Por uma publicidade feita em 2015 e com cara de 2015

2.274 visualizações

Publicada em

Apresentação da pesquisa exploratória sobre representatividade de minorias em mídias sociais.

Realizada no Enter+, 24/10/2015, auditório da Faculdade Cásper Líbero em São Paulo/SP.

Link para vídeo que abriu a apresentação aqui: https://www.youtube.com/watch?v=pQxTStmnW_s

(Pesquisa integral com publicação prevista para novembro/2015)

Publicada em: Internet
6 comentários
22 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.274
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
862
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
6
Gostaram
22
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Por uma publicidade feita em 2015 e com cara de 2015

  1. 1. POR UMA PUBLICIDADE FEITA EM 2015 E COM CARA DE 2015
  2. 2. Fernanda Alves, retirante, feminista e materna.
  3. 3. “ Quem é representado pelo seu trabalho?
  4. 4. PUBLICIDADE PLURAL MINORIAS REPRESENTATIVIDADE
  5. 5. ⊡ Questionário online sobre representatividade de minorias na publicidade em mídias sociais ⊡ 04/09 e 30/09/2015 ⊡ 307 respondentes ⊡ (Pesquisa exploratória descritiva e cuja amostragem não é probabilística)
  6. 6. REPRESENTANTES DA PESQUISA
  7. 7. IDENTIDADE DE GÊNERO 10% transgêneras QUEM RESPONDEU COR/ETNIA 35% não brancas
  8. 8. ORIENTAÇÃO SEXUAL 58% não heterossexuais ORIGEM 45% não é sudestina 6% 22% 9% 55% 8% QUEM RESPONDEU
  9. 9. CORPOS > 99% não está de acordo com o padrão corporal ocidental DEFICIÊNCIAS 3% é deficiente FAIXA ETÁRIA 79% entre 19 e 31 anos QUEM RESPONDEU
  10. 10. INTERESSE PELO TEMA
  11. 11. TEM INTERESSE EM CONTEÚDO SOBRE AS LUTAS DAS MINORIAS 77% tem muito interesse 20% tem algum interesse 3% tem pouco ou nenhum COSTUMA COMENTAR E/OU COMPARTILHAR ASSUNTOS RELACIONADOS 80% sempre ou frequentemente 13% de vez em quando 7% raramente ou nunca PARTICIPA DE ALGUMA LUTA OU MOVIMENTO SOCIAL 62% participa 36% só acompanha 2% não tem interesse INTERESSE PELO TEMA
  12. 12. DE QUE MOVIMENTO PARTICIPA Participa em média de dois movimentos QUE GRUPOS SÃO REPRESENTADOS 37% não percebe representação alguma INTERESSE PELO TEMA
  13. 13. COMO PERCEBEM AS REPRESENTAÇÕES
  14. 14. QUANTIDADE 57% julga positiva 41% julga negativa QUALIDADE 83% julga negativa 15% julga positiva REPRESENTAÇÕES MULHERES “Mulheres estão presente em boa quantidade, porém falta qualidade. Interpretamos papéis estereotipados: donas de casa, gostosas, histéricas, etc. E geralmente como acessório de homem ou acessório do produto a ser vendido.” 62 relatos
  15. 15. REPRESENTAÇÕES
  16. 16. QUANTIDADE 90% julga negativa 9% julga positiva QUALIDADE 81% julga negativa 17% julga positiva REPRESENTAÇÕES PESSOAS NEGRAS “Vejo um esforço maior das agências em tentar diversificar racialmente as campanhas, porém sem entendimento algum da causa, o que acaba resultando em representações estereotipadas, equivocadas e muito insuficientes.” 56 relatos
  17. 17. REPRESENTAÇÕES
  18. 18. QUANTIDADE 95% julga negativa 2% julga positiva QUALIDADE 90% julga negativa 5% julga positiva REPRESENTAÇÕES PESSOAS TRANS “Só vejo pessoas trans em publicidades governamentais, em programas direcionados.” “Os anunciantes ainda têm muito receio de representar pessoas trans e vê-las como pessoas normais, consumidores, com familia, trabalho e vida” 42 relatos
  19. 19. REPRESENTAÇÕES
  20. 20. QUANTIDADE 80% julga negativa 19% julga positiva QUALIDADE 70% julga negativa 27% julga positiva REPRESENTAÇÕES PESSOAS COM DEFICIÊNCIA “Pessoas com deficiência somente são lembradas em período de competição esportiva.” “Sempre a mesma mensagem de superação. Gerando sentimento de dó, e levando a mensagem de que são pessoas inferiores.” 37 relatos
  21. 21. REPRESENTAÇÕES
  22. 22. QUANTIDADE 87% julga negativa 12% julga positiva QUALIDADE 84% julga negativa 15% julga positiva REPRESENTAÇÕES PESSOAS FORA DO PADRÃO CORPORAL “Quando acontecem, essas campanhas se tornam notícia. Os corpos ‘fora dos padrões’ da publicidade, ainda são muito ‘dentro dos padrões’ para poderem representar a diversidade de corpos.” 42 relatos
  23. 23. REPRESENTAÇÕES
  24. 24. QUANTIDADE 71% julga negativa 28% julga positiva QUALIDADE 70% julga negativa 29% julga positiva REPRESENTAÇÕES GAYS “A falta de naturalidade de gays na publicidade é grande. Quando aparecer são sempre brancos, magros e ‘bonitos’.” 54 relatos
  25. 25. QUANTIDADE 96% julga negativa 3% julga positiva QUALIDADE 85% julga negativa 11% julga positiva REPRESENTAÇÕES LÉSBICAS “Vejo poucas lésbicas em comerciais, e geralmente não demonstram afetividade como os casais héteros, não aparecem como uma família (com filhos). Não lembro de nenhuma propaganda focada exclusivamente para esse público” 53 relatos
  26. 26. QUANTIDADE 90% julga negativa 3% julga positiva QUALIDADE 86% julga negativa 5% julga positiva REPRESENTAÇÕES BISSEXUAIS “Se bissexuais não têm representatividade dentro do próprio movimento LGBTQ, imagina se vai rolar na mídia! Risos nervosos.” 44 relatos
  27. 27. REPRESENTAÇÕES
  28. 28. COMO RESPONDEM ÀS REPRESENTAÇÕES
  29. 29. COMO RESPONDEM ÀS REPRESENTAÇÕES Publicidade preconceituosa ou ofensiva?
  30. 30. COMO REAGE O QUE FAZ CONTINUARIA COM A MARCA COMO RESPONDEM ÀS REPRESENTAÇÕES
  31. 31. E SE AGORA VOCÊ PUDESSE ME RESPONDER: QUEM É REPRESENTADO PELO SEU TRABALHO?
  32. 32. E VOCÊ? SE SENTE REPRESENTADO(A)? ME RESPONDE AQUI: http://goo.gl/lTjeBU
  33. 33. MUITO OBRIGADA! Linkedin: fefealves Email: monitore.falves@gmail.com PESQUISA: http://goo.gl/lTjeBU

×