[Arquivo direito] 10 coisas sobre a advocacia que você não aprende na faculdade

12.618 visualizações

Publicada em

[Arquivo Direito] 10 Coisas sobre a Advocacia que você não aprende na Faculdade, mas que tem toda a condição de aprender imediatamente por conta própria

Publicada em: Direito
1 comentário
19 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.618
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.182
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
319
Comentários
1
Gostaram
19
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[Arquivo direito] 10 coisas sobre a advocacia que você não aprende na faculdade

  1. 1. 10 COISAS SOBRE A ADVOCACIA QUE VOCÊ NÃO APRENDE NA FACULDADE a d arquivo direito MAS QUE TEM TODA CONDIÇÃO PARA COMEÇAR A APRENDER IMEDIATAMENTE POR CONTA PRÓPRIA
  2. 2. a d SOBRE O AUTOR RICARDO ORSINI é fundador do Arquivo Direito , portal de conteúdo jurídico voltado para a ADVOCACIA EMPREENDEDORA. É professor, empresário e consultor de marketing jurídico. É mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Goiás e graduando em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás.
  3. 3. CONQUISTAR CLIENTES Via de regra, a arte de conquistar clientes não é aprendida nos cursos jurídicos. Disciplinas sobre gestão e empreendedo-rismo não são o forte no Direito. Habilidades e conhecimentos na construção de uma clientela sólida passam longe do conteúdo teórico e exclusivamente jurídico das graduações. No Direito, não aprendemos a conquistar, . fidelizar ou encantar clientes 11
  4. 4. CONQUISTAR CLIENTES O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Saber ouvir Na sala de aula, a escuta é pouco desenvolvida, e aprendemos a ouvir passivamente, sem interação. Para os negócios, uma escuta ruim é um desastre quando tratamos de clientes. - Traçar o perfil do cliente alvo Na faculdades, os trabalhos são padronizados, feitos sem levar em conta o perfil do público leitor. Não nos preocupamos em atender sob demanda, mas apenas em atender às regras ditadas pelo professor (ou pela ABNT). - Dominar as etapas de venda do seus serviços Na Faculdade, aprendemos corretamente que a advocacia é serviço público de caráter social, não podendo ser mercantilizada. Contudo, não se pode esquecer que o Advogado que não sabe vender, fecha as portas do seu negócio muito cedo. 11
  5. 5. 22PRECIFICAR OS SEUS HONORÁRIOS Existe uma aversão generalizada nos cursos jurídicos à cálculos e números. Ainda que a gestão financeira de escritórios não envolva cálculos muito complexos, É criado um mito em torno da suposta dificuldade em calcular honorários. O problema pode ser resolvido a partir de , o que também não é aprendido na faculdade. o medo dos números na Faculdade persegue mesmo os advogados mais experientes. boas práticas de gestão financeira
  6. 6. 22PRECIFICAR OS SEUS HONORÁRIOS O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Boas práticas de gestão financeira O controle das finanças do escritório permite fazer um levantamento preciso dos custos e despesas fixos e variáveis, bem como da carga tributária incidente. Tal controle será usado para definir critérios de precificação mais consistentes e condizentes com a realidade do mercado. - Encontrar o equilíbrio do preço praticado A falta de formação em gestão financeira, ainda que básica, dificulta a definição de estratégias para encontrar um ponto de equilíbrio entre aqueles preços praticados no mercado (e os fixados pela OAB), o custo do seu serviço e do real valor que é entregue ao cliente.
  7. 7. 33PROMOVER O SEU ESCRITÓRIO Na disciplina de ética profissional, aprendemos que há uma série de restrições no Código de Ética e Disciplina da Advocacia com relação à publicidade dos serviços. De fato, estas limitações devem ser levadas a sério pelo advogado empreendedor, que atua sempre dentro da legalidade. Contudo, o currículo não contempla o aprendizado de quais as alternativas para praticar uma publicidade efetiva e de resultados, que seja ao mesmo tempo ética.
  8. 8. 33PROMOVER O SEU ESCRITÓRIO O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Construir uma marca pessoal e empresarial Consolidar uma marca no mercado da advocacia exige um profissional arrojado e criativo. Contudo, essas não são virtudes muito cultivadas nos cursos jurídicos. - Ter boa presença digital As instituições de ensino, no geral, ainda tiram pouco proveito das ferramentas digitais disponíveis. O efeito disso é a falta de um modelo para que os alunos façam um uso mais relevante e profissional da Internet. - Realizar eventos jurídicos Na maioria dos casos, os alunos participam dos eventos como expectadores. Raramente ajudam na organização destes eventos. A realização de eventos é uma excelente maneira para aumentar o networking e ganhar experiência profissional prática.
  9. 9. 44FAZER A GESTÃO DE PESSOAS Gestão de pessoas é um tema ligado à liderança e à capacidade de trabalhar em equipe . Virtudes como carisma, motivação e precisam ser despertados e relacionamento estimulados. Infelizmente, os cur sos superiores promovem poucas situações para o desenvolvimento da liderança, e a atitude passiva do aluno acaba se tornando uma regra.
  10. 10. 44FAZER A GESTÃO DE PESSOAS O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Saber recrutar e selecionar profissionais - Engajar os profissionais com o projeto do escritório - Dar treinamentos à sua equipe - Ser um líder e motivar seus colaboradores e parceiros - Escolher os sócios adequados para o seu negócio Todas as habilidades relacionadas à liderança e gestão de pessoas requer um exercício contínuo em ambiente profissional. Os cursos de Direito raramente proporcionam aos seus alunos este ambiente, uma vez que o foco é a produção acadêmica ou a preparação para o Concurso Público.
  11. 11. 55FAZER REUNIÕES PRODUTIVAS Aprender a fazer reuniões é parte do trabalho da liderança de coordenar a sua em vários equipe de trabalho. Boas reuniões são produtivas sentidos: economizam tempo, resolvem problemas, dividem responsabilidades, aproximam as pessoas, geram um clima de trabalho mais positivo entre a equipe.
  12. 12. FAZER REUNIÕES PRODUTIVAS O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Ter autoridade para intervir nas reuniões e evitar a perda do foco - Estabelecer as pautas que garantam o sucesso das reuniões e cumprir os horários estabelecidos - Estabelecer que tipo de reuniões são mais adequadas e em que momentos devem ser realizadas (estratégias, operacionais, de gestão financeira, etc.) Ainda que reuniões entre alunos sejam frequentes, elas são feitas, geralmente com o intuito apenas de dividir o trabalho acadêmico. O «fazer em equipe» é evitado por falta de tempo ou de uma liderança que conduza o processo. 55
  13. 13. 66CONSTRUIR SUA MARCA PESSOAL A «marca» é composta por que permitam a fácil identificação e lembrança de um produto, serviço ou pessoa. A marca pessoal é um , para que você seja conhecido e lembrado pelo que faz. A meta do marketing pessoal é torná-lo uma referência em virtude de suas habilidades e conhecimentos. É isso que torna você . sinais, ideias e pensamentos investimento em seu próprio nome único e insubstituível
  14. 14. 66CONSTRUIR SUA MARCA PESSOAL O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Criar relacionamentos profissionais (networking) A grande experiência profissional de um aluno do curso de Direito é o estágio. Contudo, não há muito espaço para trocas profissionais e relacionamentos qualificados quando se é estagiário. Tratado como empregado de segunda categoria, é raro alguém conceder-lhe acesso às esferas de decisão do escritório. - Usar a Internet de forma profissional Como as ferramentas digitais não costumam a ser exploradas nas Faculdades em todo o seu potencial, o aluno acaba por não descobrir o seu potencial para ampliar seu networking. É comum alunos em sala usando rede social para entretenimento ou conversa fiada. Mesmo o Linkedin e o Twitter, redes de conteúdo profissional, são ignorados como fonte de networking.
  15. 15. 77ATUAR FORA DO CONTENCIOSO Na Faculdade, praticamente confundimos . Como se o Advocacia com contencioso trabalho do Advogado se resumisse ao patrocínio de causas de seus clientes diante do Poder Judiciário. Há vários serviços jurídicos administrativos, , usados consultivos e de assessoria justamente para evitar o contencioso. A advocacia preventiva é um nicho pouco explorado, mas com uma demanda gigante ainda adormecida.
  16. 16. 77ATUAR FORA DO CONTENCIOSO O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Elaborar pareceres O parecer para clientes tem uma lógica própria, bem diferente daquela que visa convencer o magistrado ou a autoridade administrativa. Exige uma fundamentação jurídica aliada ao conhecimento do cliente. Busca-se apresentar uma solução a problemas reais vividos pelo cliente, que exigirá muito mais do que o conhecimento jurídico por parte do profissional. - Oferecer soluções completas aos clientes O contencioso é uma solução parcial, que enfrenta o problema quando a situação já é crítica e o conflito já foi estabelecido. O contencioso é lento, desgastante e custoso para cliente e advogado. Soluções jurídicas preventivas são arrojadas, mas não aprendemos na Faculdade a construí-las. A atuação do advogado que oferece este tipo de solução volta-se para a defesa patrimonial, consultoria contratual, recuperação de créditos tributários, diminuição e gestão do passivo trabalhista, etc.
  17. 17. 88ADMINISTRAR O TEMPO Na Advocacia, muito cedo descobrimos que o tempo é um recurso tão ou mais valioso do que o capital . Em tempos de redes sociais, não conseguir administrar o próprio tempo e procrastinar tarefas é uma das principais fontes de improdutividade e estresse no trabalho. A gestão do tempo visa não apenas maior produtividade, mas a construção de uma vida pessoal mais gratificante e realizadora .
  18. 18. 88ADMINISTRAR O TEMPO O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Usar a tecnologia a favor da gestão do tempo Voltamos a bater na tecla do desprezo do ambiente acadêmico pelas novas tecnologias. Isso faz com que os alunos usem a tecnologia apenas para relacionamento social e entretenimento. Não há estímulo acadêmico para que a coisa seja diferente. Existem aplicativos de gestão de tempo e técnicas eficazes para evitar procrastinação. Isso dificilmente é ensinado na Faculdade. - Aprender a falar NÃO Aprender a falar NÃO é uma das coisas mais difíceis. Falar não para os outros e, principalmente, para si mesmo, é fundamental na gestão do seu tempo. A procrastinação é, na verdade, a incapacidade de dizermos NÃO para nós mesmos. Aprenda dizer não ao Facebook, para o game no celular, ao grupo no Whatsapp e ao sem número de distrações da cultura digital.
  19. 19. 99ASSUMIR RISCOS Assumir riscos implica em lidar com i n c e r t e z a s e a m e a ç a s , a p r o v e i t a r oportunidades e se deparar com alternativas de ação. Este é o universo de um Advogado. Como qualquer empreendedor, deve assumir riscos calculados , com o pé no chão, ainda que sonhando alto. A eventualidade do fracasso vai exigir preparação emocional, profissional e financeira do Advogado.
  20. 20. 99ASSUMIR RISCOS O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Que risco não é o mesmo que aventura ou idealismo Mesmo que o caráter social da profissão encha o Advogado de muito idealismo, ele não pode tratar a advocacia como uma aventura profissional. Empreendedores têm o pé no chão e só assumem riscos depois de muito estudo e planejamento. Mas, lamentavelmente, o empreendedorismo não é, nem de longe, uma das virtudes mais alimentadas dentro das Faculdades de Direito. - Estabelecer metas e planejar o trabalho Não há negócio 100% seguro! Isso é fato. Para lidar com esta incerteza, é preciso saber planejar. Quem planeja, está mais preparado para as incertezas. No Direito, também não há muita preocupação em ensinar aos alunos o planejamento do trabalho. Geralmente, há padrões a serem seguidos, e o aluno não precisa construir suas próprias ferramentas, nem planejar suas ações.
  21. 21. 1100FAZER ACONTECER Mais do que perceber oportunidades, um advogado empreendedor deve ser capaz de . Isso envolve o concretizar seus projetos cultivo de valores como iniciativa, persistência, engajamento, independência e autoconfiança. Fazer acontecer é o resultado de um aprendizado prático , de um fazer constante. Os cursos acadêmicos privilegiam o ensino teórico e não criam muitas oportunidades para que os alunos tomem a iniciativa e façam acontecer.
  22. 22. 1100FAZER ACONTECER O QUE VOCÊ NÃO VAI APRENDER NA FACULDADE - Enxergar os desafios de forma positiva Desafios são fonte de crescimento pessoal e profissional. Mas, na Faculdade, raramente somos desafiados e, quando isso acontece, talvez pela falta de costume, enxergamos o desafio como uma fonte de estresse. Um bom exemplo é o terror criado em torno do TCC, um dos grandes desafios da graduação. - Agir em função de atender necessidades, não por obrigação Quando o aluno escolhe a Advocacia como carreira a ser seguida, não pode agir por mera obrigação, como se tratasse de um caminho natural assim que termina o curso de graduação. Advogar é agir em função das oportunidades oferecidas pelo mercado. Ao assumir esta carreira, o profissional deve entender que seus sonhos devem se adaptar à realidade, e não o inverso.

×