Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária
www.profwillian.com 1 Anhanguera-Uniderp
Lista 1
1) Calcule o desl...
Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária
www.profwillian.com 2 Anhanguera-Uniderp
4) Calcule o deslocamento...
Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária
www.profwillian.com 3 Anhanguera-Uniderp
6) Calcule o deslocamento...
Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária
www.profwillian.com 4 Anhanguera-Uniderp
10) Calcule o deslocament...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lista01 hiperestatica-metodo carga-unitaria

465 visualizações

Publicada em

exercicio de carga unitária resistência dos materiais

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lista01 hiperestatica-metodo carga-unitaria

  1. 1. Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária www.profwillian.com 1 Anhanguera-Uniderp Lista 1 1) Calcule o deslocamento vertical do nó 4 da treliça vista na figura abaixo. Considere os nós como rótulas perfeitas e as barras com inércia EA = 16000 kN. 2) Calcule o deslocamento horizontal do nó 4 da treliça vista na figura abaixo. Considere os nós como rótulas perfeitas e as barras com inércia constante EA = 533,33 kN. Note que, na tabela abaixo, os esforços para o carregamento original já foram fornecidos. Barra N N L L.N.N 1 –2,000 2 +4,000 3 +2,500 4 –2,500 5 –5,000 = 3) Calcule o deslocamento vertical do nó 4 da treliça vista na figura abaixo. Considere os nós como rótulas perfeitas e as barras com inércia EA = 31700 kN. 1 3 2 4 5 2,0 m 2,0 m 2,0 m 2,0 m 1,5m 9,0 kN 1 2 3 4 5 6 7 9,0 kN 2,0 m 2,0 m 2,0 m 1,5m 3,0 kN 1 3 2 4 1 43 2 5 2,0 m 2,0 m 2,0 m 1,5m 1,0 kN 1 3 2 4 1 43 2 5
  2. 2. Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária www.profwillian.com 2 Anhanguera-Uniderp 4) Calcule o deslocamento vertical do nó 4 da treliça vista na figura abaixo. Considere os nós como rótulas perfeitas e as barras com inércia constante EA = 3200 kN. Note que, na tabela abaixo, os esforços para o carregamento original já foram fornecidos (menos a barra 3!). Barra N N L L.N.N 1 +2,00 2 +6,00 3 4 -2,50 5 +2,50 6 -2,50 7 -7,50 = 5) Calcule o deslocamento horizontal do nó 3 da treliça vista ao lado. Todas as nove barras são tubos de aço (E=210 GPa) com diâmetro externo de 10 cm e diâmetro interno 9,2 cm. 2 m 2 m 4 m 4 m 4 m3 m 3 m 1 2 3 6 54 7 8 9 1 2 3 4 5 6 20 kN    1 3 2 4 5 2,0 m 2,0 m 2,0 m 2,0 m 1,5m 6,0 kN 1 2 3 4 5 6 7
  3. 3. Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária www.profwillian.com 3 Anhanguera-Uniderp 6) Calcule o deslocamento vertical no meio do vão AB da viga biapoiada vista na figura abaixo. Considere a viga trabalhando fundamentalmente à flexão com inércia EI = 8000 kN.m2 . BA 8,9 kN 4,3m 1,1m C 1,2m D 9,8 kN 7) Calcule o deslocamento vertical do ponto C da viga biapoiada com balanço vista na figura abaixo. Considere a viga trabalhando fundamentalmente à flexão. Adote uma rigidez da seção transversal constante para todo o comprimento da viga E.I = 609,44 kN.m2 . BA 4,5 m 1,5 kN/m 2,0 m C 8) Calcule o deslocamento vertical da extremidade C da viga biapoiada vista na figura abaixo. Considere a viga trabalhando fundamentalmente à flexão com inércia EI = 1000 kN.m2 . BA 10 kN 4 m C 1 m 9) Calcule o deslocamento vertical da extremidade (nó C) da viga biapoiada vista na figura abaixo. Considere a viga trabalhando fundamentalmente à flexão com inércia EI = 11250 kN.m2 . BA 6 kN/m 4m 1m C
  4. 4. Engenharia Civil Hiperestática Método da Carga Unitária www.profwillian.com 4 Anhanguera-Uniderp 10) Calcule o deslocamento vertical do nó B do quadro isostático visto na figura abaixo. Considere o quadro trabalhando fundamentalmente à flexão com inércia constante nas duas barras EI = 135500 kN.m2 . B A C 6 m 8 kN 4 m 1 kN 11) Calcule o deslocamento vertical do nó B do quadro isostático representado pela figura abaixo. Considere o quadro trabalhando basicamente à flexão com inércia EI = 80000 kN.m2 . B A C D 12 kN/m 5 m 2 m 20 kN 2 m 12) Calcule o deslocamento horizontal do apoio B do pórtico hiperestático representado pela figura abaixo. Considere as barras 1 e 3 de inércia EI=20000 kN.m2 e a barra 2 de inércia 4EI, todas trabalhando fundamentalmente à flexão. 1 2 B A C D 5 m 4m 3 3m 8 kN

×