Jorge conceitos internet

511 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jorge conceitos internet

  1. 1. Aula 01 – Conceitos de Internet Autor: Jorge F. de S. SilveiraOlá, concursandos!Tenho percebido que a banca examinadora ESAF tem exigido muito na disciplina de Informática.Por isso, resolvi disponibilizar aulas relativas a assuntos de Internet, Intranet e Extranet.Primeiramente deve-se ter claro os conceitos acima citados.INTERNETConceitoUma boa definição seria: é uma rede mundial de computadores. Dissequemos o conceito: a) Redede computadores é quando se tem 02 (dois) ou mais computadores interligados, como porexemplo numa sala de treinamento de informática, com a fim de compartilhar informações; b)Rede mundial porque as diversas redes de computadores interconectadas estão “espalhadas” pelomundo todo.Um requisito para fazer acessar a Internet é utilizar o TCP/IP e, além disso, ter um endereço IPválido para a mesma.Notas: a) Recursos são, por exemplo: impressoras, discos rígidos – são os famosos HDs, ou hard- disks – etc. b) Exemplos de informações seriam: arquivos do word, do excel, de vídeo, de músicas etc. c) Ter um endereço válido para a Internet implica dizer que foi obtido através de um órgão gerenciador de tais endereçamentos (Internic, Fapesp etc.) e que, além de poder se comunicar com outras máquinas na Internet (claro, se houver roteamento para aquela rede, se não tiver políticas de segurança e acesso implementadas via Firewall ou outro mecanismo).FinalidadeFornecer serviços de informação e comunicação aos seus usuários, com alcance mundial. Cabeexplicar e exemplificar o que é a palavra serviços. Entenda serviços, dentro do conteúdo deInternet / Intranet, como produtos, ou recursos, fornecidos aos usuários de redes decomputadores através destas (mais adiante serão dados os conceitos e finalidades de Intranet eExtranet). Exemplos são: envio e recebimento de e-mails, acesso e disponibilização de páginasWeb (ou www), chat, listas de discussão (mailing lists), servidores para downloads de músicas (E-mule, Kaazaa etc.), download e upload de arquivos via FTP (File Transfer Protocol, ou Protocolopara Transferência de Arquivos) e por aí vai.Tipos de conexão para acesso à internetExistem 02 maneiras básicas de um usuário conectar-se à Internet: a) Conexão discada, que se utiliza de modem e linha telefônica (linha discada) para realizar a conexão (o famoso Dial-Up); b) Conexão dedicada, que se utiliza de algum tipo de linha, ou conexão, direta com o provedor, sem a necessidade de uso de linha telefônica e discagem para o número de telefone do provedor. Ressalta-se que o computador do usuário pode ser conectada diretamente ao provedor (por conexão discada ou dedicada), ou fazer parte de uma rede de computadores que possui conexão com algum provedor de internet. Este caso é muito utilizado em empresas onde há vários computadores (um para cada funcionário, em regra) interligados, formando uma rede de computadores, e uma máquina Gateway (geralmente é um equipamento chamado de roteador, ou router), que faz a conexão com o Provedor. Tal equipamento – o roteador – terá conexão ao Provedor, via conexão discada ou dedicada.jorge.silveira@domain.com.br 1 www.editoraferreira.com.br
  2. 2. Aula 01 – Conceitos de Internet Autor: Jorge F. de S. SilveiraNotas: a) Exemplos de Provedores de Acesso à Internet: AOL, UOL, Br.Inter.Net, Terra etc.; b) A conexão dos usuários da Internet geralmente é via seu Provedor de Internet (ou Internet Solution Provider, ou ISP); c) Exemplos de conexão dedicada: DVI (utiliza-se da tecnologia ISDN), cable modem, ADSL etc.Pontos comuns no funcionamento dos serviços de internetPrimeiramente, cabe saber que, devido a determinadas características da Internet, tal comotransparência dos serviços e protocolos envolvidos (que são os da família TCP/IP), a variedade éenorme e não há, em princípio, limites para implementação de novos serviços.O modelo de implementação dos serviços na Internet (que tem a característica de transparência,que é de conhecimento liberado, que é irrestrito, que todos conhecem ou podem tomarconhecimento) baseia-se no modelo cliente-servidor. Esse modelo, como o próprio nomeinforma, utiliza-se de máquinas servidoras máquinas clientes.Os servidores são nada mais do que máquinas (em regra, computadores com recursos dehardware e software melhorados em relação aos que os usuários possuem em casa) que possuemum Sistema Operacional (ou Operating System, ou S.O.), tipo o Windows ou Linux, e programas(softwares) servidores, para a execução dos serviços do tipo e-mail, www etc. Exemplos deservidores são: SMTP Server (vide serviço de e-mail) e Web Server (vide serviço www). Essesservidores, como o próprio nome diz, servem (disponibilizam, ofertam etc.) a “alguém”, que,nesse caso, são os programas-clientes.É através dos programas-clientes que os usuários têm acesso aos serviços disponibilizados naInternet, isto é, acessam os programas-servidores. Exemplificando: web client (são os browsers,também chamados de navegadores, que utilizamos para acesso a páginas www), SMTP client ePOP client (são os programas-clientes que utilizamos para enviar e receber e-mails).Notas: a) Os programas-clientes e servidores são softwares aplicativos, ou aplicações, e a comunicação cliente-servidor ocorre via protocolos. Mas o que é protocolo? No que diz respeito a redes de computadores, nada mais é do que um conjunto de regras e convenções para guiar como os computadores realizarão a troca de informações através da rede. Na realidade existem protocolos para diversas finalidades no “mundo” da informática e telecomunicações, tais como os utilizados em sistemas operacionais (Windows, Linux etc). b) Entendam bem estes conceitos de servidor (ou server) e cliente (ou client), pois a cada serviço que for explicado existirão assuntos relacionados aos mesmos; c) Uma mesma máquina poderá ter 01 ou mais programas-clientes e 01 ou mais programas- servidores, mas a regra é que as máquinas-servidoras tenham apenas 01 programa- servidor; d) Logo, os serviços são independentes, em regra. Para acessar uma página da Web, não há necessidade de utilizar um gerenciador de e-mail, ou de navegadores para a leitura dos mesmos. O que acontece é que novas necessidades vão surgindo e, com isso, novos softwares aplicativos também, geralmente com a implementação de novos recursos. Um exemplo é o famoso Webmail, onde se acessa o programa-cliente de e-mail (para enviar, receber e ler os e-mails) via Web. e) Quando se fala em servidor web, servidor SMTP etc., o mesmo pode ser visto pelo lado hardware (que é um computador destinado e ser utilizado como servidor, após a instalação e configuração de aplicações Web Server), como também pelo lado software (que é uma aplicação que transforma um computador em um servidor).jorge.silveira@domain.com.br 2 www.editoraferreira.com.br
  3. 3. Aula 01 – Conceitos de Internet Autor: Jorge F. de S. SilveiraINTRANET E EXTRANETNada mais são do que redes de computadores onde se utiliza a tecnologia da Internet parafornecimento de serviços. Um exemplo seria uma empresa interligando seus computadores paraque seus funcionários tenham compartilhamento de recursos e informações da própria empresa.Imagine, como exemplo, uma empresa com os setores de vendas, de contabilidade e deadministração. A empresa pode decidir que todos os setores acessem a impressora instaladafisicamente na sala do setor de Administração, além de permitir que determinados funcionáriostenham acesso a todos os computadores de todos os setores. A mesma empresa poderia tertambém um site (ou portal, ou a home-page da empresa X) para disponibilizar informações aosseus funcionários e também fornecer o serviço de e-mail.Normalmente, o acesso à Intranet e Extranet é restrito a determinadas pessoas, mediante o usode senhas e outras medidas de acesso e segurança. Junto com estas vem também o assunto VPNalém de outros.Bom, por hoje é só e até a próxima!!! Sucesso na vida e nos estudos, caros amigos, colegas econcursandos.Aproveito para agradecer ao prof. Ricardo Ferreira e ao brilhante grupo de redes que conheci nofórum da Networdesigners (atualmente alguns integrantes participam da Redes Wan – www.rau-tu.unicamp.br/redeswan), onde participei por muito tempo, em especial aos amigos Brás (que foium dos idealizadores do livro Guia Internet de Conectividade, da empresa Cyclades), Edgar Shinee Júlio Arruda, todos excelentes profissionais e conhecedores do assunto.Se você tem, ou teve, dúvidas, críticas e/ou sugestões, envie um e-mail parajorge.silveira@domain.com.br. Isso ajudará o autor a criar melhores textos e a comentar asmaiores dúvidas etc. Pode ser de qualquer assunto na área de telecomunicações, redes decomputadores e informática.jorge.silveira@domain.com.br 3 www.editoraferreira.com.br

×