“Por muito tempo cultivou-se o mito de
que o Brasil era o País do Futuro. Isto era
sempre falado, mas estava sempre longe ...
Broca-do-café
Atual situação no Brasil
Varginha - MG
13/08/2014
CAFEICULTURA BRASILEIRA
A MAIOR DO MUNDO
“ORGULHO PARA TODOS NÓS BRASILEIROS”.
 Cafeicultura de altas produtividades
 Um...
CAFEICULTURA BRASILEIRA
HISTÓRICO
1789 1970 2014
ARCAICA MODERNA
(180 anos) (44 anos)
TRANSIÇÃO
- Constatação da ferrugem ...
Cafeicultura do Sul de Minas
Cafeicultura do Brasil
Atualmente:
- maior cafeicultura do mundo
- altas produtividades
- produtividade com qualidade
- in...
Bicho-mineiro, Leucoptera coffeella
Broca-do-café, Hypothenemus hampei
Cigarras-do-cafeeiro, Quesada gigas
outras espécies...
- Lagartas - Eacles imperialis magnifica
- Bicho – cesto Oiketicus kirbyi
- Outras lagartas - tatoranas
- Ácaros – vermelh...
PRAGAS DO CAFEEIRO:
VIVEIRO, CAMPO E ARMAZENAMENTO
1- Bicho-mineiro
2- Broca-do-café
3- Cigarras
4- Ácaro-vermelho
5- Ácar...
21- Moscas-das-frutas
22- Pulgão preto
23- Cupins subterrâneos
24- Esperanças –
ovos em ramos
25- Caruncho-das-tulhas
26- ...
BROCA-DO-CAFÉ
Hypothenemus hampei (Ferrari, 1867)
(Coleoptera: Scolytidae)
2ª praga em importância em cafeeiro Arábica
1ª ...
Adulto fêmea
Broca-do-café
BROCA-DO-CAFÉ
NO CONTINENTE AMERICANO
Brasil
 Introdução da Indonésia (Java) e África (Congo)
 1913 - primeiros prejuízo...
Região País Ano reportado
África Gabão 1901
Quênia e outros 1902 a 1928
Java 1909
Ásia Sri Lanka 1910
Sumatra 1919
Malásia...
DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL DA BROCA-DO-CAFÉ
Região País Ano reportado
América Bolívia 1978
Jamaica 1978
México 1978
Equador 1981...
Fêmea
OVO LARVA PUPA ADULTA
7 dias 14 dias 7 dias
Ciclo evolutivo da broca-do-café
Ciclo evolutivo: dentro da semente, no ...
CICLO EVOLUTIVO DA BROCA-DO-CAFÉ
ADULTOS DA BROCA-DO-CAFÉ
Fases da broca: ovo, larva e pupa
Prejuízos
- São causados pelas larvas
alimentam-se das sementes
- Broca adulta – fêmea – reprodução
pouco se alimenta
poss...
LARVA DA BROCA-DO-CAFÉ
Prejuízos
Prejuízos:
- qualitativos - tipo do café produzido
- quantitavos - perda em peso
Prejuízos
- Queda de frutos broqueados
semente apodrecida
- Perda de peso do café beneficiado
100% de infestação – perda d...
CAFEEIRO
FRUTO SECO BROQUEADO
ENTRESSAFRA
região
coroa
pedúnculo
orifício
4
2
5
3
1
Brasil
- sobrevivência na entressafra
frutos não colhidos – árvore e chão
broca presente e umidade frutos
Lavouras irrig...
Fruto verde chumbão – 86% umidade
Fruto aquoso, inclusive suas sementes
Sobrevivência da broca na entressafra e
sua época ...
Época de trânsito – 15 novembro a 18 janeiro
frutos secos migração frutos verdes
frutos verdes – chumbões – 86% de umidad...
Frutos verdes chumbões
aquosos
Fêmeas adultas os perfuram
Perfuração rasa
Perfuração não atinge a semente
Sementes aquosas...
Monitoramento e controle da broca
Início: 90 dias após maior florada
em frutos verdes chumbões aquosos
Monitoramento – c...
MONITORAMENTO DA BROCA-DO-CAFÉ – PLANILHA DE CAMPO
Local: Gleba: Talhão:
Avaliador: Data: ____/____/_____
Horário Início: ...
 Monitoramento - novembro a março - mensal
- nível de talhões
- aplicar planilha de campo
 Controle químico ≥ 3 a 5% fru...
Endosulfam –
mata broca na entrada galeria
mata por contato
não mata ovos, larvas e pupas
Nim – não mata a broca
nenhuma...
BHC
Fórmulas estruturais
DDT
Endosulfam
Inseticidas clorados
CONTROLE DA BROCA-DO-CAFÉ
IPANEMA – ALFENAS/SUL DE MINAS
Safra Área total 1 pulverização
área (%)
2 pulverização
área (%)
...
Broca-do-café em 1994/1995
978,7 ha 2727 L endosulfam
2318,4 ha 6460 L endosulfam
economia 3733 L endosulfam
3733 L x R$38...
NOVO INSETICIDA NO CONTROLE DA BROCA
Cyazypyr – Benevia
Duas pulverizações – 1,75 L p.c./ha
Classe toxicológica III
Ta...
RESULTADO EXPERIMENTAL COM CYAZYPYR
2013 / 2014
Tratamento
Dosagem
L p.c./ha
Época da
aplicação
1. Testemunha - -
2. Endos...
Porcentagens de mortalidade e de eficiência dos
tratamentos. Piumhi, MG/2014.
Tratamentos
Dosag. 17/02 10/03 24/04
L p.c./...
VANTAGENS DO INSETICIDA CYAZYPYR
Inseticida moderno
Baixa toxicidade – tarja azul
Seletivo aos inimigos naturais
Baixo...
OUTRAS VANTAGENS DO CYAZYPYR
Programa de pesquisa da Dupont
Controla bicho-mineiro
Controla lagartas
Maior vigor ao caf...
Modo de ação dos inseticidas e
morte da broca
Endosulfam
matava fêmea adulta por contato - neurotóxico
fêmea permanecia m...
Receptor de Rianodina:
lumen
cytosol
 Exerce função chave no
processo de controle das
contrações musculares
 Cyazypyr li...
Mais informações técnicas
Ciantraniliprole –
registrado na Colômbia - Preza (precisão)
registrado no Brasil – Benevia
Carê...
Eficiência da pulverização
Pulverizadores
-Turbo-atomizador – mais eficiente mercado
energias hidrlica e gasosa – misto
al...
Atomizador costal motorizado
Turbina
Modelos: pulverizador costal manual
pulverizador costal pressurizado
INFLUÊNCIA DAS CHUVAS NA ENTRESSAFRA NA
INFESTAÇÃO DA BROCA-DO-CAFÉ NAS SAFRAS
Ano Safra Entressafra Infestação
2009 Chuvo...
Uso emergencial do inseticida
ciantraniliprole no controle da broca-do-café
Minas Gerais
- Portaria do MAPA – nº 188 de 12...
52
PROJETO MONITORAMENTO DA BROCA-DO-CAFÉ
SUL DE MINAS
53
Objetivo
● Monitorar a dinâmica populacional e o comportamento
do Bicho-Mineiro-do-Cafeeiro e da Broca-do-café em
relaç...
54
Material e Métodos
● Bicho-mineiro-do-cafeeiro
● Local: Fazenda Experimental da Empresa de Pesquisa
Agropecuária de Min...
55
Material e Métodos
● Broca-do-café
● Local: Fazenda Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária
de Minas Gerais (E...
56
Resultados e Discussão
● Broca-do-café
57
Resultados e Discussão
● Broca-do-café
58
Resultados e Discussão
● Broca-do-café
59
Conclusões e Sugestões
● Visto que a dinâmica populacional do BMC é muito
variável e que se relaciona com as condições
...
Pesquisador
Engº Agrº/Dr Júlio César de Souza
Epamig – Lavras/MG
(35) 39216244 / 8704 0838
jcsouza@navinet.com.br
Outras pragas
PRIMEIRA OCORRÊNCIA DA
MOSCA-DA-ESPIGA Euxesta annonae
(DIPTERA: OTITIDAE) EM MILHO
TRANSGÊNICO (Bt) E CONVENCIONAL
EM MIN...
Adultos de Euxesta annonae
Larvas da mosca-da-espiga
Pupa de Euxesta annonae
Adultos de Euxesta annonae
Prejuízos
Psilídeo Diaphorina citri
Transmite duas bactérias em citros
“Greening” em tangerina ponkan
Campanha – MG, 04/08/2014
Lagartas de Helicoverpa armigera de
diferentes colorações.
Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisador epamig
Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisador epamig
Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisador epamig
Situação atual do controle da broca do café  julio césar de souza – pesquisador epamig
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Situação atual do controle da broca do café julio césar de souza – pesquisador epamig

1.380 visualizações

Publicada em

Procafé

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.380
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
62
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Situação atual do controle da broca do café julio césar de souza – pesquisador epamig

  1. 1. “Por muito tempo cultivou-se o mito de que o Brasil era o País do Futuro. Isto era sempre falado, mas estava sempre longe do alcance dos brasileiros. Contudo, nos últimos anos, diversas transformações, nos campos econômico, político e social, aproximaram esse tempo distante em algo concreto, próximo de nós: o futuro é agora” BRASIL - POTÊNCIA MUNDIAL Editorial da Revista Minas Faz Ciência FAPEMIG, MG, n.o 44, dez. a fev. 2011
  2. 2. Broca-do-café Atual situação no Brasil Varginha - MG 13/08/2014
  3. 3. CAFEICULTURA BRASILEIRA A MAIOR DO MUNDO “ORGULHO PARA TODOS NÓS BRASILEIROS”.  Cafeicultura de altas produtividades  Um dos fatores: tratamento fitossanitário eficiente controle mecanizado de pragas
  4. 4. CAFEICULTURA BRASILEIRA HISTÓRICO 1789 1970 2014 ARCAICA MODERNA (180 anos) (44 anos) TRANSIÇÃO - Constatação da ferrugem no Brasil (julho) - Nova fronteira agrícola – cerrado brasileiro - Registro inseticidas endosulfam e lindane controle da broca-do-café BHC
  5. 5. Cafeicultura do Sul de Minas
  6. 6. Cafeicultura do Brasil Atualmente: - maior cafeicultura do mundo - altas produtividades - produtividade com qualidade - inseticidas modernos neonicotinóides – imidaclopride e tiametoxam diamidas antranílicas rynaxypyr – Altacor, Premium cyazypyr - Benevia classe toxicológica III (tarja azul)
  7. 7. Bicho-mineiro, Leucoptera coffeella Broca-do-café, Hypothenemus hampei Cigarras-do-cafeeiro, Quesada gigas outras espécies Ácaro-da-mancha anular, Brevipalpus phoenicis Mosca-das-frutas Ceratitis capitata (mosca-do-mediterrâneo) Lagartinha-das-rosetas, Cryptoblabes gnidiela Cafeicultura brasileira – principais pragas
  8. 8. - Lagartas - Eacles imperialis magnifica - Bicho – cesto Oiketicus kirbyi - Outras lagartas - tatoranas - Ácaros – vermelho e branco - Besouros carneirinhos - Cochonilhas branca, verde, marrom e ortézia - Cochonilha-da-raiz OUTRAS PRAGAS OCASIONAIS
  9. 9. PRAGAS DO CAFEEIRO: VIVEIRO, CAMPO E ARMAZENAMENTO 1- Bicho-mineiro 2- Broca-do-café 3- Cigarras 4- Ácaro-vermelho 5- Ácaro-da-mancha-anular 6- Formigas cortadeiras 7- Lagarta-rosca 8- Lagartas – folhas 9- Lagartas-folhas e ramos 10- Cochonilha-branca 11- Cochonilha-da-raiz 12- Cochonilhas verde e parda 13- Besouros carneirinhos 14- Percevejo-castanho 15- Lagartinha-das-rosetas 16- Cigarrinha-dos-pomares 17- Cigarrinhas vetoras do “amarelinho” 18- Ácaro branco 19- Moscas-das-raízes-campo 20- Mosca-das-raízes-mudas
  10. 10. 21- Moscas-das-frutas 22- Pulgão preto 23- Cupins subterrâneos 24- Esperanças – ovos em ramos 25- Caruncho-das-tulhas 26- Besouro-bicho-bolo 27- Vaquinhas-das-flores 28- Traça-do-caule 29- Capixabinha 30- Besouro cantarídeo 31- Besourinho – café “coco” armazenado 32- Traças café e amendoim 33- Rato-mamífero roedor – roe ramos 34- Lesma – molusco – mudas 35- Mosca-branca – folhas 36- Cochonilha ortézia 37- Lagarta - frutos crotalária (colo de cafeeiro novo) 38- Vaquinha verde-e-amarela 39- Caracol – molusco - frutos
  11. 11. BROCA-DO-CAFÉ Hypothenemus hampei (Ferrari, 1867) (Coleoptera: Scolytidae) 2ª praga em importância em cafeeiro Arábica 1ª praga em importância em cafeeiro Conillon JAMAIS SERÁ ERRADICADA DO BRASIL
  12. 12. Adulto fêmea Broca-do-café
  13. 13. BROCA-DO-CAFÉ NO CONTINENTE AMERICANO Brasil  Introdução da Indonésia (Java) e África (Congo)  1913 - primeiros prejuízos em 1923  1927 – criação do Instituto Agronômico de Campinas – IAC - estudar a broca-do-café  Dispersão para as Américas, a partir de 1960
  14. 14. Região País Ano reportado África Gabão 1901 Quênia e outros 1902 a 1928 Java 1909 Ásia Sri Lanka 1910 Sumatra 1919 Malásia 1929 Filipinas 1960 Índia 1990 América Brasil 1922 Suriname 1960 Peru 1962 Guatemala 1971 Honduras 1977
  15. 15. DISTRIBUIÇÃO MUNDIAL DA BROCA-DO-CAFÉ Região País Ano reportado América Bolívia 1978 Jamaica 1978 México 1978 Equador 1981 El Salvador 1981 Nicarágua 1988 Colômbia 1988 República Dominicana 1995 Venezuela 1996 Costa Rica 2001
  16. 16. Fêmea OVO LARVA PUPA ADULTA 7 dias 14 dias 7 dias Ciclo evolutivo da broca-do-café Ciclo evolutivo: dentro da semente, no fruto Prejuízos: causados pelas larvas
  17. 17. CICLO EVOLUTIVO DA BROCA-DO-CAFÉ
  18. 18. ADULTOS DA BROCA-DO-CAFÉ
  19. 19. Fases da broca: ovo, larva e pupa
  20. 20. Prejuízos - São causados pelas larvas alimentam-se das sementes - Broca adulta – fêmea – reprodução pouco se alimenta possui reserva em seu corpo
  21. 21. LARVA DA BROCA-DO-CAFÉ Prejuízos Prejuízos: - qualitativos - tipo do café produzido - quantitavos - perda em peso
  22. 22. Prejuízos - Queda de frutos broqueados semente apodrecida - Perda de peso do café beneficiado 100% de infestação – perda de 20% em peso saca de 60kg de café beneficiado – perda 12kg - Perda na qualidade (classificação por tipo) 2 a 3 sementes broqueadas = 1 defeito
  23. 23. CAFEEIRO FRUTO SECO BROQUEADO ENTRESSAFRA região coroa pedúnculo orifício 4 2 5 3 1
  24. 24. Brasil - sobrevivência na entressafra frutos não colhidos – árvore e chão broca presente e umidade frutos Lavouras irrigadas - pivô e gotejo maior umidade frutos > sobrevivência broca Ex: Bahia - cafeicultura Luis Ed. Magalhães cafeicultura de 8 anos – pivô (97%) broca – ocorre nível controle quadrantes
  25. 25. Fruto verde chumbão – 86% umidade Fruto aquoso, inclusive suas sementes Sobrevivência da broca na entressafra e sua época de trânsito sement e sement e galeri a Frutos verdes chumbões Frutos secos da entressafra
  26. 26. Época de trânsito – 15 novembro a 18 janeiro frutos secos migração frutos verdes frutos verdes – chumbões – 86% de umidade Época de trânsito broca perfura frutos na região da coroa não oviposita – 86% de umidade oviposição – 53 dias após perfurá-los
  27. 27. Frutos verdes chumbões aquosos Fêmeas adultas os perfuram Perfuração rasa Perfuração não atinge a semente Sementes aquosas Não colocam ovos Sem prejuízos – frutos normais
  28. 28. Monitoramento e controle da broca Início: 90 dias após maior florada em frutos verdes chumbões aquosos Monitoramento – com planilha Índice de controle: 3% ou mais de frutos broqueados Duas pulverizações 1ª - a partir dos 90 dias após a maior florada 2ª - 30 a 40 dias após a primeira
  29. 29. MONITORAMENTO DA BROCA-DO-CAFÉ – PLANILHA DE CAMPO Local: Gleba: Talhão: Avaliador: Data: ____/____/_____ Horário Início: Horário Término: Planta n.º Amostra de 10 frutos observados em diversos ramos e rosetas por ponto amostrado N.º de frutos brocados em 10 frutos por ponto amostrado Ponto 1 Ponto 2 Ponto 3 Ponto 4 Ponto 5 Ponto 6 1 2 3 4 5 6 ... . . 30 Subtotais TFB = SOMATÓRIO DOS SUBTOTAIS DAS COLUNAS (TFB) Total de frutos broqueados Porcentagem de infestação = 18
  30. 30.  Monitoramento - novembro a março - mensal - nível de talhões - aplicar planilha de campo  Controle químico ≥ 3 a 5% frutos broqueados Exemplo : 12%; 18%; 9%; 7% - só pulverizar
  31. 31. Endosulfam – mata broca na entrada galeria mata por contato não mata ovos, larvas e pupas Nim – não mata a broca nenhuma eficiência Método de controle cultural - colheita bem feita, muito importante - complementa o controle químico
  32. 32. BHC Fórmulas estruturais DDT Endosulfam Inseticidas clorados
  33. 33. CONTROLE DA BROCA-DO-CAFÉ IPANEMA – ALFENAS/SUL DE MINAS Safra Área total 1 pulverização área (%) 2 pulverização área (%) 1994/1995 2318,4 902,7 38,9 76,0 8,4 2001/2002 2500,0 650,0 26,0 19,5 0,8 2003/2004 2739,3 944,5 34,5 73,3 2,7 2004/2005 2739,3 1042,0 38,0 143,0 5,2 m 2574,2 884,8 34,4 78,0 8,8
  34. 34. Broca-do-café em 1994/1995 978,7 ha 2727 L endosulfam 2318,4 ha 6460 L endosulfam economia 3733 L endosulfam 3733 L x R$38,00 = R$ 141.854,00 R$141.854,00 ÷ R$520,00 = 273 sacas de café Sul de Minas 1999 – menor infestação década 2000 – praticamente sem broca 2011 – praticamente sem broca
  35. 35. NOVO INSETICIDA NO CONTROLE DA BROCA Cyazypyr – Benevia Duas pulverizações – 1,75 L p.c./ha Classe toxicológica III Tarja azul – baixa toxicidade Aplicação simultânea com fungicidas e adubos foliares
  36. 36. RESULTADO EXPERIMENTAL COM CYAZYPYR 2013 / 2014 Tratamento Dosagem L p.c./ha Época da aplicação 1. Testemunha - - 2. Endosulfam 2,0 Jan. e Fev. 3. Azadiractina 0,8 Jan. e Fev. 4. Azadiractina 0,6 Jan. e Fev. 5. Azadiractina+ clorpirifos etil 0,6 1,5 Jan. e Fev. 6. Clorpirifos etil 1,5 Jan. e Fev. 7. Cyazypyr 1,75 Jan. e Fev. 8. Rynaxypyr + abamectina 1,0 Jan. e Fev.
  37. 37. Porcentagens de mortalidade e de eficiência dos tratamentos. Piumhi, MG/2014. Tratamentos Dosag. 17/02 10/03 24/04 L p.c./ha % Mort. % Efic. % Mort. % Efic. % Mort. 1. Testemunha - 8,55 c - 6,75 c - 5,80 2. Endosulfam 2,0 76,25 a 74,0 78,35 a 76,8 39,32 3. Azadiractina 0,8 54,65 b 50,4 62,52 b 59,8 14,50 4. Azadiractina 0,6 53,32 b 49,0 60,85 b 58,0 30,00 5. Azadiractina+ clorpirifos etil 0,6 1,5 85,85 a 84,5 73,32 a 71,4 46,28 6. Clorpirifos etil 1,5 84,15 a 82,7 60,00 b 57,1 28,32 7. Cyazypyr 1,75 83,70 a 82,2 80,50 a 79,1 73,00 8. Rynaxypyr + abamectina 1,0 83,30 a 81,7 76,65 a 75,0 33,82
  38. 38. VANTAGENS DO INSETICIDA CYAZYPYR Inseticida moderno Baixa toxicidade – tarja azul Seletivo aos inimigos naturais Baixo ingrediente ativo/ha 175g i.a. x 2 = 350g i.a./ha endosulfam 350 CE 350 x 2 = 700 x 2 = 1400g i.a./ha
  39. 39. OUTRAS VANTAGENS DO CYAZYPYR Programa de pesquisa da Dupont Controla bicho-mineiro Controla lagartas Maior vigor ao cafeeiro Maior produtividade Uniformiza maturação dos frutos Café beneficiado – sem defeitos
  40. 40. Modo de ação dos inseticidas e morte da broca Endosulfam matava fêmea adulta por contato - neurotóxico fêmea permanecia morta dentro da galeria Cyazypyr paralisa o corpo da broca (músculos) broca morre fora do fruto
  41. 41. Receptor de Rianodina: lumen cytosol  Exerce função chave no processo de controle das contrações musculares  Cyazypyr liga-se ao receptor, causando saída descontrolada de cálcio, esvaziando o estoque interno da célula  Resultado: paralisia muscular CyazypyrTM: Saída descontrolada de Ca2+ Modo de ação do Cyazypyr (Benevia) Ativador dos Receptores de Rianodina
  42. 42. Mais informações técnicas Ciantraniliprole – registrado na Colômbia - Preza (precisão) registrado no Brasil – Benevia Carência – Brasil 28 dias Colômbia 7 dias Ciantraniliprole – nota de 1 a 10 na Colômbia Preza – 9 a 10 Clorpirifos – 5
  43. 43. Eficiência da pulverização Pulverizadores -Turbo-atomizador – mais eficiente mercado energias hidrlica e gasosa – misto altas pressões de trabalho - Atomizador costal motorizado energia gasosa - Costal manual – energia hidráulica baixas pressões de trabalho - Canhão – deposição de gotas – por gravidade
  44. 44. Atomizador costal motorizado Turbina
  45. 45. Modelos: pulverizador costal manual pulverizador costal pressurizado
  46. 46. INFLUÊNCIA DAS CHUVAS NA ENTRESSAFRA NA INFESTAÇÃO DA BROCA-DO-CAFÉ NAS SAFRAS Ano Safra Entressafra Infestação 2009 Chuvosa 2009/2010 Altas 2010 Sem chuvas 2010/2011 Baixíssimas 2011 Sem chuvas 2011/2012 Baixíssimas 2012 Sem chuvas 2012/2013 Baixíssimas
  47. 47. Uso emergencial do inseticida ciantraniliprole no controle da broca-do-café Minas Gerais - Portaria do MAPA – nº 188 de 12 de março de 2014 declara emergência fitossanitária na cafeicultura falta de inseticida eficiente no controle da broca - Portaria do MAPA – nº 711 de 18 de julho de 2014 autoriza importação do inseticida ciantraniliprole formulação do produto no Brasil outros detalhes: bula do produto etc - Portaria do MAPA – a ser publicada nos próximos dias autoriza uso emergencial do ciantraniliprole
  48. 48. 52 PROJETO MONITORAMENTO DA BROCA-DO-CAFÉ SUL DE MINAS
  49. 49. 53 Objetivo ● Monitorar a dinâmica populacional e o comportamento do Bicho-Mineiro-do-Cafeeiro e da Broca-do-café em relação as condições do clima na região Sul de Minas Gerais.
  50. 50. 54 Material e Métodos ● Bicho-mineiro-do-cafeeiro ● Local: Fazenda Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) - São Sebastião do Paraíso em Minas Gerais. ● O município está localizado nas coordenadas 20° 55′ 2″ Sul, 46° 59′ 29″ Oeste, a uma altitude de 973 metros. O clima predominante é classificado como Clima subtropical úmido (Cwa) segundo a Classificação climática de Köppen. ● talhão - Catiguá MG1 no espaçamento de 3,0 x 0,70 m. Foram selecionadas 10 plantas de modo aleatório e representativo das quais foram coletadas 10 folhas no terceiro par de folhas do ramo, no terço médio da planta, totalizando 60 folhas/planta. As amostragens foram realizadas quinzenalmente avaliando-se o número de folhas com lesões de BMC.
  51. 51. 55 Material e Métodos ● Broca-do-café ● Local: Fazenda Experimental da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) - São Sebastião do Paraíso em Minas Gerais. ● um talhão implantado com a cultivar Acaiá MG1474 em espaçamento de 3,20 x 0,70 m. 50 plantas ao acaso para as amostragens mensais, sendo iniciadas três meses após a florada do cafeeiro e terminando por ocasião da colheita. Em cada amostragem foram coletados 40 frutos por planta, sendo 20 frutos de cada lado da planta, totalizado 2000 frutos. Após a colheita dos frutos foi realizada a separação e contagem dos frutos broqueados. O percentual de infestação foi determinado a partir da seguinte fórmula: Incidência (%) = (n° de frutos broqueados / n° total de frutos coletadas) x 100
  52. 52. 56 Resultados e Discussão ● Broca-do-café
  53. 53. 57 Resultados e Discussão ● Broca-do-café
  54. 54. 58 Resultados e Discussão ● Broca-do-café
  55. 55. 59 Conclusões e Sugestões ● Visto que a dinâmica populacional do BMC é muito variável e que se relaciona com as condições climáticas, e que essas variáveis climáticas também são muito variáveis, torna-se fundamental o acompanhamento da evolução da praga no campo. As mudanças no clima podem afetar os níveis de infestação presentes e futuras. ● O monitoramento da broca, a cada ano, é muito importante, pois sua infestação varia a cada safra. A época de florescimento aliada às variáveis climáticas nas regiões cafeeiras são fatores importantes que auxiliam na previsão sobre a época de ocorrência do inseto, os seus picos de infestação e momentos de realização de controle.
  56. 56. Pesquisador Engº Agrº/Dr Júlio César de Souza Epamig – Lavras/MG (35) 39216244 / 8704 0838 jcsouza@navinet.com.br
  57. 57. Outras pragas
  58. 58. PRIMEIRA OCORRÊNCIA DA MOSCA-DA-ESPIGA Euxesta annonae (DIPTERA: OTITIDAE) EM MILHO TRANSGÊNICO (Bt) E CONVENCIONAL EM MINAS GERAIS - 2011
  59. 59. Adultos de Euxesta annonae
  60. 60. Larvas da mosca-da-espiga
  61. 61. Pupa de Euxesta annonae
  62. 62. Adultos de Euxesta annonae
  63. 63. Prejuízos
  64. 64. Psilídeo Diaphorina citri Transmite duas bactérias em citros “Greening” em tangerina ponkan Campanha – MG, 04/08/2014
  65. 65. Lagartas de Helicoverpa armigera de diferentes colorações.

×