Aula 1

672 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1

  1. 1. APRENDIZAGEM MOTORA Programação/Conteúdo Programático Terminologia usada no desenvolvimento motor: – Aprendizagem motora – Desenvolvimento motor – Habilidade motora – Capacidade motora – Atividade motora Classificação das habilidades, capacidades e atividades motoras. Domínios do comportamento humano e o movimento – A classificação do movimento humano – O conceito de movimento humano – A importância do movimento no desenvolvimento do ser humano Aspectos biológicos de desenvolvimento e o movimento humano – Organismo como sistema: abordagem fisiológica do movimento humano – Crescimento físico e desenvolvimento fisiológico: base de sustentação da atividade motora O processo de desenvolvimento motor – Seqüência de desenvolvimento motor – Aquisição dos padrões fundamentais do movimento Reflexos infantis e estereótipos rítmicos Habilidades motoras rudimentares Habilidades motoras fundamentais Percepção e desenvolvimento motor perceptivo Habilidades motoras especializadas Avaliação do comportamento motor
  2. 2. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO: Provas Teóricas Seminário Movimentos básicos e fundamentais e habilidades perceptivas. Participação Atividades Práticas BIBLIOGRAFIA LISTELLO, A.; CLERC, P.; CRENN, R.; SCHOEBEL, E. Recreación y educación física deportiva. Buenos Aires: KAPELUSZ, 1964. ABERNETHY, K..; GILLARD, H.; COWLEY, J.; WHITESIDE, J. Saltar e brincar: manual de actividades motrices para desarrolar el equilibrio y la coordinación. Buenos Aires: Editorial Médica Panamericana, 1978. GUISELINI, M. Educação Física na Pré-escola. Brasília: MEC, 1982. LE BOULCH, J. La educacion por el movimiento en la edad escolar. Buenos Aires: Paidos, s/d. FLINCHUM, B. M. Desenvolvimento motor da criança. Rio de Janeiro: Interamericana, 1981. HAYWOOD, KATHLEEN M.; GETCHELL, N. Desenvolvimento Motor ao Longo da Vida. Porto Alegre, Artmed Editora, 2004. GALLAHUE, D. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. São Paulo, Phorte Editora, 2001. SCHMIDT, R.; WRISBERG, C. Aprendizagem e Performance Motora: uma abordagem da aprendizagem baseada no problema. Porto Alegre, Artmed Editora, 2001.
  3. 3. Terminologia usada no desenvolvimento motorTerminologia usada no desenvolvimento motor Desempenho Motor – termo frequentemente usado para agrupar osDesempenho Motor – termo frequentemente usado para agrupar os vários componentes da aptidão física relacionada a saúde e aovários componentes da aptidão física relacionada a saúde e ao desempenho conjuntamentedesempenho conjuntamente Habilidade Motora – termo abrangente que agrupa as trêsHabilidade Motora – termo abrangente que agrupa as três categorias de movimento (locomoção, manipulação e equilíbrio)categorias de movimento (locomoção, manipulação e equilíbrio) Motor – refere-se aos fatores biológicos e mecânicos queMotor – refere-se aos fatores biológicos e mecânicos que influenciam o movimentoinfluenciam o movimento Aprendizado – processo interno que produz alterações consistentesAprendizado – processo interno que produz alterações consistentes no comportamento individual em decorrência da interação dano comportamento individual em decorrência da interação da experiência, da educação e do treinamento com processosexperiência, da educação e do treinamento com processos biológicosbiológicos Comportamento motor – engloba alterações no aprendizado e noComportamento motor – engloba alterações no aprendizado e no desenvolvimento, incluindo os processos maturacionais vinculadosdesenvolvimento, incluindo os processos maturacionais vinculados ao desempenho motor.ao desempenho motor. Controle Motor – aspecto do aprendizado e do desenvolvimentoControle Motor – aspecto do aprendizado e do desenvolvimento que lida ou trabalha com o estudo de tarefas isoladas em condiçõesque lida ou trabalha com o estudo de tarefas isoladas em condições específicasespecíficas Desenvolvimento Motor – alteração contínua no comportamentoDesenvolvimento Motor – alteração contínua no comportamento motor ao longo do ciclo da vidamotor ao longo do ciclo da vida
  4. 4. ÁREAS DO COMPORTAMENTOÁREAS DO COMPORTAMENTO Bloom e cols.(1954) – estabeleceram taxionomia nosBloom e cols.(1954) – estabeleceram taxionomia nos objetivos educacionais.objetivos educacionais. Área Cognitiva (comportamento intelectual)Área Cognitiva (comportamento intelectual) Área Afetiva (comportamento social-emocional)Área Afetiva (comportamento social-emocional) Área Psicomotora (comportamento motor)Área Psicomotora (comportamento motor) – Inclui processos de:Inclui processos de: AlteraçãoAlteração EstabilizaçãoEstabilização Regressão na estrutura física e na função neuromuscularRegressão na estrutura física e na função neuromuscular – O movimento pode resultarO movimento pode resultar De processos cognitivos que ocorrem em centros cerebraisDe processos cognitivos que ocorrem em centros cerebrais superiores (córtex motor);superiores (córtex motor); Da atividade reflexa em centros cerebrais inferiores;Da atividade reflexa em centros cerebrais inferiores; De reações automáticas no sistema nervoso centralDe reações automáticas no sistema nervoso central – Inclui todas as alterações físicas e fisiológicas no decorrer daInclui todas as alterações físicas e fisiológicas no decorrer da vida.vida.
  5. 5. Pré-Natal Neo-Natal Primeira Infância Infância Adolescência Idade Adulta Meia Idade Velhice Psicom otor Cognitivo Afetivo PeríododeDesenvolvimento FatoresdaTarefa FatoresBiológicos FatoresAmbientais Área de Comportamento FatoresdeInfluência
  6. 6. INDIVIDUAL Hereditariedade, Biologia, Natureza e Fatores Intrínsecos AMBIENTE Experiência, Aprendizado, Encorajamento e Fatores Intrínsecos TAREFA Fatores Físicos e Mecânicos
  7. 7. O conceito de movimento humanoO conceito de movimento humano Refere-se a alteração real observável naRefere-se a alteração real observável na posição de qualquer parte do corpoposição de qualquer parte do corpo (Gallahue,2001).(Gallahue,2001). Refere-se geralmente ao deslocamento doRefere-se geralmente ao deslocamento do corpo e membros produzido como umacorpo e membros produzido como uma conseqüência do padrão espacial e temporal daconseqüência do padrão espacial e temporal da contração muscular (Newell,1978).contração muscular (Newell,1978). É um comportamento observável e mensurável,É um comportamento observável e mensurável, todavia é preciso considerar que otodavia é preciso considerar que o comportamento observável é resultado de umcomportamento observável é resultado de um processo interno que ocorre no sistemaprocesso interno que ocorre no sistema nervoso.nervoso.
  8. 8. ABORDAGEM DO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕESABORDAGEM DO PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES EstímuloEstímulo: Informação que os indivíduos: Informação que os indivíduos recebem para processarrecebem para processar MODELO SIMPLESMODELO SIMPLES ESTÍMULOESTÍMULO  SER HUMANOSER HUMANO  RESPOSTARESPOSTA MODELO EXPANDIDOMODELO EXPANDIDO ESTÍMULOESTÍMULO   Identificação do estímulo Percepção Seleção da resposta Decisão Programação da resposta Ação
  9. 9. Órgãos Dos Sentidos Mecanismo perceptivo Mecanismo De Decisão Mecanismo Efetor Sistema Muscular Informação Ambiente “Feedback” externo “Feedback” intrínseco “Feedback” intrínseco
  10. 10. HABILIDADES E CAPACIDADESHABILIDADES E CAPACIDADES MOTORASMOTORAS ENERGIAENERGIA INFORMAÇÃOINFORMAÇÃO Sistema MuscularSistema Muscular Sistema Nervoso CentralSistema Nervoso Central Condicionamento FísicoCondicionamento Físico Habilidade MotoraHabilidade Motora ForçaForça ControleControle MáximoMáximo ÓtimoÓtimo Energia torna-se eficaz quando é controlada, e quem a controla é a informação
  11. 11. Desempenho HabilidosoDesempenho Habilidoso ...a capacidade de se alcançar algum...a capacidade de se alcançar algum resultado final com o máximo de certeza e oresultado final com o máximo de certeza e o mínimo de dispêndio de energia, ou de tempomínimo de dispêndio de energia, ou de tempo e de energia.(Guthrie, 1952)e de energia.(Guthrie, 1952) ...Uma ação complexa e voluntária,...Uma ação complexa e voluntária, envolvendo toda uma cadeia de mecanismosenvolvendo toda uma cadeia de mecanismos sensoriais, centrais e motores que, pelosensoriais, centrais e motores que, pelo processo de aprendizagem, tornam-seprocesso de aprendizagem, tornam-se organizados e coordenados, para alcançarorganizados e coordenados, para alcançar objetivos pré-determinados com máximaobjetivos pré-determinados com máxima certeza. (Whiting, 1975)certeza. (Whiting, 1975)
  12. 12. Habilidades X CapacidadesHabilidades X Capacidades CAPACIDADES:CAPACIDADES: Depende tanto de fatores genéticos como de fatores vivenciais.Depende tanto de fatores genéticos como de fatores vivenciais. São características gerais e bastante contínuas, que se tornamSão características gerais e bastante contínuas, que se tornam permanentes após os anos de desenvolvimento formativo.permanentes após os anos de desenvolvimento formativo. HABILIDADES:HABILIDADES: É um ato específico, um movimento pré-determinado a um dado estímuloÉ um ato específico, um movimento pré-determinado a um dado estímulo É aprendida através da prática e depende de fatores subjacentesÉ aprendida através da prática e depende de fatores subjacentes A existência de certas capacidades desejáveis oferece ao aprendiz umaA existência de certas capacidades desejáveis oferece ao aprendiz uma maior propensão para o sucesso quando ele tenta adquirir uma habilidade.maior propensão para o sucesso quando ele tenta adquirir uma habilidade. Uma capacidade pode servir como base para muitas habilidades e, porUma capacidade pode servir como base para muitas habilidades e, por outro lado, uma habilidade pode depender de várias capacidades para suaoutro lado, uma habilidade pode depender de várias capacidades para sua execução ideal.execução ideal. A capacidade de aprendizagem está associada à velocidade com a qual umA capacidade de aprendizagem está associada à velocidade com a qual um indivíduo pode passar de seu nível inicial de habilidade em direção a umindivíduo pode passar de seu nível inicial de habilidade em direção a um nível mais elevado, de acordo com um critério especificado, considerando-nível mais elevado, de acordo com um critério especificado, considerando- se um padrão de alcance de resultados melhores.se um padrão de alcance de resultados melhores. Em geral, as experiências amplas de aprendizagem contribuem para o grauEm geral, as experiências amplas de aprendizagem contribuem para o grau em que as capacidades estejam presentes no indivíduo, na medida em queem que as capacidades estejam presentes no indivíduo, na medida em que ele tenta aprender uma nova habilidade.ele tenta aprender uma nova habilidade.
  13. 13. Desempenho HabilidosoDesempenho Habilidoso Características observadas:Características observadas: – ““tomam decisões corretas” (regularmente escolhem astomam decisões corretas” (regularmente escolhem as ações apropriadas ao jogo ou à competição)ações apropriadas ao jogo ou à competição) – ““têm todo tempo do mundo” (reagem aos fatostêm todo tempo do mundo” (reagem aos fatos rapidamente, mas de maneira aparentemente calma, semrapidamente, mas de maneira aparentemente calma, sem pressa)pressa) – ““lêem bem o jogo” (reconhecem rapidamente as situaçõeslêem bem o jogo” (reconhecem rapidamente as situações e os padrões de jogo, respondendo a eles prontamente);e os padrões de jogo, respondendo a eles prontamente); – ““adaptam-se às condições de jogo” (são capazes de sadaptam-se às condições de jogo” (são capazes de s adaptar às exigências de novas tarefas enquantoadaptar às exigências de novas tarefas enquanto permanecem altamente regulares);permanecem altamente regulares); – ““são leves e fáceis” (produzem movimentos eficientes,são leves e fáceis” (produzem movimentos eficientes, exigindo aparentemente um mínimo de esforço);exigindo aparentemente um mínimo de esforço); – ““fazem o serviço” (respondem aos fatos de modo afazem o serviço” (respondem aos fatos de modo a atender da melhor forma possível os objetivos da tarefa).atender da melhor forma possível os objetivos da tarefa).
  14. 14. CLASSIFICAÇÃO DE HABILIDADECLASSIFICAÇÃO DE HABILIDADE Habilidades classificadas pela organização da tarefa HabilidadesHabilidades discretasdiscretas Habilidades seriadasHabilidades seriadas HabilidadesHabilidades contínuascontínuas Início e fim distintosInício e fim distintos Ações discretasAções discretas conectadasconectadas Início e fim nãoInício e fim não distintosdistintos Arremessar um dardoArremessar um dardo Pegar uma bolaPegar uma bola arremessadaarremessada Levantar-se daLevantar-se da posição sentadaposição sentada Martelar um pregoMartelar um prego Rotina de ginásticaRotina de ginástica Escovar os dentesEscovar os dentes Dirigir um automóvelDirigir um automóvel NadarNadar Patinar no geloPatinar no gelo
  15. 15. Habilidades classificadas pela importânciaHabilidades classificadas pela importância relativa dos elementos motores e cognitivosrelativa dos elementos motores e cognitivos HabilidadesHabilidades motorasmotoras HabilidadesHabilidades cognitivascognitivas Tomada deTomada de decisãodecisão minimizadaminimizada Controle motorControle motor maximizadomaximizado Alguma tomada deAlguma tomada de decisãodecisão Algum controle motorAlgum controle motor Tomada de decisãoTomada de decisão maximizadamaximizada Controle motorControle motor minimizadominimizado Salto em alturaSalto em altura Levantamento deLevantamento de pesopeso Trocar um pneuTrocar um pneu Jogar de quarto zagueiro noJogar de quarto zagueiro no futebol americanofutebol americano Dirigir um carro de corridaDirigir um carro de corrida Caminhar em um terminalCaminhar em um terminal movimentado de ummovimentado de um aeroportoaeroporto Jogar XadrezJogar Xadrez Cozinhar uma refeiçãoCozinhar uma refeição Treinar uma equipeTreinar uma equipe esportivaesportiva
  16. 16. Habilidades classificadas pelo nívelHabilidades classificadas pelo nível de previsibilidade ambientalde previsibilidade ambiental HabilidadesHabilidades fechadasfechadas HabilidadesHabilidades abertasabertas AmbienteAmbiente previsívelprevisível AmbienteAmbiente semi-semi- previsívelprevisível AmbienteAmbiente imprevisívelimprevisível GinásticaGinástica DigitarDigitar Cortar VegetaisCortar Vegetais Caminhar naCaminhar na corda bambacorda bamba Dirigir umDirigir um automóvelautomóvel Atravessar umaAtravessar uma ruarua FutebolFutebol Luta greco-Luta greco- romanaromana Perseguir umPerseguir um coelhocoelho
  17. 17. Fatores físicos e mecânicos que afetam o desenvolvimento dasFatores físicos e mecânicos que afetam o desenvolvimento das habilidades motoras em todas as fases do desenvolvimento motorhabilidades motoras em todas as fases do desenvolvimento motor Fatores Mecânicos Estabilizadores Centro de Gravidade Linha de Gravidade Base de Apoio Fornecedores de força Inércia Aceleração Ação/Reação Receptores de força Área de Superfície Distância Habilidades Motoras Locomotoras Fase reflexiva Fase Rudimentar Fase Especializada Manipulativas Fase reflexiva Fase Rudimentar Fase Especializada Estabilizadoras Fase reflexiva Fase Rudimentar Fase Especializada Fatores Físicos Aptidão Física Força Resistência Aeróbia Flexibilidade Composição Corporal Aptidão Motora Velocidade Agilidade Coordenação Equilíbrio Energia
  18. 18. Princípios que Governam a Aprendizagem MotoraPrincípios que Governam a Aprendizagem Motora O desenvolvimento da habilidade motora da criançaO desenvolvimento da habilidade motora da criança ocorre de acordo com as leis da maturação fisiológica. Aocorre de acordo com as leis da maturação fisiológica. A aprendizagem motora da criança depende da interaçãoaprendizagem motora da criança depende da interação entre maturação e aprendizagem.entre maturação e aprendizagem. O desenvolvimento de habilidades motoras filogenéticasO desenvolvimento de habilidades motoras filogenéticas são controlados primeiramente pela maturação e assão controlados primeiramente pela maturação e as ontogenéticas primeiramente pela experiência prática.ontogenéticas primeiramente pela experiência prática. A aprendizagem motora das crianças começa com aA aprendizagem motora das crianças começa com a exploração e descoberta do movimento. Apesar daexploração e descoberta do movimento. Apesar da quantidade de tempo devotado a estes métodos seremquantidade de tempo devotado a estes métodos serem diferentes, na realidade, toda a aprendizagem motoradiferentes, na realidade, toda a aprendizagem motora começa desta maneira.começa desta maneira. A demonstração deve ser mínima durante as aulas deA demonstração deve ser mínima durante as aulas de exploração do movimento, senão, as possibilidades deexploração do movimento, senão, as possibilidades de resolução de problemas são minimizadas. Todavia aresolução de problemas são minimizadas. Todavia a demonstração é de grande valor na apresentação dedemonstração é de grande valor na apresentação de habilidades motoras mais avançadas, em todos oshabilidades motoras mais avançadas, em todos os outros níveis de aprendizagem.outros níveis de aprendizagem.
  19. 19. A adaptação progressiva descreve o que é aprendizagem motora.A adaptação progressiva descreve o que é aprendizagem motora. O aprendiz, gradativamente, estabelece um padrão de movimento.O aprendiz, gradativamente, estabelece um padrão de movimento. Este padrão e a sua execução gradualmente se trona mais precisaEste padrão e a sua execução gradualmente se trona mais precisa e mais efetiva como resultado de prática bem orientada.e mais efetiva como resultado de prática bem orientada. Existem períodos críticos para a aprendizagem e, é nesse períodoExistem períodos críticos para a aprendizagem e, é nesse período que pode-se alcançar uma melhor aprendizagem. Quando a criançaque pode-se alcançar uma melhor aprendizagem. Quando a criança está física e psicologicamente madura, a aprendizagem é maisestá física e psicologicamente madura, a aprendizagem é mais eficiente.eficiente. A aprendizagem motora insuficiente poderá retardar oA aprendizagem motora insuficiente poderá retardar o desenvolvimento geral e certamente retardará a aprendizagemdesenvolvimento geral e certamente retardará a aprendizagem motora mais complexa.motora mais complexa. A aprendizagem motora progride do simples para o complexo, doA aprendizagem motora progride do simples para o complexo, do amplo para o refinado e do geral para o específico. A aprendizagemamplo para o refinado e do geral para o específico. A aprendizagem motora deverá ser planejada de acordo com esses padrões demotora deverá ser planejada de acordo com esses padrões de desenvolvimento.desenvolvimento. Movimentos não diferenciados ocorrem antes que os padrõesMovimentos não diferenciados ocorrem antes que os padrões específicos de movimentos possam se desenvolver. O controleespecíficos de movimentos possam se desenvolver. O controle voluntário de grandes grupos musculares precisam ser atingidosvoluntário de grandes grupos musculares precisam ser atingidos antes que os pequenos grupos possam ser controlados.antes que os pequenos grupos possam ser controlados. Princípios que Governam a Aprendizagem MotoraPrincípios que Governam a Aprendizagem Motora
  20. 20. O aspecto mais importante de uma habilidade é a suaO aspecto mais importante de uma habilidade é a sua totalidade. De acordo com os conceitos detotalidade. De acordo com os conceitos de desenvolvimento e o que é sabido sobre percepção, asdesenvolvimento e o que é sabido sobre percepção, as habilidades devem ser praticadas como um todo; sehabilidades devem ser praticadas como um todo; se não for obtido sucesso, as habilidades deverão sernão for obtido sucesso, as habilidades deverão ser aprendidas por partes.aprendidas por partes. Mudanças em força e equilíbrio em crianças sãoMudanças em força e equilíbrio em crianças são associados com crescimento, e são evidenciados comassociados com crescimento, e são evidenciados com a melhoria da habilidade motora.a melhoria da habilidade motora. Para adquirir habilidade é preciso praticar, porém,Para adquirir habilidade é preciso praticar, porém, somente prática, não significa que automaticamentesomente prática, não significa que automaticamente resulte em aumento de eficiência. Prática, nãoresulte em aumento de eficiência. Prática, não necessariamente, leva a perfeição.necessariamente, leva a perfeição. Melhora significativa nas habilidades motoras aconteceMelhora significativa nas habilidades motoras acontece somente quando o aprendiz pretende aprender e tentasomente quando o aprendiz pretende aprender e tenta melhorar. Meramente “executando movimentos” nãomelhorar. Meramente “executando movimentos” não está se garantindo a aprendizagem.está se garantindo a aprendizagem. Princípios que Governam a Aprendizagem MotoraPrincípios que Governam a Aprendizagem Motora
  21. 21. Prática distribuída ou espaçada é mais efetiva do que práticaPrática distribuída ou espaçada é mais efetiva do que prática maciça, durante as fases iniciais da aprendizagem.maciça, durante as fases iniciais da aprendizagem. Prática freqüente é mais efetiva quando os períodos de práticaPrática freqüente é mais efetiva quando os períodos de prática são mais curtos.são mais curtos. A duração da prática efetiva depende da maturidade do aprendiz,A duração da prática efetiva depende da maturidade do aprendiz, de seu interesse, da razão para o aprendizado, da experiênciade seu interesse, da razão para o aprendizado, da experiência anterior do aprendiz e da complexidade do que está sendoanterior do aprendiz e da complexidade do que está sendo aprendido.aprendido. Prática freqüente e de curta duração favorecem a motivação e oPrática freqüente e de curta duração favorecem a motivação e o esforço concentrado, dois requisitos para a aprendizagemesforço concentrado, dois requisitos para a aprendizagem motora. Esse tipo de prática parece ser melhor para crianças emotora. Esse tipo de prática parece ser melhor para crianças e aprendizes imaturos e para aqueles que estão nos estágiosaprendizes imaturos e para aqueles que estão nos estágios iniciais de aprendizagem motora, independentemente da faixainiciais de aprendizagem motora, independentemente da faixa etária.etária. Existem grandes diferenças individuais na velocidade eExistem grandes diferenças individuais na velocidade e quantidade de aprendizagem e desenvolvimento motor. A grandequantidade de aprendizagem e desenvolvimento motor. A grande variabilidade entre crianças e na própria criança é o quevariabilidade entre crianças e na própria criança é o que caracteriza a aprendizagem inicial e o desempenho motor.caracteriza a aprendizagem inicial e o desempenho motor. Princípios que Governam a Aprendizagem MotoraPrincípios que Governam a Aprendizagem Motora
  22. 22. Movimentos de padrões complexos não dominadosMovimentos de padrões complexos não dominados repentinamente; aprendizagem motora é um processo lento querepentinamente; aprendizagem motora é um processo lento que requer muita prática para que os aspectos seqüenciais erequer muita prática para que os aspectos seqüenciais e temporais do movimento sejam controlados, para desenvolver atemporais do movimento sejam controlados, para desenvolver a qualidade e a quantidade apropriada do mesmo. Esses sãoqualidade e a quantidade apropriada do mesmo. Esses são requisitos de uma boa coordenação e ação efetiva.requisitos de uma boa coordenação e ação efetiva. A aprendizagem motora em qualquer idade é caracterizada pelaA aprendizagem motora em qualquer idade é caracterizada pela eliminação gradual de movimento supérfluo e tenso.eliminação gradual de movimento supérfluo e tenso. Aprendizagem e a motivação necessitam feedback. QualquerAprendizagem e a motivação necessitam feedback. Qualquer aprendiz quer saber se está progredindo e se não há maneira deaprendiz quer saber se está progredindo e se não há maneira de saber, o interesse em aprender será reduzido.saber, o interesse em aprender será reduzido. Para dominar habilidades motoras específicas, o ensino deve serPara dominar habilidades motoras específicas, o ensino deve ser dirigido a um objetivo. Se o objetivo não for entendido e/oudirigido a um objetivo. Se o objetivo não for entendido e/ou desejado, a atividade perderá sua direção e provavelmente nãodesejado, a atividade perderá sua direção e provavelmente não haverá melhora na aprendizagem.haverá melhora na aprendizagem. A aprendizagem motora específica começa com um conceitoA aprendizagem motora específica começa com um conceito muito geral do que é para ser feito e uma vaga idéia de comomuito geral do que é para ser feito e uma vaga idéia de como realizá-la. Se a criança deseja aprender uma habilidade motorarealizá-la. Se a criança deseja aprender uma habilidade motora específica, ela já tem alguma idéia sobre esta habilidade. Deixe aespecífica, ela já tem alguma idéia sobre esta habilidade. Deixe a criança tentar. Ela então estará pronta para receber sugestões.criança tentar. Ela então estará pronta para receber sugestões. Princípios que Governam a Aprendizagem MotoraPrincípios que Governam a Aprendizagem Motora
  23. 23. Sucesso na aprendizagem leva a mais aprendizagem. UmaSucesso na aprendizagem leva a mais aprendizagem. Uma quantidade razoável de sucesso é necessário para manterquantidade razoável de sucesso é necessário para manter o esforço e interesse.o esforço e interesse. Quanto mais entendida (percebida) e aprendida, maisQuanto mais entendida (percebida) e aprendida, mais precisamente e por mais tempo a habilidade seráprecisamente e por mais tempo a habilidade será relembrada. A probabilidade de retenção é aumentada se arelembrada. A probabilidade de retenção é aumentada se a aprendizagem foi alcançada sob condições de boa direção.aprendizagem foi alcançada sob condições de boa direção. Aprendizagem motora específica é o resultado deAprendizagem motora específica é o resultado de progressiva diferenciação e controle da função.progressiva diferenciação e controle da função. Aprendizagem motora se inicia com a idéia do movimento aAprendizagem motora se inicia com a idéia do movimento a qual pode não ser conceitualmente verbalizada.qual pode não ser conceitualmente verbalizada. A responsabilidade do professor é auxiliar a desenvolverA responsabilidade do professor é auxiliar a desenvolver novas idéias de movimento. Ele ou ela deveria lembrar quenovas idéias de movimento. Ele ou ela deveria lembrar que o objetivo é muito mais importante que os métodoso objetivo é muito mais importante que os métodos específicos para alcança-lo. Quando o aprendiz sabe o queespecíficos para alcança-lo. Quando o aprendiz sabe o que é para ser alcançado, ele ou ela já começou a pensar emé para ser alcançado, ele ou ela já começou a pensar em como alcançar o desejado.como alcançar o desejado. Princípios que Governam a Aprendizagem MotoraPrincípios que Governam a Aprendizagem Motora

×