1- Identifique as formas de conhecimento apontadas no estudo de 
caso e disserte sobre as mesmas. 
Para suprir as necessid...
ritualística, pode-se dizer que ao pensar em procurar os seus serviços, 
Raimunda utilizara a crença no conhecimentos míti...
ambientes que não lhe arem acessíveis; como usar roupas caras, escolas particulares. 
tal comportamento de certa forma foi...
Comparar: descobrir as relações de semelhança ou de diferenças entre as 
situações do texto. Semelhança: Elas tinha os mes...
Havia duas pessoas as quais Bianca confiava plenamente: Raimunda, a 
secretária de sua casa de muito tempo, e Maraya Keury...
A relação familiar passa por uma questão ética
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A relação familiar passa por uma questão ética

708 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
708
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A relação familiar passa por uma questão ética

  1. 1. 1- Identifique as formas de conhecimento apontadas no estudo de caso e disserte sobre as mesmas. Para suprir as necessidades no desenvolvimento da humanidade, o conhecimento foi evoluindo juntamente com o Homem, pois, viver de forma somente intuitiva, era uma maneira deficiente no que diz respeito ao aproveitamento da natureza de forma dominante. Assim, foram criadas e fundamentadas algumas denominações de conhecimento, tais como: - Empírico (senso comum); - Científico; - Mítico; - Técnico; - Filosófico; - Religioso, entre outros. Dentre estas, constatamos no estudo de caso quatro áreas de conhecimento: Conhecimento Empírico (Senso Comum) – O senso comum é o tipo de conhecimento que vamos acumulando no nosso cotidiano, através da intuição por tentativas e erros, e que acaba sendo repassado de geração para geração.Ele se baseia na nossa experiência de vida. “Quando utilizamos termos como “rapaz complexado”, “menina histérica”, “ficar neurótico”, estamos usando termos definido pela Psicologia científica. (...) Podemos até estar muito próximos do conceito científico mas, na maioria das vezes, nem o sabemos. Esses são exemplos da apropriação que o senso comum faz da ciência.” (BOCK; FURTADO;TEIXEIRA, 2002, p.18) Quando Bianca percebe uma mudança de comportamento de Maraya e alerta Raimunda, percebe-se que existiu o conhecimento empírico, pois mesmo não possuindo uma especialização sobre o assunto, ela conseguiu visualizar que existia uma situação de risco na conduta da sua amiga. Conhecimento Mítico e Religioso – O conhecimento mítico é o conhecimento que não obedece a uma lógica, fundamenta-se na fantasia que existe uma fórmula sobrenatural e/ou adivinhatoria, capaz de trazer à luz as questões do mundo por meio da imaginação humana. Alguns práticas utilizadas por essa área de conhecimento, são: a astrologia, o tarô, a numerologia, etc. Um dos mitos da mitologia grega baseado nesta forma de conhecimento, era de que o mar, se tinha grandes ondas, se existia tempestades, se havia peixes ou escassez, variava de acordo com o temperamento de Posseidon (governador dos mares). Já o conhecimento religioso baseia-se na aceitação pessoal a um Deus ou deuses, na fé e em seus planos como leis absolutas, não sendo preciso razão entendê-las, e sim, aceitá-las. No texto encontramos estas formas de conhecimento no comportamento de Raimunda ao perceber sua filha doente, onde a mesma resolve procurar uma rezadeira como alternativa para a solução do problema. Já que as rezadeiras possuem um tipo de formação religiosa, e praticam seus serviços de forma
  2. 2. ritualística, pode-se dizer que ao pensar em procurar os seus serviços, Raimunda utilizara a crença no conhecimentos mítico e no religioso. Conhecimento Científico – É a forma de conhecimento embasada na racionalidade, a partir da análise da realidade. Se fundamenta no experimento, validação e comprovação das evidências, através de uma rigorosa procedência. “Esses conhecimentos devem ser obtidos de maneira programada, sistemática e controlada, para que se permita a verificação da sua validade. (...) Dessa forma, o saber pode ser transmitido, verificado, utilizado e desenvolvido.” Outra função primordial da ciência é que ao buscar a verificação, ela procura anular a emoção, sendo objetiva em seus resultados. Ao seguir o conselho dos patrões da sua mãe, Maraya Keury passou por uma consulta com um médico que diagnosticou um transtorno alimentar e a encaminhou para uma equipe multidisciplinar, este é o exemplo de conhecimento científico presente no estudo de caso. 2- A relação familiar passa por uma questão ética? de que forma isso se estabelece no estudo de caso? Vamos um pouco aborda o que se trata, a ética. Ética é um conjunto de valores morais e princípios que dão conduta humana na sociedade. A ética serve para que haja um equilíbrio e bom funcionamento social. Raimunda não passou esses devidos valores para sua filha, porque ela não tinha recebido. Mas colocou sua filha no mundo onde tinha valores a ser dotados. Onde Raimunda inserir sua filha em um mundo totalmente diferente do dela. Raimunda teve uma vida difícil, principalmente de pois que teve sua filha. Ela não queria que sua filha passa-se por situação nenhum que ela chego á ter, e resolveu lhe dar tudo que podia e até mais o que tinha. Maraya, se inseriu em uma mondo que não tinha total condições de obter tudo. De que forma isso se estabelece no estudo de caso? entra a ética assunto estudado no momento. mostrando a ética que se inserir em nossos dias. ele ela não precisa de dinheiro para ser obtida, e sim de uma educação e valores onde qualquer um pode encontra e busca na sociedade, onde existe mundo a ser inserido, só questão de escolas. tinha, afeto, carinho, cuidados, devidamente atenção que Raimunda dava. Raimunda tinha esse cuidado por Bianca, só que Bianca queira o carinhos dos pais. 3- O processo de globalização foi responsável por diversas mudanças sócio-econômicas, tecnológicas e culturais no mundo e no cotidiano das pessoas. Identifique no texto aspectos do cotidiano das personagens que foram influenciado pelo processo de Globalização e comente á luz do que está sendo discutido na Disciplina de Desafios Contemporâneos. de acordo com o que lemos no texto, percebemos que embora Maraya pertencesse um classe social inferior a de Bianca, desenvolveu gostos e comportamentos aos de alguém que tivesse uma boa condição financeiro. Querendo usufruir de coisas e
  3. 3. ambientes que não lhe arem acessíveis; como usar roupas caras, escolas particulares. tal comportamento de certa forma foi reforçado pela mãe que acreditava ser benéfico a filho. Fazendo um análise sobre estes fatos de acordo com o que percebermos no contexto de um mundo globalizado, vemos que tais comportamentos com o de maraya são comuns e frequentes. onde produtos e acesso a certos meios sociais são vistos muitas vezes como determinantes na auto-afirmação diante a sociedade, tornando-se indispensável. e como a maioria não tem acesso a isso, desencadeia problemas que influenciam diretamente na maneira de encarar o mundo, sendo repassados através de distúrbios de comportamentos. 4- A parti das discussões sobre comunicação e sua influência no cotidiano de uma sociedade, identifica potencialidades e/ ou fragilidade na história de Maraya keury e Bianca que poderiam ter sido desenvolvida ou amenizadas por meios da comunicação eficaz. 5- Identifique no estudo de caso termos ou situações em que é possível perceber o campo de estudos e de intervenções do psicólogo. Em seguintes comente-os. Bianca- Dificuldade de se relacionar com os pais manias, rituais de limpeza, medo de sair de casa. Maraya- complexo de inferioridade, isolamento e distanciamento da familiar, mudança de comportamento irritabilidade, ansiedade, dificuldade de concentração astenia, transtorno alimentar. Baseando-se na informação do texto, podemos observar que Bianca apresenta, entre outros, distúrbios,de ansiedade, e Maraya apresenta além de ansiedade, distúrbios de humor e alimentar. Logo se verifica a necessidade de acompanhamentos psicológico. No caso de maraya, ela necessita de uma equipe interdisciplinar composta por médicos, nutricionista e psicólogo, pelo fato de se encontrar com transtorno alimentar. Bianca pré acompanhamento de um psicólogo clínico, que para abordagem, terapias e exercícios para tratar a paciente. Identificar:
  4. 4. Comparar: descobrir as relações de semelhança ou de diferenças entre as situações do texto. Semelhança: Elas tinha os mesmo gostos, devido a convivência dez de criança. Maraya, adquiro, os gostos pela, moda, comida, música, etc. problemas psicológicos que elas tiveram, a pesar de ser gerado de modos diferentes, onde Bianca se fechava no seu mudo, por não ter o que ela realmente mais queria, os pais. Já Maraya, por tá inserida em um mundo que não era seu teve-se exigências, para ter os mesmo padrões sociais. Diferenças: Bianca foi desejada, já Maraya não. A vida de Bianca era real, Maraya vivia no mundo onde ela mesma mentia para sobre sair. Bianca tinha tudo, mas o tudo pra ela não era aquilo que ela podia comprar. Maraya, já queria tudo o que Bianca pudesse comprar, para ela isso era o que estava faltando. Bianca queria o que Maraya Comentar: Mayara e Bianca, passam por desequilíbrio e instabilidade própria dessa fase da vida. Porém fatores familiares, sociais e genéticos, podem desencadear distúrbios psicológicos, como ansiedade e anorexia. Maraya passa por distúrbios de humor, e dificuldade de se relacionar com fato sociais. E no caso da anorexia, se deve a insatisfação com a imagem corporal, pois Maraya, se espelhava na amiga Bianca. Bianca sofre de ansiedade e manias que estão diretamente ligadas a dificuldade de se relacionar com os pais, a ausência da mãe e do distanciamento de sua amiga Maraya. Resumir: Bianca e Maraya; duas adolescentes que se tornaram amigas. de uma lados a garota rica, mas sem atenção dos pais; mercada pela carência afetiva. Do outro, a menina podre; cuja mãe trabalha na casa dos pais de Bianca ; passando a desejar viver uma realidade que não lhe pertencia; queria viver a vida da amiga. Ambos desenvolveram distúrbios decorrentes dos problemas anteriormente, necessitado assim de tratamentos adequados para uma passível mudança do quadro. Parafrasear: reescrever o texto com outras palavras Duas jovens chamadas MarayaKeury de 14 anos e Bianca de 15, são amigas desde a infância. Bianca é fruto de uma gravidez desejada, tem pais donos de empresas bem sucedidos, e, por isso, sempreteve condições deestudar nos melhores colégios, vestir roupas requintadas, ir aos melhores lugares da cidade, ir ao cinema e fazer compras com suas amigas sempre que quisesse. Ela tinha um namorado que se chamava Paulo Roberto, filho de um importante político. Ainda que Bianca tivesse tudo que queria, ela não tinha um bom relacionamento com seus pais. Com sua mãe, especialmente. Esta,estava sempre distante por conta de sua rotina de trabalho e acreditava poder compensar sua ausência com coisas materiais. Seu marido, mesmo fazendo o possível para estar sempre presente na vida da adolescente, não conseguia aproximação que buscava,e ficava claro que existia uma grande barreira entre pai e filha.
  5. 5. Havia duas pessoas as quais Bianca confiava plenamente: Raimunda, a secretária de sua casa de muito tempo, e Maraya Keury, filha de Raimunda. Era visível tal confiança por sempre dividirem seus assuntos pessoais, sejam eles tristes ou alegres. Maraya Keury tem uma história de vida quase que oposta à de Bianca: Sua mãe engravidou precocemente aos 14 anos; Seu pai, era viciado em drogas e a abandonou. Depois de certo tempo após o nascimento de Maraya, Raimunda conseguiu um emprego com carteira assinada na casa dos pais de Bianca, finalmente superando as dificuldades que enfrentou anteriormente, quando teve alguns empregos negados,devido ao fato de na época ter uma filha recém-nascida. Os pais de Bianca aceitaram a condição Raimunda levar Maraya durante seu expediente, pois acharam conveniente a convivência das criança em idades aproximadas.Raimunda também enxergava a situação como uma chance para sua filha ter uma melhor educação, melhor alimentação e socialização. A aproximação das filhas foi natural e mantiveram um relacionamento quase que familiar. Os seus comportamentos ficaram cada vez mais semelhantes, passaram a partilhar das mesmas vontades e até as mesmas condutas. Maraya conseguia se vestir tão bem quanto Bianca, pois ela sempre ganhava as peças de roupa que que Bianca não queria mais. Raimunda, por sua vez, achava tudo válido. Maraya passou a conviver com pessoas da alta classe, que acreditavam que ela também tinha as mesmas condições, ocasionando Maraya a exigir de sua mãe uma vida que ela não podia arcar, apesar de Raimunda, mesmo com todas as dificuldades, pagar uma escola particular pra sua filha, mas outras despesas não eram possíveis. Com o tempo, Maraya acabou desenvolvendo um sentimento de inferioridade em relação à Bianca, já que não conseguia acompanhar o estilo de vida de alto custo financeiro que a Bianca possuía, como ir à academia e clínicas de estética. Maraya se sentia fora do padrão em seu meio de convivência, principalmente sobre sua característica física, apesar de possuir um corpo perfeito. Assim, ela começa a usar roupas que não destacam seu corpo, passa se afastando todos, inclusive da sua família. Bianca vê que Maraya já não é mais a mesma, não está agindo como costumeiramente, e logo avisa a Raimunda sobre a situação. Maraya havia parado de ir à escola, estava sempre aborrecida e angustiada. Raimunda, primeiramente acreditava ser apenas algo da adolescência, mas logo percebeu que Maraya realmente estava passando por um problema, pois a mesma não comia e não cuidava mais de si. Decidiu então ir atrás de uma mulher que pudesse rezar por sua filha, e patrões aconselharam-na procurar por ajuda especializada com um médico. Maraya estava relutante quanto à ajuda médica, mas, cada vez mais ele sentia as consequencias do seu estado: dificuldade para lembrar das coisas, não conseguia ter foco em nada, e muita debilidade, fora o fato de que quanto mais ela procurava perder peso, menos se enxergava com o físico desejado. Então, finalmente resolveu acatar aos cuidados procurados por sua mãe, e foi ao médico,que ao constatar um transtorno alimentar, a direcionou para um tratamento interdisciplinar com médicos, nutricionistas e psicólogos. Bianca, que nunca teve seus pais próximos, vai ficando cada vez mais solitária com a ausência de sua amiga. Afastada de um convívio social, passou a criar um ritual de higiene, gostos exagerados por determinadas coisas e um quadro de agora fobia (medo de sair de casa).

×