Relatório parcial de pedagogia

940 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
940
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório parcial de pedagogia

  1. 1. Ministério da EducaçãoCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco L, Lote 6. CEP: 70.040-020 Brasília/DF BrasilRELATÓRIO DE ATIVIDADES 2012 PARCIAL SUBPROJETO DE HISTÓRIA COORDENADOR(A): Augusta Maria Bicalho PROGRAMA DEB Cachoeiro de Itapemirim, 26 de dezembro de 2012
  2. 2. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa Relatório de Atividades ( x ) Parcial ( ) Final1. DADOS DO(A) COORDENADOR(A)Nome: Augusta maria BicalhoEndereço: Praça Ilda Calazans .Bairro Gilberto Machado Nº 56 Cachoeiro de Itapemirim -ESTelefones: (28) 9924.9116 E-mail: augustabicalho@saocamilo-es.brCurso: História2. DADOS DA EQUIPE2.1) Professores Participantes colaboradoresNome Instituição FunçãoProfessor 1 - Marcele Daré Zampirolli EEEFM”Carolina supervisor Passos Gaigher”Professor 2- Denizete Cristina Mendonça EMEF Ercy Arruda supervisorMeloni BonfimProfessor 3- Luzimara Brock Griffo EMEB “Jenny supervisor Guardia”Professor 4-Ana Cristina Pereira EEEM Presidente supervisor “Getúlio Vargas”Professor 5-Lucélia de Lima Santos EMEB Professor supervisor “Valdy Freitas”2.2) Professores da Educação Básica Participantes do ProjetoNome Instituição FunçãoProfessor 1Professor 2Professor 3Professor 42.3) Alunos Bolsistas Participantes do ProjetoNome Licenciatura EscolaAluno 1- Elizangela Rosa de Araújo Pedagogia EEFM “Presidente Getúlio Vargas”Aluno 2- Francisco Clécio Uchoa Souza Pedagogia EEEFM”Carolina Passos 2
  3. 3. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa Gaigher”Aluno 3- Giani de Almeida batista Pedagogia EMEB “Professor Valdyr Freitas”Aluno 4- Hellen Abreu Nascimento Pedagogia EEFM “Presidente Getúlio Vargas”Aluno 5- Lorena Costa de Souza Pedagogia EMEB “Jenny Guardia”Aluno 6-Luciléia Martins de Oliveira Pedagogia EMEB “Jenny Guardia”Aluno 7- Lucimar Gonçalves Pedagogia EEEFM “Carolina Passos Gagher”Aluno 8- Regina Aparecida Zampiris Pedagogia EMEF “Ergy Arruda Bonfim”Aluno 9-Rosane da Silva Gomes Pedagogia EMEB Professor “Valdy Freitas”Aluno 10- Thamires de Almeida Araújo Pedagogia EMEF “ Ercy Arruda Bonfim”3. DADOS DO PROJETO3.1) Dados GeraisTítulo: Subprojeto – Licenciatura pedagogia Duração do projetoData de Início: Agosto de 2012 Data de Término: Julho de 2013Apresentação : Sabe-se que um dos maiores desafios da Formação Inicial para Docentes reside nacapacidade de proporcionar aos acadêmicos uma maior experiência com o cotidiano real dasescolas.Pesquisas realizadas por autores consagrados na área ( Namo de Mello, 2005, Alarcão, 2006,Canário, 2007,Tardif, 2005,Meirieu,2005, Popkewitz,2006 , Nóvoa, 2011) afirmam que proporcionaraos futuros docentes, oportunidades de reflexão e vivências durante seu período de formação, podeinfluenciar significativamente no domínio das capacidades básicas necessárias ao ingresso na carreiradocente. Convictos de que são muitos os fatores que afetam o processo de aprendizagem dos alunosem processo de formação para a docência, e, que também, a democratização do acesso aos saberes epermanência das crianças na escola deve ser permanentemente redimensionado, tendo em vista, aincompatibilidade das práticas escolares com o respeito integral ás diferenças culturais, logo, criarestratégias de formação mais coerentes com o atual contexto social, tornou-se uma exigência. È comeste olhar e objetivo que este projeto está sendo implementado, possibilitar aos acadêmicos umaevolução didática mais avançada no sentido de não só identificar os obstáculos que estão afetando aaprendizagem dos alunos, mas criar situações reais e mais inovadoras de aprendizagem para oenfrentamento de tais obstáculos, eliminando-os. Para desenvolvimento desta prática, estamosusando a estratégia metodológica denominada de “dupla conceitualização”, usada pela autora DeliaLerner. A especificidade desta estratégia consiste em favorecer que os acadêmicos exerçamcomportamentos próprios de leitores e escritores, para depois poder conceitualizar tanto os próprioscomportamentos exercidos como as características da situação didática da qual participaram oupropuseram. Esse exercício permite discussões compartilhadas, ajuda - os a compreenderprofundamente a importância da leitura e da escrita no cotidiano da prática docente. Permite (re)visitar práticas confrontando-as com outras. Assim, se têm realizado várias leituras e escrituraspartindo do que está vivendo no chão da escola. Para melhor esclareceros exercícios que temosrealizado junto aos acadêmicos, podemos citar a expressão da autora Jandira Mansur, usada no livro “O frio pode ser quente” ( 2008), “ver de um jeito agora, ver do outro depois, ou melhor ainda, ver aomesmo tempo os dois”.Os futuros docentes precisam apropriar-se da capacidade de realizar múltiplosolhares diante de uma mesma prática. 3
  4. 4. ____________________________________________Relatório de Atividades do ProgramaAssim, este projeto tem como objetivo: inserir os acadêmicos no cotidiano das escolas durante seuprocesso inicial de formação. Apropriar-se de várias competências necessárias ao exercício dadocência, especificamente, aquela referente ao domínio da leitura e escrita de sua própria prática eprocedimentos de aprendizagem. Possibilitar relações mais próximas entre a IES e as Escolas deEducação Básica, no sentido de que ambas podem continuamente se autoavaliarem. Para alcançarestes objetivos, várias ações já estão sendo realizadas: criação de um grupo de estudo permanentecom os acadêmicos para o desenvolvimento das habilidades de leitura, escrita, análise, interpretação esíntese. Realização de discussões sobre a problemática do processo de aquisição da leitura e escritapelas crianças da Educação Básica. Monitoramento aos acadêmicos, professores supervisores eacadêmicos juntos ás escolas envolvidas no projeto. Realização de um Fórum para apresentação ediscussões de algumas práticas pedagógicas e consequentemente astemáticas relacionadas. Osresultados já começam a surgir: os acadêmicos começaram a produzir registros significativos e fazerleituras mais críticas sobre as práticas observadas e análise de sua própria atuação. Apontam e vêemcom mais criticidade a complexidade da docência, do espaço educativo e suas relações com ocontexto socio cultural dos alunos. Tais ações também estão impactando as escolas que já começamcompreender as especificidades da formação inicial, começam a se autoavaliarem, perceberem que aescola precisa mudar os discursos, (aqueles já tão repetidos... as famílias não colaboram..., os alunosnão querem nada... etc.), vêem os alunos com outro olhar, não aquele de estagiário ofice boy.Solicitam ajuda dos acadêmicos, pois, percebem que esses estão com leituras um pouco maisavançadas.Produções: realização do I Fórum de epráticas do PIBID, pequenos vídeos, relatos orais.Palavras chave (até seis)Formação Inicial Docente – Relação Teoria/Prática – Dupla Conceitualização3.2) Licenciaturas/subprojetos/Programas de Pós-Graduação envolvidosLicenciatura (nome) Número de alunos participantesPedagogia 103.3) Escolas ParticipantesNome da escola IDEB Número de alunos na escola Número de alunos envolvidos no projetoEEEFM”Carolina Passos Gaigher” 3.2 197 197EMEF Ercy Arruda Bonfim 3.6 135 53EMEB “Jenny Guardia” 5,51 302 90EEEM Presidente “Getúlio Vargas” 45.36 600 600EMEB Professor “Valdy Freitas” 6.6 303.4) Outros colaboradores do projeto (além dos bolsistas)Nome Função no projeto 4
  5. 5. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa 5
  6. 6. 4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E RESULTADOS ALCANÇADOSIndicador Objetivo da atividade Descrição sucinta da atividade (inserir início e Resultados alcançadosda atividade período de realização) 1. Organizar as ações Julho de 2012 - Reunião dos coordenadores dos metodológicas dos subprojetos para discussão e organização das ações -Elaboração de cronograma de visita às projetos. metodológicas. escolas envolvidas; -Mapeamento das formas de divulgação do projeto da CAPES no Centro Universitário São Camilo-ES; -Planejamento dos procedimentos operacionais de apresentação dos projetos nas escolas da Educação Básica. 2. Apresentar a todos os Agosto de 2012 - Visita do coordenador do subprojeto às - Reuniões pontuais com diretores e professores e demais Escolas EMEB ”Professor Valdir Freitas”, EMEB “Jenny supervisores das escolas parceiras para a membros da gestão da Guardia”, EEEFM “Carolina Passos Gaigher” e EEEM apresentação do o projeto PIBID/Centro escola o projeto “Presidente Getúlio Vargas” e à EMEB “Ercy Arruda Universitário São Camilo- ES. PIBID/Centro Bonfim”. Universitário São Camilo- ES; - Análise dos resultados e discussões das necessidades e dificuldades de Realizar diagnóstico do aprendizagem dos alunos dos Anos Iniciais desempenho dos alunos do Ensino Fundamental apresentadas após das referidas escolas e análise dos dados e aquelas apontadas conhecimento do espaço pelas Escolas. físico para a realização das atividades. 3. Discutir a metodologia de Agosto de 2012- Reuniões dos coordenadores dos Organização dos grupos de acadêmicos cada projeto- Licenciatura subprojetos com os professores supervisores das estagiários a partir do diagnóstico realizado junto aos professores conveniadas ao PIBID/Centro Universitário São Camilo- nas escolas; supervisores; ES. Elaboração de formulários próprios para Decidir sobre os melhores monitoramento das atividades; procedimentos de monitoramento das ações Elaboração de relatório. dos acadêmicos estagiários do PIBID nas escolas.
  7. 7. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa 4. 5. Apresentar aos Agosto de 2012- Reunião com os acadêmicos estagiários Detalhamento por escrito do Plano das acadêmicos estagiários às para apresentação das atividades relativas ao ações a serem desenvolvidas junto aos atribuições referentes ao desenvolvimento do projeto durante o ano de 2012. alunos da Educação Básica de cada escola desenvolvimento do contemplada no PIBID. projeto. 6. Discutir estratégias de Agosto de 2012- Seleção dos alunos com dificuldades de Encontros de supervisores e acadêmicos intervenção para melhoria aprendizagem apresentadas na disciplina de História. estagiários para discussão das estratégias do desempenho dos de intervenção e definição de alunos de 1º ao 5º ano Agosto de 2012- Reuniões dos acadêmicos com o turmas/alunos envolvidos no PIBID/ Centro das Escolas de Educação supervisor para tomada de decisões sobre os melhores Universitário-ES. Básica envolvidas no procedimentos estratégicos de intervenção. projeto 7. Realizar entrevistas com Setembro de 2012- Entrevista com os alunos de 1º ao 5º Elaboração de roteiro de entrevistas por alunos do 1º ao 5º ano ano para levantamento das principais dificuldades acadêmicos estagiários/ supervisores e das escolas selecionadas encontradas por eles durante o seu processo de coordenador do subprojeto; pelo PIBID/Centro aprendizagem dos conteúdos . Universitário São Camilo- Elaboração de relatório síntese sobre os ES; resultados encontrados; Elaborar roteiro de Análise dos resultados pelo coordenador do entrevistas para detectar subprojeto; possíveis causas das dificuldades de aprendizagem dos alunos. 8. Elaborar junto ao Observação de aulas dos professores das disciplinas de Análise das observações realizadas pelos supervisor roteiros de Núcleo Comum: Português, Matemática, História, acadêmicos nas salas de aula. observação de aulas. Geografia, História, Ciências, Arte etc. Análise dos resultados pelo coordenador do subprojeto; 9. Adquirir fundamentação Encontros para grupos de estudos e discussões teóricas Seleção de textos conforme temática e teórica para otimizar as e práticas sobre as experiências vivenciadas pelos necessidade encontradas intervenções pedagógicas acadêmicos estagiários, supervisores e coordenadores. permanentemente nas práticas nas salas de aulas e pedagógicas das escolas; subsidiar as análises das práticas realizadas. Realização de 6 (seis) encontros de grupos de estudos envolvendo temáticas relacionadas às ações dos alunos nas Escolas envolvidas no Projeto. 7
  8. 8. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa Elaboração de relatório síntese dos textos e discussões realizadas nos grupos de estudos. 10. Elaborar estratégias de Reuniões para planejamento de diferentes estratégias Elaboração de estratégias didático- ensinagem diversificadas metodológicas para a aplicação nas turmas dos alunos metodológica para aplicação em sala de para serem desenvolvidas envolvidos no projeto. aula. com os alunos com dificuldade de aprendizagem nas salas de aula. 11. Elaborar estratégias de EMEB “Jenny Guardia” Foi possível ver um crescimento na ensinagem diversificadas Uso de vários tipos de textos: parlendas, autoestima dos alunos quanto à sua para serem desenvolvidas capacidade de ler e escrever. Os alunos com (6) alunos com poemas, cantigas para favorecimento da num total de (6) seis, passaram a se dificuldade de interessar pelos textos e pela professora aprendizagem na leitura e aproximação dos alunos da leitura e da estagiária. na escrita. escrita.Duração: 2 horas. Atendimento individual para orientação aos alunos, os procedimentos para se ler. (alfabeto, sílaba, palavra, frase, textos) 2:horas. 12 Elaborar estratégias de EMEB “Jenny Guardia” Neste dia percebemos um entusiamo nos leitura e escrita visando Com o auxílio do alfabeto móvel, foi possível mostrar para alunos. Houve até um elogio da Diretora. ensinar aos alunos o os alunos mostar aos alunos os mecanismos necessários Notei também neste dia que eles só funcionamento do código para aprender a ler. 2: horas. copiavam. Agora comigo já envolviam com o alfabético, estabelecendo Segundo momento, foi dado aos alunos um livro só com sentido e significado das apalvras e frases. conexões entre fonemas e imagens, no qual eles deveriam escrever e depois ler o Iam apontando com o dedinho, como os grafemas de forma que aquelas imagens queriam dizer. 2: horas. ensinei, para não se perderem. consistente com o respectivo código da língua portuguêsa. 12. Elaborar estratégias de EMEF “Ercy Arruda Bonfim” Foi possível observar que as maiores ensinagem diversificadass Contrução do jogo de dominó para compreensão da dificuldades dos alunos eram em leitura e para serem desenvolvidas tabuada. Faziam cálculos mentais, chegavam bem aos escrita, e não em matemática. com os alunos com resultados. dificuldade de aprendizagem nas salas 8
  9. 9. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa de aula.( alunos de 3º Ano) 13. Elaborar estratégias de EEEM Presidente "Getúlio Vargas" Muito boa a participação dos ensinagem diversificadas Monitoramente junto ao Professor Jefferson da turma 2º M o alunos.Todos envolveram demonstraram para serem desenvolvidas desenvolvimento da atividade “Arte abstrata”. Nesta atividade os com os alunos com alunos deveriam realizar um desfile e os demais iam observando grande interesse pelo conteúdo dificuldade de as camisas para análise das criações de arte nas próprias camiss. abordado. aprendizagem nas salas de aula. 14. Elaborar estratégias de EMEB Professor “Valdy Freitas” Todos os alunos demonstraram interesse ensinagem diversificadas Buscando resgatar o interesse pela leitura e escrita, pela aula. Não sabem ler ainda.Foram para serem desenvolvidas propus a esses alunos atividades de leitura e escrita a com (7) alunos com partir do texto” Menina Bonita do laço de Fita”.Duração:3: muitos dias para eles chegarem até a dificuldade de horas. Foi neste dia que os alunos demonstraram um mim. Só a partir desse momento começo aprendizagem na leitura e maior prazer e proximidade comigo. Cada um contou sua provocá –los para o desejo de aprender a na escrita. história e eu contei a minha. ler. 15. Elaborar estratégias de EEEFM ”Carolina Passos Gaigher” Apenas metade dos alunos conseguiram ensinagem diversificadas Proposiçao de situações-problema usando os panfletos resolver os problemas. para serem desenvolvidas recolhidos m uma loja da cidade. com os alunos com dificuldade de aprendizagem em multiplicação. (Sala com 23 alunos) 16. Elaborar estratégias de EMEF “Ercy Arruda Bonfim” Os alunos agora começaram e interessar ensinagem diversificadas Revisando o “Alfabeto”. Propus o jogo da memória. pela leitura e escrita. Devido a para serem desenvolvidas Todas as atividades estão sendo planejadas para (re) experiência de fracasso, estão ainda com os alunos com dificuldade de fazer o processo de alfabetização. resistindo às atividades propostas.estou aprendizagem nas salas cativando-os. de aula. (Total de (15) Alunos do 3º ano que não sabem ler. 17. Elaborar atividades de EEEFM ”Carolina Passos Gaigher” Houve uma maior participação dos intervenção Propus uma atividade com tampinhas d garrafa alunos na atividade. Os alunos não pedagógicas para (08) Pet.Busquei observar se usando material concreto os dominam a multiplicação. alunos com dificuldade alunos conseguiriam avançar na compreensão do na multiplicação. algorítmo da multiplicação. 9
  10. 10. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa 18. Compartilhar os estudos EEEM Presidente "Getúlio Vargas" Foi muito bom, começamos a perceber realizados, através de como a teoria pode dar algumas discussões e reflexões explicações para tantas de nossas sobre a prática vivida. Estudo do Texto: “Diferença e Identidade:O currículo perguntas.Cada vez que lemos e multicuturalista”. Foi solicitado pela coordanadora da escrevemos vamos descobrindo novas Àrea uma leitura prévia, onde todos deveríamos formas de interpretar uma situação escrever sobre nossas primeiras impressões sobre o vivida. texto. No grupo cada um deveria relatar suas compreensões e experiências.Depois cada um deveria fazer seus registros novamente relacionando às experiências vivids nas escolas. 19. Analisar as ações EEEM Presidente "Getúlio Vargas" Pelos registros e análise desta ação pude teórico-práticas exercids Acompanhamento do Conselho d Classe do 2º perceber como a relação da pedagoga pelos professores em Trimestre.Duração: 3 horas e 20 minutos. com os professores é muito hierárquica. relação aos resultados Nesta reunião a pedagoga leu as avaliações ods alunos Os professores muito rsistentes.È notável das aprendizagens dos sobre a prática dos professores, apontando os pontos o alto nível de complexidade dentro de alunos. negativos e positivos. Os alunos insistem m pedir que um espaço escolar.Os docentes não Investigar as os professores modifiquem suas aulas, que dêem aulas conseguem realizar leituras mais concepções teóricas dos mais dinâmicas e criativas. reflexivas sobre seu p´roprio fazer. A professores. pedagoga muito incisiva, mas não se percebe avanços.Uma queda de braços. 20 Orientar e apoar os EEEM Presidente "Getúlio Vargas" São muitas as atividads produzidas sobre alunos na execução das o “Palco Cultural” e com os alunos. apresentações do “Palco Assumir este projeto na escola.Aqui comecei Pecebo que os alunos amam poder Cultural”. encontrar meu espaço.A partir deste dia passei a participar.Cada dia mais cresce o número utilizar a entrada dos alunos para cumprimentá- de alunos envolvidos. Criamos a los.Os alunos demonstravam receptivos.estavam logomarca, vídeos com nossas gostando.E a partir da aí começamos montar e (re) apresentações e vivências dos alunos.Os dimnsionar esta ação como um momento especial resultados são notórios. para os alunos irem construindo uma nova identidade com o espaço escolar. Torná –lo realmente seu.Orientações Gerais 1. Descrever sucintamente os objetivos, atividades e resultados alcançados. 10
  11. 11. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa 2. Demonstrar a relação entre as atividades desenvolvidas e os resultados alcançados. É importante explicitar, com clareza, a articulação entre atividades e resultados, de modo a explicitar o cumprimento do objeto a que se destina o programa. 3. Os resultados devem apontar para a formação do professor, o trabalho coletivo desenvolvido, as aprendizagens possíveis, a apresentação de trabalho em eventos, a manipulação de instrumentos para a docência e a investigação educacional, a produção de conhecimentos e saberes sobre a docência e a escola, dentre outros. As produções, a serem apresentadas abaixo, materizalizam-se em artigos publicados, portfólios e diários de bordo, material didático produzido (mídias, jogos, dinâmicas, etc), estratégias didáticas, relatórios de avaliação dos resultados, dentre outras). 11
  12. 12. 5. DESCRIÇÃO DA PRODUÇÃO EDUCACIONAL GERADAObs. 1: As produções deverão ser apresentadas individualmente em cada tabela e em ordem alfabética. Insira novaslinhas para o mesmo tipo de produto. Ao final, a tabela deverá apresentar a quantidade total da produção.Obs. 2: Os produtos devem ser apresentados em ANEXOS numerados, em formato digital (CD ou DVD) e, quandopossível, disponibilizado na website da IES. O link deve ser informado no campo apropriado.Obs. 3: O anexo, presente na mídia digital, deverá trazer com maiores detalhes a produção gerada.Obs.4: Os produtos estão relacionados às atividades desenvolvidas. Portanto, para cada tipo de produto, deverá serapresentado o indicador da atividade correspondente (ver quadro 4).5.1) PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICASNeste grupo enquadram-se produtos do tipo: banners e cartazes pedagógicos produzidos, criação debanco de imagens, criação de banco de sons, criação de Blogs, criação de kits de experimentação,estratégias e sequências didáticas, folders, mapas conceituais, mídias e materiais eletrônicos, planosde aula, Plataforma Moodle e outras, (Wikipédia), preparação de aulas e estratégias didáticas,preparação de estratégias e sequências didáticas para o Portal do Professor, preparação deminicursos, produção de cadernos didáticos, produção de objetos de aprendizagem, produção deroteiros experimentais, produção de softwares, projetos educacionais realizados, sínteses e análisesdidáticas; outros.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total
  13. 13. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programan) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.2. PRODUÇÕES BIBLIOGRÁFICASNa produção bibliográfica destacam-se: artigo técnico-científico publicado; dissertação de mestradoem andamento ou concluída; edição, organização e/ou coordenação de livros ou coleções;publicação de jornais na escola; publicação de livro; publicação de capítulo de livro; publicação deresumo técnico-científico; publicação de trabalho completo; publicação individual de crítica eresenha científico-educacional ou prefácio de obras especializadas ou espetáculos; tese de doutoradoem andamento ou concluída; trabalho de conclusão de curso em andamento ou concluída; traduçãode capítulo de livro; tradução de peças teatrais, de óperas encenadas e livros; outros.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total 13
  14. 14. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programan) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _____a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.3) PRODUÇÕES ARTÍSTICO-CULTURAISEste grupo engloba todos os resultados artístico-culturais desenvolvidos no programa, tais como:adaptação de peças teatrais; atividades de grafitagem, atividades de leitura dramática ou e peçaradiofônica; atividades de restauração de obras artísticas; autoria de peças teatrais, roteiros, óperas,concertos, composições musicais, trilha sonora, cenografia, figurino, iluminação e/ou coreografiaintegrais apresentadas ou gravadas nas IES e escolas participantes; criação de espetáculos de dança;criação de filmes e atividades cênicas; criação de grupos musicais; criação de rádio escolar; desenhoe pintura; exposição artístico-educacional; exposição de fotos e imagens; festivais de dança naescola; festivais de música; maquetes; transcrição e/ou arranjos de obras musicais; participação dealunos em concertos, recitais ou gravações; participação de alunos em peças teatrais; sarau escolar,vernissage, dentre outros.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) 14
  15. 15. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.4) PRODUÇÕES DESPORTIVAS E LÚDICASAs atividades de caráter lúdico e esportivo, como: criação de times de modalidades esportivas(basquete, vôlei, futebol, etc), competições esportivas, criação de materiais para recreação; criaçãode rodas de capoeira; desenvolvimento de novas modalidades esportivas na escola; gincanasescolares; jogos para recreação e socialização; jogos inter-classes; desenvolvimento de jogosespeciais para inclusão (goalball, futebol de 7, futebol de 5, voleibol sentado, natação, bocha,outros); jogos populares; jogos dos povos indígenas (arco e flecha, cabo de força, corrida de tora,natação em águas abertas, hipip; akô, insistró, kagót, peikran, corrida de fundo, outros); atividadeslúdicas para recreios e intervalos escolares; desenvolvimento de brincadeiras; brinquedos ebrinquedotecas; maratonas escolares; olimpíadas esportivas; dentre outros.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): 15
  16. 16. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.5) PRODUÇÕES TÉCNICAS, MANUTENÇÃO DE INFRAESTRUTURA E OUTRASNeste campo destacam-se: atualização de acervo da biblioteca escolar; criação de fóruns delicenciatura e formação docente; criação de laboratórios portáteis para o ensino de ciências;desenvolvimento de projetos sociais; manutenção de ateliê para atividades artísticas na escola;plano de melhoramento para laboratórios de ciências; revitalização de laboratórios de informática;modificação de projetos pedagógicos da licenciatura; criação de novas modalidades de licenciatura;criação de licenciaturas indígenas e do campo; criação de licenciaturas interculturais; outrosprodutos.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) 16
  17. 17. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total6. DESCRIÇÃO DE IMPACTOS DAS AÇÕES/ATIVIDADES DO PROJETONA: FORMAÇÃO DE PROFESSORES; LICENCIATURAS ENVOLVIDAS;EDUCAÇÃO BÁSICA; PÓS-GRADUAÇÃO e ESCOLAS PARTICIPANTESConsiderando que (re) dimensionar as práticas de formação docente, (Inicial e Continuada) é nocontexto atual uma necessidade emergencial, que ensinar é tarefa de profissionais, logo, as agênciasformadoras precisam comprometer-se com esta ação. Nesse sentido o PIBID tem por meio de suasações, contribuído para otimizar as interlocuções entre o Centro Universitário São Camilo –ES , e asEscolas de Educação Básica de seu entorno.Como prinicpais impactos, ainda de forma parcialpodemos citar: • Presença constante de Diretores, coordenadores, pedagogos, professores das Escolas de Educação Básica nos espaços acadêmicos e vice versa – a Academia vai até ao chão da escola. • A atuação dos acadêmicos tem oferecido subsídios para avaliação e reflexão permanente no interior do Curso, pois, oportuniza enxergar com mais propriedade as possíveis lacunas não só na estrutura currícular do Curso, como também, nas práticas didático-metodológicas das disciplinas. • As Escolas de Educação Básica demonstram-se inquietas com as ações do PIBID, pois este mexe com todos, tirando-os da zona de conforto. Não há forma de ocultação: os acadêmicos verão as fragilidades, como também, as forças de cada espaço escolar. • As práticas desenvolvidas pelo projeto articulam a formação inicial com a formação continuada, pois, ocorrem no contexto de trabalho dos profissionais envolvidos , permitindo como campo de referência o cotidiano das escolas, espaço que passa a ser pensado pelos acadêmicos, supervisores, docentes das salas envolvidas, coordenadores de áreaetc. 17
  18. 18. ____________________________________________Relatório de Atividades do ProgramaPor impacto, entende-se os efeitos produzidos pelo projeto que tenham gerado modificações em algum aspecto da seucampo de atuação. Trata-se de identificar, compreender e explicar as mudanças ocorridas nesse campo.7. CONTRIBUIÇÕES PARA A LICENCIATURADescrever as contribuições do projeto para o aprimoramento dos cursos de licenciatura (Até 500palavras)O sucesso das parcerias se dá quando há o desejo, o prazer e o comprometimento de ambas as partes.Nesse sentido, o eixo que sustenta uma parceria é o foco e a crença de que se pode pela via daeducação contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária. Isto se apresenta de forma muitoclara nos princípios do Programa do PIBID e é o está muito bem explicitado na carta de Princípiosdos Camilianos, que é nossa diretriz maior. Assumimos este projeto e estamos desejosos em atendersuas diretrizes, objetivos e resultados, pois, ganhamos todos com o sucesso. O PIBID viabiliza oaprimoramento da qualidade dos Cursos da Licenciatura, um trabalho altamente colaborativo, isto éum aprendizado para os docentes, alunos, gestores e demais envolvidos. Dá-nos consciência de queo trabalho de formação de professores implica uma perspectiva sistêmica, o qual exige açõesarticuladas e envolvimento de todos. As reflexões provocadas pelo projeto nos possibilitamcompreender que ensinar exige resultados de aprendizagem dos alunos, mas não há uma fórmulaúnica, externa, que dê conta do problema. Ensinar é um trabalçho complexo, que requerconhecimento, autonomia, autoria, prazer e criatividade, este é o nosso propósito e ao mesmo temponosso desafio. E é justamente aí, que nos encontramos, criando condições para formar professorescom novas competências para ensinar alunos do futuro, sem cair na tentação de sistematizar tudo,dando receitas, transformando - os em meros copistas. O primeiro degrau já foi alcançado.No âmbito metodológico, as ações específicas do Subprojeto de Pedagogia, têm dado umacontribuição ímpar ao Curso, como pode ser manifestado no discurso de um acadêmico envolvido noprojeto: “ falar de si e da própria prática é muito diferente.Agente consegue lá na escola atuar elembrar do que discutimos no grupo, vimos na sala com a professora tal... parece que agente ficamais crítico com a gente mesmo...não sei... agente vai vendo coisa que não via...” 18
  19. 19. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa8. DIFICULDADES ENCONTRADAS E JUSTIFICATIVAS DE ATIVIDADESPREVISTAS E NÃO REALIZADASConsiderando que o processo de formação docente é muito complexo e composto por inúmerasvariáveis que agem simultaneamente, e que a essência do trabalho do professor do futuro professorestá em criar mecanismos que o permitam identificar, a cada momento ( seja nos planejamentos dasestratégias de intervenção, seja nos grupos de estudos, seja na interlocução com os docentes dasescolas parceiras, na interlocução dos supervisores com os acadêmicos, enfim, em qualquer situaçãopropiciadora de aprendizagem para atuar na docência) o que os acadêmicos sabem e o que precisamaprender , e isto depende do desenvolvimento da capacidade de relacionar o que dizem com oconhecimento conceitual que está por trás de suas falas. A partir desta consideração podemos citar as seguintes dificuldades: • Dificuldade dos formadores em geral (coordenadores, supervisores, professores) em conduzir os acadêmicos na tarefa árdua de estabelecer diálogo entre a maneira de fazer e fundamentar os conceitos que justificam e explicam tais modos de fazer, isto exige de quem está conduzindo, a capacidade de criar condições para que os acadêmicos em processo de aprendizagem possam tomar a palavra e avançar nesse sentido. • Falta de compreensão das escolas quanto as características específicas da atuação dos acadêmicos do PIBID, às vezes insistindo em ocupá - los com trabalhos desconectados das atividades propostas. • O docente da Escola de Educação Básica parece não possuir as competências necessárias para o desenvolvimento do processo de interlocução entre o que foi feito e proque foi feito, o que demonstra que muitos de nossos professores têm dificuldade com seu próprio processo de gestão de aprendizagem. Essas dificuldades são justificadas pelas fragilidades existentes em nosso projeto de formação, asquais têm sido objeto de discussão constante no interior do curso. Como proposta de superação,aumentamos quantitativamente o número de reuniões para estudos com os alunosm envolvidos noprograma, e buscamos melhor qualificar os encontros. 19
  20. 20. ____________________________________________Relatório de Atividades do ProgramaApresentação das dificuldades e possíveis soluções encontradas em todas as fases de desenvolvimento do projeto. (Max. de1 lauda)9. CONSIDERAÇÕES FINAIS E PERSPECTIVASAs práticas e ações já realizadas ( fórum, grupo de estudo, planejamento de estrtégias didáticas )explicitam a capacidade já inicial dos alunos teorizarem a prórpia prática, de descontextualizar osconhecimentos construídos e expô –los a outros colegas e profissionais apoiados em suasreflexões.Por isso, o projeto PIBID configura-se como um momento marcante no processo deredimensionamento das Licenciaturas do Centro Universitário São camilo –ES, quando, em razãodele, os docentes vão assumindo criticamente a palavra publicamente, ou seja, vão dizendo o quesabem, o que já são capazes de fazer, o que ainda não sabem, e o que ainda podem aprender a fazer.Assim sendo, necessário maior tempo e necessidade de permanência do programa, tendo em vista, aexigência de tempo para explicar e fundamentar o que fazem, o que implica uma aprendizagem real,isto é, um domínio conceitual dos conteúdos tratados. Depois, tal aprendizagem vai se traduzindo emmaior autonomia que favorecerá o uso desse conhecimento, transformado agora em instrumento paraatuar em outras situações e ou modificar aquelas já observadas.Podemos afirmar que precisamos de mais tempo para que nossa proposta de formação se torne maisreal, que de fato se consolide e possa contribuir para mudanças mais efetivas, não só no Curso dePedagogia, mas em toda as Licenciaturas, como também, no interior das Escolas de EducaçãoBásica.É o que nos sugere a autora CARDOSO ( 2007) “ o processo formativo ocorre dacontextualização para a descontextualização e possibilita uma nova contextualização com outro nívelde apropriação.A aprendizagem conítua faz com que novos conceitos sejam apropriados e se torneminstrumentais.Isto exige tempo”. 20
  21. 21. ____________________________________________Relatório de Atividades do ProgramaConsiderações sobre o alcance dos objetivos do projeto, indicadores de avaliação criados, críticas e sugestões demelhoramento do programa na IES e na CAPES. Destacar a necessidade de continuidade, aprimoramento, expansão outérmino do projeto na IES. (Max. 1 lauda)Local e data (Nome e assinatura) Responsável pelo projeto 21

×