Oi, gente, vamosconhecer umpouquinho sobrealguns poetasbrasileiros?
CARLOS DRUMMOND DEANDRADE
QUEM SOU?Poeta, cronista, contista etradutor brasileiro. Suaobra traduz a visão de umindividualistacomprometido com areali...
Natural de Itabira, Minas Gerais, Carlos Drummond de Andrade nasceuem 1902. Formou-se em Farmácia em Belo Horizonte. Retor...
OBRASO poeta analisou o homem moderno e seussentimentos com sensibilidade e muitas vezes comironia. Percebe as injustiças ...
QUER MAIS? PROCURE...
Inconfesso DesejoQueria ter coragemPara falar deste segredoQueria poder declarar ao mundoEste amorNão me falta vontadeNão ...
CASTRO ALVES  Um dos mais renomados poetas brasileiros, destacou-  se em seus versos em defesa da liberdade dos  escravos....
Desce do espaço imenso, ó águia do oceano!Desce mais ... inda mais... não pode olhar humanoComo o teu mergulhar no brigue ...
CECÍLIA MEIRELESPoetisa, pintora, professora e jornalista brasileira. Éconsiderada umas das vozes líricas mais importantes...
RETRATO"Eu não tinha este rosto de hoje,assim calmo, assim triste, assim magro,nem estes olhos tão vazios, nem o lábioamar...
AUGUSTO DOS ANJOS
Nasceu no engenho "Pau dArco" na Paraíba do Norte a 20 deabril de 1884. Graduou-se em Letras e lecionou literatura noLiceu...
AUGUSTO DOS ANJOSO POETA DO HEDIONDOSofro aceleradíssimas pancadasNo coração. Ataca-me a existênciaA mortificadora coalesc...
CORA CORALINAFoi uma poetisa e contista brasileira. Cora Coralina, umadas principais escritoras brasileiras, publicou seu ...
"Não sei...se a vida é curta ou longa demais pra nós,mas sei que nada do que vivemos tem sentido,se não tocamos o coração ...
Então, gostaram? Foisó uma ajudinhapara o nossopróximo trabalhoum ” Sarau daLeitura”!Bom feriado e atélá...Beijos.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Principais poetas brasileiros

16.792 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
16.792
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
479
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Principais poetas brasileiros

  1. 1. Oi, gente, vamosconhecer umpouquinho sobrealguns poetasbrasileiros?
  2. 2. CARLOS DRUMMOND DEANDRADE
  3. 3. QUEM SOU?Poeta, cronista, contista etradutor brasileiro. Suaobra traduz a visão de umindividualistacomprometido com arealidade social.
  4. 4. Natural de Itabira, Minas Gerais, Carlos Drummond de Andrade nasceuem 1902. Formou-se em Farmácia em Belo Horizonte. Retornou aItabira, onde foi professor de Geografia e Português. De novo em BeloHorizonte, segue a carreira de jornalista e trabalha como funcionáriopúblico. Foi oficial de gabinete do Ministério da Educação, chefiou asecção da Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Fezparte do grupo de modernistas de A Revista. Faleceu no Rio de Janeiro,em 1987. A obra poética de Carlos Drummond de Andrade acompanha aevolução dos acontecimentos, registrando todas as coisas que orodeiam e que existem na realidade do dia-a-dia. São poesias querefletem os problemas do mundo, do ser humano brasileiro e universaldiante dos regimes totalitários, da Segunda Guerra, da Guerra Fria. Alguns temas foram recorrentes na obra de Drummond: ocotidiano, a preocupação social e política, as reminiscências, o amor e ametalinguagem (reflexão sobre o próprio ato de escrever).Em suas primeiras obras mostrou o impasse entre o artista e o mundo.A partir de A Rosa do Povo (1945), escreveu uma poesia engajadapoliticamente. Foi também cronista, um dos mais importantes poetascontemporâneos brasileiro, traduzido em vários idiomas.
  5. 5. OBRASO poeta analisou o homem moderno e seussentimentos com sensibilidade e muitas vezes comironia. Percebe as injustiças do mundo (guerras,violência) e a transforma na matéria de sua poesia. OBRAS: Alguma Poesia (1930); Brejo das Almas(1934); Sentimentos do Mundo (1940); Confissões deMinas (1944); A Rosa do Povo (1945); O Gerente(1945); Poesia Até Agora (1948); Claro Enigma(1951); A Vida Passada a Limpo (1959); Lição deCoisas (1962); A Paixão Medida (1980); Amar seAprende Amando (1985); O Observador no Escritório(1985); Tempo Vida Poesia (1986).
  6. 6. QUER MAIS? PROCURE...
  7. 7. Inconfesso DesejoQueria ter coragemPara falar deste segredoQueria poder declarar ao mundoEste amorNão me falta vontadeNão me falta desejoVocê é minha vontadeMeu maior desejoQueria poder gritarEsta loucura saudávelQue é estar em teus braçosPerdido pelos teus beijosSentindo-me louco de desejoQueria recitar versosCantar aos quatros ventosAs palavras que brotamVocê é a inspiraçãoMinha motivaçãoQueria falar dos sonhosDizer os meus secretos desejosQue é largar tudoPara viver com vocêEste inconfesso desejoCarlos Drummond de Andrade
  8. 8. CASTRO ALVES Um dos mais renomados poetas brasileiros, destacou- se em seus versos em defesa da liberdade dos escravos. Nascido em 14 de março de 1847.
  9. 9. Desce do espaço imenso, ó águia do oceano!Desce mais ... inda mais... não pode olhar humanoComo o teu mergulhar no brigue voador!Mas que vejo eu aí... Que quadro damarguras!É canto funeral! ... Que tétricas figuras! ...Que cena infame e vil... Meu Deus! Meu Deus! Que horror!Era um sonho dantesco... o tombadilhoQue das luzernas avermelha o brilho.Em sangue a se banhar.Tinir de ferros... estalar de açoite...Legiões de homens negros como a noite,Horrendos a dançar...Negras mulheres, suspendendo às tetasMagras crianças, cujas bocas pretasRega o sangue das mães:Outras moças, mas nuas e espantadas,No turbilhão de espectros arrastadas,Em ânsia e mágoa vãs!Trecho do poema Navio Negreiro. Castro Alves
  10. 10. CECÍLIA MEIRELESPoetisa, pintora, professora e jornalista brasileira. Éconsiderada umas das vozes líricas mais importantesdas literaturas de língua portuguesa;
  11. 11. RETRATO"Eu não tinha este rosto de hoje,assim calmo, assim triste, assim magro,nem estes olhos tão vazios, nem o lábioamargo.Eu não tinha estas mãos sem força,tão paradas e frias e mortas;eu não tinha este coração que nem semostra.Eu não dei por esta mudança,tão simples, tão certa, tão fácil:Em que espelho ficou perdida a minha face?"Cecília Meireles
  12. 12. AUGUSTO DOS ANJOS
  13. 13. Nasceu no engenho "Pau dArco" na Paraíba do Norte a 20 deabril de 1884. Graduou-se em Letras e lecionou literatura noLiceu Pernambucano e no Rio de Janeiro, no Colégio Pedro II. DoRio, transferiu-se para Leopoldina, por ter sido nomeado para ocargo de diretor de um grupo escolar. Sua temática predominanteé a morte, a morbidez, o pessimismo; seus versos construídos deforma lapidar e com metrificação perfeita e musical, apresentamextravagâncias vocabulares inusitadas para sua época.Augusto dos Anjos publicou quase toda a sua obra poética nolivro Eu, que saiu em 1912. O livro foi depois enriquecido comoutras poesias esparsas do autor e tem sido publicado emdiversas edições, com o título Eu e Outros Poemas.Seus poemas transportam a dor humana ao reino dos fenômenossobrenaturais e seu estilo é testemunho de uma primorosaoriginalidade em que aparecem termos técnicos e antieufônicosvalorizados pela expressividade trágica do poeta. Morreu emLeopoldina, Minas Gerais em 1914. obrasAugusto dos Anjos é autor de um único livro, „Eu‟ (1912), que, apartir da 2.ª edição, póstuma, se publicou com o título de „Eu eoutras poesias‟ (1919).
  14. 14. AUGUSTO DOS ANJOSO POETA DO HEDIONDOSofro aceleradíssimas pancadasNo coração. Ataca-me a existênciaA mortificadora coalescênciaDas desgraças humanas congregadas!Em alucinatórias cavalgadas,Eu sinto, então, sondando-me a consciênciaA ultra-inquisitorial clarividênciaDe todas as neuronas acordadas!Quanto me dói no cérebro esta sonda!Ah! Certamente eu sou a mais hediondaGeneralização do Desconforto...Eu sou aquele que ficou sozinhoCantando sobre os ossos do caminhoA poesia de tudo quanto é morto!
  15. 15. CORA CORALINAFoi uma poetisa e contista brasileira. Cora Coralina, umadas principais escritoras brasileiras, publicou seu primeirolivro aos 76 anos de idade. Mulher simples, doceira deprofissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos,alheia a modismos literários, produziu uma obra poéticarica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, emparticular dos becos e ruas históricas de Goiás.
  16. 16. "Não sei...se a vida é curta ou longa demais pra nós,mas sei que nada do que vivemos tem sentido,se não tocamos o coração das pessoas.Muitas vezes basta ser:colo que acolhe, braço que envolve,palavra que conforta, silêncio que respeita,alegria que contagia, lágrima que corre,olhar que acaricia, desejo que sacia,amor que promove.E isso não é coisa de outro mundo,é o que dá sentido à vida.É o que faz com que ela nãoseja nem curta, nem longa demais,mas que seja intensa, verdadeira,pura...enquanto durar....“(Cora Coralina)
  17. 17. Então, gostaram? Foisó uma ajudinhapara o nossopróximo trabalhoum ” Sarau daLeitura”!Bom feriado e atélá...Beijos.

×