ROMILDO SILVA COUTO
CEU Butantã (BUT)
SÃO PAULO – SP
FEVEREIRO / 2015
OBJETIVO
Destacar uma das teorias pedagógicas citadas
no texto “As Teorias Pedagógicas Modernas
Resignificadas pelo Debat...
TEMA ESCOLHIDO:
TEORIAS SOCIOCRÍTICAS:
A teoria curricular crítica
TEORIAS SOCIOCRÍTICAS
 A designação “sóciocrítica” está sendo utilizada para
ampliar o sentido de “crítica” e abranger te...
A Teoria Curricular Crítica
 Com características neomarxistas, acentua os fatores
sociais e culturais na construção do co...
CURRÍCULO
Quando se pensa um
currículo, é preciso começar
captando as “significações”
que os sujeitos fazem de si
mesmos e...
O QUE É CIBERCULTURA?
 A cibercultura é a cultura contemporânea estruturada
pelo uso das tecnologias digitais em rede nas...
“Atualmente, principalmente por conta da emergência das
tecnologias e dispositivos móveis, compreendemos a cibercultura
ca...
A importância da Cibercultura na
formação dos currículos
“Destacamos a importância de compreendermos os
fenômenos da cibercultura, suas potencialidades
comunicacionais e pedagógic...
Integrar a cibercultura ao currículo educacional faz-se
necessário, tendo em vista a crescente enxurrada de
tecnologias qu...
CONCLUSÃO
 Para que tenhamos uma educação de qualidade e que
obtenhamos o sucesso almejado, precisamos de um
currículo es...
REFERÊNCIAS
 LIBÂNIO, José Carlos. As teorias pedagógicas modernas
resiginificadas pelo debate contemporâneo na educação ...
Teorias sociocríticas e cibercultura romildo
Teorias sociocríticas e cibercultura romildo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teorias sociocríticas e cibercultura romildo

184 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre teorias sociocríticas de José Carlos Libâneo e a Cibercultura

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teorias sociocríticas e cibercultura romildo

  1. 1. ROMILDO SILVA COUTO CEU Butantã (BUT) SÃO PAULO – SP FEVEREIRO / 2015
  2. 2. OBJETIVO Destacar uma das teorias pedagógicas citadas no texto “As Teorias Pedagógicas Modernas Resignificadas pelo Debate Contemporâneo na Educação” de José Carlos Libâneo, no contexto da Cibercultura, ou seja, como essas tecnologias podem ser utilizadas na educação segundo a teoria pedagógica escolhida.
  3. 3. TEMA ESCOLHIDO: TEORIAS SOCIOCRÍTICAS: A teoria curricular crítica
  4. 4. TEORIAS SOCIOCRÍTICAS  A designação “sóciocrítica” está sendo utilizada para ampliar o sentido de “crítica” e abranger teorias e correntes que se desenvolvem a partir de referenciais marxistas ou neo-marxistas e mesmo, apenas, de inspiração marxista e que são, frequentemente, divergentes entre si principalmente quanto a premissas epistemológicas. As abordagens sociocríticas convergem na concepção de educação como compreensão da realidade para transformá-la, visando a construção de novas relações sociais para superação de desigualdades sociais e econômicas.
  5. 5. A Teoria Curricular Crítica  Com características neomarxistas, acentua os fatores sociais e culturais na construção do conhecimento, lidando com temas como cultura, ideologia, currículo oculto, linguagem, poder, multiculturalismo (Moreira & Silva, 1994). Tem origem explícita na Sociologia Critica inglesa e norte-americana. A teoria curricular crítica questiona como são construídos os saberes escolares, propõe analisar o saber particular de cada agrupamento de alunos, porque esse saber expressa certas maneiras de agir, de sentir, falar e ver o mundo.
  6. 6. CURRÍCULO Quando se pensa um currículo, é preciso começar captando as “significações” que os sujeitos fazem de si mesmos e dos outros através da experiência compartilhada de vivências, abrindo espaço para o currículo multicultural, currículo em rede, etc. Na esfera dos sistemas de ensino, leva a políticas de integração de minorias sociais, étnicas e culturais ao processo de escolarização, opondo-se à definição de currículos nacionais.
  7. 7. O QUE É CIBERCULTURA?  A cibercultura é a cultura contemporânea estruturada pelo uso das tecnologias digitais em rede nas esferas do ciberespaço e das cidades.
  8. 8. “Atualmente, principalmente por conta da emergência das tecnologias e dispositivos móveis, compreendemos a cibercultura cada vez mais como a cultura da e na interface entre o ciberespaço e as cidades...”
  9. 9. A importância da Cibercultura na formação dos currículos
  10. 10. “Destacamos a importância de compreendermos os fenômenos da cibercultura, suas potencialidades comunicacionais e pedagógicas para que possamos não só interagir com nossos estudantes, que são em sua maioria praticantes, como também para instituirmos currículos mais sintonizados com as culturas do nosso tempo.”
  11. 11. Integrar a cibercultura ao currículo educacional faz-se necessário, tendo em vista a crescente enxurrada de tecnologias que chega a cada dia ao nosso cotidiano. Nossos alunos nascem e se desenvolvem num mundo onde a tecnologia dita as regras, tanto para o mercado de trabalho quanto para as relações sociais.
  12. 12. CONCLUSÃO  Para que tenhamos uma educação de qualidade e que obtenhamos o sucesso almejado, precisamos de um currículo escolar onde se leve em conta a “bagagem” dos alunos, sua cultura, o meio onde ele vive, o contexto comunitário, a influência das tecnologias no cotidiano e levar em conta as desigualdades sociais no intuito de buscar alternativas para minimizar essas diferenças. Buscar integrar cultura “tradicional” com a cibercultura.
  13. 13. REFERÊNCIAS  LIBÂNIO, José Carlos. As teorias pedagógicas modernas resiginificadas pelo debate contemporâneo na educação - São Paulo: Alínea, 2005.

×