LIDERANÇA VOLTADA PARA OS RESULTADOS Sérgio Braga
Experiência Missão Objetivos Por Que Liderança??
Veja o que a boa liderança faz! LUCRATIVIDADE Revista Exame – 2005 <ul><li>500 Maiores & Melhores – 13% de retorno </li></...
LUCRATIVIDADE
Retorno para o acionista Aplicação na bolsa de valores de R$ 100.000 – set/00 até set/05: R$ 110.000  (indice Ibovespa) R$...
CONCLUSÃO: <ul><li>Felicidade traz dinheiro!! </li></ul><ul><li>Criar um bom ambiente de trabalho é fundamental!! </li></ul>
Por que dá mais resultado? VONTADE – DÁ TUDO DE SÍ – FAZ O MELHOR
Quem é o responsável?
Dois casos de superação
Exemplo de líder – Ulisses “ A valorizacão das pessoas é a nossa marca” “ Pessoas felizes conseguem sempre os melhores res...
No Papel do líder: <ul><li>A questão chave  não é como motivar os empregados.  </li></ul><ul><li>A questão é como  preveni...
Pesquisa da Wharton University APÓS A LUA DE MEL <ul><li>95% - Fortemente entusiasmados  </li></ul><ul><li>Duração média: ...
APÓS A LUA DE MEL <ul><li>Os Gerentes generalizam o comportamento dos 5% </li></ul><ul><li>Ambiente opressivo. </li></ul><...
Quando o ambiente  não é  positivo: <ul><li>OS  INDIFERENTES. </li></ul>
Um chefe pode destruir tudo <ul><li>Você já teve um “chefe” </li></ul><ul><li>Como você se sentia? </li></ul><ul><li>O que...
Papel do verdadeiro líder: <ul><li>Criar um ambiente para mantê-los  entusiasmados. </li></ul>
APÓS A LUA DE MEL <ul><li>Queda do moral em 90% das empresas </li></ul><ul><li>Em 10%, o moral não diminui. </li></ul><ul>...
Há 3 metas básicas no trabalho: <ul><li>Imparcialidade </li></ul><ul><li>Realização </li></ul><ul><li>Camaradagem </li></ul>
Imparcialidade Confiança mútua, respeito, saber ouvir
Imparcialidade <ul><li>Querem ser tratadas como adultos responsáveis </li></ul><ul><li>Não como crianças ou marginais </li...
Realização Desafio, Reconhecimento, Orgulho
Camaradagem Relações amistosas, cooperativas
EMPRESA PARCEIRA Não Paternalista Não Transacional <ul><li>Relação ganha-ganha </li></ul><ul><li>Confiança mútua </li></ul...
EMPRESA PARCEIRA Não Paternalista Não Transacional <ul><li>Decisões tomadas em conjunto  </li></ul><ul><li>Comunicação abe...
Baby boomers:   Legado  Nascidos entre 1945 e 1964  (42 a 63)   A  empresa  vem em 1º lugar e a  realização profissional  ...
O que existe de comum nos verdadeiros Lideres: Líder Nível 5 – Líder Servidor <ul><li>HUMILDADE </li></ul><ul><li>Faz tudo...
Por que é difícil mudar? <ul><li>Fascínio pelo controle </li></ul><ul><li>Padrão Comando-Controle incorporado no subconsci...
Como mudar? <ul><li>Conscientização e Disciplina (esforço determinado). </li></ul><ul><li>Ajuda externa (programa de acomp...
As 5 Características Fundamentais no Líder 1-  AUTOCONHECIMENTO Entender o seu temperamento, emoções e iniciativas. Result...
As 5 Características Fundamentais no Líder 2-  AUTODISCIPLINA Saber controlar e redirecionar impulsos Pensar antes de agir...
As 5 Características Fundamentais no Líder 3-  MOTIVAÇÃO Paixão pelo trabalho Determinação para atingir as metas Resultado...
As 5 Características Fundamentais no Líder 4 - EMPATIA Entender o modo de ser “emocional” das outras pessoas. Resultado: S...
As 5 Características Fundamentais no Líder 5 -  SOCIABILIDADE Desenvolve relacionamentos Resultado: Constrói entendimento,...
As 5  Regras Básicas  da Liderança Exemplar. 1 - Apontar o Caminho Claro quanto aos princípios Crença / Convicção Seguem a...
As 5  Regras Básicas  da Liderança Exemplar. 2 - Inspirar uma Visão Compartilhada Futuro empolgante para organização Criar...
As 5  Regras Básicas  da Liderança Exemplar. 3 – Desafiar o estabelecido Procurar o desafio  Inovar Fazer melhor
As 5  Regras Básicas  da Liderança Exemplar. 4 – Permitir que os outros ajam Use “Nós” Capacite para a ação Confie
As 5  Regras Básicas  da Liderança Exemplar. 5 - Encorajar o Coração Encorajar para a “Perseverança” Reconhecer  Cultuar a...
Colaborador feliz, cliente encantado = + Lucros Trate bem os seus colaboradores e eles farão o melhor pelo seu cliente.  O...
OBRIGADO PESSOAL DE RECIFE  Estou a disposição: [email_address] (11) 5093-3556
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Liderança Para Resultados Abr 07

1.882 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.882
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
110
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • É um fenômeno bem conhecido que a grande maioria das pessoas começa um novo trabalho com um forte entusiasmo. Quando se entre numa nova organizaçao, as pessoas são naturalmente motivadas sobre o seu trabalho e a sua nova empresa, com um grande desejo de ser parte de uma equipe produtiva e com uma expectativa em como elas esperam ser tratadas. Isto é verdade para 95% para qualquer população trabalhadora. As outras 5%, conhecidas como alérgicas ao trabalho, nunca deveriam ser contratadas e só podem ser gerenciadas somente com uma supervisão bem de perto e através do medo.
  • O maior problema é que os gerentes, na maioria das empresas, generalizam o comportamento deste grupo menor para todos os empregados. Isto cria um ambiente de trabalho opressivo para todos e acaba com o entusiasmo natural que a maioria das pessoas trazem para o trabalho.
  • que não cooperam, são encrenqueiros, ou talvez neuroticamente loucos por atenção. De fato a tarefa de lidar com este tipo de problema é percebido como um alto custo para a empresa.
  • Por esta e outras razões, normalmente após 6 meses depois de contratados, alguma coisa acontece com ótima massa de empregados que começam a trabalhar entusiasticamente. Podemos encontrar uma significante queda da moral em 90% deles após o período da lua de mel. Isto é um problema de liderança ( ou melhor, da não liderança). Ainda assim nós encontramos que em aproximadamente 10% das organizações, o entusiasmo dos empregados não diminui. O que acontece para esta diferença? Este é o ponto central que iremos trabalhar.
  • Este é o ponto central que iremos trabalhar. Há 3 metas básicas primárias no trabalho: Justiça/Respeito Realização Camaradagem São estes os 3 fatores da motivação no trabalho.
  • Psicológicas: Ser tratado com respeito, confiança mútua, e ter uma liderança que o ouça de forma justa quando necessário Econômicas: Razoável na remuneração e nos benefícios Justiça/Respeito Certas condições básicas esperadas em virtude do relacionamento organizacional. Elas são geralmente definidas pela ética e pelo padrão cultural. As condições básicas são: Fisiológicas: Que não prejudica a saúde física e nem emocional Econômicas: Razoável na remuneração e nos benefícios Psicológicas: Ser tratado com respeito, confiança mútua, e ter uma liderança que o ouça de forma justa quando necessário. Novidade? Não. Mas o fato é que é difícil sustentar o sucesso, ao menos que as pessoas sejam tratadas com justiça, respeito e confiança. Exemplo de falta de justiça: Quando a empresa diz que as pessoas são o mais importante ativo e numa crise são as primeiras a serem cortadas para a redução de custos.
  • Respeito: As pessoas querem ser tratadas como adultos responsáveis, mas muitos trabalhadores, primeiramente nas fábricas mas também em muitos escritórios de engravatados, são tratados, como eles próprios vêem, como crianças ou marginais, sujeitos a estrita monitoração sob todo o seu trabalho e outros comportamentos coercitivos para o cumprimento das regras. A resposta para este tipo de tratamento é que a raiva começa a aparecer e a aumentar com o passar do tempo. Este tem sido o maior elemento de conflitos nas empresas. Mesmo que a reação não seja explosiva, este tipo de gerenciamento é auto-destrutivo para qualquer organização. Este forma de gerenciamento é baseada na premissa que a maioria dos trabalhadores são irresponsáveis e se torna a profecia auto-realizável: Os gerentes que esperam o pior dos seus subordinados, conseguem isto!
  • Orgulho Reconhecimento. Desafio: Não desmotivar. Senso de realização: Desafio, capacidade, direção, recursos, informação e cooperação Realização Ter orgulho por fazer coisas que importam e fazendo bem elas. Receber reconhecimento pelas suas realizações. Ter orgulho das realizações da empresa. O orgulho vem de ambos, da própria percepção do colaborador de realização e do reconhecimento recebido dos outros. Este é o motivo porque a frequente questão: Como você motivar os empregados? é bobagem. A maioria entre numa nova empresa com entusiasmo, vontade de trabalhar, de contribuir, de sentir-se orgulhoso de seu trabalho e da sua empresa. Infelizmente muitos gerentes então aparecem para fazer o melhor para DESMOTIVAR os empregados. A experiência mostra que o senso de realização tem seis origens primárias: Desafio – a utilização da inteligência, das habilidades e dos talentos Aquisição de novas habilidades Capacidade de fazer: ter recebido treinamento, direção, recursos, informação e cooperação para fazer bem. Importância percebida do trabalho: a importância para a organização, para o cliente e para a sociedade Reconhecimento recebido pelo desempenho: Financeiro e não financeiro, com um simples obrigado recebido do líder ou do cliente. Trabalhando para uma empresa em que o empregado pode se orgulhar: por causa do seu propósito, dos seus produtos, dos sucesso nos negócios, pela sua ética e pela qualidade de sua liderança.
  • Camaradagem Ter relações amistosas, interessantes e cooperativas com os outros no ambiente de trabalho. Os seres humanos são animais sociais. Interações positivas com os outros não é somente gratificante, mas essencial para a saúde mental. Nós freqüentemente negligenciamos que uma organização funciona não somente como entidade de negócios, mas também como uma comunidade que deve satisfazer as necessidades sociais e emocionais dos seus membros. Para manter o entusiasmo, é essencial manter esses fatores devem ser uma mantra dentro da empresa. Exemplo onde estas premissas são utilizadas no Brasil: Promon S/A Melhor empresa para se trabalhar em 2005. Outros exemplos no mundo: Starbucks, Federal Express (Fedex), Nestlé, Southwest Airlines (todas declaradamente empresas que empregam a liderança servidora).
  • CONCEITO DA EMPRESA PARCERIA Não paternalista Não transacional Marcas de uma organização parceira dos seus colaboradores: Relação ganha-ganha Confiança mútua Relacionamento de longo prazo Excelência – para ambos Competência – ambos acreditam na competência do outro Decisões tomadas em conjunto – quando afetam as partes Comunicação aberta – transparência Influência mútua – ambos ouvem e são influenciados pelo outro Assistência mútua – ambos se ajudam Reconhecimento – As partes reconhecem um ao outro pelas suas contribuições Tratamento no dia-a-dia – Ambos se tratam com consideração e respeito Distribuição dos lucros.
  • Liderança Para Resultados Abr 07

    1. 1. LIDERANÇA VOLTADA PARA OS RESULTADOS Sérgio Braga
    2. 2. Experiência Missão Objetivos Por Que Liderança??
    3. 3. Veja o que a boa liderança faz! LUCRATIVIDADE Revista Exame – 2005 <ul><li>500 Maiores & Melhores – 13% de retorno </li></ul><ul><li>150 Melhores para se trabalhar – 22% retorno </li></ul><ul><li>10 Melhores para se trabalhar – 27% retorno </li></ul>
    4. 4. LUCRATIVIDADE
    5. 5. Retorno para o acionista Aplicação na bolsa de valores de R$ 100.000 – set/00 até set/05: R$ 110.000 (indice Ibovespa) R$ 485.900 (melhores para trabalhar) Fonte: Revista Época, 21/08/2006
    6. 6. CONCLUSÃO: <ul><li>Felicidade traz dinheiro!! </li></ul><ul><li>Criar um bom ambiente de trabalho é fundamental!! </li></ul>
    7. 7. Por que dá mais resultado? VONTADE – DÁ TUDO DE SÍ – FAZ O MELHOR
    8. 8. Quem é o responsável?
    9. 9. Dois casos de superação
    10. 10. Exemplo de líder – Ulisses “ A valorizacão das pessoas é a nossa marca” “ Pessoas felizes conseguem sempre os melhores resultados” Respeito, imparcialidade, camaradagem, credibilidade,orgulho Masa – empresa numero 1 –grupo Flextronics
    11. 11. No Papel do líder: <ul><li>A questão chave não é como motivar os empregados. </li></ul><ul><li>A questão é como prevenir a destruição pelos gestores da motivação que os empregados trazem naturalmente para o trabalho. </li></ul>
    12. 12. Pesquisa da Wharton University APÓS A LUA DE MEL <ul><li>95% - Fortemente entusiasmados </li></ul><ul><li>Duração média: 6 Meses </li></ul><ul><li>5% são “Alérgicos” </li></ul><ul><li>Nunca deveriam ser contratadas </li></ul><ul><li>Só com supervisão </li></ul>
    13. 13. APÓS A LUA DE MEL <ul><li>Os Gerentes generalizam o comportamento dos 5% </li></ul><ul><li>Ambiente opressivo. </li></ul><ul><li>Acaba com o entusiasmo. </li></ul>
    14. 14. Quando o ambiente não é positivo: <ul><li>OS INDIFERENTES. </li></ul>
    15. 15. Um chefe pode destruir tudo <ul><li>Você já teve um “chefe” </li></ul><ul><li>Como você se sentia? </li></ul><ul><li>O que você deseja para ele? </li></ul><ul><li>Olha só o filme... </li></ul>
    16. 16. Papel do verdadeiro líder: <ul><li>Criar um ambiente para mantê-los entusiasmados. </li></ul>
    17. 17. APÓS A LUA DE MEL <ul><li>Queda do moral em 90% das empresas </li></ul><ul><li>Em 10%, o moral não diminui. </li></ul><ul><li>O que acontece? </li></ul>
    18. 18. Há 3 metas básicas no trabalho: <ul><li>Imparcialidade </li></ul><ul><li>Realização </li></ul><ul><li>Camaradagem </li></ul>
    19. 19. Imparcialidade Confiança mútua, respeito, saber ouvir
    20. 20. Imparcialidade <ul><li>Querem ser tratadas como adultos responsáveis </li></ul><ul><li>Não como crianças ou marginais </li></ul><ul><li>Maior elemento de conflito – Raiva </li></ul><ul><li>Gerenciamento autodestrutivo </li></ul><ul><li>Profecia auto-realizável </li></ul>
    21. 21. Realização Desafio, Reconhecimento, Orgulho
    22. 22. Camaradagem Relações amistosas, cooperativas
    23. 23. EMPRESA PARCEIRA Não Paternalista Não Transacional <ul><li>Relação ganha-ganha </li></ul><ul><li>Confiança mútua </li></ul><ul><li>Relacionamento de longo prazo </li></ul><ul><li>Excelência – para ambos </li></ul><ul><li>Competência – ambos acreditam </li></ul>
    24. 24. EMPRESA PARCEIRA Não Paternalista Não Transacional <ul><li>Decisões tomadas em conjunto </li></ul><ul><li>Comunicação aberta – transparência </li></ul><ul><li>Influência mútua – ambos ouvem </li></ul><ul><li>Reconhecimento – As partes reconhecem </li></ul><ul><li>Tratamento no dia-a-dia – Ambos se tratam com consideração e respeito </li></ul>
    25. 25. Baby boomers: Legado Nascidos entre 1945 e 1964 (42 a 63) A empresa vem em 1º lugar e a realização profissional está atrelada a empregos duradouros. As pessoas seguem as políticas corporativas. Geração X: Equilíbrio Nascidos entre 1965 e 1980 (27 a 42) Detestam o estilo “viver para trabalhar” e valorizam a vida pessoal . Essa geração testemunhou na família o impacto de perdas. Geração Y: Globalizados Nascidos depois de 1980 a 1995 (12 a 27), Questionadores. Trabalham individualmente, com foco nos resultados . Tem conhecimento. Conflito de Gerações (e Valores!)
    26. 26. O que existe de comum nos verdadeiros Lideres: Líder Nível 5 – Líder Servidor <ul><li>HUMILDADE </li></ul><ul><li>Faz tudo para desenvolver as pessoas. </li></ul><ul><li>Usa sempre a influencia, nunca o poder. </li></ul>
    27. 27. Por que é difícil mudar? <ul><li>Fascínio pelo controle </li></ul><ul><li>Padrão Comando-Controle incorporado no subconsciente. </li></ul><ul><li>Desde a era industrial (só o corpo) e Exército (hierarquia). </li></ul>
    28. 28. Como mudar? <ul><li>Conscientização e Disciplina (esforço determinado). </li></ul><ul><li>Ajuda externa (programa de acompanhamento de quase 1 ano) </li></ul>
    29. 29. As 5 Características Fundamentais no Líder 1- AUTOCONHECIMENTO Entender o seu temperamento, emoções e iniciativas. Resultado: Auto-avaliação realista, Autoconfiança, senso de humor
    30. 30. As 5 Características Fundamentais no Líder 2- AUTODISCIPLINA Saber controlar e redirecionar impulsos Pensar antes de agir Resultado: Confiança e integridade e conforto com a incerteza
    31. 31. As 5 Características Fundamentais no Líder 3- MOTIVAÇÃO Paixão pelo trabalho Determinação para atingir as metas Resultado: Positivismo mesmo com os obstáculos Compromisso organizacional
    32. 32. As 5 Características Fundamentais no Líder 4 - EMPATIA Entender o modo de ser “emocional” das outras pessoas. Resultado: Sensibilidade para lidar de modo diferente com pessoas diferentes.
    33. 33. As 5 Características Fundamentais no Líder 5 - SOCIABILIDADE Desenvolve relacionamentos Resultado: Constrói entendimento, Eficácia em liderar mudanças.
    34. 34. As 5 Regras Básicas da Liderança Exemplar. 1 - Apontar o Caminho Claro quanto aos princípios Crença / Convicção Seguem alguém antes do plano
    35. 35. As 5 Regras Básicas da Liderança Exemplar. 2 - Inspirar uma Visão Compartilhada Futuro empolgante para organização Criar algo maior Gerar entusiasmo com a Visão
    36. 36. As 5 Regras Básicas da Liderança Exemplar. 3 – Desafiar o estabelecido Procurar o desafio Inovar Fazer melhor
    37. 37. As 5 Regras Básicas da Liderança Exemplar. 4 – Permitir que os outros ajam Use “Nós” Capacite para a ação Confie
    38. 38. As 5 Regras Básicas da Liderança Exemplar. 5 - Encorajar o Coração Encorajar para a “Perseverança” Reconhecer Cultuar a Celebração Criar espírito de comunidade
    39. 39. Colaborador feliz, cliente encantado = + Lucros Trate bem os seus colaboradores e eles farão o melhor pelo seu cliente. O lucro virá naturalmente. Sergio Braga Vejam só o filme..
    40. 40. OBRIGADO PESSOAL DE RECIFE Estou a disposição: [email_address] (11) 5093-3556

    ×