Climatologia 2008

11.134 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.134
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.912
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
825
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Climatologia 2008

  1. 2. Tempo: são as condições atmosféricas de um determinado lugar em um dado momento Clima: a sucessão habitual dos tipos de tempo num determinado lugar da superfície terrestre por, no mínimo, 30 anos.
  2. 3. Dinâmica Climática
  3. 4. Elementos Climáticos
  4. 5. Fatores Climáticos <ul><li>Latitude </li></ul><ul><li>Altitude </li></ul><ul><li>Correntes Marítimas </li></ul><ul><li>Massas de Ar </li></ul><ul><li>Maritimidade / Continentalidade </li></ul>
  5. 6. Latitude
  6. 7. Latitude
  7. 8. Albedo Medida da quantidade de radiação solar refletida por um corpo ou uma superfície
  8. 9. <ul><li>A altitude exerce grande influência sobre a temperatura. O calor é irradiado para &quot;cima&quot; e a atmosfera aquece-se por irradiação. Quanto maior a altitude, mais rarefeito torna-se o ar, ocorrendo também menor irradiação e, por conseqüência, menores temperaturas. O contrário ocorre em altitudes baixas </li></ul>
  9. 10. Altitude
  10. 11. Correntes Marítimas São massas de água que circulam pelo oceano. Tem suas próprias condições de temperatura e pressão. Tem grande influência sobre o clima. As correntes quentes do Brasil determinam muita umidade, pois a ela estão associadas massas de ar quente e úmido que provocam grande quantidade de chuva.
  11. 12. Massas de Ar <ul><li>Porções gasosas com temperatura e pressão definidas que circulam na troposfera. </li></ul>
  12. 13. Massas de Ar As massas de ar que atuam no Brasil e suas características Sigla Nomenclatura Característica Principal local de atuação mTa Massa Tropical atlântica Quente e úmida Litoral do nordeste e sudeste mTc Massa Tropical continental Quente e seca Centro-Oeste mEc Massa Equatorial continental Quente e úmida Região norte mEa Massa Equatorial atlântica Quente e úmida Litoral região norte mPa Massa Polar atlântica Fria e úmida No inverno atinge todo o território brasileiro
  13. 14. VERÃO INVERNO
  14. 15. Maritimidade / Continentalidade <ul><li>A proximidade de grandes quantidades de água exerce influência na temperatura. A água demora a se aquecer, enquanto os continentes se aquecem rapidamente. Por outro lado, ao contrário dos continentes, a água demora irradiar a energia absorvida. Por isso, o hemisfério Norte tem invernos mais rigorosos e verões mais quentes, devido à quantidade de terras emersas ser maior, ou seja, sofrer influência da continentalidade. </li></ul>
  15. 19. Tipos de Chuva
  16. 26. <ul><li>O vento é o ar em movimento e resulta do deslocamento de massas de ar, derivado dos efeitos das diferenças de pressão atmosférica entre duas regiões distintas. </li></ul><ul><li>Ao deslocarem-se (das altas para as baixas pressões), os ventos são desviados da sua trajetória. Chama-se a este desvio o Efeito de Coriólis. Se os ventos se deslocarem no hemisfério Norte, sofrem um desvio para a direita. Se os ventos se deslocarem no hemisfério Sul, sofrem um desvio para a esquerda. </li></ul>
  17. 27. Efeito de Coriolis
  18. 28. Circulação Geral da Atmosfera
  19. 29. Circulação Geral da Atmosfera
  20. 30. Ventos Perigosos...
  21. 31. Ciclone: é o nome genérico para ventos circulares como tufão, furacão, tornado e willy-willy. Caracteriza-se por uma tempestade violenta que ocorre em regiões tropicais ou subtropicais, produzida por grandes massas de ar em alta velocidade de rotação. Os ventos os superam 50 km/h.
  22. 33. Furacão: vento circular forte, com velocidade igual ou superior a 108 km/h. Os furacões são os ciclones que surgem no mar do Caribe (oceano Atlântico) ou nos EUA. Os ventos precisam ter mais de 119 km/h para uma tempestade ser considerada um furacão. Giram no sentido horário (no hemisfério Sul) ou anti-horário (no hemisfério Norte), e medem de 200 km a 400 km de diâmetro. Sua curva se assemelha a uma parabólica.
  23. 35. <ul><li>Tufão : é o nome que se dá aos ciclones formados no sul da Ásia e na parte ocidental do oceano Índico, entre julho e outubro. É o mesmo que furacão, só que na região equatorial do Oceano Pacífico. Os tufões surgem no mar da China e atingem o Leste Asiático. </li></ul>
  24. 36. <ul><li>Tornado : é o mais forte dos fenômenos meteorológicos, menor e mais intenso que os demais tipos de ciclone. Com alto poder de destruição, atinge até 490 km/h de velocidade no centro do cone. Produz fortes redemoinhos e eleva poeira. Forma-se entre 10 e 30 minutos e tem, no máximo, 10 km de diâmetro. O tornado é menor e em geral mais breve que o furacão, e ocorre em zonas temperadas do hemisfério Norte. </li></ul>

×