CRISTIANE FREITAS DA SILVA.
A finalidade desse trabalho é mostrar como ocorre o
trabalho infantil (exploração do trabalho infantil) em
lugares popular...
“No processo da pesquisa é preciso considerar o lugar de
onde observo, escuto, pergunto, meço, avalio – a exotopia –
enten...
• ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente :
Art. 5º “Nenhuma criança ou adolescente será
objeto de qualquer forma de ne...
 Marcos 08 anos e João 12 anos , estudam
em escola pública e catam latinhas: “A nossa
mãe manda a gente catar as latinhas...
Encontramos duas crianças com sacos cheios de latinhas
na mão e perguntamos se podíamos lhes fazer algumas
perguntas:
Elas...
Salatiel 12 anos, parou na 3ª série,
trabalha como engraxate: “Trabalho para
comprar comida, pois às vezes não tem o que
...
À noite ganha dinheiro imitando o Michael Jackson
Qual o seu nome?
Salatiel
Qual a sua idade?
12 anos.
Onde mora?
Redenção.
Com quem mora?
Com o pai e a avó.
Estuda? Onde?
...
Já tentaram expulsá-lo (a) da praça?
Sim, o policial.
O que faz quando não está aqui trabalhando?
Nas raras vezes em que n...
Porque trabalha?
Para comprar as coisas que acha legal, alimentação para
si e para a família.
Há algum adulto que o acompa...
Reduzir a desigualdade é uma questão urgente. Para isso, são
necessárias políticas que melhorem a distribuição de renda no...
CRUZ, Sílvia Helena Vieira (org.). A criança fala: a escuta de crianças em
pesquisa. s.ed. São Paulo: Cortez, 2008.
ECA- E...
A infância e o trabalho infantil em lugares populares
A infância e o trabalho infantil em lugares populares
A infância e o trabalho infantil em lugares populares
A infância e o trabalho infantil em lugares populares
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A infância e o trabalho infantil em lugares populares

345 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
345
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A infância e o trabalho infantil em lugares populares

  1. 1. CRISTIANE FREITAS DA SILVA.
  2. 2. A finalidade desse trabalho é mostrar como ocorre o trabalho infantil (exploração do trabalho infantil) em lugares populares de acordo com a realidade observada, elementos esses extraídos do próprio cotidiano, por meio da pesquisa sobre as crianças e ao mesmo tempo com as crianças e a partir disso analisar os dados coletados buscando trazer e valorizar as suas falas e suas realidades visando entender e conhecer essa prática ainda existente.
  3. 3. “No processo da pesquisa é preciso considerar o lugar de onde observo, escuto, pergunto, meço, avalio – a exotopia – entendendo que o objeto pesquisado das ciências humanas, tanto quanto o pesquisador, é sempre um sujeito (implicado, interessado, situado). (Revista perspectiva apud Bakhtin, 2005, p. 44).
  4. 4. • ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente : Art. 5º “Nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais”. • Legislação Brasileira proíbe qualquer tipo de trabalho a menores de 14 anos.
  5. 5.  Marcos 08 anos e João 12 anos , estudam em escola pública e catam latinhas: “A nossa mãe manda a gente catar as latinhas para vender”.
  6. 6. Encontramos duas crianças com sacos cheios de latinhas na mão e perguntamos se podíamos lhes fazer algumas perguntas: Elas envergonhadas disseram que sim. 1-Vocês estão catando latinha pra que? R- Pra vender. 2-Quem manda vocês catarem? R-Nossa mãe. 3-Vocês são irmãos? R-Não. 4-Vocês estudam? R-Sim. 5-Vocês brincam?De que? R-Sim, manja, bola. 6-Vocês já brincaram de computador? R-Só na minha escola Questionário (Entrevista estruturada)
  7. 7. Salatiel 12 anos, parou na 3ª série, trabalha como engraxate: “Trabalho para comprar comida, pois às vezes não tem o que comer”.
  8. 8. À noite ganha dinheiro imitando o Michael Jackson
  9. 9. Qual o seu nome? Salatiel Qual a sua idade? 12 anos. Onde mora? Redenção. Com quem mora? Com o pai e a avó. Estuda? Onde? Não estuda, parou na 3ª série. Sabe ler, escrever e contar. Gostaria de voltar para escola. Quantas pessoas da sua família (que moram na mesma casa) trabalham? Somente o pai e ele na Praça do Caranguejo como engraxate e imitando o Michael Jackson. Já sofreu algum tipo de agressão trabalhando nesse local? Não, pois uns protegem os outros (falando de outros trabalhadores do local). Questionário (Entrevista estruturada)
  10. 10. Já tentaram expulsá-lo (a) da praça? Sim, o policial. O que faz quando não está aqui trabalhando? Nas raras vezes em que não está trabalhando brinca de videogame. Quantos dias (e horas) trabalham neste local? São raras às vezes que volta para casa (somente para levar o dinheiro). Trabalha em outro local? Quando não está na Praça do Caranguejo, trabalha na Praça do Dom Pedro, Ponta Negra e Centro.
  11. 11. Porque trabalha? Para comprar as coisas que acha legal, alimentação para si e para a família. Há algum adulto que o acompanham? Se sim conversar com o adulto sobre o que tem a dizer sobre o assunto? Sim, outro engraxate. É necessário para que possam se manter e porque em casa não tem nada para comer, mas que não acha legal uma criança trabalhando e dormindo na rua. Como você se diverte quando não está trabalhando? Brincando de videogame e de outras coisas. O que você pensa para o futuro? Pretende ser pastor ou advogado.
  12. 12. Reduzir a desigualdade é uma questão urgente. Para isso, são necessárias políticas que melhorem a distribuição de renda no país. Contudo, oferecer alternativas para crianças e adolescentes que vivem expostas à situações de risco também pode ajudar a reduzir os efeitos das diferenças sociais. É necessário garantir uma educação de qualidade que permita ampliar a escolaridade das crianças e aumentar suas chances de inclusão social. Na atualidade ainda é necessário buscar alternativas que nos possibilitem intervir nessa situação e dessa forma contribuir para que essas crianças tenham a possibilidade de conhecer e exercer sua cidadania, falar e ser escutada e usufruir mesmo que de forma ainda “limitada” a fase propícia para seu desenvolvimento que é a infância.
  13. 13. CRUZ, Sílvia Helena Vieira (org.). A criança fala: a escuta de crianças em pesquisa. s.ed. São Paulo: Cortez, 2008. ECA- Estatuto da Criança e do Adolescente. Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Manaus. Manaus-Amazonas, 2005. PESPECTIVA Revista do Centro de Ciências da Educação. Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências da Educação. – vol. 23, janeiro/junho 2005: 44 - Florianópolis: editora UFSC: NUP-CED, 1983. SARMENTO, Manuel Jacinto. As culturas da infância nas encruzilhadas da 2ª modernidade. Braga – Portugal. Relatório da Disciplina Sociologia da Infância: UMINHO-IEC, 2006 . TOZONI-REIS, Marília Freitas de Campos. Infância, escola e pobreza: ficção e realidade. s. ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2002.

×