Material 01 aula_01_auditoria_reg

579 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
579
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Material 01 aula_01_auditoria_reg

  1. 1. 27/02/2012 1 AUDITORIA Aspectos Gerais. Ética Profissional. Normas de Auditoria. Auditoria Interna. Conceito, Objetivos, Responsabilidades, Funções, Atribuições. Conceito • È um conjunto de exames, devidamente estruturado, aplicado por profissional competente,que visa a obtenção de informações que servirão de base para a emissão da opinião sobre algo, mediante um confronto entre o planejado e o executado. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  2. 2. 27/02/2012 2 Modalidades de auditoria • Pública ou governamental • Interna • Independente ou contábil • Tributária ou fiscal Princípios éticos Integridade Objetividade Competência e zelo profissional Confidencialidade Conduta profissional CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  3. 3. 27/02/2012 3 Integridade • A integridade constitui o valor central de um código de ética. • A integridade pode ser medida em função do que é correto e justo. • A integralidade esta diretamente relacionada com a moralidade, com o que é justo. Objetividade • O auditor não pode fugir do objetivo dos trabalhos. • Deve respeitar as normas de auditoria. • As conclusões contidas nos relatórios devem basear-se exclusivamente nas provas obtidas. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  4. 4. 27/02/2012 4 Competência e zelo profissional Competência = conhecimento Zelo = cuidado • O auditor deve manter-se atualizado. • Não deve executar trabalhos para os quais não possua competência. • Deve trabalhar com imparcialidade e com profissionalismo Confidencialidade • O auditor deve manter sigilo sobre as informações obtidas na empresa durante o seu trabalho, podendo somente divulgar algo quando autorizado por escrito pela administração da empresa, limitando as informações que serão fornecidas para os Conselhos Federal e Regional, à CVM e para o auditor que lhe sucederá nos trabalhos. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  5. 5. 27/02/2012 5 Confidencialidade • O auditor deve manter o sigilo nas seguintes relações: - Com a auditada - Com outro auditor - Com organismos fiscalizadores - Com a sociedade em geral O sigilo não precisa ser respeitado na relação com a justiça. Confidencialidade • O auditor, desde que autorizado pela administração da entidade auditada, quando solicitado, por escrito e fundamentadamente, pelo CFC e CRC, bem como pelos órgãos reguladores e fiscalizadores de atividades específicas, quando o trabalho for realizado em entidades sujeitas ao controle daqueles organismos, deve exibir as informações obtidas durante o seu trabalho. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  6. 6. 27/02/2012 6 Confidencialidade • O auditor, quando previamente autorizado, por escrito, pela entidade auditada, deverá fornecer as informações que forem julgadas necessárias ao trabalho do auditor independente que o suceder, as quais serviram de base para emissão do último relatório de auditoria por ele emitido. Conduta profissional • O auditor deve trabalhar com responsabilidade quanto suas ações e atitudes. • O auditor deve evitar conflito de interesses. • O auditor não deverá utilizar informações recebidas no desempenho de suas obrigações como meio para obtenção de benefícios pessoais. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  7. 7. 27/02/2012 7 Auditoria Independente • NBC TA 200 – OBJETIVOS GERAIS DO AUDITOR INDEPENDENTE E A CONDUÇÃO DE UMA AUDITORIA EM CONFORMIDADE COM NORMAS DE AUDITORIA Auditoria Independente • A NBC TA 200 trata das responsabilidades gerais do auditor independente na condução de uma auditoria de demonstrações contábeis em conformidade com NBC TAs. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  8. 8. 27/02/2012 8 Auditoria Independente • As NBC TAs são escritas no contexto de uma auditoria de demonstrações contábeis por um auditor. • Elas devem ser adaptadas conforme o necessário nas circunstâncias quando aplicadas a auditorias de outras informações. • É responsabilidade do auditor garantir cumprimento com todas as obrigações legais, regulatórias e profissionais. Auditoria Interna • A Resolução CFC n.º 1.329/11 alterou a sigla e a numeração da norma de auditoria interna de NBC T 12 para NBC TI 01. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  9. 9. 27/02/2012 9 Auditoria Interna • Conceito compreende os exames, análises, avaliações, levantamentos e comprovações, metodologicamente estruturados para a avaliação da integridade, adequação, eficácia, eficiência e economicidade dos processos, dos sistemas de informações e de controles internos integrados ao ambiente e de gerenciamento de riscos. Auditoria Interna • Conceitualmente podemos entender que a Auditoria Interna é uma atividade de avaliação fianceira-operacional e de assessoramento da administração, voltada para o exame e verificação da adequação, eficiência e eficácia dos sistemas de controle interno, bem como da qualidade do das informações e do desempenho das áreas em relação às atribuições e aos planos, metas, objetivos e políticas definidos pela administração. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  10. 10. 27/02/2012 10 Auditoria Interna • Objeto Processos e procedimentos internos, sistema de controle interno, sistema de informação, programa de gerenciamento de risco. Auditoria Interna • Objetivo Assessorar a administração no atingimento dos objetivos por meio de levantamentos, análises, comprovações, informações e pareceres CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  11. 11. 27/02/2012 11 Auditoria Interna • Finalidade Agregar valor ao resultado da organização, apresentando subsídios para o aperfeiçoamento dos processos, da gestão e dos controles internos, por meio da recomendação de soluções para as não-conformidades apontadas nos relatórios. Auditoria Interna • O campo de atuação da Auditoria Interna estende-se por todos os serviços, programas, operações e controles existentes na entidade. • As atividades da função de auditoria interna podem incluir um ou mais dos itens a seguir: CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  12. 12. 27/02/2012 12 Auditoria Interna a) Monitoramento do controle interno b) Exame das informações contábeis e operacionais c) Revisão das atividades operacionais d) Revisão da conformidade com leis e regulamentos e) Gestão de risco f) Governança Auditoria Interna funções • Monitoramento do controle interno A função de auditoria interna pode receber responsabilidades específicas de revisão dos controles, monitoramento de sua operação e recomendação de melhorias nos mesmos. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  13. 13. 27/02/2012 13 Auditoria Interna funções • Exame das informações contábeis e operacionais A função de auditoria interna pode ser responsável por revisar os meios usados para identificar, mensurar, classificar e reportar informações contábeis e operacionais e fazer indagações específicas sobre itens individuais, incluindo o teste detalhado de transações, saldos e procedimentos. Auditoria Interna funções • Revisão das atividades operacionais A função de auditoria interna pode ser responsável por revisar a economia, eficiência e eficácia das atividades operacionais, incluindo as atividades não financeiras de uma entidade CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  14. 14. 27/02/2012 14 Auditoria Interna funções • Revisão da conformidade com leis e regulamentos A função de auditoria interna pode ser responsável por revisar a conformidade com leis, regulamentos e outros requerimentos externos e com políticas e normas da administração e outros requerimentos internos. Auditoria Interna funções • Gestão de risco A função de auditoria interna pode ajudar a organização mediante a identificação e avaliação das exposições significativas a riscos e a contribuição para a melhoria da gestão de risco e dos sistemas de controle. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  15. 15. 27/02/2012 15 Auditoria Interna funções • Governança A função de auditoria interna pode avaliar o processo de governança quanto à realização de seus objetivos de ética e valores, administração de desempenho e prestação de contas, comunicando informações sobre risco e controle para as áreas adequadas da organização, e da eficácia da comunicação entre as pessoas responsáveis pela governança, os auditores internos e independentes e a administração. Auditoria Interna independência Possui independência parcial, pois deve atender as expectativas externadas pela administração quanto ao seu trabalho Na execução dos trabalhos deve ter independência total, ou seja, tem autonomia profissional CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  16. 16. 27/02/2012 16 Auditoria Interna obrigatoriedade a) Instituições financeiras b) Seguradoras c) Fundos de pensão d) Entidades da administração federal indireta Auditoria Interna planejamento • O planejamento do trabalho da Auditoria Interna compreende os exames preliminares das áreas, atividades, produtos e processos, para definir a amplitude e a época do trabalho a ser realizado, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela administração da entidade. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  17. 17. 27/02/2012 17 Auditoria Interna planejamento • O planejamento deve ser documentado e os programas de trabalho formalmente preparados, detalhando-se o que for necessário à compreensão dos procedimentos que serão aplicados, em termos de natureza, oportunidade, extensão, equipe técnica e uso de especialistas. Auditoria Interna planejamento • A principal diferença do planejamento para o programa de trabalho é que o programa é específico, aborda um assunto, uma transação ou um saldo enquanto que o planejamento representa uma diretriz geral, é mais abrangente. Quando o auditor está executando o seu trabalho de campo ele está aplicando o programa de auditoria, que está previsto no planejamento inicial. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  18. 18. 27/02/2012 18 Auditoria Interna planejamento • O planejamento deve considerar os fatores relevantes na execução dos trabalhos, especialmente os seguintes: a) O conhecimento detalhado das atividades operacionais e dos sistemas contábil e de controles internos e seu grau de confiabilidade da entidade; b) O conhecimento detalhado da política e dos instrumentos de gestão de riscos da entidade; c) A natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos de auditoria interna a serem aplicados, alinhados com a política de gestão de riscos da entidade; Auditoria Interna planejamento d) A existência de entidades associadas, filiais e partes relacionadas que estejam no âmbito dos trabalhos da Auditoria Interna; e) O uso do trabalho de especialistas; f) O risco de auditoria quer pelo volume ou complexidade das transações e operações; g) O conhecimento do resultado e das providências tomadas em relação a trabalhos anteriores, semelhantes ou relacionados; h) As orientações e expectativas externadas pela administração aos auditores internos; e i) Conhecimento da Missão e Objetivos Estratégicos da entidade. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  19. 19. 27/02/2012 19 Auditoria Interna risco de auditoria • A análise dos riscos da Auditoria Interna deve ser feita na fase de planejamento dos trabalhos; estão relacionados à possibilidade de não se atingir, de forma satisfatória, o objetivo dos trabalhos. Auditoria Interna risco de auditoria Na análise dos “RA” devem ser considerados, principalmente, os seguintes aspectos: a) a verificação e a comunicação de eventuais limitações ao alcance dos procedimentos da Auditoria Interna, a serem aplicados, considerando o volume ou a complexidade das transações e das operações; b) a extensão da responsabilidade do auditor interno no uso dos trabalhos de especialistas. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  20. 20. 27/02/2012 20 Auditoria Interna procedimentos de auditoria • Os procedimentos da Auditoria Interna constituem exames e investigações, incluindo testes de observância e testes substantivos, que permitem ao auditor interno obter subsídios suficientes para fundamentar suas conclusões e recomendações à administração da entidade. Auditoria Interna procedimentos de auditoria • Os testes de observância visam à obtenção de razoável segurança de que os controles internos estabelecidos pela administração estão em efetivo funcionamento, inclusive quanto ao seu cumprimento pelos funcionários e administradores da entidade. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  21. 21. 27/02/2012 21 Auditoria Interna procedimentos de auditoria • Os testes substantivos visam à obtenção de evidência quanto à suficiência, exatidão e validade dos dados produzidos pelos sistemas de informação da entidade. Auditoria Interna procedimentos de auditoria • Na aplicação dos testes de observância devem ser considerados os seguintes procedimentos: a) inspeção – verificação de registros, documentos e ativos tangíveis; b) observação – acompanhamento de processo ou procedimento quando de sua execução; e c) investigação e confirmação – obtenção de informações perante pessoas físicas ou jurídicas conhecedoras das transações e das operações, dentro ou fora da entidade. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  22. 22. 27/02/2012 22 Auditoria Interna procedimentos de auditoria • Partindo dos conceitos apresentados e da prática da auditoria é importante entender que o auditor interno aplica na essência do seu trabalho os testes de observância; a própria norma de auditoria interna destaca que “ao aplicar os testes de observância o auditor interno deve considerar os seguintes procedimentos”. Auditoria Interna procedimentos de auditoria • Entendo que o auditor interno deve aplicar os testes de observância devido ao objetivo do seu trabalho, que é assessorar a administração; já que os testes substantivos visam confirmar se as coisas estão certas; enquanto que o teste de observância visa verificar se as coisas estão sendo feitas corretamente. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  23. 23. 27/02/2012 23 Auditoria interna evidências • As informações que fundamentam os resultados da Auditoria Interna são denominadas de “evidências”, que devem ser suficientes, fidedignas, relevantes e úteis, de modo a fornecer base sólida para as conclusões e recomendações à administração da entidade. Auditoria interna evidências a) a informação suficiente é aquela que é factual e convincente, de tal forma que uma pessoa prudente e informada possa entendê-la da mesma forma que o auditor interno; b) a informação adequada é aquela que, sendo confiável, propicia a melhor evidência alcançável, por meio do uso apropriado das técnicas de Auditoria Interna; c) a informação relevante é a que dá suporte às conclusões e às recomendações da Auditoria Interna; d) a informação útil é a que auxilia a entidade a atingir suas metas. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  24. 24. 27/02/2012 24 Auditoria interna evidências • As evidências são informações obtidas durante os trabalhos de auditoria, através de observações, inspeções, entrevistas, exames de registros, etc. • Constituem a prova que a auditoria precisa obter, ou seja, algo relevante, confiável e possível que auxiliará o auditor na formação de opiniões e conclusões. Auditoria interna evidências • As fontes de informação que o auditor utilizou para embasar a sua evidência podem ser primárias ou secundárias. a) As fontes primárias são aquelas nas quais a equipe tem controle sobre a forma de coleta dos dados. Por exemplo, entrevistas, circularização, observação direta e anotações originárias de uma visita da equipe às instalações da empresa. b) As fontes secundárias são aquelas coletadas e sistematizadas por outros, como, por exemplo: Registros contábeis e administrativos, em papel ou em meio magnético; legislação, normas ou procedimentos; documentos oficiais, como notas fiscais, memorandos, ofícios, inventários. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  25. 25. 27/02/2012 25 Auditoria Interna características  A auditoria deve ser estruturada e formalizada em “PT” Os papéis de trabalho podem ser elaborados em meio físico ou eletrônico, e devem ser organizados e arquivados de forma sistemática e racional. Os PT constituem documentos e registros dos fatos, informações e provas obtidas no curso da auditoria, a fim de evidenciar os exames realizados e dar suporte à sua opinião, críticas, sugestões e recomendações. Devem ter abrangência e grau de detalhe suficientes para propiciarem a compreensão do planejamento, da natureza, da oportunidade e da extensão dos procedimentos de Auditoria Interna aplicados, bem como do julgamento exercido e do suporte das conclusões alcançadas. Análises, demonstrações ou quaisquer outros documentos devem ter sua integridade verificada sempre que forem anexados aos papéis de trabalho. Auditoria Interna  Surgiu da necessidade de um acompanhamento mais profundo e permanente sobre as ações e processos internos  Avalia a adequação e eficiência dos controles estabelecidos pela administração  Analisa a integridade e confiabilidade das informações e registros apresentados  Apresenta sugestões para correção de problemas organizacionais CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  26. 26. 27/02/2012 26 Auditoria Interna  Deve ter na equipe um profissional com conhecimento em PED A utilização de processamento eletrônico de dados pela entidade requer que exista, na equipe de Auditoria Interna, profissional com conhecimento suficiente sobre a tecnologia da informação e os sistemas de informação utilizados O uso de técnicas de Auditoria Interna que demandem o emprego de recursos tecnológicos de processamento de informações requer que exista na equipe de Auditoria Interna profissional com conhecimento suficiente de forma a implementar os próprios procedimentos ou, se for o caso, orientar, supervisionar e revisar os trabalhos de especialistas. Auditoria Interna  Pode utilizar amostragem como forma de seleção dos itens que serão examinados Ao determinar a extensão de um teste de auditoria ou método de seleção de itens a serem testados, podem ser empregadas técnicas de amostragem. Ao usar método de amostragem, estatística ou não, deve ser projetada e selecionada uma amostra que possa proporcionar evidência de auditoria suficiente e apropriada. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  27. 27. 27/02/2012 27 Auditoria Interna  Deve adotar procedimentos para assegurar se as contingências ativas e passivas relevantes estão identificadas e são de conhecimento da “ADM” Contingências ativas e passivas são decorrentes de processos judiciais e extrajudiciais, reivindicações e reclamações, bem como de lançamentos de tributos e de contribuições em disputa. Auditoria Interna  Deve manter sigilo sobre as informações obtidas, mesmo após o vínculo com a empresa  Elabora o PAAAint, que deve ser aprovado pela administração  Presta apoio ao conselho fiscal quando solicitado  Acompanha o cumprimento das recomendações decorrentes de trabalhos de auditorias externa  Deve estar vinculado a mais alta “ADM”  O auditor interno pode ser um contador CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  28. 28. 27/02/2012 28 Auditoria Interna  Deve assessorar a administração na prevenção de fraudes e erros a) O termo “fraude” aplica-se a ato intencional de omissão e/ou manipulação de transações e operações, adulteração de documentos, registros, relatórios, informações e demonstrações contábeis, tanto em termos físicos quanto monetários. b) O termo “erro” aplica-se a ato não-intencional de omissão, desatenção, desconhecimento ou má interpretação de fatos na elaboração de registros, informações e demonstrações contábeis, bem como de transações e operações da entidade, tanto em termos físicos quanto monetários. Auditoria Interna Emite sua opinião por meio de um relatório O relatório deve ser redigido com objetividade e imparcialidade, de forma a expressar, claramente, suas conclusões, recomendações e providências a serem tomadas pela administração da entidade, abordando, no mínimo, os seguintes aspectos: CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  29. 29. 27/02/2012 29 Auditoria Interna a) O objetivo e a extensão dos trabalhos; b) A metodologia adotada; c) Os principais procedimentos de auditoria aplicados e sua extensão; d) Eventuais limitações ao alcance dos procedimentos de auditoria; e) A descrição dos fatos constatados e as evidências encontradas; f) Os riscos associados aos fatos constatados; e g) As conclusões e recomendações resultantes dos fatos constatados. Auditoria Interna  Quando identificar irregularidade que necessite de providências imediatas deve informar a administração, de forma reservada, e por meio de um relatório parcial. Este relatório normalmente é emitido quando no decorrer dos trabalhos foi constatada uma inconformidade e o auditor quer levar o assunto a conhecimento da administração para que ela tome as medidas corretivas e as providencias cabíveis. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  30. 30. 27/02/2012 30 Exercícios 1) O auditor interno é um profissional que normalmente faz parte da estrutura da entidade/empresa, sobre auditoria interna marque a assertiva correta: a) é subordinado ao departamento contábil da empresa; b) emite uma opinião sobre as demonstrações contábeis; c) não possui independência profissional; d) não precisa elaborar papéis de trabalho; e) assessora a administração no atingimento das metas e objetivos. Exercícios 2) Sobre auditoria interna, segundo a NBCT 12, marque a resposta correta: a) A auditoria interna compreende os exames, análises, levantamentos e comprovações estruturados na experiência do auditor interno para a avaliação da integridade, adequação, eficiência, eficácia e economicidade dos processos gerenciais da administração. b) O objetivo da Auditoria Interna é auxiliar os membros da organização no desempenho efetivo de suas funções e responsabilidades, fornecendo-lhes análises, apreciações, recomendações, pareceres e informações relativas às atividades examinadas. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  31. 31. 27/02/2012 31 Exercícios c) Os papéis de trabalho constituem documentos e registros de fatos, informações e provas obtidas antes da auditoria, a fim de evidenciar os exames efetuados e dar suporte à opinião, crítica, sugestão e recomendação do auditor. d) O auditor interno não deve adotar procedimentos para assegurar que as contingências ativas e passivas relevantes foram identificadas e são do conhecimento da administração da entidade, isto é função do departamento jurídico. e) Ao determinar a extensão do teste de auditoria a ser aplicado, o auditor interno deve selecionar o item através da técnica de amostragem. Exercícios 3) Umas das diferenças entre o auditor independente e o auditor interno, segundo o CFC, é que o primeiro a) necessita de registro no Conselho Regional de Contabilidade e o segundo, não. b) está dispensado de recomendar melhorias nos controles internos da auditada e o segundo, não. c) precisa ter conhecimento sobre tecnologia da informação e o segundo, não. d) pode ser funcionário da auditada e o segundo, não. e) tem por obrigação emitir uma opinião sobre as demonstrações contábeis da auditada e o segundo, não. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  32. 32. 27/02/2012 32 Exercícios 4) É uma característica da auditoria interna: a) manter independência total da empresa. b) ser sempre executada por profissional liberal. c) emitir parecer sobre as demonstrações financeiras. d) revisar os registros contábeis. e) existir em todas as empresas de capital aberto. Exercícios 5) O teste referente à constatação, pelo auditor, de que os orçamentos para aquisição de ativos são revisados e aprovados por um funcionário adequado, denomina-se: a) de revisão analítica b) de observância c) substantivo d) de abrangência e) documental CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  33. 33. 27/02/2012 33 Exercícios 6) A auditoria interna, uma atividade de avaliação independente e de assessoramento da administração, está estruturada em procedimentos técnicos, objetivos, sistemáticos e disciplinados, com o fim de agregar valor ao resultado da organização, aperfeiçoando, entre outros, os processos, por meio de recomendação de soluções. Acerca desse assunto, assinale a opção correta Exercícios a) É fundamental que o auditor interno tenha como objetivo a análise das demonstrações para averiguar se essas expressam adequadamente a posição financeira da entidade e, dessa forma, assessorar melhor a administração e demais entidades interessadas. b) Não é competência da auditoria interna a eficácia das informações físicas, contábeis e financeiras da empresa. c) O auditor interno tem autonomia profissional, podendo, inclusive, realizar trabalhos de forma compartilhada com profissionais de outras áreas, desde que faça divisão de tarefas, considerando a formação técnica dos participantes. d) Não compete à auditoria interna identificar e assegurar o conhecimento de obrigações passivas decorrentes de processos judiciais à administração da empresa, dado que essa área é gerida pelo setor jurídico da empresa. e) O auditor interno é responsável pela implementação do controle interno, dessa forma, é correto afirmar que a expressão controle interno é sinônimo de auditoria interna. CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  34. 34. 27/02/2012 34 Exercícios 7. Assinale a opção que indica uma exceção aos princípios fundamentais de ética profissional relevantes para o auditor na condução de trabalhos de auditoria das demonstrações contábeis. a) Independência técnica. b) Confidencialidade. c) Competência e zelo profissional. d) Comportamento e conduta profissional. e) Objetividade. 8. Os princípios fundamentais de ética profissional relevantes para o auditor quando da condução de auditoria estão implícitos no Código de Ética Profissional do Contabilista e na NBC PA 01, que trata do controle de qualidade. Esses princípios estão em linha com os princípios do Código de Ética do IFAC, cujo cumprimento é exigido dos auditores e encontram-se listados a seguir, À EXCEÇÃO DE UM. Assinale-o. A) integridade B) subjetividade C) competência e zelo profissional D) Confidencialidade E) comportamento (ou conduta) profissional CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/
  35. 35. 27/02/2012 35 Gabarito • 1 E, 2 B, 3 E, 4 D, 5 B, 6 C, 7 A, 8 B CPF: 008814791xx - Suellen Dos Santos Rodrigues | LFG -- http://www.cursoparaconcursos.com.br/

×