2010
  12. 12. Contratação - Características Dois lotes Objeto (4400 +3600 PF P/I, 4700 + 3900 HH) Critérios de seleção do fornecedor o Atestados de serviços semelhantes o Certificações ISO e CMMI / MPS BR o Documentação de um projeto o Qualificação técnica da equipe da empresa Visita técnica (obrigatoriedade) Metodologia a ser utilizada, produtos a serem entregues Líder de contrato Escritório em SSA Softwares, Framework, Biblioteca de componentes Link SEFAZ Fábrica Política de segurança de informação Garantia
  13. 13. Contratação - Características Seleção do Fornecedor Técnica e Preço x Pregão? Bem comum: Consideram-se bens e serviços comuns aqueles cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos por meio de especificações usuais no mercado (lei 10.520/02, pregão) Acórdão 2.471/08 TCU:o 9.2.1 “A licitação de bens e serviços de tecnologia da informação considerados comuns, ou seja, aqueles que possuam padrões de desempenho e de qualidade objetivamente definidos pelo edital, com base em especificações usuais no mercado, deve ser obrigatoriamente realizada pela modalidade Pregão, preferencialmente na forma eletrônica. Quando, eventualmente, não for viável utilizar essa forma, deverá ser anexada a justificativa correspondente.”o 9.2.2 “Devido à padronização existente no mercado, os bens e serviços de TI geralmente atendem a protocolos, métodos e técnicas pré-estabelecidos e conhecidos e a padrões de desempenho e qualidade que podem ser objetivamente definidos por meio de especificações usuais no mercado. Logo, via de regra, esses bens e serviços devem ser considerados comuns para fins de utilização da modalidade Pregão”.o 9.2.4 “Em geral, nem a complexidade dos bens ou serviços de tecnologia da informação nem o fato de eles serem críticos para a consecução das atividades dos entes da Administração descaracterizam a padronização com que tais objetos são usualmente comercializados no mercado. Logo, nem essa complexidade nem a relevância desses bens justificam o afastamento da obrigatoriedade de se licitar pela modalidade Pregão”.
  14. 14. Contratação - Processo Audiência Pública Questionamentos Concorrentes: Unitech, Politec, BRQ Valores: o PF Projeto: R$ 72,90 o PF Codificação: R$ 179,24 o HH: R$ 56,54 o Politec : cerca de R$ 400 por PF Projeto + PF Codificação o BRQ: cerca de R$ 500 por PF Projeto + PF Codificação Politec e BRQ declinaram Mudança de razão social
  15. 15. Execução do Contrato Ordens de Serviço Reuniões mensais sobre execução e planejamento Artefatos  Documento de Transferência Controles Problemas: o Alteração de escopo o Homologação o Resistência da área de negócios o Diferenças de ambiente entre fábrica e Sefaz o Carência de SLAs o Atividades não contempladas pelo objeto ou pela técnica FPA
  16. 16. Considerações Múltiplas fábricas  Tendência: Registro de preços Atividades In House x Atividades na Fábrica?  Métricas e SLAs (por PF) o Manutenção do conhecimento – Artefatos  Pontos de controle de qualidade Preço do PF por fase, tecnologia ou assunto  Fator de conversão FPA x HH Qualidade da especificação de requisitos  Desprezo pequenas divergências FPA Remuneração de alteração de requisitos  Previsão de mudança na metodologia Momento da pontuação  Área de processos Atividades , tecnologias não pontuáveis (WS, BPMS)  Gestão de contrato, Reajustes Personalização do manual FPA  Escopo do PF (o que engloba) Fator de ajuste  Infra suporte pós venda Remuneração de AIE  Aplicação acompanhamento PF de alteração e de exclusão demandas
  17. 17. Questões?Fábrica de Software - SEFAZ/BaRogério Prates Peres Nov.2012rperes@sefaz.ba.gov.br, (71) 3115-8786
  18. 18. Contratação - Características
  19. 19. Contratação - Características

×