Iterasys Test Show 2010 - Estratégia Baseada no Scrum

757 visualizações

Publicada em

Estratégia de Teste baseada em Scrum

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
757
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Iterasys Test Show 2010 - Estratégia Baseada no Scrum

  1. 1. ISOManifesto Ágil • Valoriza mais: – Indivíduos e interações que processo e Scrum – Indivíduos e interações que processo e ferramentas – Sistemas funcionando que documentação extensa – Colaboração com o cliente que negociação de contratos – Responder às mudanças que seguir um plano
  2. 2. ISOManifesto Ágil Revisado • Processo e ferramentas devem estar em função de indivíduos e suas interações Scrum função de indivíduos e suas interações • A comunicação através dos meios adequados devem estar em função de sistemas que funcionem • A gestão de contratos deve estar em função de favorecer a colaboraçãode favorecer a colaboração • As atividades de planejamento devem favorecer a resposta rápida às mudanças
  3. 3. ISOModelo V é o vilão? Requisitos Aceite Scrum Análise Arquitetura Sistema IntegraçãoArquitetura Codificação Integração Unitário
  4. 4. ISOModelo Ágil Objetivo é encurtar o tempo entre o erro e a correção Scrum Tipagem Forte Teste Dinâmico Instrumentação: Perda de Registro e acompanha mento de incidências / Teste Regressão Erro Defeito Falha Diagnóstico Correção Perda de execução, logs de auditoria, assertivas fluentes, exceções incidências / gestão de configuração /versão
  5. 5. ISOComo descobrir o que fazer? • Gestão ágil • Não estimular o cliente a levantar todos os Scrum • Não estimular o cliente a levantar todos os requisitos e possíveis e imagináveis • Análise dos perfis de uso (log do servidor) • Defeitos reportados: em quais funcionalidades? • Grupo de foco: usabilidade, uso real • O mais usado precisa ser mais testado• O mais usado precisa ser mais testado • Evitar Big X Up Front ( onde X = qualquer atividade do desenvolvimento) = detalhamento precoce
  6. 6. ISOBenefícios • Integração do time Scrum • Apoio de quem está desenvolvendo código durante a execução dos testes • Apoio de quem está testando código durante a codificação • Participação mais direta e ativa do profissional que está testando• Participação mais direta e ativa do profissional que está testando o software • Profissionais que estão desenvolvendo código interessados em aprender sobre teste
  7. 7. ISOBenefícios • Profissionais que estão testando código interessados em aprender sobre programação Scrum aprender sobre programação • Agilidade, interação com testes • Acompanhamento de defeitos pelo profissional que está testando o software • Analistas de Teste deixam de ser reativos para serem pró-ativos http://asespecialistas.blog.com/files/2010/09/Scrum-no-Teste-de-Software.pdf
  8. 8. ISORiscos • Perder a imparcialidade nos Testes Scrum • Testar superficialmente • Perder a visão de carreira (ser promovido a desenvolvedor) • Não estar pronto para testar com qualidade na velocidade necessárianecessária
  9. 9. ISOScrum de Testes • Equipe de Testes Independente Scrum • Profissionais de Testes continuam nos Scrums • Realiza testes mais extensivos e que não caberiam em uma Sprint • Tem Sprints próprias • É um destino na carreira do Testador

×