Cifoxvert Ortra 2009 Final

1.009 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.009
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cifoxvert Ortra 2009 Final

  1. 1.
  2. 2. VertebroplastiaVsCifoplastia<br />Evidências Atuais <br />Ricardo Ferreira<br />Rafael Moraes<br />
  3. 3. DEFINIÇÕES<br />
  4. 4. Definição <br />Vertebroplastia<br /> Restabelecimento da Resistência à carga axial sobre um corpo vertebral, através da aplicação de PMM no seu interior.<br />
  5. 5. Vertebroplastia<br />
  6. 6. Definição :<br />Cifoplastia<br />Redução da Deformidade Cifótica e Criação de Cavidade para receber PMM no Interior do Corpo Vertebral, para Restabelecimento da Resistência à carga axial e Biomecânica da Coluna.<br />
  7. 7. Cifoplastia<br />
  8. 8. COMO CERTIFICAR A EVIDÊNCIA ? <br />
  9. 9. Grau de Recomendação e Força de Evidência( JAMA )<br />
  10. 10. Classe - Aplicabilidade<br />
  11. 11. Validade dos Resultados <br />A gama de pacientes foi bem definida?<br />Os critérios de inclusão e exclusão são lógicos e claros?<br />O diagnóstico da doença estava bem caracterizado?<br />Os pacientes foram distribuídos aleatoriamente ?<br />O método de randomização foi explicado? <br />A distribuição foi ocultada?<br />Os doentes foram analisados nos grupos para os quais tinham sido aleatorizados inicialmente (intenção-de-tratar)?<br />A dimensão da amostra foi estatisticamente calculada?<br />Os doentes nos grupos em comparação eram semelhantes em termos dos seus fatores de prognóstico conhecidos?<br />Com exceção do tratamento em estudo, todos os doentes foram tratados da mesma maneira? <br />Foi ocultado aos doentes o grupo a que pertenciam? <br />Foram ocultados aos investigadores os grupos em estudo?<br />Foram ocultados aos analisadores dos dados os grupos em estudo? <br />O seguimento (follow-up) final foi superior a 80%?<br />“COMO AVALIAR A INVESTIGAÇÃO CLÍNICA - O EXEMPLO DA AVALIAÇÃO CRÍTICA DE UM ENSAIO CLÍNICO “<br />ANTÓNIO VAZ CARNEIRO<br />
  12. 12. Importância dos Resultados <br />A dimensão do efeito terapêutico foi importante?<br />A estimativa do efeito é suficientemente precisa (IC)?<br />Esse efeito tem importância clínica?<br />“COMO AVALIAR A INVESTIGAÇÃO CLÍNICA - O EXEMPLO DA AVALIAÇÃO CRÍTICA DE UM ENSAIO CLÍNICO “<br />ANTÓNIO VAZ CARNEIRO<br />
  13. 13. Aplicabilidade dos Resultados<br />Os doentes do estudo são semelhantes aos da prática clínica do médico individual? <br />Foram considerados todos os resultados clínicos importantes? <br />Os benefícios do tratamento sobrepõem-se aos potenciais riscos e custos da sua implementação? <br />“COMO AVALIAR A INVESTIGAÇÃO CLÍNICA - O EXEMPLO DA AVALIAÇÃO CRÍTICA DE UM ENSAIO CLÍNICO “<br />ANTÓNIO VAZ CARNEIRO<br />
  14. 14. Classes de Evidência <br />
  15. 15. Ponto de Vista Pessoal ...<br />
  16. 16. Contudo ... <br />
  17. 17.
  18. 18. Se estudos indicam que uma intervenção tem comprovadamente efetividade, baseado na melhor evidência disponível, deve ser adotadaaté provem o contrário<br />2. Se, por outro lado, a intervenção pode ser prejudicial ao paciente, deve ser suspensa ou evitada caso não haja meios de contornar/controlar os fatores de prejuízo.<br />3. Se não há evidência, ou a evidência não é suficientemente embasada, porém não há dano, não há porque suspender uma intervenção que é baseada apenas em experiência ou estudos observacionais de menor evidência científica.<br />
  19. 19.
  20. 20. PERGUNTAS<br />
  21. 21. VERTEBROPLASTIA FUNCIONA ?<br />
  22. 22. Percutaneousvertebroplasty compared with optimal pain medication treatment: short-term clinical outcome of patients with subacute or chronic painful osteoporotic vertebral compression fractures. The VERTOS studyFransen, H.; Jansssens, X.; Juttmann, J. R.; Lampmann, L. E.; Lohle, P. N.; Mali, W. P.; van derGraaf, Y.; Verhaar, H. J.; Voormolen, M. H.AJNR Am J. Neuroradiology 2007Randomized controlled trial - Class I - II<br />
  23. 23. E CIFOPLASTIA, FUNCIONA ?<br />
  24. 24. Functional outcomes of kyphoplasty for the treatment of osteoporotic and osteolytic vertebral compression fracturesKhanna, A. J.; Lieberman, I. H.; Reinhardt, M. K.; Togawa, D.Journal Osteoporosis Int 2006Cohort - Class I- II<br />
  25. 25. ESTUDOS COMPARATIVOS ... <br />
  26. 26. Comparison of vertebroplasty and balloon kyphoplasty for treatment of vertebral compression fractures: a meta-analysis of the literatureEck, J. C.; Hodges, S. D.; Humphreys, S. C.; Nachtigall, D.Spine J 2008Meta-analysis – Class I-II<br />
  27. 27. Comparison of therapeutic effect between percutaneousvertebroplasty and kyphoplasty on vertebral compression fracture Liu, S. Q.; Ming, J. H.; Peng, H.; Qiu, B.; Zhou, J. L. Chin J. Traumatology 2008 Cohort – Class I - II<br />
  28. 28. Balloon kyphoplasty and vertebroplasty for vertebral compression fractures: a comparative systematic review of efficacy and safetyFritzell, P.; Taylor, R. J.; Taylor, R. S. Spine 2006Meta-analysis - Class II<br />
  29. 29. Treatment of painful osteoporotic or traumatic vertebral compression fractures by percutaneous vertebral augmentation procedures: a nonrandomized comparison between vertebroplasty and kyphoplastyDe Negri, P.; Modano, P.; Paternoster, G.; Tirri, T. Clin J Pain – 2007 Cohort –Class II <br />
  30. 30. Ponto de Vista Pessoal ...<br />
  31. 31. OBRIGADO<br />RICARDO FERREIRA<br />ricardoferreira@lombar.com.br<br />www.lombar.com.br<br />

×