Lean Startup

2.277 visualizações

Publicada em

Talk realizado na Quatix sobre o modelo Lean Startup

Publicada em: Negócios
0 comentários
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.277
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lean Startup

  1. 1. Nice to meet you guys! My name is Eric Ries and Vitoriano used a lot of my concepts in this presentation! Autor do livro The Lean Startup. Co-fundador do IMVU Co-fundador da Catalyst Recruiting (quebrou com a bolha) Co-autor de vários livros Ex-Senior Software Engineer no There.com Entusiasta em Agile e Conteúdo gerado pelo usuário Eleito em 2007 pela Business Week como um dos melhores empreendedores em tecnologia É conselheiro consultivo de uma série de startups de tecnologia e empresas de capital de risco
  2. 2. Para vocês, o que é uma startup?
  3. 3. “Dica #FAIL” Não é uma versão menor de grandes empresas http://www.strattonlaw.com/wp-content/uploads/working-kid1.jpg
  4. 4. Para vocês, o que é uma startup? Então...
  5. 5. “Startup é uma instituição de pessoas tentando criar algo novo sob condições de extrema incerteza.” Eric Ries MODELO DE NEGÓCIOS > Repetível > Escalável
  6. 6. A CABEÇA DO “EMPREENDEDOR”
  7. 7. Leve em consideração ao escolher um co-founder 1. Habilidades complementares 2. Ele deve ser auto-suficiente. É sócio, não empregado 3. Ter facilidade na resolução de conflitos e quando acontecerem não levar para o lado pessoal 4. Deve acreditar sempre em você, no time e no que fazem 5. Personalidade
  8. 8. “A maioria das startups de tecnologia falha não porque a tecnologia não funciona, mas porque fizeram algo para o qual não há mercado” Sim, esta frase é dele também
  9. 9. Não guarde ideias! Muitos empreendedores tendem a “proteger suas ideias” aguardando o momento de feedback para o lançamento do produto. Isso aumenta muito a possibilidade de fracasso, o Leand prega justamente o contrário.
  10. 10. Ideia sem realização é alucinação! http://dundoland.com/conozca_mas_dundo_alucinations.png
  11. 11. EMPREENDER É GERENCIAR • Crie uma instituição, não apenas um produto • Práticas de gerência tradicional = #FAIL • É preciso prática e princípios alinhados com o cenário de extrema incerteza • Não é como “dois garotos numa garagem” http://www.slideshare.net/startuplessonslearned/2010-04-23-startup-lessons- learned-conference-welcome-slides-by-eric-ries-sllconf?from=ss_embed
  12. 12. Startup Agile Manifesto Kent Beck signatário original do Manifesto Ágil I criador da metodologia Extreme Programming e conceitos de Desenvolvimento Orientado a Testes Visão de equipe e disciplina mais do que indivíduos e interações (e mais do que processos e ferramentas) // não é quão bom eu posso fazer, mas quão bem estamos fazendo // Aprendizado validado mais do que software funcionando (e mais do que documentação abrangente) // a meta é o aprendizado validado. crie maneiras de aprender durante o desenvolvimento //
  13. 13. Startup Agile Manifesto Kent Beck signatário original do Manifesto Ágil I criador da metodologia Extreme Programming e conceitos de Desenvolvimento Orientado a Testes Descoberta do cliente mais do que colaboração com o cliente (e mais do que negociação de contratos) // numa startup é comum não haver cliente. foque na descoberta deles // Iniciar as mudanças mais do que responder às mudanças (e mais do que seguir um plano) // a startup deve iniciar com mudanças. não há momento melhor //
  14. 14. Lean Startup “É o movimento que está transformando a forma como novos produtos são construídos e lançados.” Eric Ries
  15. 15. O uso do termo Lean vem da filosofia de Lean Manufactoring,  que é focada na redução de desperdícios. Qualidade total imediata - Minimização do desperdício - Melhoria contínua (Kaizen) Processos "pull" (Kanban) - Flexibilidade - TEMPO - DESPERDÍCIO + VALOR + APRENDIZADO
  16. 16. Premissa Lean maior a velocidade e menor o custo de cada grande iteração A Lean Startup baseia-se na combinação do seguinte tripé: - Customer Development - Desenvolvimento Ágil - Plataforma Tecnológica como commodity (ex. WordPress, Amazon EC2, Google Adwords, Ruby on Rails, etc) = baixo custo e agilidade
  17. 17. Princípio da metodologia Lean para Startups Não desenvolva uma startup de acordo com suposições, mas sim baseado em experiências e conhecimento
  18. 18. LEAN - Prototipar rápido e testar hipóteses (MVP) - Implemente e escale - Obsessão pelo consumidor - Iteração, guiada por métricas e Ágil - Aprenda rápido, não falhe rápido
  19. 19. NÃO É POR CUSTO, É POR VELOCIDADE http://www.slideshare.net/startuplessonslearned/2010-04-23-startup-lessons- learned-conference-welcome-slides-by-eric-ries-sllconf?from=ss_embed
  20. 20. NÃO É EXCLUSIVO PARA TI! SE ADEQUA A AMBIENTES DE INCERTEZAS SOBRE AS NECESSIDADE DOS CONSUMIDORES http://www.slideshare.net/startuplessonslearned/2010-04-23-startup-lessons- learned-conference-welcome-slides-by-eric-ries-sllconf?from=ss_embed
  21. 21. NÃO SÃO APENAS “BOOTSTRAPPED” PODEM SER AMBICIOSAS E LIDAR COM GRANDES APORTES DE CAPITAL http://www.slideshare.net/startuplessonslearned/2010-04-23-startup-lessons- learned-conference-welcome-slides-by-eric-ries-sllconf?from=ss_embed
  22. 22. Loop Fundamental - Lean Startup
  23. 23. As STARTUPS alcançam o sucesso quando conseguem chegar ao Product/Market Fit, por isso deve ser o objetivo inicial do empreendedor. Os consumidores têm um problema? Você oferece a solução esperada? Eles pagarão por isso? Product/Market Fit é o maior desafio das STARTUPS acontece quando um produto apresenta alta demanda por usuários que representa um mercado considerável não importa quão bom é o seu produto se não existe mercado para ele
  24. 24. Minimum Viable Product (MVP) máxima quantidade de aprendizado validado (fatos) com o menor esforço possível, um conjunto mínimo de funcionalidades que permite uma ação e aprendizado sobre os clientes ou usuário Sua origem remete ao mantra “release early, release often” das metodologias ágeis, prática que coloca o feedback real dos usuários como norte da evolução do software. A função principal do MVP é provar a visão inicial do empreendedor. Além de testar a utilização do produto e suas features, o MVP também serve – e deve ser usado – para testar as demandas do mercado com relação ao produto.
  25. 25. Minimum Viable Product (MVP) O mais importante é a criação da cultura de experimentação que permite o aprendizado de uma forma lean, gastando a menor quantidade de recursos e tempo possível. “Entrepreneurship in a lean startup is really a series of MVP’s.” Eric Ries
  26. 26. Minimum Viable Product (MVP)
  27. 27. Minimum Viable Product (MVP)
  28. 28. Em suma, a experimentação pode ser definida por este ciclo iterativo: 1) Identificar hipótese principal a ser testada; 2) Definir e construir o próximo MVP; 3) Rodar testes qualitativos e quantitativos (surveys, entrevistas, A/B testing, campanhas Adwords, testes de usabilidade, etc); 4) Conclusões e revisões das hipóteses.
  29. 29. Customer Development? Metodologia para chegar ao Product/Market Fit É um processo iterativo idealizado por Steve Blank “Saia do escritório, vá para a rua e valide suas hipóteses”
  30. 30. Customer Development? O modelo é composto de quatro passos: - Customer Discovery: Testes das hipóteses de mercado e entendimento dos problemas dos clientes pelos fundadores, checando se o produto proposto atende essas necessidades de forma satisfatória. Busca responder a questão: os clientes querem o seu produto? - Customer Validation: Validação do processo de vendas e distribuição do produto, onde se desenvolve um modelo de negócio replicável e escalável. Busca responder a questão: os clientes efetivamente pagam pelo seu produto? - Customer Creation: Criação de demanda para escalar as vendas. É a etapa do lançamento! - Company Building: Finalizando a transição de uma organização focada no aprendizado para uma focada na execução. É a fase onde a empresa tem o desafio de crescer e chegar ao público mainstream.
  31. 31. Customer Development
  32. 32. E se não der certo? Você não necessariamente deve abandonar o projeto, uma opção é “pivotar” o seu modelo de negócios, saindo do plano “A, B ou C” para o plano certo. Pivôs são reformulações do modelo de negócio, não sinônimos de mudança. Pivôs são uma conseqüência do aprendizado sobre o seu negócio, e não apenas seu produto.
  33. 33. Como saber quando pivotar? ✓ Pesquisas ✓ Testes A/B em landing pages ✓ Se você chegou ao máximo que podia e seu negócio não é mais sustentável, é hora de rever suas hipóteses, ou seja, pivotar. http://www.smashingmagazine.com/2010/06/24/the-ultimate-guide-to-a-b-testing/
  34. 34. Abby Fichtner @HackerChick http://HackerChick.com
  35. 35. Abby Fichtner @HackerChick http://HackerChick.com
  36. 36. Abby Fichtner @HackerChick http://HackerChick.com
  37. 37. 9.75% 4% Abby Fichtner @HackerChick http://HackerChick.com
  38. 38. PIOR DESEMPENHO ORIGINAL + 30% MAIS CONVERSÕES QUE O ORIGINAL + 27% MAIS CONVERSÕES QUE O ORIGINAL + 7% MAIS CONVERSÕES QUE O ORIGINAL http://37signals.com/svn/posts/1525-writing-decisions-headline-tests-on-the-highrise-signup
  39. 39. + 21% MAIS CONVERSÕES QUE O ORIGINAL http://www.fourhourworkweek.com/blog/2009/08/12/google-website-optimizer-case-study/
  40. 40. ORIGINAL Pessoas não procuram facilidade, mas sim um benefício. Neste caso, reduzir sintomas e melhorar a saúde. http://dmix.ca/2010/05/how-we-increased-our-conversion-rate-by-72/ + 31% Mudança na mensagem e destaque para o que realmente importa: Optimal Health. + 34% / + 7% Mudança do botão “call to action” para vermelho e do texto de “Signup for Free” para “Get Started Now”.
  41. 41. Ferramentas para teste A/B
  42. 42. Ferramentas para teste A/B • Google Website Optimizer É do Google. Boa opção (free) mas não tem muitas funcionalidades avançadas. • A/Bingo e Vanity Server-side frameworks para desenvolvedores Ruby on Rails. Requer programação e integração no código. • Visual Website Optimizer Fácil de usar e com funcionalidades avançadas: WYSIWYG editor, click maps, segmentação, entre outras. • Unbounce e Performable “Criadores” de Landing-page com teste A/B integrado. Existem várias outras... eu tenho uma lista, se quiserem passo os links das que conheço. Mais informações, links e outros exemplos em: The Ultimate Guide To A/B Testing
  43. 43. Metodologia Lean bem executada é resultado de muita prática. O fracasso é uma possibilidade com probabilidade reduzida com a prática.
  44. 44. COMO SABEMOS SE ESTAMOS EVOLUINDO? A unidade de medida do sucesso é o “aprendizado validado”
  45. 45. MODELOS DE NEGÓCIOS Modelo de negócio é como a empresa gera e captura valor do mercado ($)
  46. 46. mas isso fica para uma próxima... @rafavitoriano

×