PRADARIAS  OU  PAMPAS
Área de ocorrência
<ul><li>Estão localizadas em praticamente todos os continentes, com maior ocorrência na América do Norte. E a pradaria bra...
 
<ul><li>Na América do Sul, as pradarias estão localizadas na Argentina, Uruguai e no estado do Rio Grande do Sul no Brasil...
<ul><li>Localiza-se no extremo sul brasileiro, á sudeste gaúcho. Segundo Ab’Saber Compreende uma extensão de 80.000km². As...
 
 
CARACTERISTICAS FÍSICAS DAS PRADARIAS
<ul><li>O relevo é baixo, com suaves ondulações (coxilhas:  colinas arredondadas e ricas em herbáceas e gramíneas)  e cobe...
 
<ul><li>O Solo é bem misto, existindo o paleossolo vermelho (predominância de ferro) e o paleossolo claro, que se diferenc...
Com terrenos superficialmente permeáveis, a região é coberta de uma vegetação herbácea, verde a leste e mais seca a  oeste...
<ul><li>O solo de brunizens, oriundo da decomposição de rochas sedimentares e ígneas, o que  possibilita o desenvolvimento...
 
<ul><li>clima é estabelecido por um clima subtropical com zonas temperadas úmidas e sub-úmidas. </li></ul><ul><li>Sua ampl...
<ul><li>Sua amplitude térmica alcança índices elevados, como em Uruguaiana, considera a mais alta do Brasil   </li></ul>
 
 
 
Drenagem
<ul><li>A drenagem existente é perene, e meândrica pela pouca declividade. Com rios de  grande  vazão, como:  Rio Uruguai,...
<ul><li>O baixo Jacuí caminha para o velho estuário do Guaíba e para a Lagoa dos patos   </li></ul>
o  Ibicuí segue para oeste, chegando ao médio Uruguai na fronteira da argentina .
Características biológicas:  Fauna e Flora
Com 178.243 quilômetros quadrados,o pampa cobre mais da metade do Rio Grande do Sul e dispõe de uma biodiversidade impress...
A vegetação predominante é de gramíneas, leguminosas e compostas, compondo uma paisagem homogênea.Entre as árvores de maio...
 
Ainda de acordo com Ambientebrasil, 2007, é um dos ecossistemas mais ricos em relação à biodiversidade de espécies animais...
Embora bastante utilizados como terras de cultivo, prestam-se muito à pastagem, permitindo a existência de uma pecuária mu...
“ O Pampa é visto como uma vegetação menos nobre porque apresenta campos naturais, áreas que sempre foram campo, com gramí...
Um grande problema tem assolado o sudoeste do Rio Grande do Sul, o processo de arenização dos solos, conhecido também como...
Esse processo é provocado, principalmente, pela atividade agropecuária extensiva que é exercida ao longo de décadas na reg...
Como a composição vegetativa do local é a pradarias e o solo possui características arenosas, esse se torna fácil de ser f...
Isso ocorre após a retirada da cobertura vegetal original para substituir por outras espécies, com fins comerciais, geralm...
A partir desses agravantes o solo é disseminado por meio das ações erosivas eólicas (vento) e das chuvas (pluvial). Como c...
 
O vento se encarrega de dispersar a areia formando dunas e expandindo a desertificação, nos dias atuais as manchas já atin...
 
Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão...
A única forma de salvar uma área desertificada é a plantação em larga escala de espécies ideais para combater a expansão d...
Domínios Morfoclimaticos
Esse processo é provocado, principalmente, pela atividade agropecuária extensiva que é exercida ao longo de décadas na reg...
Como a composição vegetativa do local é a pradarias e o solo possui características arenosas, esse se torna fácil de ser f...
Isso ocorre após a retirada da cobertura vegetal original para substituir por outras espécies, com fins comerciais, geralm...
A partir desses agravantes o solo é disseminado por meio das ações erosivas eólicas (vento) e das chuvas (pluvial). Como c...
 
O vento se encarrega de dispersar a areia formando dunas e expandindo a desertificação, nos dias atuais as manchas já atin...
 
Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão...
A única forma de salvar uma área desertificada é a plantação em larga escala de espécies ideais para combater a expansão d...
ATIVIDADES ECONOMICAS  DA PRADARIA
<ul><li>Faixas de Transições   </li></ul><ul><li>Encontrados entre os vários domínios morfoclimáticos brasileiros, as faix...
Fonte: IBGE - Ministério do Meio Ambiente, 2004     8.514.877 Área total do Brasil 1,76% 150.355 Bioma Pantanal 2,07% (05)...
<ul><li>Devido à riqueza do solo, as áreas cultivadas do Sul se expandiram rapidamente Os campos são amplamente utilizados...
Pecuária No sul são criados cerca de 18% dos bovinos do Brasil e 60% dos ovinos.  Os campos do Sul têm uma ótima pastagem ...
<ul><li>Imagem típica do Pampa: com pequeno relevo e seco  </li></ul>
Essa é uma imagem do bioma pampas, que mostra como ele é .
DEGRADACAO SOCIO AMBIENTAL <ul><li>O domínio morfoclimático das Pradarias detém importantes reservas biológicas, como a do...
<ul><li>A  voçoroca ,  boçoroca  ou  ravina  é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão...
<ul><li>As queimadas naturais, geralmente de ocorrência anual, são inclusive benéficas para as gramíneas uma vez que elimi...
integrantes e representantes de diferentes movimentos sociais, protestam salveopampa.blogspot.com/2008/10/barganha-pol...
Fim
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Panpas ou pradarias

36.159 visualizações

Publicada em

1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
36.159
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
475
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Panpas ou pradarias

  1. 1. PRADARIAS OU PAMPAS
  2. 2. Área de ocorrência
  3. 3. <ul><li>Estão localizadas em praticamente todos os continentes, com maior ocorrência na América do Norte. E a pradaria brasileira é o pampa gaúcho. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>Na América do Sul, as pradarias estão localizadas na Argentina, Uruguai e no estado do Rio Grande do Sul no Brasil. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Localiza-se no extremo sul brasileiro, á sudeste gaúcho. Segundo Ab’Saber Compreende uma extensão de 80.000km². As principais cidades de abrangência são: Uruguaiana, Bagé, Alegrete, </li></ul><ul><li>Itaqui e Rosário do sul. </li></ul>
  6. 9. CARACTERISTICAS FÍSICAS DAS PRADARIAS
  7. 10. <ul><li>O relevo é baixo, com suaves ondulações (coxilhas: colinas arredondadas e ricas em herbáceas e gramíneas) e coberto pela vegetação herbácea das pradarias (campos), e das matas-galerias nas margens dos rios. </li></ul>Relevo
  8. 12. <ul><li>O Solo é bem misto, existindo o paleossolo vermelho (predominância de ferro) e o paleossolo claro, que se diferencia bem e não se iguala a nenhuma das outras regiões morfoclimáticas. </li></ul><ul><li>É também denominado um solo jovem. </li></ul><ul><li>É oriundo da decomposição de rochas sedimentares e ígneas . </li></ul>Solos
  9. 13. Com terrenos superficialmente permeáveis, a região é coberta de uma vegetação herbácea, verde a leste e mais seca a oeste, o que determina a divisão em pampas secos e úmidos. O solo consiste sobretudo de areia fina, argila e sedimentos trazidos pelos rios ou pelas tempestades de areia vindas do oeste.
  10. 14. <ul><li>O solo de brunizens, oriundo da decomposição de rochas sedimentares e ígneas, o que possibilita o desenvolvimento da agricultura e principalmente da pecuária bovina semi-extensiva. </li></ul><ul><li>De modo geral possui bons solos, e esses solos podem ser assim classificados: </li></ul><ul><li>De origem granítica, ao norte e ao sul da depressão central. </li></ul><ul><li>Oriundo de rochas eruptivas. </li></ul><ul><li>Solos de origem arenítica. </li></ul>
  11. 16. <ul><li>clima é estabelecido por um clima subtropical com zonas temperadas úmidas e sub-úmidas. </li></ul><ul><li>Sua amplitude térmica alcança índices elevados, como em Uruguaiana, considera a mais alta do Brasil , com chuvas bem distribuídas durante o ano todo. </li></ul>clima
  12. 17. <ul><li>Sua amplitude térmica alcança índices elevados, como em Uruguaiana, considera a mais alta do Brasil </li></ul>
  13. 21. Drenagem
  14. 22. <ul><li>A drenagem existente é perene, e meândrica pela pouca declividade. Com rios de grande vazão, como: Rio Uruguai, Rio Ibicuí e o Rio Santa Maria. Que pertencem à bacia do rio Uruguai. </li></ul>
  15. 23. <ul><li>O baixo Jacuí caminha para o velho estuário do Guaíba e para a Lagoa dos patos </li></ul>
  16. 24. o Ibicuí segue para oeste, chegando ao médio Uruguai na fronteira da argentina .
  17. 25. Características biológicas: Fauna e Flora
  18. 26. Com 178.243 quilômetros quadrados,o pampa cobre mais da metade do Rio Grande do Sul e dispõe de uma biodiversidade impressionante: somente em sua porção brasileira ocorrem cerca de três mil espécies de plantas, sendo que só gramíneas são 450 espécies, mais 150 de leguminosas, 70 tipos de cactos, 385 de aves e 90 de mamíferos, conforme levantamentos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  19. 27. A vegetação predominante é de gramíneas, leguminosas e compostas, compondo uma paisagem homogênea.Entre as árvores de maior porte, que são fornecedoras de madeira, temos o louro-pardo, o cedro, a cabreúva, a grápia, a guajuvira, a caroba, a canafístula, a bracatinga, a unha-de-gato, o pau-de-leite, a canjerana, o guatambu, a timbaúva, o angico-vermelho, entre outras espécies características como a palmeira-anã ( Diplothemium   campestre ). Os campos sulinos possuem uma diversidade de mais de 515 espécies.(Ambientebrasil, 2007).
  20. 29. Ainda de acordo com Ambientebrasil, 2007, é um dos ecossistemas mais ricos em relação à biodiversidade de espécies animais, contando com espécies endêmicas, raras, ameaçadas de extinção, espécies migratórias, cinegéticas e de interesse econômico dos campos sulinos.Entre os mamíferos, 39% também são endêmicos, o mesmo ocorrendo com a maioria das borboletas, dos répteis, dos anfíbios e das aves nativas. Siriema, ave facilmente encontrada nos pampas. (Fonte  www.flickr.com/photos/elielfj/3102637526/ )
  21. 30. Embora bastante utilizados como terras de cultivo, prestam-se muito à pastagem, permitindo a existência de uma pecuária muito desenvolvida. Pampas Sulinos, destacando a presença de uma vegetação homogênea  e a utilização deste bioma como pastagem (Fonte: SAVE- Brasil, 2007).
  22. 31. “ O Pampa é visto como uma vegetação menos nobre porque apresenta campos naturais, áreas que sempre foram campo, com gramíneas e outras formas de vegetação não lenhosa. Se apenas protegermos as florestas, nunca entenderemos como é a ecologia das espécies de hábito campestre”, Heinrich Hasenack, professor do Laboratório de Geoprocessamento do Centro de Ecologia da UFRGS, que foi responsável pelo mapeamento do pampa gaúcho.
  23. 32. Um grande problema tem assolado o sudoeste do Rio Grande do Sul, o processo de arenização dos solos, conhecido também como desertificação. PERSPECTIVAS FUTURAS
  24. 33. Esse processo é provocado, principalmente, pela atividade agropecuária extensiva que é exercida ao longo de décadas na região.
  25. 34. Como a composição vegetativa do local é a pradarias e o solo possui características arenosas, esse se torna fácil de ser fragmentado.
  26. 35. Isso ocorre após a retirada da cobertura vegetal original para substituir por outras espécies, com fins comerciais, geralmente monoculturas (cultivo de uma única cultura em grandes extensões de terra), ou mesmo para o plantio de pastagens para a produção pastoril.
  27. 36. A partir desses agravantes o solo é disseminado por meio das ações erosivas eólicas (vento) e das chuvas (pluvial). Como chove praticamente o ano todo no local, as enxurradas aceleram o processo gerando imensas erosões, denominadas de voçorocas,
  28. 38. O vento se encarrega de dispersar a areia formando dunas e expandindo a desertificação, nos dias atuais as manchas já atingem, aproximadamente, quatro mil hectares. Areais
  29. 40. Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão estar alerta, para que esse processo erosivo tenha um fim antes que torne todas as pradarias num imenso deserto.
  30. 41. A única forma de salvar uma área desertificada é a plantação em larga escala de espécies ideais para combater a expansão do deserto e promover a volta da produtividade da terra.
  31. 42. Domínios Morfoclimaticos
  32. 43. Esse processo é provocado, principalmente, pela atividade agropecuária extensiva que é exercida ao longo de décadas na região.
  33. 44. Como a composição vegetativa do local é a pradarias e o solo possui características arenosas, esse se torna fácil de ser fragmentado.
  34. 45. Isso ocorre após a retirada da cobertura vegetal original para substituir por outras espécies, com fins comerciais, geralmente monoculturas (cultivo de uma única cultura em grandes extensões de terra), ou mesmo para o plantio de pastagens para a produção pastoril.
  35. 46. A partir desses agravantes o solo é disseminado por meio das ações erosivas eólicas (vento) e das chuvas (pluvial). Como chove praticamente o ano todo no local, as enxurradas aceleram o processo gerando imensas erosões, denominadas de voçorocas,
  36. 48. O vento se encarrega de dispersar a areia formando dunas e expandindo a desertificação, nos dias atuais as manchas já atingem, aproximadamente, quatro mil hectares. Areais
  37. 50. Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão estar alerta, para que esse processo erosivo tenha um fim antes que torne todas as pradarias num imenso deserto.
  38. 51. A única forma de salvar uma área desertificada é a plantação em larga escala de espécies ideais para combater a expansão do deserto e promover a volta da produtividade da terra.
  39. 52. ATIVIDADES ECONOMICAS DA PRADARIA
  40. 53. <ul><li>Faixas de Transições </li></ul><ul><li>Encontrados entre os vários domínios morfoclimáticos brasileiros, as faixas de transições são: as Zonas dos Cocais, a Zona Costeira, o Agreste, o Meio-Norte, as Pradarias, o Pantanal e as Dunas. Espalhadas por todo o território nacional, constituem importantes áreas ambientais e econômicas. </li></ul>
  41. 54. Fonte: IBGE - Ministério do Meio Ambiente, 2004     8.514.877 Área total do Brasil 1,76% 150.355 Bioma Pantanal 2,07% (05) 176.496 Bioma Pampa 9,92% 844.453 Bioma Caatinga 13,04% 1.110.182 Bioma Mata Atlântica 23,92% 2.036.448 Bioma Cerrado 49,29% 4.196.943 Bioma Amazônia Área /total Brasil Área aproximada (km2) Biomas continentais brasileiros
  42. 55. <ul><li>Devido à riqueza do solo, as áreas cultivadas do Sul se expandiram rapidamente Os campos são amplamente utilizados para a produção de arroz, milho, trigo e soja. </li></ul><ul><li>A criação de ovelhas também faz parte da cultura local. </li></ul><ul><li>A pecuária extensiva é a principal atividade econômica O sistema extensivo de criação de gado de corte adota algumas benfeitorias semelhantes àquelas usadas na criação de gado de leite, como curral de manobra, cercas para pastos ou piquetes, cochos e bebedouros. </li></ul><ul><li>Alguns criadores de gado misto (de corte e leite) pelo sistema extensivo adotam os mesmos tipos de benfeitorias usadas na criação de gado leiteiro no sistema extensivo . </li></ul>
  43. 56. Pecuária No sul são criados cerca de 18% dos bovinos do Brasil e 60% dos ovinos. Os campos do Sul têm uma ótima pastagem natural para criação de gado desenvolvendo a pecuária extensiva
  44. 57. <ul><li>Imagem típica do Pampa: com pequeno relevo e seco </li></ul>
  45. 58. Essa é uma imagem do bioma pampas, que mostra como ele é .
  46. 59. DEGRADACAO SOCIO AMBIENTAL <ul><li>O domínio morfoclimático das Pradarias detém importantes reservas biológicas, como a do Parque Estadual do Espinilho (Uruguaiana e Barra do Quarai) e a Reserva Biológica de Donato (São Borja). </li></ul><ul><li>As condições ambientais atuais fora desses parques, são muito preocupantes. Com o início da formação de um deserto que tende a crescer anualmente, essa região está sendo foco de muitos estudos e projetos para estagnar esse processo. </li></ul><ul><li>Devido ao mau uso da terra pelo homem, como a monocultura e as queimadas, essas darão origem as ravinas,que por sua vez farão surgir às voçorocas. Como o solo é muito arenoso e a morfologia do relevo é levemente ondulado, rapidamente os montantes de areia espalham-se na região ocasionados pela ação eólica. </li></ul><ul><li>Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão estar alerta, para que esse processo erosivo tenha um fim antes que torne toda as pradarias num imenso deserto. </li></ul>
  47. 60. <ul><li>A voçoroca , boçoroca ou ravina é um fenômeno geológico que consiste na formação de grandes buracos de erosão, causados pela chuva e intempéries, em solos onde a vegetação é escassa e não mais protege o solo, que fica cascalhento e suscetível de carregamento por enxurradas. </li></ul>Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
  48. 61. <ul><li>As queimadas naturais, geralmente de ocorrência anual, são inclusive benéficas para as gramíneas uma vez que eliminam a quantidade excedente de matéria orgânica e possibilita a renovação do substrato. </li></ul><ul><li>Entretanto, a utilização dessas regiões para a atividade agropecuária mal conduzida, a monocultura e as queimadas criminosas, que não dão tempo para a recuperação das gramíneas, estão destruindo as pradarias e transformando-as em desertos. Outra ameaça às pradarias, disfarçada de boas intenções, são os “florestamentos”.Empresas ou pessoas interessadas no cultivo de árvores para produção de celulose ou outros fins alegam que as pradarias são um tipo de vegetação secundária que aparece em locais onde a vegetação original, pretensamente florestas, foi degradada. Com isso, tentam justificar a transformação das pradarias em “florestas plantadas” geralmente com espécies exóticas e não raro, de apenas uma determinada espécie (monocultura), causando enormes perdas ambientais. </li></ul>
  49. 62. integrantes e representantes de diferentes movimentos sociais, protestam salveopampa.blogspot.com/2008/10/barganha-pol...
  50. 63. Fim

×