Estudo9 os sete-selos

370 visualizações

Publicada em

Estudos do Apocalipse

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
370
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo9 os sete-selos

  1. 1. O ApocalipseO Apocalipse apresenta umapresenta um misterioso livromisterioso livro fechado comsetefechado comsete selos.selos. E Cristo é o único seremE Cristo é o único serem todo o universo capaz detodo o universo capaz de abriro Livro dos Sete Selos.abriro Livro dos Sete Selos.
  2. 2. QueQue representamosrepresentamos Sete Selos doSete Selos do Apocalipse?Apocalipse?
  3. 3. ““É evidente que sãoÉ evidente que são profecias básicasprofecias básicas dosdos sete períodossete períodos que aque a igreja viveriaigreja viveria desde adesde a sua fundação até asua fundação até a segunda vinda de Jesussegunda vinda de Jesus,, descrita na última partedescrita na última parte do sexto selo.”do sexto selo.”
  4. 4. CAVALEIROS DO APOCALIPSECAVALEIROS DO APOCALIPSE Os quatro primeiros selosOs quatro primeiros selos
  5. 5. ““Vi quando o Cordeiro abriuVi quando o Cordeiro abriu umdos sete selos e ouvi umumdos sete selos e ouvi um dos quatro seres viventesdos quatro seres viventes dizendo, como se fosse vozdizendo, como se fosse voz de trovão: Vem!”de trovão: Vem!”
  6. 6. ““Vi, então, e eis umVi, então, e eis um cavalocavalo brancobranco e o seu cavaleiroe o seu cavaleiro com umarco; e foi-lhe dadacom umarco; e foi-lhe dada uma coro; e ele saiuuma coro; e ele saiu vencendo e para vencer.”vencendo e para vencer.”
  7. 7. CAVALOCAVALO BRANCOBRANCO Primeiro SeloPrimeiro Selo Igreja até o ano 100 d.C.Igreja até o ano 100 d.C. Pregavama Pureza ePregavama Pureza e Fidelidade a Bíblia.Fidelidade a Bíblia. VitoriosaVitoriosa Cerca de 6 milhões deCerca de 6 milhões de cristãos no Século I.cristãos no Século I.
  8. 8. ““Sem dinheiro, os crentes derrotavamoSem dinheiro, os crentes derrotavamo poderio das riquezas ao seu redor; sempoderio das riquezas ao seu redor; sem escolas, eles confundiamos letradosescolas, eles confundiamos letrados rabis; sem poderpolítico ou socialrabis; sem poderpolítico ou social mostraram-se mais fortes que omostraram-se mais fortes que o Sinédrio; não tendo umsacerdócio,Sinédrio; não tendo umsacerdócio, desafiavamos sacerdotes e o templo;desafiavamos sacerdotes e o templo; semum soldado sequer, erammaissemum soldado sequer, erammais poderosos que as legiões romanas. E foipoderosos que as legiões romanas. E foi assim que eles fincarama cruz acima daassim que eles fincarama cruz acima da águia romana.”águia romana.” AVindadoConsolador, pág. 127AVindadoConsolador, pág. 127
  9. 9. ““Quando abriu o segundoQuando abriu o segundo selo, ouvi o segundo serselo, ouvi o segundo ser vivente, dizendo: Vem!”vivente, dizendo: Vem!”
  10. 10. ““E saiu outroE saiu outro cavalocavalo,, vermelhovermelho; e ao seu; e ao seu cavaleiro, foi-lhe dado tirarcavaleiro, foi-lhe dado tirar a paz da terra para que osa paz da terra para que os homens se matassem unshomens se matassem uns aos outros; tambémlhe foiaos outros; tambémlhe foi dada uma grande espada.”dada uma grande espada.”
  11. 11. CAVALOCAVALO VERMELHOVERMELHO Segundo SeloSegundo Selo Igreja cerca de 100-313 DC.Igreja cerca de 100-313 DC. Época das perseguições pelosÉpoca das perseguições pelos Césares.Césares. Derramamento de sangue.Derramamento de sangue. Discórdia, discussão, controvérsia.Discórdia, discussão, controvérsia.
  12. 12. ““O que aconteceu foi que a Igreja, noO que aconteceu foi que a Igreja, no seu afã entusiasta de evangelizartodoseu afã entusiasta de evangelizartodo o mundo, começou a batizarpessoaso mundo, começou a batizarpessoas que não tinham conhecimentoque não tinham conhecimento suficiente da doutrina cristã. Muitossuficiente da doutrina cristã. Muitos gregos, romanos e gentios, começaramgregos, romanos e gentios, começaram a pertencerà Igreja sem tera pertencerà Igreja sem ter abandonado os seus velhos costumesabandonado os seus velhos costumes pagãos e doutrinas, e começaramapagãos e doutrinas, e começarama contaminara pureza da doutrina quecontaminara pureza da doutrina que se mantivera branca durante ose mantivera branca durante o primeiro século.”primeiro século.” OTerceiro Milênio, pág. 41OTerceiro Milênio, pág. 41
  13. 13. ““Doutrinas estranhas pretendiamDoutrinas estranhas pretendiam misturar-se às verdades bíblicas: Omisturar-se às verdades bíblicas: O pecado original, a Trindade, apecado original, a Trindade, a natureza de Cristo, o papel danatureza de Cristo, o papel da virgemMaria, o celibato e avirgemMaria, o celibato e a autoridade da igreja.autoridade da igreja. OTerceiroMilênio, pág. 41, 42OTerceiroMilênio, pág. 41, 42
  14. 14. ““No intervalo entre os dias dosNo intervalo entre os dias dos apóstolos e a conversão deapóstolos e a conversão de Constantino, ritos e cerimôniasConstantino, ritos e cerimônias que nem Paulo e Pedro ouviramque nem Paulo e Pedro ouviram falar, silenciosamente tornaram-falar, silenciosamente tornaram- se comuns alegando seremse comuns alegando serem instituições divinas.”instituições divinas.” IgrejaAntiga, Pág. 6, 7IgrejaAntiga, Pág. 6, 7
  15. 15. ““Quando abriu o terceiroQuando abriu o terceiro selo, ouvi o terceiro serselo, ouvi o terceiro ser vivente dizendo: Vem!vivente dizendo: Vem! Então, vi, e eis umEntão, vi, e eis um cavalocavalo pretopreto e o seu cavaleiro come o seu cavaleiro com uma balança na mão.”uma balança na mão.”
  16. 16. ““E ouvi uma como que vozE ouvi uma como que voz no meio dos quatro seresno meio dos quatro seres viventes dizendo: Umaviventes dizendo: Uma medida de trigo porummedida de trigo porum denário; três medidas dedenário; três medidas de cevada porumdenário; ecevada porumdenário; e não danifiques o azeite e onão danifiques o azeite e o vinho.”vinho.”
  17. 17. CAVALOCAVALO PRETOPRETO Terceiro SeloTerceiro Selo Igreja de 313-538 d.C.Igreja de 313-538 d.C. Corrupção da fé.Corrupção da fé. Bispo de Roma começa a dominar.Bispo de Roma começa a dominar. Época de fome e miséria espiritual.Época de fome e miséria espiritual.
  18. 18. APOSTASIAAPOSTASIA
  19. 19. 313313 - Edito de Milão- Edito de Milão 321321 - Decreto para adoração no- Decreto para adoração no DomingoDomingo 364364 - Concílio de Laodicéia- Concílio de Laodicéia oficializa a guarda do Domingooficializa a guarda do Domingo 370370 - Começa a se cultuaraos- Começa a se cultuaraos santossantos 400400 - Oração pelos mortos- Oração pelos mortos 530530 - Dogma do purgatório- Dogma do purgatório
  20. 20. ““Quando o Cordeiro abriu oQuando o Cordeiro abriu o quarto selo, ouvi a voz doquarto selo, ouvi a voz do quarto servivente, dizendo:quarto servivente, dizendo: Vem!”Vem!”
  21. 21. ““E olhei, e eis umE olhei, e eis um cavalocavalo amareloamarelo e o seu cavaleiro,e o seu cavaleiro, sendo estesendo este chamado Mortechamado Morte;; e o inferno o estavae o inferno o estava seguindo, e foi-lhes dadaseguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quartaautoridade sobre a quarta parte da terra para mataràparte da terra para matarà espada, pela fome, com aespada, pela fome, com a mortandade e pormeio dasmortandade e pormeio das feras da terra.”feras da terra.”
  22. 22. CAVALOCAVALO AMARELOAMARELO Quarto SeloQuarto Selo Igreja cerca de 538-1517 d.C.Igreja cerca de 538-1517 d.C. Degradação total.Degradação total. Perseguição aos que seguem aPerseguição aos que seguem a Bíblia.Bíblia.
  23. 23. 998998 - Instituem-se o dia dos mortos.- Instituem-se o dia dos mortos. 11841184 - Instituída a inquisição.- Instituída a inquisição. 11901190 - Começa a venda das- Começa a venda das Indulgências.Indulgências. 12161216 - instituída a confissão- instituída a confissão auricular.auricular. 12291229 - Proibida a leitura da Bíblia.- Proibida a leitura da Bíblia. 15631563 - No concílio de Trento é- No concílio de Trento é decidido que a tradição está acimadecidido que a tradição está acima de tudo.de tudo.
  24. 24. ““Quando ele abriu oQuando ele abriu o quinto seloquinto selo,, vi, debaixo do altar, asvi, debaixo do altar, as almasalmas daqueles que tinham sido mortosdaqueles que tinham sido mortos porcausa da palavra de Deus e porporcausa da palavra de Deus e por causa do testemunho quecausa do testemunho que sustentavamsustentavam. Clamaram emgrande. Clamaram emgrande voz, dizendo: Até quando, óvoz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo eSoberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingasverdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitamo nosso sangue dos que habitam sobre a terra?...sobre a terra?...
  25. 25. ...Então, a cada umdeles foi dada...Então, a cada umdeles foi dada uma vestidura branca, e lhesuma vestidura branca, e lhes disseramque repousassem aindadisseramque repousassem ainda porpouco tempo, até que tambémporpouco tempo, até que também se completasse o número dos seusse completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iamconservos e seus irmãos que iam sermortos como igualmente elessermortos como igualmente eles foram.”foram.”
  26. 26. SANTOS NOSANTOS NO ALTARALTAR Quinto SeloQuinto Selo João vê as almas dos santosJoão vê as almas dos santos mártires no altar, requisitando àmártires no altar, requisitando à Deus vingança pelo seu sangueDeus vingança pelo seu sangue derramado.derramado. Período: de 1517 a 1755 d.C.Período: de 1517 a 1755 d.C.
  27. 27. ““Também o sacerdote poráTambém o sacerdote porá daquele sangue sobre as pontas dodaquele sangue sobre as pontas do altardo incenso aromático,altardo incenso aromático, perante o SENHORque está naperante o SENHORque está na tenda da congregação; e todo otenda da congregação; e todo o restante do sangue do novilhorestante do sangue do novilho derramará à base do altardoderramará à base do altardo holocausto, que está à porta daholocausto, que está à porta da tenda da congregação.”tenda da congregação.”
  28. 28. No altarde bronze doNo altarde bronze do Santuário do AntigoSantuário do Antigo Testamento se oferecia oTestamento se oferecia o sacrifício de animais.sacrifício de animais. O sacrifício era queimadoO sacrifício era queimado e o sangue era derramadoe o sangue era derramado na base do altar.na base do altar. SimbolismoClaro...SimbolismoClaro...
  29. 29. O sangue dos mártiresO sangue dos mártires clamamsimbolicamenteclamamsimbolicamente a Deus.a Deus. Assimcomo fez oAssimcomo fez o sangue de Abel que foisangue de Abel que foi morto porseu irmãomorto porseu irmão Caim.Caim.
  30. 30. ““E disse Deus: Que fizeste? A vozE disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama dado sangue do teu irmão clama da terra a mim.”terra a mim.”
  31. 31. As vestiduras brancasAs vestiduras brancas simbolizama dignidade que asimbolizama dignidade que a justiça de Cristo lhes atribui.justiça de Cristo lhes atribui. Embora tenhamganho a vitóriaEmbora tenhamganho a vitória emCristo, deveriamdescansaremCristo, deveriamdescansar na tumba umpouco de tempona tumba umpouco de tempo até que Jesus venha e lhes dê aaté que Jesus venha e lhes dê a recompensa.recompensa.
  32. 32. ““Pois lhe dado vestir-se de linhoPois lhe dado vestir-se de linho finíssimo, resplandecente e puro.finíssimo, resplandecente e puro. Porque o linho finíssimo são osPorque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.”atos de justiça dos santos.”
  33. 33. ““Ora, todos estes que obtiveramOra, todos estes que obtiveram bom testemunho porsua fé nãobom testemunho porsua fé não obtiveram, contudo, aobtiveram, contudo, a concretização da promessa, porconcretização da promessa, por haverDeus provido coisa superiorhaverDeus provido coisa superior a nosso respeito, para que eles,a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossemsem nós, não fossem aperfeiçoados.”aperfeiçoados.”
  34. 34. ACONTECIMENTOSACONTECIMENTOS NA NATUREZANA NATUREZA Sexto SeloSexto Selo Quais são os quatroQuais são os quatro acontecimentos que dão aberturaacontecimentos que dão abertura ao Sexto Selo?ao Sexto Selo?
  35. 35. ““Vi quando o Cordeiro abriu oVi quando o Cordeiro abriu o sexto selo, e sobreveio grandesexto selo, e sobreveio grande terremoto. Osol se tornou negroterremoto. Osol se tornou negro como saco de crina, a lua toda,como saco de crina, a lua toda, como sangue, as estrelas do céucomo sangue, as estrelas do céu caíram pela a terra, como acaíram pela a terra, como a figueira, quando abalada porfigueira, quando abalada por vento forte, deixa cairos seusvento forte, deixa cairos seus figos verdes.”figos verdes.”
  36. 36. GrandeGrande TerremotoTerremoto Lua tornou-se emLua tornou-se em sanguesangue Escurecimento do SolEscurecimento do Sol Queda dasQueda das EstrelasEstrelas
  37. 37. O GRANDEO GRANDE TERREMOTO DETERREMOTO DE LISBOALISBOA Emcumprimento a profeciaEmcumprimento a profecia Bíblica o “grande terremoto”Bíblica o “grande terremoto” de Apocalipse 6 é identificadode Apocalipse 6 é identificado como grande terremoto decomo grande terremoto de Lisboa no dia 1º de novembroLisboa no dia 1º de novembro de 1755.de 1755.
  38. 38. ““Grande parte da Argélia foi destruída; e a pequenaGrande parte da Argélia foi destruída; e a pequena distância de Marrocos, foi tragada uma aldeia dedistância de Marrocos, foi tragada uma aldeia de mais ou menos 10 mil habitantes. Foi na Espanha emais ou menos 10 mil habitantes. Foi na Espanha e Portugal que o choque atingiu a maiorviolência.Portugal que o choque atingiu a maiorviolência. Diz-se que em Cadiz a ressaca alcançou a altura deDiz-se que em Cadiz a ressaca alcançou a altura de vinte metros.vinte metros. Montanhas, algumas das maiores de Portugal, foramMontanhas, algumas das maiores de Portugal, foram impetuosamente sacudidas... EmLisboa, um somimpetuosamente sacudidas... EmLisboa, um som como de trovão foi ouvido sob o solo ecomo de trovão foi ouvido sob o solo e imediatamente depois violento choque derribou aimediatamente depois violento choque derribou a maiorparte da cidade.maiorparte da cidade.
  39. 39. No lapso de mais ou menos seisNo lapso de mais ou menos seis minutos, pereceramsessentaminutos, pereceramsessenta mil pessoas. O mara princípiomil pessoas. O mara princípio Se retirou, deixando seca aSe retirou, deixando seca a barra; voltou então, levantando-barra; voltou então, levantando- se doze metros ou mais acimase doze metros ou mais acima de seu nível comum.”de seu nível comum.” Princípios deGeologia,Princípios deGeologia, SirCharles Lyell.SirCharles Lyell.
  40. 40. ““ Ochoque do terremoto foiOchoque do terremoto foi instantaneamente seguido da queda deinstantaneamente seguido da queda de todas as igrejas e conventos, de quasetodas as igrejas e conventos, de quase todos os grandes edifícios públicos, e detodos os grandes edifícios públicos, e de mais da quarta parte das casas. Duasmais da quarta parte das casas. Duas horas depois, aproximadamente,horas depois, aproximadamente, irromperamincêndios emdiferentesirromperamincêndios emdiferentes quarteirões, e comtal violência sequarteirões, e comtal violência se alastrarampelo espaço de quase trêsalastrarampelo espaço de quase três dias, que a cidade ficou completamentedias, que a cidade ficou completamente desolada. Oterrordo povo foidesolada. Oterrordo povo foi indescritível... Estavamalémdasindescritível... Estavamalémdas lágrimas.”lágrimas.” EnciclopédiaAmericana, art. LisboaEnciclopédiaAmericana, art. Lisboa
  41. 41. ESCURECIMENTOESCURECIMENTO DO SOL E LUA EMDO SOL E LUA EM SANGUESANGUE 19 de Maio de 178019 de Maio de 1780
  42. 42. Uma testemunha ocularque vivia em Massachusetts,Uma testemunha ocularque vivia em Massachusetts, descreveu: “Pela manhã surgiu claro o Sol, mas logo sedescreveu: “Pela manhã surgiu claro o Sol, mas logo se ocultou. As nuvens se tornaram sombrias e delas, negrasocultou. As nuvens se tornaram sombrias e delas, negras e ameaçadoras como logo se mostraram, chamejavame ameaçadoras como logo se mostraram, chamejavam relâmpagos; ribombavam trovões, caindo leverelâmpagos; ribombavam trovões, caindo leve aguaceiro. Pôrvolta das nove horas, as nuvens seaguaceiro. Pôrvolta das nove horas, as nuvens se tornarammais finas, tomando uma aparência bronzeadatornarammais finas, tomando uma aparência bronzeada ou acobreada... Alguns minutos mais tarde, pesadaou acobreada... Alguns minutos mais tarde, pesada nuvem negra se espalhou pôrtodo o céu, exceto numanuvem negra se espalhou pôrtodo o céu, exceto numa estreita orla do horizonte, e ficou tão escuro comoestreita orla do horizonte, e ficou tão escuro como usualmente é às nove horas de uma noite de verão...”usualmente é às nove horas de uma noite de verão...” OGrandeConflito, pág. 306OGrandeConflito, pág. 306
  43. 43. ““ Único ou quase único emsua espécie pelo misterioso eÚnico ou quase único emsua espécie pelo misterioso e até agora inexplicado fenômeno que nele se verificou...até agora inexplicado fenômeno que nele se verificou... Foi o dia escuro de 19 de maio de 1780 de inexplicávelFoi o dia escuro de 19 de maio de 1780 de inexplicável escuridão que cobriu todo o céu e atmosfera visíveis emescuridão que cobriu todo o céu e atmosfera visíveis em Nova Inglaterra.”Nova Inglaterra.” OGrandeConflito, pág. 306OGrandeConflito, pág. 306 ““Desde o tempo de Moisés, nenhumperíodo de trevas eDesde o tempo de Moisés, nenhumperíodo de trevas e igual densidade, extensão e duração, já se registrou.”igual densidade, extensão e duração, já se registrou.” OGrandeConflito, pág. 307OGrandeConflito, pág. 307
  44. 44. ““A extensão dessas trevas foi extraordinária.A extensão dessas trevas foi extraordinária. Observaram-se na parte oriental até Falmouth. Para oObservaram-se na parte oriental até Falmouth. Para o oeste, atingirama parte mais remota de Connecticut eoeste, atingirama parte mais remota de Connecticut e Albany. Para o sul foram observadas ao longo dasAlbany. Para o sul foram observadas ao longo das costas, e ao norte até onde se estende a colonizaçãocostas, e ao norte até onde se estende a colonização americana.”americana.” OGrandeConflito, pág. 307OGrandeConflito, pág. 307
  45. 45. ““Osol se converterá em trevas, e a lua,Osol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande eem sangue, antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor.”terrível Dia do Senhor.” Joel2: 31Joel2: 31
  46. 46. ““Posto que às nove horas daquela noitePosto que às nove horas daquela noite a Lua surgisse cheia, não produziu oa Lua surgisse cheia, não produziu o mínimo efeito emrelação àquelasmínimo efeito emrelação àquelas sombras sepulcrais. Depois de meia-sombras sepulcrais. Depois de meia- noitenoite as trevas se desvaneceram, e a Lua, aoas trevas se desvaneceram, e a Lua, ao tornar-se visível, tinha a aparência detornar-se visível, tinha a aparência de sangue.”sangue.” OGrandeConflito, 307OGrandeConflito, 307
  47. 47. CHUVA DECHUVA DE ESTRELASESTRELAS 13 de novembro de 183313 de novembro de 1833
  48. 48. ““Raras vezes caiu chuva mais densa do que caíramosRaras vezes caiu chuva mais densa do que caíramos meteoros emdireção à Terra; Leste, Oeste, Norte e Sul,meteoros emdireção à Terra; Leste, Oeste, Norte e Sul, tudo era o mesmo. Em uma palavra, o céu inteirotudo era o mesmo. Em uma palavra, o céu inteiro parecia em movimento... Oespetáculo como descreveuparecia em movimento... Oespetáculo como descreveu o diário do professorSilliman, foi visto pôrtoda ao diário do professorSilliman, foi visto pôrtoda a América do Norte... Desde as duas horas até plenoAmérica do Norte... Desde as duas horas até pleno dia...”dia...” Os Grandes Acontecimentos do Maiordos Séculos, R. M.Os Grandes Acontecimentos do Maiordos Séculos, R. M. Devens.Devens.
  49. 49. ““As estrelas do céu caíram pela terra, como a figueira,As estrelas do céu caíram pela terra, como a figueira, quando abalada porvento forte, deixa cairos seus figosquando abalada porvento forte, deixa cairos seus figos verdes.”verdes.” Apocalipse6:13Apocalipse6:13 ““Não era possível contemplarum quadro mais fiel deNão era possível contemplarum quadro mais fiel de uma figueira lançando seus figos quando açoitada poruma figueira lançando seus figos quando açoitada por umvento forte.”umvento forte.” TheOldCountry-man, noAdvertiser, vespertino deTheOldCountry-man, noAdvertiser, vespertino de Portland, de26/11/1833.Portland, de26/11/1833.
  50. 50. Esses quatroEsses quatro episódios deramepisódios deram origemao tempo doorigemao tempo do fim, o qual terminaráfim, o qual terminará coma Segundacoma Segunda Vinda de Cristo.Vinda de Cristo.
  51. 51. Outros sinais aindaOutros sinais ainda identificamo tempo do fim:identificamo tempo do fim: 1.1.GuerrasGuerras – Mateus 24:7– Mateus 24:7 2.2.CalamidadesCalamidades – Mateus 24:7– Mateus 24:7 3.3.Luta entre o capital e o trabalhoLuta entre o capital e o trabalho – Tiago– Tiago 5:1-85:1-8 4.4.Comportamento Social distorcidoComportamento Social distorcido – II– II Timóteo 3:1-5Timóteo 3:1-5 5.5.O último sinalO último sinal – Mateus 24:14 –– Mateus 24:14 – PregaçãoPregação atodoo mundoatodoo mundo..
  52. 52. O cumprimento dosO cumprimento dos sinais bíblicossinais bíblicos demonstra quedemonstra que muito embreve semuito embreve se abrirá o sétimo selo.abrirá o sétimo selo.
  53. 53. ““Vi outro anjo que subia doVi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo donascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em grandeDeus vivo, e clamou em grande voz aos quatro anjos, aqueles aosvoz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazerdano à terraquais fora dado fazerdano à terra a ao mar, dizendo: Nãoa ao mar, dizendo: Não danifiqueis nema terra, nemodanifiqueis nema terra, nemo mar, nem as árvores, até quemar, nem as árvores, até que selarmos na fronte os servos doselarmos na fronte os servos do nosso Deus.”nosso Deus.”
  54. 54. Antes de abrir-se oAntes de abrir-se o sétimo selo, Jesussétimo selo, Jesus interrompe ainterrompe a profecia dedica todoprofecia dedica todo o capítulo 7 parao capítulo 7 para explicar-nos quemexplicar-nos quem são os que serãosão os que serão salvos.salvos.
  55. 55. SEGUNDA VINDASEGUNDA VINDA DE CRISTODE CRISTO Sétimo SeloSétimo Selo
  56. 56. ““Quando o Cordeiro abriu oQuando o Cordeiro abriu o sétimo selo, houve silêncio nosétimo selo, houve silêncio no céu porcerca de meia hora.”céu porcerca de meia hora.”
  57. 57. Esse silêncio no céuEsse silêncio no céu se produz porse produz por ocasião da Segundaocasião da Segunda Vinda, quando JesusVinda, quando Jesus viercomseus anjos.viercomseus anjos.
  58. 58. ““Quando viero Filho do HomemQuando viero Filho do Homem na sua majestade e todos osna sua majestade e todos os anjos comele, então, seanjos comele, então, se assentará no trono da sua glória.”assentará no trono da sua glória.”
  59. 59. ““Não retarda o Senhora suaNão retarda o Senhora sua promessa, como alguns a julgampromessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele édemorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, nãolongânimo para convosco, não querendo que nenhume pereça,querendo que nenhume pereça, senão que todos cheguemaosenão que todos cheguemao arrependimento.”arrependimento.”
  60. 60. ““Passará o céu e a terra, porémPassará o céu e a terra, porém as minhas palavras nãoas minhas palavras não passarão.”passarão.”

×