Enangrad 2014 inep

318 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
318
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Enangrad 2014 inep

  1. 1. “AVALIAÇÃO DE CURSOS E INSTITUCIONAL E SUA RELAÇÃO COM OS CURSOS DE ADMINISTRAÇÃO” DIRETORIA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR / INEP/MEC25º ENANGRAD –BELO HORIZONTE, NOV/14
  2. 2. Número de IES e de Matrículas de Graduação, por Organização Acadêmica –Brasil -2013 Organização Acadêmica Instituições Matrículas Total % Total % Total 2.391 100% 7.305.977 100% Universidades1958,20%3.898.88053,40% C. Universitários1405,90%1.154.86315,80% Faculdades2.01684,30%2.131.82729,20% Ifse CEFETs401,70%120.4071,60%
  3. 3. Das 2.391 IES do Brasil, em 2013 apenas 8% são Universidades e detêm mais de 53% dos alunos, sendo, portanto, grandes instituições. Por outro lado, as Faculdades têm uma participação superior a 84%, mas atendem apenas 29% dos alunos.
  4. 4. SINAES –Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Lei 10.861/2004) EstudantesCursosIES Cred., Recred., Transf. Org. Ac. Atribui C.I. Aut., Reconh., Ren. Reconh. Atribui C.C. Desempenho dos Estudantes Atribui Conceito ENADE
  5. 5. Finalidades do SINAES •Melhoria da qualidade da educação superior; •Orientação para expansão da sua oferta; •Aumento permanente da sua eficácia institucional e efetividade acadêmica e social •Promoção do aprofundamento dos compromissos e responsabilidades sociais das IES
  6. 6. Responsabilidade SocialReconhecimento da Diversidade do SistemaRespeito às Autonomia, Identidade, Missão e HistóriaAvaliação a partir de um conjunto integrado de Indicadores de QualidadeCaráter Público dos Procedimentos e ResultadosParticipação de todos AtoresContinuidade do Processo Avaliativo Princípios do SINAES
  7. 7. •aprendizagem/ diagnóstico/ ações Formativa •prática evolutiva/ sistêmica/ integrada Processual •produzautoconhecimento,construçãoereconstruçãoparaumaculturadeavaliaçãocompermanenteatitudedetomadadeconsciênciasobresuamissãoefinalidadesacadêmicaesocial Emancipatória Concepção de Avaliação
  8. 8. A avaliação realizada pelo SINAES constituirá referencial básico para os processos de regulação e supervisão da educação superior, a fim de promover a melhoria de sua qualidade.
  9. 9. MEC CONAES INEP CTAA SERES CNE CNS CONFEACFA Outros conselhos Instâncias de Avaliação
  10. 10. Fluxo do Processo: SERES/INEP/SERES Insatisfatório Não chega na fase INEP Parcialmente Satisfatório Segue para fase INEP Avaliadores verificam se foram tomadas medidas saneadoras Satisfatório Segue para avaliação no INEP DESPACHO SANEADOR
  11. 11. Fluxo da Avaliação IES protocola o pedido e insere documentação SERES analisa documentos postados Documentação Insuficiente –> abertura de DILIGÊNCIAS DESPACHO SANEADOR Fase INEP AVALIAÇÃO Criação da Avaliação Abertura do Formulário EletrônicoSorteio da Comissão de Avaliação Visita e Elaboração de Relatório de Avaliação Disponibilização do Relatório Impugnação do Relatório –> CTAA Publicação do ATO AUTORIZATIVO
  12. 12. Formação de Comissão Para Instituição: três avaliadores Para Curso: dois avaliadores Sorteio pelo e-MECdentre os credenciados capacitados do BASis Com graduação na área do curso Residência em UF diferente do local avaliado Experiência em EaD, Tecnológico ou Gestão Acadêmica, para IES Sem vínculo com a IES avaliada
  13. 13. Autorização de Cursos Reconhecimentos de Cursos Renovação de Reconhecimento de Cursos Instrumento Matricial
  14. 14. Avaliação dos cursos será realizada analisando 3 dimensões e terá como resultado o Conceito de Curso -CCOrganização Didático- PedagógicaComo? Perfil do Corpo DocenteQuem? Instalações físicasOnde?
  15. 15. O Conceito do Curso (CC) é calculado pelo sistema e-MEC, com base em uma média aritmética ponderada dos conceitos das dimensões e será arredondado automaticamente. Sempre que a comissão de avaliadores optar por não avaliar um indicador através do critério do NSA, o sistema recalculará o conceito da Dimensão desconsiderando este indicador não avaliado
  16. 16. Pesos por Dimensão DIMENSÕES ATOS REGULATÓRIOS/ PESO Aut.de Cursos Rec./Ren. Rec. de Cursos Organização Didático - Pedagógica 30 40 Corpo Docente 30 30 Infraestrutura 40 30
  17. 17. Requisitos Legais e Normativos -Essencialmenteregulatóriosnãofazempartedocálculodoconceitodaavaliação.Osavaliadoresapenasfarãooregistrodocumprimentoounãododispositivolegalporpartedainstituição,paraqueaMinistériodaEducação,depossedessainformação,possatomarasdecisõescabíveis.
  18. 18. PPCDCNsInstrumento de AvaliaçãoFormulário EletrônicoPDI / Relatório da CPAAvaliador in loco
  19. 19. AVALIAÇÃO DE CURSOS PRESENCIAIS E EAD8.964Avaliações em Geral8.121Presenciais843EaD437Avaliações ADM369Presenciais68EaD Avaliações realizadas com a vigência do novo instrumento, desde maio de 2012.
  20. 20. Contexto Educacional (1.1) 3,67 3,74 4 4 3,64 3,56 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 1 2 3 4 EAD Presencial Moda Geral Moda ADM Média Geral Média ADM N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Quando o PPC contempla de maneira suficienteou muito bemas demandas efetivas de natureza econômica e social.
  21. 21. Perfil Profissional do Egresso (1.4) N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) 3,71 3,76 4 4 3,60 3,59 3 3 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 1 2 3 4 EAD Presencial Moda Geral Moda ADM Média Geral Média ADM N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Quando o perfil profissional expressa, de maneira suficiente ou muito bemas competências do egresso.
  22. 22. Estágio Curricular Supervisionado (1.8) N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) 3,58 3,4 3 3 3,50 3,47 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 1 2 3 4 EAD Presencial Moda Geral Moda ADM Média Geral Média ADM N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Quando o estágio curricular supervisionado previsto/implantado está regulamentado/institucionalizado, de maneira suficiente,considerando, em uma análise sistêmica e global, os aspectos: carga horária, previsão/existência de convênios, formas de apresentação, orientação, supervisão e coordenação.
  23. 23. 3,34 3,44 3 4 3,33 3,30 3 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 1 2 3 4 EAD PresencialAções decorrentes dos processos de avaliação do curso (1.12) N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Moda Geral Moda ADM Média Geral Média ADM N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Quando as ações acadêmico-administrativas, em decorrência das autoavaliaçõese das avaliações externas (avaliação de curso, ENADE, CPC e outras, no âmbito do curso, estão de maneira suficienteou muito bem previstas/implantadas.
  24. 24. 4,56 4,34 5 5 4,38 3,95 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 1 2 3 4 EAD PresencialTitulação do Corpo Docente do Curso (2.7) N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Moda Geral Moda ADM Média Geral Média ADM N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Quando o percentual dos docentes do curso com titulação obtida em programas de pós-graduação stricto sensué maior ou igual a 50% e menor que 75% ou maior ou igual a 75%.
  25. 25. 3,30 3,25 3 3 3,21 3,16 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 1 2 3 4 EAD PresencialBibliografia Básica (3.6) N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Moda Geral Moda ADM Média Geral Média ADM N Geral: 8.964 (8.121 Pr/843 EaD) N ADM: 437 (369 Pr/68 EaD) Quando o acervo da bibliografia básica, com no mínimo três títulos por unidade curricular, está disponível na proporção média de um exemplar para a faixa de 10 a menos de 15 vagas anuais pretendidas/autorizadas, de cada uma das unidades curriculares, de todos os cursos que efetivamente utilizam o acervo, além de estar informatizado e tomado junto ao patrimônio da IES.
  26. 26. REFLEXÕES IMPORTANTES •Sistemadeavaliaçãopodeserverificadoeaferidodeformaintegradapordiferentesatores(gestores,professores, alunos,avaliadoresesociedadecivil); •Ferramentaparaorientaçãodagestãopública; •Qualidadeacadêmicacomcritérioseindicadoresparaaformaçãodeprofissionais; •Criaçãoeregulamentaçãodaqualidadedaeducaçãosuperior; •AvaliaçãocomoumapolíticadeEstadoenãodegoverno; •Processossãorealizadospormeiodesistemaeletrônicodesenvolvidoparadarcredibilidade,tecnologia, transparênciaeagilidade.
  27. 27. Agradecemos pela atenção Diretoria de Avaliação da Educação Superior Coordenação-Geral de Avaliação de Cursos de Graduação e de Instituições de Educação Superior •alline.andrade@inep.gov.br Alline Andrade

×