Direitos e Deveres

2.171 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.171
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Direitos e Deveres

  1. 1. Deveres e Direitos Laura e Rafaela Nº. 17 e 28 - 16/08/2010 7ª 72 ESI – Colégio São Carlos Ensino Fundamental Ensino Religioso
  2. 2. A realidade é que estas entidades realmente ajudam as crianças e os adolescentes. Ajudam a ter uma boa educação e não viverem na rua e que poderão um dia até roubar. O objetivo é ajudar a todos dando educação e confiança, mostrando que todas essas crianças e adolescentes tem um porto seguro para se expressar e se apoiar. Cada entidade tem seus objetivos, porem todos são muito parecidos, sempre tentando ajudar a todos. As expectativas são praticamente as mesmas, tentar melhorar a educação e tirar as crianças do crime.
  3. 3. Origem: A Organização das Nações Unidas é uma instituição internacional formada por 192 Estados soberanos, fundada após a 2ª Guerra Mundial ONU História: A Organização das Nações Unidas (ONU) nasceu oficialmente em 24 de outubro de 1945, data de promulgação da Carta das Nações Unidas, que é uma espécie de Constituição da entidade, assinada na época por 51 países, entre eles o Brasil. Criada logo após a 2ª Guerra Mundial, o foco da atuação da ONU é a manutenção da paz e do desenvolvimento em todos os países do mundo. Objetivo: Manter a paz e a segurança no mundo, fomentar relações cordiais entre as nações, promover progresso social, melhores padrões de vida e direitos humanos. Importância: Manter a paz e a segurança no mundo.
  4. 4. DUDH Origem: Durante a história, conflitos, sob a forma de guerras ou revoltas populares, freqüentemente começaram em reação a tratamentos desumanos e injustiças. A Declaração de Direitos Inglesa, de 1689 História: Ao longo de toda a segunda metade do século XX, a importância da Declaração dos Direitos Humanos tornou-se central nas discussões que tinham a segurança humana como um dos principais objetos do Direito Internacional. A Declaração representou, acima de tudo, uma resposta contundente da comunidade internacional à tragédia humana oriunda das guerras mundiais, especialmente a segunda, que expressou a face mais cruel da brutalidade humana perante o seu semelhante a partir da lógica de preconceito e injustiça. Objetivo: Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo. Importância: Reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana.
  5. 5. UNESCO Origem: 16 de novembro de 1945 História: Ao tempo de sua criação, o mundo acabara de experimentar a maior catástrofe de sua história - a Segunda Grande Guerra Mundial. Os representantes dos países aliados, percebendo a importância e o alcance da cooperação intelectual entre os povos, decidiram criar uma Organização para ser um sistema de vigilância e alerta, em defesa da paz, da solidariedade e da justiça. Objetivo: Para promover a paz e os direitos humanos com base na "solidariedade intelectual e moral da humanidade". Importância: Promover a paz.
  6. 6. Carta da Terra Origem: 1987 História: Atualmente, a Carta da Terra já foi traduzida para 40 línguas e subscrita por 4.600 organizações, e representa os interesses de centena de milhares de pessoas. O Conselho da Carta da Terra Internacional adota um novo plano estratégico de longo prazo que enfatiza a expansão descentralizada da Iniciativa. São criados seis novos grupos de trabalho pra promover a expansão descentralizada em áreas como negócios, educação, mídia, religião, Nações Unidas e Juventude. Objetivo: Se preocupa com a transição para maneiras sustentáveis de vida e desenvolvimento humano sustentável. Importância: Ter mais condições de vida e maneiras sustentáveis para pessoas de baixa renda.
  7. 7. UNICEF Origem: 1950 História: O Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF está presente no Brasil desde 1950, liderando e apoiando algumas das mais importantes transformações na área da infância e da adolescência no País, como as grandes campanhas de imunização e aleitamento, a aprovação do artigo 227 da Constituição Federal e o Estatuto da Criança e do Adolescente, o movimento pelo acesso universal à educação, os programas de combate ao trabalho infantil, as ações por uma vida melhor para crianças e adolescentes no Semi-árido brasileiro. O UNICEF está presente em praticamente todo. Objetivo: Liderando e apoiando algumas das mais importantes transformações na área da infância e da adolescência no País. Importância: Manter o direito das crianças e do adolescente.
  8. 8. Direitos Internacionais das Crianças Origem: 20 de Novembro de 1959 História: Durante a Assembléia Geral das Nações Unidas, no dia 20 de Novembro de 1959, representantes de centenas de países aprovaram a Declaração dos Direitos da Criança. Ela foi adaptada da Declaração Universal dos Direitos Humanos, porém, voltada para as crianças. Objetivo: Mostrar que toda criança tem direitos. Importância: Proteger as crianças.
  9. 9. Conselho tutelar Origem: 13 de julho de 1990. História: Os Conselhos Tutelares surgiram com a criação da Lei Nº. 8.069, de 13 de julho de 1990. Esta Lei, é conhecida como Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). No Brasil, os Conselhos Tutelares são órgãos municipais destinados a zelar pelos direitos das crianças e adolescentes. Sua competência e organização estão previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (artigos 131 a 140). Objetivo: zelar pelos direitos das crianças e adolescentes. Importância: Assim como os direitos da criança, o conselho tutelar zela para a segurança e proteção da criança e do adolescente.
  10. 10. Estatuto da Criança e do Adolescente Origem: 13 de julho de 1990. História: O Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA - é um conjunto de normas do ordenamento jurídico brasileiro que tem como objetivo a proteção integral da criança e do adolescente, aplicando medidas, e expedindo encaminhamentos. Objetivo: Tem como objetivo a proteção integral da criança e do adolescente Importância: Manter os direitos da criança e do adolescente.

×