<ul><li>O esgotamento das terras: com o esgotamento de terras férteis, muitos camponeses se viram sem alternativa de traba...
 
<ul><li>Trecento </li></ul><ul><li>O  Trecento  representa a preparação para o Renascimento e é um fenômeno basicamente it...
<ul><li>Quattrocento </li></ul><ul><li>O chamado  Quattrocento  (século XV) viu o Renascimento atingir sua era dourada. O ...
<ul><li>Cinquecento </li></ul><ul><li>O  Cinquecento  (século XVI) é a derradeira fase da Renascença, quando o movimento s...
 
<ul><li>A Alta Renascença cronologicamente engloba os anos finais do  Quattrocento  e as primeiras décadas do  Cinquecento...
 
 
 
<ul><li>GIACOMO VIGNOLA </li></ul><ul><li>Escreveu o tratado “Regola delli cinque ordini dell’architettura” ... em que def...
 
<ul><li>LUÍS VAZ DE CAMÕES </li></ul><ul><li>Luís Vaz de Camões  (Lisboa[?], c. 1524 — Lisboa, 10 de junho de 1580) foi um...
 
<ul><li>Antropocentrismo é uma concepção que considera que a humanidade deve permanecer no centro do entendimento dos huma...
<ul><li>Ao abrir o mundo à intervenção do homem, o Renascimento sugeriu uma mudança da posição a ser ocupada pelo homem no...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Renascimento 2M3

687 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
687
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Renascimento 2M3

  1. 2. <ul><li>O esgotamento das terras: com o esgotamento de terras férteis, muitos camponeses se viram sem alternativa de trabalho ou emprego. Por isso o comércio foi uma opção achada por eles para a entrada nas atividades comerciais. </li></ul><ul><li>As Cruzadas: ajudaram a expandir as atividades comerciais, pelo menos por três motivos: os cruzados não eram os únicos a irem as expedições cruzadistas, os viajantes mercadores iam juntos, e assim serviam como abastecedores dos peregrinos com seus produtos. </li></ul><ul><li>O contato com o Oriente: esse contato fez nascer o gosto pelos artigos luxuosos, nos ocidentais, o qual fez ampliar largamente o consumo destes artigos na Europa. </li></ul><ul><li>O enriquecimento dos nobres: estes iam para as Cruzadas, aumentando a riqueza em circulação. </li></ul>
  2. 4. <ul><li>Trecento </li></ul><ul><li>O Trecento representa a preparação para o Renascimento e é um fenômeno basicamente italiano, mais especificamente da cidade de Florença, pólo político, econômico e cultural da região, embora outros centros também tenham participado do processo, como Pisa e Siena, tornando-os a vanguarda da Europa em termos de economia, cultura e organização social, conduzindo a transfomação do modelo medieval para o moderno. </li></ul>
  3. 5. <ul><li>Quattrocento </li></ul><ul><li>O chamado Quattrocento (século XV) viu o Renascimento atingir sua era dourada. O Humanismo amadurecia e se espalhava pela Europa através de Ficino, Rodolphus Agricola, Erasmo, Mirandola e Thomas More. Leonardo Bruni inaugurava a historiografia moderna e a ciência e a filosofia progrediam com Luca Pacioli, János Vitéz, Nicolas Chuquet, Regiomontanus, Nicolau de Cusa e Georg von Peuerbach, entre muitos outros. </li></ul>
  4. 6. <ul><li>Cinquecento </li></ul><ul><li>O Cinquecento (século XVI) é a derradeira fase da Renascença, quando o movimento se transforma, se expande para outras partes da Europa e Roma sobrepuja definitivamente Florença como centro cultural, especialmente a partir do pontificado de Júlio II. Roma até então não havia produzido grandes artistas renascentistas, e o classicismo havia sido plantado através da presença temporária de artistas de outras partes. </li></ul>
  5. 8. <ul><li>A Alta Renascença cronologicamente engloba os anos finais do Quattrocento e as primeiras décadas do Cinquecento , sendo delimitada aproximadamente pelas obras de maturidade de Leonardo da Vinci (a partir de c. 1480) e o Saque de Roma em 1527.O Humanismo, a noção de autonomia da arte, a emancipação do artista de sua condição de artesão e equiparação ao cientista e ao erudito, a busca pela fidelidade à natureza, e o conceito de gênio, tão perfeitamente encarnado em Da Vinci, Rafael e Michelangelo. </li></ul>
  6. 12. <ul><li>GIACOMO VIGNOLA </li></ul><ul><li>Escreveu o tratado “Regola delli cinque ordini dell’architettura” ... em que definiu as medidas de composição, os cânonesa, modularidade e apresentou sistemas geométricos de traçado que puderam ser seguidos e usados pelos arquitectos seus contemporâneos </li></ul>
  7. 14. <ul><li>LUÍS VAZ DE CAMÕES </li></ul><ul><li>Luís Vaz de Camões (Lisboa[?], c. 1524 — Lisboa, 10 de junho de 1580) foi um célebre poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. </li></ul>
  8. 16. <ul><li>Antropocentrismo é uma concepção que considera que a humanidade deve permanecer no centro do entendimento dos humanos, isto é, o universo deve ser avaliado de acordo com a sua relação com o Homem. É normal se pensar na ideia de &quot;o Homem no centro das atenções&quot;. As palavras compostas pelo antropocentrismo são ANTROPO que significa homem e CENTRISMO que significa centro. Isto é, quer dizer que o homem é o centro de todas as coisas do universo. </li></ul>
  9. 17. <ul><li>Ao abrir o mundo à intervenção do homem, o Renascimento sugeriu uma mudança da posição a ser ocupada pelo homem no mundo. Ao longo dos séculos posteriores ao Renascimento, os valores por ele empreendidos vigoraram ainda por diversos campos da arte, da cultura e da ciência. Graças a essa preocupação em revelar o mundo, o Renascimento suscitou valores e questões que ainda se fizeram presentes em outros movimentos concebidos ao logo da história ocidental. </li></ul>

×