Projeto AFRARJ 2012

1.314 visualizações

Publicada em

Sistema de Comunicação Integrada na Região Serrana

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • 18-Título = Jogando.net/mu Venha se divertir de verdade !!!
    [b]Ola,sou o Pr1nceMG,Divulgador oficial do Servidor de Mu online Season 6 do Brasil
    ESTÁ ON HÁ MAIS DE 5 ANOS,Produzindo sua Diversão com qualidade.
    TODOS OS SERVERS ficam ON 24 horas por dia, Sempre Buscamos o Melhor para os Gamers.
    São varios Server esperando por você :
    * MuWar' 1000x/1500x
    * Super - 10.000x ** Pvp 15.000x
    * Very Easy - 5.000x
    * Hard 100 x
    * Extreme 10x
    * Novo servidor Phoenix: Free 3000x | Vip: 4000x Phoenix
    SÓ NO http://www.jogando.net/mu VOCÊ ENCONTRA
    Os Melhores itens e kits mais tops de um server De MU Online:
    * Novas asas level 4
    * Novos Kits DEVASTADOR
    * Novos Kits DIAMOND v2 + Kit Mystical (a combinação da super força)
    * Novos Sets especiais de TIME.
    *CASTLE SIEGE AOS SÁBADOS e DOMINGOS.
    Site http://www.jogando.net/mu/
    Esperamos pela sua visita.Sejam todos muito benvindos ao nosso Servidor.
    *Um mês de grandes eventos e Promoções do dia das Crianças e Sorteio de 1 iPad e 2.000.000 de Golds!
    E obrigado pela atençao de todos voces !!!
    Conheça também animes cloud http://animescloud.com/ São mais de 20.000 mil videos online.
    By:Pr1nceMG divulgador oficial do jogando.net/mu
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.314
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
620
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto AFRARJ 2012

  1. 1. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PROJETO AFRA-001 SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ASSOCIAÇÃO FRIBURGUENSE DE RADIOAMADOR CNPJ: 16.567.559.0001-38 Endereço: Rua Clarindo Carestiato, nº62 CEP 28.620-270 Olaria - Nova Friburgo RJ Tel. Cel.: 22 88310176 / 22 99368676 e-mail: renf@afrarj.com.br deltaroa@ig.com.br Versão 01 – 04/09/2012Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 1 /12
  2. 2. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIROSUMÁRIOFICHA TÉCNICA .................................................................................................................................................. 31 - APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA.......................................................................................................... 32 - OBJETIVOS .................................................................................................................................................. 6 2.1 Objetivo Geral ............................................................................................................................................ 7 2.2 Objetivos Específicos ................................................................................................................................. 73 - ELEMENTOS ESTRATÉGICOS DO PROJETO .......................................................................................... 74 - BENEFICIÁRIOS .......................................................................................................................................... 75 - RESULTADOS ESPERADOS ...................................................................................................................... 76 - CUSTOS DO PROJETO............................................................................................................................... 8ANEXO I – DETALHAMENTO DOS CUSTOS DOS OBJETIVOS ESPECÍFICOS ............................................. 9ANEXOS II – ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS .................................................................................. 10Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 2 /12
  3. 3. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FICHA TÉCNICAINFORMAÇÕES DO PROJETOTítulo: Sistema de Comunicação Integrada de Emergência na Região Serrana do Estado do Rio de JaneiroPeríodo de realização:6 meses a partir da disponibilização orçamentáriaLocal de desenvolvimento do trabalho: Municípios de Nova Friburgo, Bom Jardim, Cantagalo, SãoSebastião do Alto, Santa Maria Madalena e Trajano de Morais, Carmo, Teresópolis, Santo Antonio de Páduae São Fidélis.Recursos diretos Federal: Recursos diretos Municipais: Recursos diretos de terceiros:R$ 136.020,00 R$ 0,00 R$ 0,00Contrapartida:x Perfil Topográfico do Município;x Mapa do Município;x Marcos Georreferenciados;x Disponibilização de Espaço para instalação das repetidoras;x Energia Elétrica pelos municípios para ligação dos rádios.INFORMAÇÕES DA PROPONENTEInstituição: Associação Friburguense de RadioamadorEndereço: Endereço: Rua Clarindo Carestiato, nº62 CEP 28620-270 Olaria Nova Friburgo RJ Tel. Cel.: 22 88310176 22 99368676Responsáveis Antonio Marcos Da Rocha renf@afrarj.com.br 22 88310176técnicos: deltaroa@ig.com.br 22 99368676 APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA O desastre natural ocorrido na região serrana do Rio de Janeiro, nos dias 11 e 12 de janeiro de 2011, quando fortes chuvas provocaramenchentes e deslizamentos em sete municípios, foi considerado a maiorcatástrofe climática e geotécnica Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 3 /12
  4. 4. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIROdo país. Classificado pela ONU como o8º maior deslizamento ocorrido no mundo nos últimos100 anos, odesastre foi comparado, por sua dimensão e danos, a outras grandescatástrofes, como a que devastou a região de Blumenau-Itajaí, em SantaCatarina, em 2008,e a provocada pelo furacão Katrina, que destruiu acidade de Nova Orleans, nos EstadosUnidos, em 2005. Apesar de conviver anualmente com enchentes e algunsdeslizamentos, aregião não havia até então vivido uma situação dessagravidade: bairros inteiros foramcobertos em questão de segundos.Decretada situação de emergência e de calamidade pública, formou-seuma grande rede deapoio, integrada por órgãos públicos locais,estaduais e federais, organizações privadas evoluntários. Não obstante esse esforço, as perdas foram imensas: mais de 900 mortos,cerca de 350 desaparecidos e milhares de desabrigados, além de graves danos àinfraestrutura, à economia e à geografia da região afetada.Com belas montanhas, clima ameno, solo fértil e muitos rios, aocupação da região serranado Rio de Janeiro teve início no século XIX,com a instalação de colonos origináriosespecialmente da Suíça eAlemanha. Petrópolis foi também ocupada pela Corte Portuguesadesde1845, tendo sido a capital do Brasil no período de 1893 a 1902.Essas características tornaram suas cidades, ao longo dos anos, pontosturísticosimportantes, com instalação de uma ampla rede hoteleira ede restaurantes.Desenvolveu-se também um setor industrial e hoje épolo de produção de moda, e apresentaforte atuação no setor metalmecânico;fatores que, aliados à atividade agrícola, dinamizaramaeconomia da região.Apesar de possuir condições econômicas favoráveis, a região semprese caracterizou poruma grande vulnerabilidade natural: localização naSerra do Mar, formada por rochas comcamada fina de terra e coberta porMata Atlântica, com alta declividade e regime de chuvasintensas noverão, características que geram solos mais instáveis e propensosadeslizamentos.Às condições naturais somou-se o fator humano. Durante anos asencostas e margens dosrios foram objeto de desmatamentos eocupações irregulares, o que agravou ainda mais avulnerabilidade daárea, fazendo com que as fortes chuvas comuns no verãoprovocassem,com frequência, erosões, inundações e deslizamentos. O ConselhoRegionalde Engenharia do Rio (Crea-RJ) já havia advertido, há dois anos,sobre o perigo dasconstruções em áreas de risco na região. A imprensa noticiou que levantamentos parciais, entre 2008 e 2009, realizadosnas três maiores cidades da região, apontaram que cerca de 42 mil moradores viviam em230 áreas vulneráveis, onde foram construídas 10 mil casas. O balanço de vítimas do desastre da serra fluminense, publicado em 23 demarço, registrou 905 mortos, 345 desaparecidos, 34.600 pessoas desabrigadas oudesalojadas na região. Entre os mortos, estavam bombeiros que foram soterrados aoprocurar acesso a áreas com ocorrência de deslizamentos.O despreparo para enfrentar tragédias naturais foi tambémreconhecido pelas autoridadesbrasileiras em 2010, em um relatórioenviado pela Secretária Nacional de Defesa Civil àOrganização dasNações Unidas (ONU). O Brasil participou, em 2005, daConferênciaMundial sobre Redução de Desastres, quando foi adotado o Plano deAção deHyogo 2005-2015: Construindo a Resiliência de Nações eComunidades para Desastres. Ospaíses participantes do eventocomprometeram-se a elaborar um plano de redução de riscospara oenfrentamento de catástrofes.Segundo o documento encaminhado pelo país à ONU, em 2009,apenas 77,36% dosmunicípios possuíam órgãos oficialmente criadospara lidar com desastres. Limitações deRedede Emergência de Nova Friburgo e Região 4 /12
  5. 5. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIROrecursos financeiros e decapacidade operacional prejudicavam a avaliação de riscos. Ogovernoadmitiu limitações na sua capacidade de monitoramento e dedisseminação de dadossobre a vulnerabilidade do território ereconheceu também que a falta de planejamento daocupação e dautilização do espaço geográfico, desconsiderando áreas de risco, somadaàdeficiência de fiscalização local, contribuíam para aumentar avulnerabilidade das comunidades.Além disso, o relatório indicava que poucas ações preventivas haviamsido implantadas, oque gerava maiores gastos para atender à populaçãoatingida, comparativamente ao que segastaria com a prevenção.Reconheceu que o Brasil não havia dado início ainda à implantação do Sistema Nacional deAlarme, um dos compromissos assumidos pelo país durante a conferência, ação iniciadasomente após o desastre.Comentando sobre as causas do desastre, um professor de Geologiada UniversidadeFederal do Rio de Janeiro (UFRJ) afirmou que o efeitodeflagrador do desastre foi o índicepluviométrico. Por sua vez, osfatores condicionantes, que explicam o impacto, osescorregamentos eos deslizamentos na proporção ocorrida, estão relacionadosàscaracterísticas das encostas, do relevo e do regime de águas desuperfície, bem como àscaracterísticas do uso e ocupação do solo, comalta incidência de ocupação desordenada àsmargens dos rios e nasencostas, tanto na área urbana quanto na rural.À mesma conclusão chegou o relatório elaborado pelo ServiçoGeológico do Estado do Riode Janeiro, do DRM-RJ, publicado ao finalde janeiro de 2011, que apontou como fatores dodesastre a geologia daregião, a ocupação irregular do solo e as chuvas de alta intensidade. Segundo uma engenheira geotécnica, que presenciou a tragédia em NovaFriburgo, faltou comunicação, educação e gerenciamento de crise. Muita gente morreupor não ter recebido informação.Bibliografia: A tragédia da região serrana do Rio de Janeiro em 2011: procurando respostas– Elaborado por Amarílis Busch e SôniaAmorim – Escola Nacional de Administração Pública– ENAP. Com base neste relatório, conclui-se que a comunicação é fator preponderanteem toda a ação de emergência. Corroborando a afirmativa, temos que existe vinculado aSecretaria Nacional de Defesa Civil a Rede Nacional de Emergência de Radioamadores –Rener, que foi criada pela Portaria Ministerial MI-302, de 24 de outubro de 2001, publicadano Diário Oficial da União n º 201, Seção I, de 26 de outubro de 2001, com o objetivo desuprir os meios de comunicações usuais, quando os mesmos não puderem ser acionados,em razão de desastre, situação de emergência ou estado de calamidade pública.O Radioamador, ao longo dos tempos e no mundo todo, tem demonstrado a importância dascomunicações, quando chamado para ajudar em situações nas quais o seu serviçohumanitário e voluntário seja colocado à disposição das autoridades e em benefício dapopulação.Países como Estados Unidos da América, Japão, México, Espanha, Colômbia, Argentina,para citar alguns, possuem Redes de Emergência de Radioamadores, integrada com asautoridades competentes, sempre disponíveis e operantes, nas situações de terremotos,inundações, desabamentos, deslizamentos, incêndios florestais, epidemias, furacões, secas,busca e salvamento de aeronaves e embarcações e outras.Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 5 /12
  6. 6. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIROO Ministério da Integração, criando a RENER e colocando a Liga de Amadores Brasileirosde Rádio Emissão – LABRE como coordenadora da operação conjunta Defesa Civil eRadioamadores reconhece, oficialmente, o valor do radioamadorismo e dos Radioamadoresbrasileiros. No mais, cumpre esclarecer que durante dias, a comunicação para apoio aoresgate das vítimas foi realizado graças a ação dos radioamadores da região, que com seuspróprios equipamentos realizaram a intercomunicação entre os bairros e municípios,favorecendo assim todo o tipo de operação em resgate as vítimas. MAPA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO COM LIMITE ENTRE MUNICÍPIOSOBJETIVOSRedede Emergência de Nova Friburgo e Região 6 /12
  7. 7. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO2.1 Objetivo GeralMelhorar a comunicação através de instalação de repetidoras de radioamador na região serrana doEstado do Rio de Janeiro, fomentando assim o maior número de adeptos da atividade a fazer partedo sistema Rener.2.2 Objetivos Específicos 1) Melhorar a infraestrutura de comunicação na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro; 2) Fomentar os cidadãos a serem radioamadores, com a realização de provas para Radioamador em Nova Friburgo; 3) Cadastrar radioamadores em cada bairro do município; 4) Elaborar Plano de Comunicação em Situação de Emergência; 5) Realizar treinamento com a comunidade no que concerne a comunicação1 - ELEMENTOS ESTRATÉGICOS DO PROJETO x Realizar contato com as Prefeituras Municipais para auxilio na instalação das repetidoras nos locais onde ficam situados as torres de televisão local; x Fomentar para que os coordenadores municipais de defesa civil sejam radioamadores; x Capacitar a Defesa Civil para comunicação com os radioamadores.2 - BENEFICIÁRIOSSerão beneficiados, direta ou indiretamente: x Moradores de toda a região serrana do Estado do Rio de Janeiro;3 - RESULTADOS ESPERADOSEntre os resultados esperados destacam-se: x Infraestrutura de comunicação de radioamadores melhorada; x Segurança de toda a população serrana do Estado do Rio de Janeiro; x Radioamadores capacitados para executar o Plano de Comunicação de Radioamadores, atravé da RENER; x Tempo de evacuação agilizado em decorrência da melhoria do sistema de comunicação.Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 7 /12
  8. 8. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO4 - CUSTOS DO PROJETOO custo geral para os objetivos específicos do projeto podem ser visualizados no quadro a seguir,onde estão discriminados serviços de terceiros, mão-de-obra e materiais: ESTIMATIVA DE CUSTO Descrição do Objetivo Recursos Recursos Serviços de Total Materiais Humanos Terceiros1 Melhorar a Infraestrutura de comunicação com instalação de R$113.020,00 R$5.000,00 R$ 12.000,00 repetidoras de radioamadores2 Elaborar Plano de Comunicação R$ 6.000,00 Total R$113.020,00 R$5.000,00 R$18.000,00 R$136.020,00Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 8 /12
  9. 9. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ANEXO I– DETALHAMENTO DOS CUSTOS DOS OBJETIVOS ESPECÍFICOSOBJETIVO ESPECÍFICO 1 Melhorar a Infraestrutura de Comunicação com instalação de repetidoras de radioamadores MATERIAISDescrição Und. Qtde. Custo Custo Total ResponsávelRádios Móveis Motorola EM 400 und 20 1.135,00 22.700,00 AFRAFonte com carregador und 10 399,00 3.990,00 AFRABateria Estacionaria Freedom DF und 10 899,00 8.990,00 AFRA4001 - capacidade 220AH a 240 AH( 20 hs de comunicação)Gerador Gasolina Mastuama 3.500 und 10 1.699,00 16.990,00 AFRAW partida elétrica monofásicoDuplexador Modelo DPX 604 S ref und 10 3.904,00 39.040,00 AFRA4604Antena Colinear Vertical und 10 1.296,00 12.960,00 AFRAElektra 2000 Interface und 10 420,00 4.200,00 AFRAConector UHF Macho und 40 19,50 780,00 AFRACabo Coaxial rolo 10 337,00 3.370,00 AFRACusto Total do Material R$ 113.020,00OBJETIVO ESPECÍFICO 1 Melhorar a Infraestrutura de Comunicação com instalação de repetidoras de radioamadoresSERVIÇOSDescrição Und. Qtde. Custo Custo Total ResponsávelPlano de Comunicação de und 01 R$ 6.000,00 R$ 6.000,00 AFRARadioamadoresTransporte de Material e Pessoal und 10 R$ 900,00 R$ 9.000,00 AFRApara os locais de instalação dasrepetidorasProjeto para legalização das und 10 R$ 300,00 R$ 3.000,00 AFRArepetidoras junto a ANATELCusto Total dos Serviços R$ 18.000,00OBJETIVO ESPECÍFICO 1 Melhorar a Infraestrutura de Comunicação com instalação de repetidoras de radioamadores RECURSOS HUMANOSDescrição Und. Qtde. Custo Custo Total ResponsávelMaterial Humano para instalação das und 02 R$ 2.500,00 R$ 5.000,00 AFRArepetidorasCusto Total dos Serviços R$ 5.000,00 Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 9 /12
  10. 10. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REDE DE EMERGÊNCIA DE NOVA FRIBURGO E REGIÃO LEGENDA: Repetidora Municipios com abrangência Mapa com demonstração da instalação das repetidoras na Região Serrana do Estado do Riode Janeiro, na qual encontra-se a instalação das 10 repetidoras de radioamador, com abrangênciade comunicação mínima em 24 municípios. O alcance do sinal das repetidoras depende do tipo de radio que estiver sendo utilizado peloradioamador, podendo ser maior do que o previsto.Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 10 /12
  11. 11. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ANEXOSII – ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOSDuplexador com 6 cavidades para repetidora de Radioamador x Modelo DPX 604S ref.4604/A x Separação entre Tx e Rx = 600kHz x Frequência de Operação: informar no pedido (Tx e Rx)Antena Colinear Vertical com 4 elementos x Modelo CVj4/150A ref.173A x Frequência de Operação: informar no pedido (dentro da faixa: 144-148MHz)Radio Móvel Motorola EM 400 x O rádio Motorola EM 400 possui várias características que destacam seu desempenho: 32 canais, visor alfanumérico de 8 caracteres, PTT-ID (envia / recebe), inibição seletiva do rádio, varredura com dupla prioridade, VOX integrada. Além de um desenho compacto, robusto e inovador, com as seguintes características: 32 Canais; Visor Alfanumérico de 8 caracteres; Alerta de chamada (envio / recepção);PTT-ID (envio / recepção);Inibição seletivado rádio (recepção); Chamada seletiva (envio / recepção); Verificação do rádio (recepção); Emergência (envio); Eliminação de canal ruidoso; Varredura com dupla prioridade; Bloqueio de canal ruidoso; Repetidor / Comunicação direta; Compressão de VOX (X-pand); Transmissão Interna ativada por voz (VOX); Limitador de tempo de transmissão; CSQ/PL/DPL; Escalert; Sinalização MDC-1200 (envio - recepção); Sinalização Quick-Call; Sinalização DTMF (envio); 4 Botões Programáveis.Fonte com Carregador x Características Técnicas: MTAC1216FEspecificações de Entrada: Tensão de Alimentação 127/220 (+/- 15%) selecionável externamente Eficiência Mínimo, 85% a plena carga com tensão CA nominal Isolação (mínima) Entrada e Saída: 1.500 Vac Entrada e Chassi: 1.500 Vac Saída e Chassi: 500 Vac Temperatura de Trabalho De 0ºC a 50ºC de temperatura ambiente de tabalho a 100% de carga Potência de Entrada Menor que 0,380 Kilowatts Especificações de Saída: Tensão de Saída 13,6 Vdc - ajustável internamente de 10,5 à 15 Vdc Estabilidade de Tensão +/- 1% Proteção de Sobre-Tensão 16 Vdc Proteção de Sub- Tensão 10,5 Vdc Corrente Regime Continuo: 16 Ampéres Pico (regime 30/70): 20 Ampéres Potência Nominal: 217,6 WattsPico: 272 Watts Ondulação (Ripple) Típico: 0,1 VppMáximo: 0,2 VppPsofométrico: < 2 mVrms Especificações de Bateria: Tensão de Carga da Bateria 13,8 Volts Corrente de Carga de Bateria 4 Ampéres máximo Corrente de Flutuação Maior que 0,1 Ampéres Dimensões Mecânicas: Largura 194 mm Altura 70 mm comprimento 223 mm peso aproximado 1,58 Kg.Bateria Estacionária Freedom DF 4001 – capacidade 220AH a 240 AH ( 20 hs de comunicação ) x As baterias Freedom são livres de manutenção e não necessitam de reposição de água ou eletrólito durante toda sua vida útil Capacidade @25°C: 220Ah (20hrs), 240Ah (100hrs) 525mm (Comprimento), 275mm (Largura), 250mm (Altura) Peso: 60,3Kg Tensão de Flutuação: de 13,2V a 13,8V @20°C;Tensão de Carga/Equalização: de 14,4V a 15,5V @20°C (quanto maior a tensão mais rápida será a recarga); Compensação de temperatura: para cada 1°C acima de 25°C, subtrair 0,033V. Para cada 1°C abaixo de 25°C, adicionar 0,033V; Utilizar em veículos automotivos somente como bateria auxiliar. O uso como bateria principal reduz aceleradamente a vida útil e invalida a garantia; Tipo de terminal: Terminal “L”, de chumbo; Bateria homologada pela ANATEL (resolução n°379/homologação 1216-07-Redede Emergência de Nova Friburgo e Região 11 /12
  12. 12. PROJETO SISTEMA DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA DE AFRA-001 EMERGÊNCIA NA REGIÃO SERRANA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 3962);Possui certificação ISO9002, ISO14000 e ISSO/TS16949 : Vida útil projetada para ser superior a 04 anos a uma temperatura de 25°C e profundidade de descarga de 20%Gerador Gasolina Mastuama 3.500W partida elétrica monofásico x Gerador Tipo: Monofásico; Tensão: Bivolt ;Tomadas: 2x 115V / 1x 230V;Regulador de Voltagem: AVR; Frequência: 60Hz; Potência Máxima: 2800 Watts; Potência Nominal: 2400 Watts; Rotação Nominal: 3600 RPM; Motor; Tipo: Monocilindrico 4 Tempos, refrigerado a ar, Cilindro: 68 x 54 (diâmetro x curso); Cilindrada: 196cc; Potência Nominal: 4.8 kW / 6.5 HP / 3600 RPM; Taxa de Compressão: 8.5:1; Combustível: Gasolina; Capacidade do Tanque: 18 Litros; Autonomia na Potência Nominal: 14,7 horas; Consumo de Combustível: 1,22 litros por hora ;Partida: Elétrica ; Ignição: Eletrônica, tipo transistor; Nível de Ruído: 68 dB a 7 metros de distância; Conjunto Alerta de Nível de óleo: Sim; Carregador de Bateria: 12V / 8,3A Acessórios: Kit de ferramentas; Protetor de Sobrecarga: Sim; Indicador de Nível de Gasolina: SimElektra 2000 Interface Características Técnicas; Interface completa para conexão com transmissor e receptor; 43 funções distintas, todas com grande variedade de opções; Senha de 4 dígitos ou modo Super Usuário (sem senha); Memória não volátil, mantém configurações na falta de energia; Controle DTMF permite todos os comandos a distância; Não requer dispositivo especial para programação; Confirmação sonora da execução dos comandos; Gravador para mensagem de até 20s ou duas de até 10s; Gravação remota através do rádio ou diretamente na placa ; Identificador inteligente, decide quando deve ser voz ou CW; Botão multi-função programável; Identicador CW com ajuste de tonalidade,velocidade e intervalo; Porta para link, comando remoto ou entrada auxiliar; Função Mute impede usuários ouçam os comandos; 14 bipes especiais e centenas mais com o editor de bipes; Exclusivo bipe da NASA do módulo lunar da Apollo (Eagle); Exclusivo Roller Bipe, muda automaticamente os bipes; Tempo de queda do repetidor (rabicho) ajustável; Time-out com alerta sonoro 10s antes e no vencimento; Entradas de subtom independentes para repetidora e link; Resposta de áudio plana, não modifica o som da transmissão; Amplificadores independentes para TX e RX de cada porta; Ajustes independentes para RX-1, TX-1, RX-2, TX-2, bipe e voz; 6 Modos de operação, inclusive link, cruzada e simplex; 6 saídas de controle remoto; 2 entradas de alarme; Funciona com COR positivo ou negativo; Entrada do COR independente da entrada do subtom; Todos os timers programáveis pelo usuário; Saída para acionamento de ventoinha temporizada inteligente; Função teste com ou sem emissão de tom; Circuito impresso em fibra de vidro dupla face de alta qualidade; Circuitos integrados com soquetes facilitam a manutenção; Acompanha manual detalhado de instalação/operação; 1 ano de garantiaConector UHF MachoCabo CoaxialRGC 213 50 ohms Nova Friburgo, 20 de Setembro de 2012. ________________________________________________________ ASSOCIAÇÃO FRIBURGUENSE DE RADIOAMADOR PU1WEL-WELISON SANTANA MUNIZ PRESIDENTERedede Emergência de Nova Friburgo e Região 12 /12

×