Ministério da Educação   Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior         Setor Bancário Norte, Quadra ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                 ESPÍRITO SANTO                          Programa Institu...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                    ESPÍRITO SANTO                             Programa I...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                     ESPÍRITO SANTO                              Programa...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                  ESPÍRITO SANTO                           Programa Insti...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –          ESPÍRITO SANTO   Programa Institucional de Bolsa de         Iniciação à Docênci...
4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E RESULTADOS ALCANÇADOSIndicador    Objetivo da atividade        Descrição sucinta da atividad...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                            ESPÍRITO SANTO                               ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                         ESPÍRITO SANTO                                  ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                     ESPÍRITO SANTO                      ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                               ESPÍRITO SANTO                            ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                 ESPÍRITO SANTO                          ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                                ESPÍRITO SANTO                           ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                            ESPÍRITO SANTO                               ...
CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO –                                   ESPÍRITO SANTO                            Programa Ins...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório parcial ana rita2

573 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório parcial ana rita2

  1. 1. Ministério da Educação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Setor Bancário Norte, Quadra 2, Bloco L, Lote 6. CEP: 70.040-020 Brasília/DF BrasilRELATÓRIO PARCIAL DE ATIVIDADES ANO BASE 2012/2 SUBPROJETO DE LETRAS/PORTUGUÊS COORDENADORA ANA RITA LOUZADA COELHO PROGRAMA DEB CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM – ES DEZEMBRO/2012
  2. 2. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência Relatório de Atividades ( X ) Parcial ( ) Final1. DADOS DA COORDENADORANome: ANA RITA LOUZADA COELHOEndereço: RUA NEY PIMENTA COELHO, 61 – VILA RICA – CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM -ESTelefones: (28) 3521 1854 / 9885 2423 E-mail: anarlouzada@saocamilo-es.brCurso: LETRAS / PORTUGUÊS2. DADOS DA EQUIPE2.1) Professores Participantes colaboradoresNome Instituição FunçãoProfessor 1Professor 2Professor 3Professor 4Professor 5Professor n2.2) Professores da Educação Básica Participantes do ProjetoNome Instituição FunçãoProfessor 1: Edna Moreira EMEF “ERCY Professora de Língua Portuguesa ARRUDA BONFIM”Professor 2: Luzimara Burock Griffo EMEB “JENNY Professora de Língua Portuguesa GUÁRDIA” e professora supervisora do Pibid na escolaObs.: Demais professores não citados norelatório parcial. Especificar para ostextos finais. 2
  3. 3. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência2.3) Alunos Bolsistas Participantes do ProjetoNome Licenciatura EscolaAluno 1: EDIVAN DA SILVA VALERIANO LETRAS EMEB “PROFESSOR VALDY FREITAS”Aluno 2: ÉVERTON ABREU NEVES LETRAS EMEF “ERCY ARRUDA BONFIM”Aluno 3: GISELE RODRIGUES LETRAS EMEB “JENNY GUÁRDIA”Aluno 4: MARCIELE BRANDÃO DE LETRAS EEEFM “PRESIDENTEOLIVEIRA GETÚLIO VARGAS”Aluno 5: MARIA GABRIELA VEREDIANO LETRAS EEFM “CAROLINA PASSOSBALARDINO GAIGUER”Aluno 6: POLLYANA MARTINS LETRAS EMEB “JENNY GUÁRDIA”TEIXEIRAAluno 7: RODRIGO DE ASSIS DAVEL LETRAS EEEFM “PRESIDENTE GETÚLIO VARGAS”Aluno 8: SIMONE PEREIRA LETRAS EEFM “CAROLINA PASSOS GAIGUER”Aluno 9: TIÁGO ALMEIDA DOS SANTOS LETRAS EMEB “PROFESSOR VALDY FREITAS”Aluno 10: VALESCA OLIVEIRA DOS LETRAS EMEF “ERCY ARRUDASANTOS BONFIM”3. DADOS DO PROJETO3.1) Dados GeraisTítulo: O USO DE RECURSOS DIDÁTICO-METODOLÓGICOS PARA O ENSINO DELÍNGUA PORTUGUESA Duração do projetoData de Início: 08/2012 Data de Término: 08/2013 3
  4. 4. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à DocênciaApresentação – Resumo do projetoO projeto de intervenção lingüística PIBID/São Camilo, realizado pelo curso de Letras/Português do CentroUniversitário São Camilo Espírito Santo, objetiva ressignificar o fazer docente cotidiano na ação pedagógicaem Língua Portuguesa nas esferas educacionais do sul do Espírito Santo, primando, de fato, por umaensinagem que instrumentalize o aluno a utilizar efetivamente os conhecimentos linguísticos, textuais ediscursivos em suas práticas sócio-escolares de escrita e leitura. Com O USO DE RECURSOS DIDÁTICO-METODOLÓGICOS PARA O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA visa-se fomentar as aulas de leitura eescritura de forma que o aluno, sujeito nesse processo, leia e escreva com proficiência, afinal essas práticas doler e do escrever são fundamentais para solucionar questões, ainda, mais complexas: o fracasso do aluno noEnsino Fundamental, no Ensino Médio e, consequentemente, no Ensino Superior.Dessa forma, e partindo do pressuposto básico de que o texto, segundo Kock & Elias, é lugar de interação desujeitos, os quais dialogicamente, nele se constituem e são constituídos, instrumentalizar cada aluno para eleser bom leitor e bom escrevedor de qualquer texto é permitir-lhe a cidadania. Para isso, o presente projetocontará com 10 alunos de Letras que produzirão materiais didático-pedagógicos, a baixo custo ou a custozero, a partir de materiais descartados para reaproveitamento. É o texto do jornal e da revista, além de outrossuportes variados, que ganharão o espaço da sala de aula e serão valorizados no universo escolar parapotencializar a capacidade leitora e escrevedora de cada aluno envolvido no processo e assistido no plano deintervenção.Como a aquisição e o desenvolvimento cognitivo do processamento leitor só acontecem durante práticas deleitura, o aluno precisa desenvolver seu potencial cognitivo para, realmente, vir a ser um leitor proficiente. Omesmo acontece com a escrita. Só escrevendo no processo textual que concebe o texto como práticaintersubjetiva e sociointerativa no universo escolar, o aluno realmente escreverá adequadamente nos padrõesmínimos de textualidade.Com isso, as primeiras produções de recursos e materiais didáticos e as primeiras ações de intervençãolingüística contemplaram o alavancar desse processo, inserindo os alunos do Ensino Fundamental e do EnsinoMédio no universo leitor e escrevedor e diagnosticando as (in)capacidades que têm ao ler e escrever para queas devidas intervenções pedagógicas sejam realizadas a partir da avaliação diagnóstica produzida.A partir do exposto anteriormente, observa-se que a docência de cada aluno bolsista envolvido no projeto seráiniciada de forma mais consistente e compatível com os marcos teóricos e estruturantes da área da linguagem,haja vista todos os estudos que ora embasam o trabalho de ensinagem da língua que, oportuna e futuramente,serão transformados em atividades em sala de aula.Palavras chaveLinguagem – Linguística – Ação pedagógica – Prática de leitura e escrita - Pibid 4
  5. 5. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência3.2) Licenciaturas/subprojetos/Programas de Pós-Graduação envolvidosLicenciatura Número de alunos participantesLETRAS/PORTUGUÊS 103.3) Escolas ParticipantesNome da escola IDEB Número de alunos na Número de alunos escola envolvidos no projetoEMEB “PROFESSOR VALDY FREITAS” 8º M1 e 8º M2 - 30 alunosEMEF “ERCY ARRUDA BONFIM” 327 alunos 48 alunos – EF IIEMEB “JENNY GUÁRDIA” 10 alunos por grupo de trabalho, reunindo em um grupo alunos de 6º e 7º anos e, em outro, alunos de 8º e 9º anos (no contra turno)EEEFM “PRESIDENTE GETÚLIO 10 alunos por grupoVARGAS” de intervenção no EM. 03 grupos no turno matutino e 03 grupos no vespertino = 60 alunos. (no turno em que estuda)EEFM “CAROLINA PASSOS GAIGUER” 6º V1 e 6º V2 (no turno em que estudam - vespertino e acompanhamento em sala de aula)3.4) Outros colaboradores do projeto (além dos bolsistas)Nome Função no projeto Em processo de parcerias e definições. 5
  6. 6. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência 6
  7. 7. 4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E RESULTADOS ALCANÇADOSIndicador Objetivo da atividade Descrição sucinta da atividade (inserir início e Resultados alcançadosda atividade período de realização) 1. Fundamentar-se Grupos de estudo – coordenação de área e alunos Definição da linha conceitual-teórico teoricamente para bolsistas. Reuniões mensais e/ou quinzenais de agosto metodológica de ensinagem da língua alinhar o viés teórico- a dezembro de 2012 para estudos em grupo e pautado no viés textual-discursivo da conceitual da orientações da coordenadora. linguagem. ensinagem da língua como marco das investidas teórico- práticas da intervenção linguística a ser realizada. 2. Conhecer a realidade Leitura e análise de documentos de base legal e Conhecimento da realidade escolar para escolar. pedagógica: reconhecimento da escola através da intervenção linguística concomitante e análise do PPP, dos índices do IDEB, PAEBES e posterior ao processo. Prova Brasil, da proposta Pedagógica da escola e da matriz de referência curricular que sustenta e norteia o fazer pedagógico da escola. 3. Identificar o nível Observação de aulas na sala de aula. Após conhecimento das diretrizes linguístico dos alunos e curriculares da escola, pode-se o fazer pedagógico dos investigar a operacionalização desses professores envolvidos. fazeres em sala de aula. Registro da observação realizada e mapeamento das dificuldades linguísticas constatadas para levantamento do grupo a ser assistido e definição de investidas pedagógicas. Estudo, coleta e registro de dados das dificuldades de aprendizagem dos alunos. 4. Produzir material Elaboração de atividades de leitura e de escrita. Vivências de práticas leitoras e didático-pedagógico e escrevedoras e de análises linguísticas metodológico que inerentes ao texto – elemento fundante
  8. 8. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência venha ao encontro das do ensino da língua. necessidades cognitivas da escola.5. Vivenciar momentos de Oficinas de leitura, escrita e interpretação: . O interesse pelo estudo da língua está práticas de leitura e sendo ressignificado e os alunos escrita para alavancar as . Poemas Vestidos (vestidos feitos de papel contendo atendidos estão desmistificando a capacidades leitora e poemas para serem lidos), Memórias para Vestir concepção negativa de que o ato de se escrevedora dos alunos (três meninas usaram vestidos feitos de papel estudar e aprender a língua é chato, e garantir a transposição contento também diversos no corpo para serem desnecessário e distante da realidade didática na ensinagem lidos); desses sujeitos. da língua de forma compatível com os . Contação de Histórias; avanços linguísticos e as teorias . Produções textuais significativas: oficinas textuais: psicolinguísticas analisadas. . O Texto Verbal e Visual (representação de cenas de livros clássicos e apresentação de dança com música tema do filme “O Mágico de Oz.) e Obras cantadas (pequeno coral acompanhado pelo violão cantando as músicas “Dom Quixote” e “Maluco Beleza”). O que seria uma simples exposição de trabalhos textuais, se tornou em um belo evento literário de uma semana. . Criação do boneco ‘POLI’, com o intuito de servir- nos como base para o desenvolvimento de nossas atividades em leitura, escrita e intertextualidade; processo de construção da personalidade de seus ‘POLIS’, remetendo-se à visão da sociedade. 8
  9. 9. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência . Trabalho com jornal: analisar título da manchete, imagem e estruturação do texto jornalístico para que, por meio dessas pistas, pudéssemos produzir sentidos e, ao fim, compararmos as hipóteses levantadas com o real conteúdo dos textos. . “Encontrando os pares textuais”. Comando: No envelope que foi entregue ao seu grupo, há reportagens, títulos, propagandas, imagens e tirinhas de HQ avulsos (soltos). A tarefa de vocês é relacionar as “partes” que completam a informação. Exemplo: título e texto; título, texto e imagem; balões de falas e desenhos de tirinhas etc. Atentem-se ao assunto da informação para juntarem as “partes” corretas. CUIDADO, pois há “partes” intrusas que sobrarão. Mãos à obra! 6. . Documentar o trabalho . Produção de relatórios parciais. . Análise dos fazeres realizados e realizado. definição de ações futuras. 7. . Partilhar e avaliar os . Participação no fórum PIBID. . Apresentação dos resultados parciais já resultados parciais atingidos no projeto e troca de obtidos. experiências das áreas e/ou escolas envolvidas sobre as culminâncias parciais da ação do PIBID.5. DESCRIÇÃO DA PRODUÇÃO EDUCACIONAL GERADA 9
  10. 10. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência5.1) PRODUÇÕES DIDÁTICO-PEDAGÓGICASObs.: Em fase de estudo para produções futuras e apresentação no relatório final.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total 10
  11. 11. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docêncian) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.2. PRODUÇÕES BIBLIOGRÁFICASObs.: Em fase de estudo para produções futuras e apresentação no relatório final.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total 11
  12. 12. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _____a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.3) PRODUÇÕES ARTÍSTICO-CULTURAIS 12
  13. 13. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à DocênciaObs.: Em fase de estudo para produções futuras e apresentação no relatório final.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________ 13
  14. 14. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docênciaa) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.4) PRODUÇÕES DESPORTIVAS E LÚDICASObs.: Em fase de estudo para produções futuras e apresentação no relatório final.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______ 14
  15. 15. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docênciaa) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total5.5) PRODUÇÕES TÉCNICAS, MANUTENÇÃO DE INFRAESTRUTURA E OUTRASObs.: Em fase de estudo para produções futuras e apresentação no relatório final.1) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______ 15
  16. 16. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docênciaa) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total2) Tipo do produto:__________________________________________Indicador atividade: ______a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink)b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade totaln) Tipo do produto:________________________________________Indicador atividade: _________a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) 16
  17. 17. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docênciab) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):(Anexo XXXX em mídia digital e ou hiperlink) Quantidade total6. DESCRIÇÃO DE IMPACTOS DAS AÇÕES/ATIVIDADES DO PROJETO NA: FORMAÇÃO DEPROFESSORES; LICENCIATURAS ENVOLVIDAS; EDUCAÇÃO BÁSICA; PÓS-GRADUAÇÃO eESCOLAS PARTICIPANTESCom a realização do projeto no universo das escolas participantes no Pibid/São Camilo há oredimensionamento teórico-prático dos acadêmicos do curso de Letras/Português, ajustado àsconcepções interacionistas sócio-discursivas da linguagem. A práxis pedagógica passa a serconsolidada em bases mais bem estruturadas, em conformidade com os fazeres técnico-científicosestudados na academia, contudo ressignificado no universo escolar. Com isso, os estudos lingüísticos,à luz da lingüística textual e dos avanços Psicolinguísticos, embasam uma prática que, de fato, évivenciada no meio escolar e, não só, discutida na academia. Dessa forma, o espaço da sala de auladas escolas participantes se torna o palco da pesquisa=ação tão necessária na esfera educacional, sejano Ensino Superior ou na Educação Básica.Assim sendo, o fazer pedagógico sistemicamente é fomentado de forma consistente: o aluno dalicenciatura faz-se professor enquanto se faz aluno. Automaticamente, com a articulação teoria e 17
  18. 18. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docênciaprática, o impacto na formação de professores é marcante e totalmente positivo e o acadêmicoaprende a agir com e sobre a língua segundo uma prática “que se ocupa das manifestaçõeslinguísticas produzidas por indivíduos concretos em situações concretas, sob determinadas condiçõesde produção. (KOCK, 1992).O processo de formação de professores foi e está sendo beneficiado, haja vista o aprofundamentorealizado com a práxis pedagógica mais significativa, assistida por um professor nas escolasparticipantes, e com o cientificismo produzido pelo próprio ato de buscar saberes. Assim, todo ocorpus teórico-prático conceitual da pesquisa-ação gerará inquietações acadêmicas e profissionais eserá geradora de modificações na estrutura curricular do fazer pedagógico de cada acadêmicoenvolvido.Nessa perspectiva, a Educação Básica das escolas participantes ganha em qualidade do fazerpedagógico, uma vez que os graduandos inserem no universo escolar novas práticas pedagógicasconstruídas na academia e oxigenam o espaço da sala de aula, gerando saberes mais significados quesejam compatíveis com o processo de construção do conhecimento e fomentem o processo deensinagem da língua sem as abordagens dicotômicas e fragmentárias da gramática normativa. 18
  19. 19. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência7. CONTRIBUIÇÕES PARA A LICENCIATURACom a execução do projeto e a participação no Pibid, a licenciatura do Centro Universitário SãoCamilo Espírito Santo ganha relevância a partir do momento em que há a aplicabilidade dos fazerescientíficos estudados, com vistas a desenvolver competências linguísticas, textuais e discursivas nosmais variados registros, níveis de linguagem, circunstâncias e aplicações para estudo da língua. Há,inevitavelmente, um repensar a função pedagógica através da tríade academia – pesquisa ação – salade aula da Educação Básica. São novas buscas e novos fazeres e, assim, novos (e melhores!)professores sendo graduados e dinamizando práticas leitoras com os referidos alunos que osinstrumentalizem, de fato, a serem donos do discurso. Com isso, o insucesso com a leitura e a escritacederão lugar à proficiência leitora e textual.8. DIFICULDADES ENCONTRADAS E JUSTIFICATIVAS DE ATIVIDADES PREVISTAS E NÃOREALIZADASPara a atuação dos alunos bolsistas e as intervenções linguísticas a serem realizadas nas respectivasescolas participantes, a maior dificuldade foi compatibilizar os horários dos referidos alunos da 19
  20. 20. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à DocênciaEducação Básica no contra-turno com a possibilidade de retorno desses alunos à escola e/oupossibilidade de a escola ter espaço físico livre que pudesse receber esses grupos de estudo para asintervenções necessárias. Fato que foi solucionado criando-se espaços alternativos para atendimentoaos alunos e atuação concomitante do graduando bolsista com o professor regente de classe em salade aula.9. CONSIDERAÇÕES FINAIS E PERSPECTIVASCertamente, o início da execução do projeto possibilitou a reflexão sobre o que seja ensinar línguamaterna. A inquietação dos alunos bolsistas acerca das dificuldades linguísticas apresentadas pelosalunos das escolas participantes potencializou as reflexões teórico-práticas de ensinagem da língua.Após as avaliações diagnósticas realizadas em todas as escolas e o mapeamento dessas dificuldades,a busca por estratégias metodológicas compatíveis com o aprimoramento das capacidadeslinguísticas de todos os alunos da Educação Básica motivou a pesquisa e alavancou a busca porsaberes dos graduandos. Assim sendo, executar esse projeto, acima de tudo, significa maiorqualificação e cientificidade por parte dos acadêmicos. Diante do exposto, vê-se, claramente, anecessidade de continuidade do projeto e de expansão das ações fruto do Pibid em parceria com 20
  21. 21. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docêncianossa IES.Cachoeiro de Itapemirim - ES, 19 de dezembro de 2012. Ana Rita Louzada Coelho 21
  22. 22. CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO – ESPÍRITO SANTO Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à DocênciaResponsável pelo projeto de Letras/ Português 22

×