Criação em Publicidade

1.673 visualizações

Publicada em

Tópicos sobre criação em publicidade

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.673
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação em Publicidade

  1. 1. Cria ção
  2. 2. F órmula > Criação > Existe? <ul><li>Come ça com o Briefing passado pelo atendimento. </li></ul><ul><li>Do problema b ásico ou questão principal que a campanha deve abordar; </li></ul><ul><li>Dos Objetivos de comunicação; </li></ul><ul><li>Do público alvo, suas características e suas peculiaridades; </li></ul><ul><li>Da proposição (ou posições) de venda; </li></ul><ul><li>Da estratégia de criação - o tema de campanha, o apelo, que pontos devem ser evitados, que pontos devem ser enfatizados e a técnica de execução a ser utilizada; </li></ul><ul><li>Outras informações consideradas úteis para criação; </li></ul>
  3. 3. F órmula > Criação > Existe? <ul><li>Mais comum numa ag ência é a dupla de criação (Briefing + Campanha = Insight); </li></ul><ul><li>Brainstorm = tempestade de id éias; </li></ul><ul><li>Grupo focal ou grupo de discussão; </li></ul><ul><li>AIDA = aTENÇÃO, iNTERESSE, dESEJO E aÇÃO; </li></ul><ul><li>São estágios que a mensagem deve passar: atrair a atenção do receptor , despertar o seu interesse , provocar o seu desejo e invocá-lo à ação esperada. </li></ul>
  4. 4. Algumas pe ças Usando AIDA
  5. 8. Segundo Young (diretor de cria ção da J.W. Thompson) <ul><li>Para criar uma mensagem que desperte o interesse dos consumidores é preciso: </li></ul><ul><li>- Imers ão = coleta de informações do conceito do produto; </li></ul><ul><li>Digest ão = processar as informações da etapa anterior; </li></ul><ul><li>Incubação = fase do amadurecimento das informações; </li></ul><ul><li>Ilumina ção = deixar as idéias aflorarem; </li></ul><ul><li>Realidade = análise crítica da idéia mestra verificando se ela realmente é capaz de resolver o problema ou se é viável operacionalemente; </li></ul>
  6. 9. Situa ções Apelo = informativo-racional e emocional <ul><li>Atributos do produto. </li></ul><ul><li>Vantagem competitiva. </li></ul><ul><li>Pre ço. </li></ul><ul><li>Novos apelos. </li></ul><ul><li>Popularidade do produto. </li></ul>
  7. 10. CORES
  8. 12. Segundo Favre e November (1979:25), as cores mais visíveis de acordo com dados de testes aplicados mostrando uma superfície de várias cores por fração de segundo a um grupo de pessoas e medidas por um taquitoscópio, são: COR Laranja 21,4% de percepção Vermelho 8,6% de percepção Azul 17,0% de percepção Negro 13,4% de percepção Verde 12,6% de percepção Amarelo 12,0% de percepção Violeta 5,5% de percepção Cinza 0,7% de percepção
  9. 14. Estudos específicos demonstram que as cores transmitem sensações para as pessoas. Dessa forma, você poderá utilizá-las como apoio, na emissão da mensagem de seus trabalhos. Veja, abaixo, algumas interpretações: • Branco - assepsia, pureza, limpeza, paz. • Preto - mal, morte, desconhecido, formalidade, elegância. • Vermelho - vitalidade, poder, sexualidade, positivismo, vigor, violência. • Azul claro - frescor, leveza, repouso, espiritualidade. • Azul escuro - tristeza, melancolia, sonolência, profundidade. • Verde claro - natureza, vegetação, calma, esperança. • Verde escuro - veneno, umidade, decomposição, malignidade. • Violeta - luto, martírio, nobreza, misticismo. • Laranja - atenção, acidez, agressividade, perigo, alegria, vivacidade, agitação. 300 superdicas de editoração, design e artes gráficas. Ricardo Minoru e Ricardo Pagemaker Pereira.
  10. 16. Trabalhos do psicólogo Henry Murray Ele descreve 15 apelos emocionais, que exploram as necessidades humanas mais comuns: <ul><li>Necessidade de sexo: a impressão inicial segundo o autor é que é pouco utilizada. </li></ul><ul><li>Necessidade de afiliação: o homem ser criado para conviver com seus semelhantes, portanto precisa fazer parte de grupos... </li></ul><ul><li>Necessidade de proteger alguém: refere-se ao instinto de cuidar, alimentar e se responsabilizar por criaturas indefesas... </li></ul><ul><li>Necessidade de ser orientado: é o sentimento oposto à necessidade de proteger. Muitas vezes a criança que há dentro de cada um implorar para ser liderada... </li></ul><ul><li>Necessidade de agredir: reação natural do ser humano às pressões e ameaças do mundo exterior. </li></ul><ul><li>Necessidade de conquista: é a busca por superar obstáculos, galgar degraus e atingir um padrão superior. </li></ul><ul><li>Necessidade de dominar: é parecida com a necessidade de conquista, mas nesse caso o que se almeja é deter o controle sobre os demais. </li></ul><ul><li>Necessidade de se destacar: está relacionada com o prestígio e status social. </li></ul><ul><li>Necessidade de atenção: explora os instintos de exibicionismo do ser humano. </li></ul>
  11. 18. Continuação... <ul><li>Necessidade de autonomia: cultiva a informação do “EU”. O foco é a Independência da pessoa. </li></ul><ul><li>Necessidade de fuga: refere-se à necessidade eventual de se despir das obrigações sociais, de procurar descanso e de se lançar em aventuras </li></ul><ul><li>Necessidade de segurança: tem origem no instinto de autopreservação. </li></ul><ul><li>Necessidade de sensações estéticas: mesmo as pessoas que não têm gosto apurado para as artes plásticas, audiovisuais e Cênicas têm um senso de estética mais apurado do que elas imaginam. </li></ul><ul><li>Necessidade de satisfazer a curiosidade: o ser humano tem um instinto natural para fazer descobertas e se deixa instigar facilmente por qualquer problema que exija solução. </li></ul><ul><li>Necessidades fisiológicas: através de estímulos visuais e sonoros, as necessidades fisiológicas (como o sono, a sede e o apetite) podem ser despertadas. </li></ul>
  12. 20. Breves dicas sobre redação: <ul><li>Forma direta; </li></ul><ul><li>Frases curtas; </li></ul><ul><li>Evitar o uso do que, do não, do se (conjunção); </li></ul><ul><li>De adjetivos; </li></ul><ul><li>Advérbio de modo; </li></ul>
  13. 22. RAF/esboço
  14. 23. Raf <ul><li>Primeiros rascunhos feitos por </li></ul><ul><li>designer ou diretor de arte </li></ul><ul><li>na criação de um anúncio publicitário. </li></ul><ul><li>(VICENTE, João Cegato Bertomeu. </li></ul><ul><li>Criação na propaganda impressa.) </li></ul>
  15. 24. Raf de Ricardo Lordez da agência Guimarães.
  16. 26. Alguns termos <ul><li>Layout = diagramação </li></ul><ul><li>Logomarca = símbolo gráfico identificador de uma empresa ou marca, quando composta do símbolo em si mais o logotipo. </li></ul><ul><li>Logo = abreviatura de logotipo/logomarca </li></ul><ul><li>Logotipo = letras (especialmente desenhadas ou adaptadas) utilizadas para compor o nome da marca ou empresa. </li></ul><ul><li>All-type = anúncio de jornal ou revista, outdoor ou qualquer outro tipo de material impresso apenas com frases escritas, sem nenhum tipo de ilustração. </li></ul>
  17. 28. SLOGANS Desencannes <ul><li>• Tic Tac. A balinha da hora. </li></ul><ul><li>Criador: Eduardo Usignolo </li></ul><ul><li>Produto: Fixador de próteses dentárias Corega </li></ul><ul><li>• Com Corega a sua dentadura não escorega. </li></ul><ul><li>Criador: Huston Raker Stehling </li></ul><ul><li>Produto: Corpo humano </li></ul><ul><li>• Mão. Isso pega!. .. Pegou? </li></ul><ul><li>Criador: Tiago Camaratta Prux </li></ul><ul><li>• Dedos. Conte com eles. </li></ul><ul><li>Criador: Marlos Lopes de Oliveira </li></ul><ul><li>• Pés. Acima de tudo, você. </li></ul><ul><li>Criador: Pedra Furtado </li></ul><ul><li>• Casa Julio. Tapetes a gosto. </li></ul><ul><li>Criador: Alexandre Espósito </li></ul><ul><li>• Se você está doente por causa de um carro, compre um Citroen Xsara. </li></ul><ul><li>Criador: Paulo Ivo Aires Siqueira </li></ul><ul><li>• Teka. Para você não ficar em maus lençóis. </li></ul><ul><li>Criador: Lucas Cordeiro Cardim </li></ul><ul><li>• Bravo. A revista do leitor bem-humorado. </li></ul><ul><li>Criador: Felipe Rocha </li></ul><ul><li>• Papel higiênico Neve Fresh. Limpeza de cabo a rabo. </li></ul><ul><li>Criador: Luís Butti </li></ul><ul><li>• Transporte público. Estamos cheios de vocês. </li></ul><ul><li>Criador: Lucas Cardim </li></ul><ul><li>• Finn. Acabou-se a dieta! </li></ul><ul><li>Criador: Arnaldo Giacomo </li></ul><ul><li>• Café Pelé é mais que um Tostão. </li></ul><ul><li>Criador: Arnaldo Giacomo </li></ul><ul><li>• Buscopan. Busco o leite também. </li></ul><ul><li>Criador: Arnaldo Giacomo </li></ul><ul><li>• Durma melhor. Durma com Sony. </li></ul><ul><li>Criador: Arnaldo Giacomo </li></ul><ul><li>• Parati. Este carro não é para qualquer um. </li></ul><ul><li>Criador: Marco Ariel Varela </li></ul>• Correios. Mais que um correio. Criador: Ivan Paulo Penna Oliveira • Banco Real. Este banco não existe. Criador: Diogo Moura • Lince. Ecnil ao contrário. Criador: Seizo Vinicius Soares e Daniel Raizer • Mastercard Maestro. O cartão de gente batuta. Criador: Ivan Romanini • Makro Atacado. Sério? E a polícia onde estava? Criador: Paulo Renato Farias Borges • Dicionário Aurélio. Não encontro palavras para descrevê-Io. Criador: Raoni Leão • Luftal é pá pum. Criador: Sidney Jose Victor Neto • Simal Produtos Alimentícios. Come-se bem comendo Simal. Criador: autor desconhecido Colaboração: Durva Rodrigues • Jontex. Para sua namorada não reclamar de barriga cheia. Criador: Ricardo Keller • Biscoitos Prov's. Por favor. Criador: Eduardo Ventu ra • Cigarro é Free. Mas você vai ter que pagar. Criador: Eduardo Dencker • Serenus. O calmante para quem quer ficar tranqüilis. Criador: Daniel Vianna • Cemitério Parque da Paz. Plantando gente na terra desde 1940. Criador: Manoel Castro (haleira. Um toque de classe Ilara a sua cozinha. t I iador: Mareei Ares nino Light. Para quando a piada é fraca. I fÍ,Hlor: Luciano Arruda 1.lwldades Saddam Hussain. Biológicas, lIumanas e Químicas. Aliste-se. I d,lIlor: Victor Marx • Faculdades Saddam Hussain. Aqui você não vai bombar! Criador: Victor Marx • Refrigerante Bacana Diet. Pra quem quer ser gente fina. Criador: Eduardo Dencker • Motel Las Vegas. Aposto que você vai gostar. Criador: Victor Marx
  18. 31. As melhores referências criativas <ul><li>One Show </li></ul><ul><li>Cannes Lions </li></ul><ul><li>Anuário do Clube de criação de SP </li></ul><ul><li>Archive </li></ul><ul><li>Art Directors </li></ul><ul><li>The new york estivals </li></ul><ul><li>Ads of the world </li></ul><ul><li>Sites </li></ul><ul><li>http://www.adforum.com </li></ul><ul><li>http://www.adcritic.com </li></ul><ul><li>http://www.ecreativesearch.com </li></ul><ul><li>http://www.adlatina.com </li></ul><ul><li>http://www.latinspots.com </li></ul><ul><li>http://www.canneslions.com </li></ul><ul><li>http://adsoftheworld.com/ </li></ul>
  19. 32. Referências <ul><li>Armando Sant’Anna </li></ul><ul><li>Desencannes </li></ul><ul><li>Princípios da publicidade – Gilmar Santos </li></ul>

×