Aula 6

2.937 visualizações

Publicada em

Arte Medieval e Gótica

Publicada em: Educação, Arte e fotografia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.937
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
65
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 6

  1. 1. AULA 6 Arte Medieval e Gótica Victor Kraide Corte Real Artes Gráficas aplicadas à Comunicação – PP / JOR 1º Semestre 2009
  2. 2. <ul><li>A Igreja Militante (Sec. XII) </li></ul><ul><li>Bispos e Nobres eram os novos senhores feudais </li></ul><ul><li>Importância da construção das igrejas. Robustos edifícios de pedra, propósito de “combater as forças das Trevas” </li></ul><ul><li>Arte segue o Estilo ROMÂNICO, função decorativa e de transmissão dos ensinamentos da Igreja </li></ul><ul><li>Pintura serve como “forma de escrita por imagens” </li></ul>
  3. 3. Igreja construída em 1160 Igreja construída em 1128
  4. 4. Afrescos de 1190 Vitral de 1280
  5. 5. Os 4 evangelistas: Mateus (anjo), Marcos (leão), João (águia) e Lucas (boi) Antigo Testamento (Ezequiel, I, 4-12)
  6. 6. <ul><li>A Igreja Militante (Sec. XII) </li></ul><ul><li>Métodos simplificados de representação possibilitam novas experiências </li></ul><ul><li>Liberdade para retratar o plano metafísico, sobrenatural (formas e cores) </li></ul><ul><li>Emancipação da necessidade de imitar o mundo natural </li></ul>
  7. 9. <ul><li>A Igreja Triunfante (Sec. XIII) </li></ul><ul><li>“ Agitação” artística européia difere completamente das “duradouras” concepções artísticas orientais </li></ul><ul><li>Estilos não duram mais milhares de anos </li></ul><ul><li>Surgimento do Estilo GÓTICO (transição entre Idade das Trevas e Renascimento) </li></ul>
  8. 10. <ul><li>A Igreja Triunfante (Sec. XIII) </li></ul><ul><li>Catedrais Góticas </li></ul><ul><li>“ Triunfo” cristão </li></ul><ul><li>Pilares bastam para sustentar a estrutura </li></ul><ul><li>Abertura de grandes janelas </li></ul><ul><li>-Beleza, iluminação, circulação de ar, etc. favorecem a contemplação dos mistérios divinos </li></ul>
  9. 13. <ul><li>A Igreja Triunfante (Sec. XIII) </li></ul><ul><li>Preocupação dos artistas góticos (escultores) em entender a antiga fórmula grega de representação dos corpos </li></ul><ul><li>Retomam a observação da natureza. O foco não é o belo, mas sim como “contar uma história” de modo mais comovente e convincente </li></ul>
  10. 14. “ A morte da Virgem”, catedral de Estraburgo, cerca de 1230
  11. 18. <ul><li>A Igreja Triunfante (Sec. XIII) </li></ul><ul><li>“ O escultor não precisa preocupar-se com a criação de uma ilusão de profundidade, através do escorço ou da modelação em luz e sombra. A sua estátua ergue-se em espaço real e em luz real” (Gombrich, p. 149). </li></ul><ul><li>Giotto di Bondone (pintor florentino 1266-1337) consegue levar para a pintura o realismo da escultura gótica. “Nada que se parecesse com isso tinha sido feito em mil anos. Giotto redescobrira a arte de criar a ilusão de profundidade numa superfície plana” (Gombrich, p. 150). </li></ul>

×