MANHÃ
Com texto de André Garcia, o espetáculo
“Manhã” envolveu 1 ano de trabalho contínuo,
em um processo aprofundado de pesquis...
Para a montagem da peça, o grupo optou
por um processo de pesquisa que envolveu
preparação corporal e vocal, estudo
sensív...
Os dois atores principais são auxiliados por dois atores “sombras”, duas figuras
vestidas de branco, que movimentam a estr...
Grupo Domo
O Grupo Domo foi fundado em abril de 1994 pelo
ator e diretor André Garcia, tendo no currículo
performances div...
Direção/ Texto:
- André Garcia
Elenco:
- André Garcia
- João Lima
- Leudo Lima
- Guilherme Victor
Assist. Direção:
- Leudo...
Clipping
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Manhã   apresentação e clippling
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Manhã apresentação e clippling

967 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
967
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
794
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manhã apresentação e clippling

  1. 1. MANHÃ
  2. 2. Com texto de André Garcia, o espetáculo “Manhã” envolveu 1 ano de trabalho contínuo, em um processo aprofundado de pesquisa e criação. Tendo sido contemplado pelo Prêmio FUNARTE Myriam Muniz de Teatro (2012), o espetáculo já viajou pelas cidades de São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre, além de Brasília, onde estreou. “Manhã” propõe uma viagem poética, sensorial e envolvente, para falar sobre as relações humanas e a constante tensão entre o nosso mundo interior e o mundo exterior, entre o “eu” e “o outro”, entre a vida como aspiramos e o mundo como se apresenta. Essas relações aparecem em “Manhã” em diversos planos, a começar pelo aspecto mais íntimo, o relacionamento romântico. O espetáculo faz um recorte na vida de dois homens, que vivem juntos e procuram, em um momento crise, compreender-se para reencontrar um vínculo mais duradouro e verdadeiro, além da relação desgastada pelo cotidiano. Todo o movimento da peça se passa durante um período de doze horas (a peça terá cerca de duas horas), o fim de um dia, até o começo de outro, até o amanhecer, que traz a Luz renovada, a claridade e a possibilidade de fazer e ser o novo. RELEASE
  3. 3. Para a montagem da peça, o grupo optou por um processo de pesquisa que envolveu preparação corporal e vocal, estudo sensível e emotivo das personagens, leitura dramáticaelaboratóriossensíveiseemotivos. Em Manhã é explorada uma qualidade de teatro físico minucioso e, em alguns momentos, coreografado, mesclando teatro e dança. Inicialmente o palco é vazio, apenas com um linóleo branco delimitando o espaço de um apartamento imaginário, além de uma tela branca ao fundo. Contudo os ambientes são dinâmicos. Cadeiras, cabides, abajures e até mesmo uma cama entram em cena para compor quadros que, num momento seguinte, se desfazem e novos espaços surgem na frente do público. PROPOSTA De ENCENACÃO ´^
  4. 4. Os dois atores principais são auxiliados por dois atores “sombras”, duas figuras vestidas de branco, que movimentam a estrutura cenográfica e os objetos de cena (ou até os próprios atores), participando como “motores” de toda a encenação, além de se tornarem personagens “curinga” ao longo do espetáculo. Ao mesmo tempo revelam aspectos subjetivos dos personagens principais. Esses atores são uma releitura da figura do “kôken”, do teatro Noh japonês.
  5. 5. Grupo Domo O Grupo Domo foi fundado em abril de 1994 pelo ator e diretor André Garcia, tendo no currículo performances diversas e cinco espetáculos: O Grito (1995), O Grande Dormitório (1998), As Lavadeiras (2000), Dos Anjos e de Todos Nós (2003) e O Julgamento (2008). O Grupo vem contribuindo com a cena teatral brasiliense, desenvolvendo uma linha de pesquisa própria, baseada em um teatro autoral e reflexivo, sempre aberto à experimentação, com enfoque no constante aperfeiçoamento do trabalho físico, sensível e vocal do ator. O aspecto autoral realiza- se pela montagem de textos inéditos, escritos por integrantes do Grupo Domo, conferindo a cada montagem atualidade, o que permite o diálogo com o contexto estético, social e histórico contemporâneo. O viés reflexivo do grupo nasce da concepção do teatro como uma arte vasta, múltipla e comunicativa, capaz de pôr em foco aspectos de nossa condição social e humana, levando-nos a outros espectros de percepção de nós mesmos. Como tema, sempre, os temas de sempre, de todo tempo, a vida do homem, com suas questões, com o eterno embate na busca do auto-conhecimento, mas, renovados pelo olhar da arte moderna, renovados com o frescor dos nossos tempos.
  6. 6. Direção/ Texto: - André Garcia Elenco: - André Garcia - João Lima - Leudo Lima - Guilherme Victor Assist. Direção: - Leudo Lima Preparação Corporal/ Coreografia “Meteoros”: - Márcia Almeida Animação Digital - Fernando Nisio DIretor de Produção: - Leudo Lima Assist. de Produção: - Janaína Melo Iluminação: - Lina Borba Cenários/ Figurinos: - André Garcia Operação de Luz: - Lina Borba Fotos: - Camilla Russi - André Garcia Arte Gráfica: - Leudo Lima FICHA TÉCNICA
  7. 7. Clipping

×