Resultados 3T 2014 
Companhia 
Providência 
12 de Novembro de 2014
DDEESSTTAAQQUUEESS 33TT1144 
 O 3T14 foi marcado pela retomada da produção das máquinas e equipamentos que foram 
interdi...
VVOOLLUUMMEE DDEE VVEENNDDAASS ((eemm mmiillhhõõeess ddee ttoonneellaaddaass)) 
Neste trimestre a Companhia apresentou uma...
RREECCEEIITTAA LLÍÍQQUUIIDDAA ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) 
A Companhia divulgou receita líquida de R$ 202,6 mi...
CPV – CUSTOS DDOOSS PPRROODDUUTTOOSS VVEENNDDIIDDOOSS ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) 
 Os custos com produtos ve...
EEBBIITTDDAA ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) ee MMAARRGGEEMM EEBBIITTDDAA ((%%)) 
O EBITDA Ajustado no 3T14 atingi...
RREESSUULLTTAADDOO LLÍÍQQUUIIDDOO ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) ee MMAARRGGEEMM LLÍÍQQUUIIDDAA ((%%)) 
O trimest...
DDÍÍVVIIDDAA ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) 
Dívida líquida Consolidada 
Descrição em R$ (MM) 3T13 2T14 3T14 Var....
IINNDDIICCAADDOORREESS DDEE MMEERRCCAADDOO 
O valor patrimonial das ações da Companhia 
apresentou crescimento de 9,2% com...
STATUS – ALIENAÇÃO DDEE CCOONNTTRROOLLEE PPAARRAA PPGGII 
 Em 14 de julho de 2014, em Assembléia Geral Extraordinária, fo...
CCOONNTTAATTOOSS 
CEO/CFO: Hermínio Vicente Smania de Freitas 
RI : Gabriela Las Casas 
Danielle Cabrini 
Tel: +55 (41) 33...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2014 t3 apresentação pt

808 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
808
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
445
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2014 t3 apresentação pt

  1. 1. Resultados 3T 2014 Companhia Providência 12 de Novembro de 2014
  2. 2. DDEESSTTAAQQUUEESS 33TT1144  O 3T14 foi marcado pela retomada da produção das máquinas e equipamentos que foram interditados pelo Ministério do Trabalho em 1º de abril de 2014 e liberados paulatinamente até a primeira semana de julho de 2014;  Ao longo do trimestre, nosso desempenho financeiro ainda apresentou impacto decorrente das interdições nos equipamentos e realocações de produção, além da elevação de 2,8% nos custos fixos;  O Volume de Vendas somou 29,2 mil toneladas, ainda 7,1% inferior ao 3T13 em virtude das ineficiências associadas à retomada da operação de algumas máquinas e equipamentos na planta de São José dos Pinhais que estiveram interditadas por uma determinação do Ministério do Trabalho durante o 2T14;  A Receita líquida atingiu R$ 202,6 milhões, 4,0% menor que no 3T13, também devido aos impactos da retomada da operação citada anteriormente;  Os custos dos produtos vendidos foram R$ 4,4 milhões superiores ao 3T13 devido aos custos da retomada da produção e às despesas de manutenção mais elevadas no 3T14.
  3. 3. VVOOLLUUMMEE DDEE VVEENNDDAASS ((eemm mmiillhhõõeess ddee ttoonneellaaddaass)) Neste trimestre a Companhia apresentou uma redução no volume total de vendas de 7,1% na comparação com o mesmo período de 2013. As vendas de nãotecidos mostraram uma redução de 7,3% em relação ao registrado no 3T13. Na comparação com o 2T14 o volume de nãotecidos cresceu 5,8 mil toneladas – 27,1% - reflexo da retomada das vendas após a interdição ocorrida no 2T14.
  4. 4. RREECCEEIITTAA LLÍÍQQUUIIDDAA ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) A Companhia divulgou receita líquida de R$ 202,6 milhões no 3T14, redução de 4,0% quando comparado com o 3T13. Tal variação está relacionada, principalmente, ao menor volume de vendas do período devido aos impactos da retomada da operação.  No 3T14 a participação das exportações no mix aumentou, o que levou a uma redução de 3,7% no preço de venda unitário médio em relação ao 2T14;  No acumulado a receita líquida unitária aumentou 12,0%.
  5. 5. CPV – CUSTOS DDOOSS PPRROODDUUTTOOSS VVEENNDDIIDDOOSS ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss))  Os custos com produtos vendidos (CPV) totalizaram R$ 161,3 milhões no 3T14, 2,8% maior se comparados com os R$ 156,9 milhões registrados no 3T13;  O CPV unitário teve redução de 7,4% na comparação com o 2T14 devido ao aumento de 5,8 mil toneladas no volume de vendas.
  6. 6. EEBBIITTDDAA ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) ee MMAARRGGEEMM EEBBIITTDDAA ((%%)) O EBITDA Ajustado no 3T14 atingiu R$ 15,8 milhões, uma redução de 60,6% quando comparado com os R$ 40,1 milhões registrados no 3T13. Em relação ao 2T14 houve acréscimo de R$ 8,6 milhões. No 3T14 o EBITDA ainda foi impactado pelas ineficiências de produção pós- NR12 e por certos custos reconhecidos durante o trimestre que não devem se tornar recorrentes.
  7. 7. RREESSUULLTTAADDOO LLÍÍQQUUIIDDOO ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) ee MMAARRGGEEMM LLÍÍQQUUIIDDAA ((%%)) O trimestre apresentou prejuízo líquido de R$ 7,9 milhões, principalmente devido aos menores volumes de produção e vendas, combinado com maiores custos.
  8. 8. DDÍÍVVIIDDAA ((eemm mmiillhhõõeess ddee RReeaaiiss)) Dívida líquida Consolidada Descrição em R$ (MM) 3T13 2T14 3T14 Var. 3T14 / 3T13 Financiamentos Curto Prazo 51,4 114,6 141,6 175,2% Financiamentos Longo Prazo 523,6 449,2 469,0 -10,4% Total 575,0 563,8 610,5 6,2% Caixa e Instrumentos financeiros com liquidez (hedge) 80,7 41,1 29,5 -63,5% Dívida líquida 494,3 522,7 581,1 17,6% Patrimônio Líquido 662,1 619,2 610,2 -7,8% Dívida líquida sobre EBITDA 3,86 4,72 5,95 54,1%  A dívida total teve majoração de 6,2% no 3T14, em comparação a 3T13, principalmente devido à valorização do dólar frente ao Real, de 9,9% no período;  A dívida líquida teve aumento de 17,6% em relação ao 3T13, principalmente em função da redução do caixa e instrumentos financeiros com liquidez nos últimos dois trimestres. O aumento foi devido à pior performance operacional e ao CAPEX adicional no 2T14.
  9. 9. IINNDDIICCAADDOORREESS DDEE MMEERRCCAADDOO O valor patrimonial das ações da Companhia apresentou crescimento de 9,2% comparado a 2T14 e 3,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Variação cotações 3T14/ 3T13 PRVI3 3,5% IBOVESPA 3,4% R$ 7,92 R$ 7,89 Variação do valor da ação IBOVESPA R$ 8,05 R$ 7,51 R$ 8,20 R$ 9 R$ 8 R$ 7 set/13 dez/13 mar/14 jun/14 set/14
  10. 10. STATUS – ALIENAÇÃO DDEE CCOONNTTRROOLLEE PPAARRAA PPGGII  Em 14 de julho de 2014, em Assembléia Geral Extraordinária, foram aprovadas as seguintes deliberações:  Aprovada por maioria de votos a saída da Companhia do Novo Mercado da BM&FBOVESPA;  Aprovada por maioria de votos dos acionistas elegíveis representantes das ações em circulação presentes a escolha do BANCO J. SAFRA S.A. como instituição financeira responsável pela elaboração do laudo de avaliação do valor econômico das ações da Companhia para fins da OPA para cancelamento de registro e da OPA para saída do Novo Mercado; Em 07 de novembro de 2014 foram publicados nos websites da Companhia e do Itaú BBA a minuta do Edital da Oferta Pública de Ações e o Laudo de Avaliação ajustado.
  11. 11. CCOONNTTAATTOOSS CEO/CFO: Hermínio Vicente Smania de Freitas RI : Gabriela Las Casas Danielle Cabrini Tel: +55 (41) 3381-8673 Fax: +55 (41) 3381-7656 São José dos Pinhais – PR www.providencia.com.br/ri www.twitter.com/providencia_ri As palavras “acredita”, “antecipa”, “espera”, “estima”, “irá”, “planeja”, “pode”, “poderá”, “pretende”, “prevê”, “projeta”, entre outras palavras com significado semelhante, têm por objetivo identificar estimativas e projeções. Estimativas e projeções futuras envolvem incertezas, riscos e premissas, pois incluem informações relativas aos nossos resultados operacionais futuros possíveis ou presumidos, estratégia de negócios, planos de financiamento, posição competitiva no mercado, ambiente setorial, oportunidades de crescimento potenciais, efeitos de regulamentação futura e efeitos da competição. Devido aos riscos e incertezas descritos acima, os eventos estimados e futuros discutidos nesta apresentação podem não ocorrer e não são garantia de acontecimento futuro. A Providência não se obriga a atualizar essa apresentação mediante novas informações e/ou acontecimentos futuros.

×