PALACETE ROSA PENA
ANTES DEPOIS
 Situado em Espinho e ocupando um quarteirão inteiro, o Palacete Rosa
Pena é um daqueles edifícios ao qual não se consegu...
ANTIGA ESTAÇÃO DE
COMBOIO
ANTES DEPOIS
Estação Términus de Espinho-Vouga, em substituição da antiga estação de interface de Espinho, cuja
demolição foi planeada ...
TRABALHO REALIZADO
POR :
 Tomás Dias – N.º28
 Márcio Simões – N.º21
 Ana Rita – N.º4
 Mariana Leça – N.º23
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palacete rosa pena turma 6º5 (1) (1)

125 visualizações

Publicada em

o melhor

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
125
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palacete rosa pena turma 6º5 (1) (1)

  1. 1. PALACETE ROSA PENA ANTES DEPOIS
  2. 2.  Situado em Espinho e ocupando um quarteirão inteiro, o Palacete Rosa Pena é um daqueles edifícios ao qual não se consegue ficar indiferente.  Em pleno coração da cidade, o Palacete Rosa Pena foi já um edifício emblemático, além de ser servido como escola de muito espinhenses. Agora, a construção secular está voltada ao abandono e à degradação, situação que piora de dia para dia. A propriedade privada, situada na Rua 19, entre as ruas 26 e 28, é utilizada por muitos toxicodependentes, que a usam para local de consumo de droga.  Apesar da evidente insegurança, o edifício é há muito frequentado por marginais e serve de tecto a pessoas sem-abrigo, tendo, inclusive, sido lá encontrado, há já algum tempo, um cadáver, só detectado devido ao mau- cheiro. A causa da morte do indivíduo terá sido uma "overdose". droga.
  3. 3. ANTIGA ESTAÇÃO DE COMBOIO ANTES DEPOIS
  4. 4. Estação Términus de Espinho-Vouga, em substituição da antiga estação de interface de Espinho, cuja demolição foi planeada devido fortes críticas da população local por dificultar o acesso entre a zona da praia e da cidade. A estação da linha do Norte passou a ser subterrânea e a estação de Espinho-Vouga passou a subsituir a antiga. O edifício Principal encontra-se encerrado e inutilizado e o acesso à via é feito ao nível do solo. A Linha do Vouga, originalmente conhecida como Linha do Vale do Vouga, é um troço ferroviário português que liga a Linha do Norte, em Espinho, à Linha do Dão, em Viseu, numa extensão de 140 km, e que entronca em Sernada do Vouga com o Ramal de Aveiro. É uma linha de via estreita cuja bitola utilizada em ambos os troços é de 1000 mm. Situada geograficamente nos distritos de Aveiro e Viseu, esta via-férrea possuía uma extensão total de, aproximadamente, 175 Km (a Linha do Vouga com 140 Km e o Ramal de Aveiro com 35 Km). A Linha do Vouga atravessa os concelhos de Espinho, Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis, Albergaria-a-Velha, Águeda, São Pedro do Sul e Viseu. O Ramal de Aveiro contempla o troço de via-férrea que atravessa os concelhos de Águeda e Aveiro.
  5. 5. TRABALHO REALIZADO POR :  Tomás Dias – N.º28  Márcio Simões – N.º21  Ana Rita – N.º4  Mariana Leça – N.º23

×