Humanização na Assistência Obstétrica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Humanização na Assistência Obstétrica

on

  • 23,549 visualizações

palestra sobre parto humanizado

palestra sobre parto humanizado

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
23,549
Visualizações no SlideShare
23,088
Visualizações incorporadas
461

Actions

Curtidas
5
Downloads
348
Comentários
2

11 Incorporações 461

http://www.amigasdopartoprofissionais.com 277
http://professorrobsoncosta.blogspot.com.br 58
http://professorrobsoncosta.blogspot.com 43
http://www.slideshare.net 43
http://avanteenfermagem.blogspot.com.br 22
http://avanteenfermagem.blogspot.com 11
http://www.professorrobsoncosta.blogspot.com.br 3
http://avanteenfermagem.blogspot.pt 1
http://www.plagium.com 1
http://www.blogger.com 1
http://www.google.com.br 1
Mais...

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Humanização na Assistência Obstétrica Presentation Transcript

  • 1. Humanização na Assistência Obstétrica Dr. Clemente Neto Ginecologista e Obstetra Maternidade do Divino Amor Parnamirim – Rio Grande do Norte
  • 2. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Conceituação
    • Atenção humanizada é algo amplo e que envolve um conjunto de conhecimentos, práticas e atitudes que visam a promoção do parto e do nascimento saudáveis e a prevenção da morbi-mortalidade materna e perinatal. Inicia-se no pré-natal e procura garantir que a equipe de saúde realize procedimentos comprovadamente benéficos para a mulher e o bebê, que evite as intervenções desnecessárias e que preserve sua privacidade e autonomia(OMS).
  • 3. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Papel do profissional de Saúde
    • Participar de forma coadjuvante desta experiência, o qual tem oportunidade de colocar seu conhecimento a serviço do bem estar da mulher e do bebê, reconhecendo os momentos críticos em que suas intervenções são necessárias para assegurar a saúde de ambos. Desta forma minimiza a dor, fica ao lado da paciente, esclarece, orienta, enfim, ajuda a parir e a nascer.
  • 4. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Como alterar posturas arraigadas nos profissionais de saúde e introduzir uma abordagem HUMANIZADA
    • Para de fato mudar a relação profissional de saúde/mulher é necessária uma mudança de atitude que de foro íntimo , depende de cada um. Entretanto, algumas questões devem ser vistas como compromissos profissionais indispensáveis: estar sintonizado com novas propostas e experiências, com novas técnicas, praticar uma medicina baseada em evidências, com o olhar de um observador atento. Reconhecer que a grávida é a condutora do processo e que gravidez não é doença. E, principalmente, adotar a ética como pressuposto básico na prática profissional.
  • 5. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Atenção institucional ao nascimento
    • “ O nascimento é historicamente um evento natural. Como é indiscutivelmente um fenômeno mobilizador, mesmo as primeiras civilizações agregaram a este acontecimento, inúmeros significados culturais que através de gerações sofreram transformações , ainda comemoram o nascimento como um dos fatos marcantes da vida. “
  • 6. Humanização na Assistência Obstétrica
    • A medicalização da assistência ao Parto
    • A assistência à mulher no momento do parto é objeto de grande medicalização. Apesar da hospitalização ter sido, em grande parte responsável pela queda da mortalidade materna e neonatal, o cenário do nascimento transformou-se rapidamente, tornando-se desconhecido e amedrontador para as mulheres e mais convenientes e asséptico para os profissionais de saúde. O conflito gerado a partir desta transformação influenciou as mulheres a questionarem, entre outros fatores, a segurança do parto normal frente ao cirúrgico, mais ‘’ limpo’’, mais rápido , menos doloroso e mais ‘’ científico’’. A mulher- parturiente está cada vez mais distante de ser a protagonista da cena do parto.
  • 7. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Papel do ministério da saúde do Brasil
    • Regulamentação da assistência humanizada através das portarias: Ms/Gm 596, 570,571,572 , de 01 de junho de 2000.
    • Prêmios que revelam experiências inovadoras na assistência (Galba de Araújo).
  • 8. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Preparando a mulher para o parto
    • O preparo da gestante para o parto abrange a incorporação de um conjunto de cuidados,medidas e atividades que têm como objetivo oferecer à mulher a possibilidade de vivenciar a experiência do trabalho de parto e parto como processos fisiológicos sentindo-se protagonista do processo.
    • É fundamental além do pré-natal de qualidade no serviço básico de saúde,uma abordagem de acolhimento da mulher e seu companheiro no serviço de saúde,
    • Preparando-os para a resolução da gestação de uma forma compensadora.
  • 9. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medidas educativas a serem adotadas pelo pré-natal.
    • Manter o diálogo com a mulher e seu acompanhante durante qualquer procedimento realizado na consulta pré-natal , incentivando-os , orientando-os e esclarecendo-lhes as dúvidas e seus temores em relação à gestação , trabalho de parto , parto e puerpério .
    • Informar sobre as rotinas e procedimento a serem desenvolvidas no manter o diálogo com a mulher e seu acompanhante durante qualquer momento do trabalho de parto e parto , a fim de obter colaboração da parturiente e de seu acompanhante.
  • 10. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medidas educativas a serem adotadas pelo pré-natal
    • Promover visitas das gestantes e acompanhantes às unidades de referência
    • Para o parto , no sentido de desmistificar e minimizar o estresse do processo de internação no momento do parto.
    • Informar as etapas de todo o processo do trabalho de parto e parto , esclarecendo sobre as possíveis alterações.
  • 11. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medidas educativas a serem adotadas pelo pré-natal.
    • Adotar medidas para o estabelecimento do vínculo afetivo mãe-filho promovendo o aleitamento materno.
    • Dar à gestante e seu acompanhante o direito de participar das decisões sobre o nascimento , desde que não coloquem em risco a evolução do trabalho de parto e a segurança da mulher e do recém-nascido.
  • 12. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medidas educativas a serem adotadas pelo pré-natal.
    • Implementação de grupos de apoio com a participação de enfermeiros , psicólogos e assistentes sociais para garantir uma abordagem integral ajudando a mulher a lidar com as vivências preparando-a para a maternidade.
    • Outras medidas que busque reconhecimento da percepção corporal , promovendo maior relaxamento e fazendo com que a mulher aprenda técnicas respiratórias que possam ajudar no alívio da dor.
    • Adoção da metodologia “ DOULAS “
  • 13. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Assistência à Mulher no trabalho de parto
    • A equipe de saúde deve estar preparada para acolher a grávida , seu acompanhante e família , respeitando todos os significados desse momento para que as vivências seja mais prazerosa , menos traumática transmitindo-lhe mais confiança e tranqüilidade.
  • 14. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • ASPECTOS ÉTICOS
    • O trabalho de parto deve ser abordado com ética profissional aplicável a todas as situações de atenção a saúde. A adequada identificação da equipe médica , enfermagem e demais profissionais , o vestuário adequado , o respeito a intimidade e a privacidade da parturiente, além dos demais aspectos que pautam a relação profissional de saúde/parturiente/família devem ser obedecidas com rigor.
  • 15. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto (Medidas)
    • DIAGNÓSTICO DO TRABALHO DE PARTO
      • Contrações uterinas
      • Apagamento e Dilatação do colo
      • Perda de tampão mucoso e Formação da bolsa das águas.
      • Falso trabalho de parto ou Fase latente do trabalho de parto.
  • 16. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Existe momento ideal para internar uma gestante ?
  • 17. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto (Medidas)
    • Momento da Internação
    • Existe momento ideal para internar uma gestante ? fase ativa / latente . Avaliar riscos presentes e com bom senso indicar a internação. A paciente e sua família neste momento precisarão de um Acolhimento oriundo de toda equipe de saúde fazendo-os sentirem-se seguros e protegidos.
  • 18. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Procedimentos na admissão:
    • Anamnese
    • Exame físico geral
    • Exame obstétrico
    • Tricotomia
    • Enteróclise
    • Vestuário
  • 19. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Alimentação e higiene da paciente
    • Ingestão de líquidos
    • Higienizarção (chuveiros quentes, compressas mornas e geladas, sabonetes , toalhas, batas e absorventes).
  • 20. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Posição de parturiente :
    • Evitar permanecer no leito
    • Deambular , Sentar
    • Decúbito lateral esquerdo.
    • Posição vertical (andando ou parada ) favorece o trabalho de parto ?
  • 21. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Posição de parturiente :
  • 22. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Posição vertical
  • 23. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Amniotomia
    • Risco no caso de se fazer precoce (antes dos 6 cm)
    • Vantagens e indicações
  • 24. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Partograma
    • É um instrumento fundamental no diagnóstico dos desvios da normalidade de um trabalho de parto e parto.
  • 25. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Vigilância da vitalidade fetal :
    • Estetoscópio de Pinard
    • Sonar-doppler
    • Cardiotocografia - Ante e trans - parto.
    • Ultra-sonografia
  • 26. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Medicina baseada em evidências - Condução do parto
    • Controle da dor no trabalha de parto
    • Trabalho das doulas e acompanhante (manobras de relaxamento e controle da ansiedade)
    • Uso analgesias do parto (peridural, raque e analgesias mistas)
    • Uso de terapias alternativas (Calor, Gelo, Cores, Música e Aromas)
    • Anestesias loco-regionais (Episio) .
  • 27. Controle da dor no trabalho de parto
  • 28. Controle da dor no trabalho de parto
  • 29. Controle da dor no trabalho de parto
  • 30. “ D oulas”
  • 31. “ D oulas”
  • 32. “ D oulas”
  • 33. Humanização na Assistência Obstétrica
    • Assistência ao parto e Período Expulsivo :
    • Local Físico de Assistência (cama tipo PPP )
    • Mesa de parto clássica
    • Puxos maternos
    • Posição Materna
    • Epsiotomia. Quando fazer ?
    • Cuidados com o Períneo
    • Manobras Extrativas
    • Clampeamento do cordão e cuidados com o Rn
    • Incentivar o vínculo afetivo mãe-feto
  • 34. Diversas atmosferas ambientais Casa de Maria - SP Juiz de Fora - MG Sofia Feldman - MG Canadá
  • 35. Diversas atmosferas ambientais Casa de Maria - SP Sofia Feldman - MG Alaska - USA México
  • 36. A Mesa de Parto
  • 37. Mudança de posição
  • 38. Cuidados com o períneo
  • 39. Incentivar o vínculo afetivo
  • 40. REFLEXÃO
    • O processo de humanização do nascimento que inclui um acompanhante à parturiente envolve necessariamente uma mudança de atitude. Inicialmente do profissional de saúde que é a parte integrante da equipe que presta atenção a mulher, revendo seus conceitos, deixando de lado seus preconceitos, para favorecer um acolhimento técnico e humano a mulher. Envolve também a mudança da instituição, que deve estar estruturada e preparada para esta nova postura, incentivando, favorecendo, estimulando, treinando e controlando seus profissionais. Estas Instituições, devem estar administrativamente e estruturalmente preparadas para o processo, amparadas e suportadas por normas e diretrizes responsáveis pela assistência a saúde, (Ministério da Saúde ) .
  • 41. REFLEXÃO
    • “ Me assusta salientar o apelo da mídia e de alguns tocólogos de “fachada”, ao
    • salientar a chamada “ humanização do parto” e certos modismos, como o parto de cócoras , o parto em banheiras . Não me consta que obstetra talentoso tenha assistido sua parturiente de modo desumano” ( Bussamara Neme ,2005) .
  • 42. OBRIGADO.