Fecundação

21.331 visualizações

Publicada em

0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.331
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
348
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fecundação

  1. 1. Universidade Paranaense - Unipar PRIMEIRA SEMANA DO DESENVOLVIMENTOEMBRIONÁRIO: FECUNDAÇÃO E SEGMENTAÇÃO. Eleandro Aparecido Tronchini
  2. 2. CONTEÚDO FERTILIZAÇAO (FECUNDAÇÃO); Etapas prévias à fertilização; Capacitação; Reação Acrossômica;Fases da fertilização; Penetração na coroa radiada; Penetração na zona pelúcida; Fusão da membrana celular (plasmática) do ovócito e a do espermatozóide;Reações corticais e da zona;Retomada da segunda divisão meiótica; SEGMENTAÇÃO (CLIVAGEM) Blastomeros; Mórula; Embrioblasto e Trofoblasto
  3. 3. Fertilização (Fecundação) Processo pelo qual os gametas masculino e feminino se fundemSomente 1% dos espermatozóides depositados na vagina penetram no cólon do útero, noqual eles podem sobreviver por muitas horas
  4. 4. Fecundação Trompa de falópio Ovário Ovulação Útero Zona pelúcida CervixCélulas foliculares Vagina Grânulos corticais Fusão dos pró-núcleos Zigoto
  5. 5. Etapas prévias à Fertilização (Fecundação)O movimento dos espermatozóides do colo do úteroà tuba é efetuado principalmente por sua própriapropulsão + líquidos produzidos pelos cílios uterinos(2-7h);Ao chegar ao istmo, os espermatozóides têm suamotilidade reduzida e cessam sua migração;Ao ocorrer a ovocitação os espermatozóides setornam novamente móveis.
  6. 6. Etapas prévias à Fertilização (Fecundação)Os espermatozóides não conseguemfertilizar o ovócito logo que chegam aotrato genital feminino. 1 Capacitação 2 Reação Acrossômica
  7. 7. Etapas prévias à Fertilização (Fecundação)1) CAPACITAÇÃO interações epiteliais entre o espermatozóide e a superfície da mucosa da tuba (~7h); Durante esse período são removidas, da membrana plasmática sobrejacente à região acrossômica dos espermatozóides, uma capa glicoproteica e proteínas do plasma seminal; Somente os espermatozóides capacitados podem passar pelas células da coroa radiada e submeter- se à reação acrossômica.
  8. 8. Etapas prévias à Fertilização (Fecundação)2)REAÇÃO ACROSSÔMICAOcorre após a ligação à zona pelúcida, é induzidapor proteínas dessa zona;Culmina na liberação das enzimas necessárias àpenetração na zona pelúcida, incluindo Acrosina esubstâncias semelhantes à Tripsina.
  9. 9. O encontro dos gâmetasA fixação doespermatozóide na zonapelúcida... A reaçãoacrossômica
  10. 10. Fertilização (Fecundação) Fases da Fertilização (Fecundação)1 Penetração na coroa radiada 2 Penetração na zona pelúcida3 Fusão da membrana celular (plasmática) do ovócito e a do espermatozóide
  11. 11. Fertilização (Fecundação) Células da coroa radiada1 espermatozóidefertilizador osdemais o auxilia apenetrar nas Zona pelúcida:barreiras queprotegem o gameta -Facilita e mantém afeminino ligação do espermatozóide (ZP3); -Induz a reação acrossômica ; Granulos corticais -libera acrosina Reação zonal Integrina desintegrina
  12. 12. Fertilização (Fecundação)Fase 3: Fusão entre a membrana celular do ovócito e a do espermatozóide. Aderência inicial→ interação de integrinas (ovócito) e seus ligante desintegrinas (espermatozóide) Fusão efetiva → membrana do ovócito e membrana que cobre a região posterior da cabeça do espermatozóide A cabeça e a cauda do espermatozóíde penetram mas a membrana plasmática fica para trás.
  13. 13. Fertilização (Fecundação) Assim que o espermatozóide penetra no ovócito, este responde de três maneiras: 1 Reações corticais 2 Retomada da segunda divisão meiótica Ovócito II (1n2C) Período de Maturação 1º Glóbulo polar Meiose II No momento da “ovulação” éMetáfase II liberado o ovócito II (metáfase II(OVULAÇÃO) da meiose) Óvulo (1n1C)
  14. 14. Fertilização (Fecundação) Fusão dos pró-nucleos
  15. 15. Fertilização (Fecundação)As principais conseqüências da fertilização são:1 Restauração do número diplóide de cromossomos;2 Determinação do sexo;3 Inicio da Clivagem ou Segmentação.
  16. 16. SEGMENTAÇÃO (CLIVAGEM)
  17. 17. Segmentação (Clivagem) Fecundação Trompa de falópio Ovário Ovulação Útero Zona pelúcida Cervix Células foliculares Vagina Grânulos corticais Fusão dos pró-núcleos Zigoto
  18. 18. Segmentação (Clivagem) 1º glóbulo polar 2º glóbulo polar Óvulo
  19. 19. IMPLANTAÇÃO (NIDAÇÃO)
  20. 20. Implantação (Nidação) Trompa de falópio Fecundação 1º dia Implantação Endométrio 2º dia 3º dia Trofoblasto Parede uterina Estádio de Botão Estádio de 4º dia Mórula embrionário Blastocisto Massa celular interna Cavidade do5 - 9º dia blastocisto Cavidade uterina Camada superficial de células
  21. 21. Implantação (Nidação) Para que ocorra é necessário que:Parede uterina Trofoblasto -A mucosa uterina tenha sido preparada pelos hormônios ovarianos (moléculas da matriz extracelular laminina e fibronectina); -O blastocisto tenha atingido o estágio de desenvolvimento Cavidade uterina necessário para se poder implantar (tofroblasto – integrinas).
  22. 22. Implantação (Nidação)
  23. 23. Implantação (Nidação)
  24. 24. Implantação (Nidação) A implantação doblastocisto completa-se durante a segunda semana de desenvolvimento (6- 10 dias)
  25. 25. Implantação1 Mudanças morfológicas no Trofoblasto (sinciciotrofoblasto e citotrofoblasto) Mudanças morfológicas no Embrioblasto2 (DISCO EMBRIONÁRIO) Formação de estruturas extraembrionárias3 (cavidade aminiótica, âmnion, saco vitelino, o pedículo de conexão e o saco coriônico)
  26. 26. Implantação (Nidação) Dia 8 Blastocisto parcialmente imerso no estroma endometrial Céls. EndometriaisSecretam sofrem apoptoseglicogênio e mucoem abundância
  27. 27. Implantação (Nidação)“Reação decidual”:-As células do conjuntivo em torno do sítio deimplantação se tornam poliédricas e repletas deglicogênio e lipídio;-As células deciduais degeneram na região de penetraçãodo sinciotrofoblasto e fornecem uma rica fonte para anutrição embrionária;-Tais alterações se limitam inicialmetne à áreaimediatametne em torno do local de implantação, maslogo ocorrem em todo o endométrio.
  28. 28. Implantação (Nidação) Dia 9O blastocisto encontra-se mais profundamente incrustadono endométrio. A lesão no epitélio superficial é fechado porum coágulo de fibrina. Estágio lacunar
  29. 29. Implantação (Nidação) Dia 11-12O blastocisto já produz uma ligeira protuberância na luz doútero. Circulação uteroplacentária primitiva Mesoderma extraembrionária
  30. 30. Implantação (Nidação)
  31. 31. Implantação (Nidação) Dia 13A lesão no epitélio superficial já seconsolidou, entretanto podem ocorrer sangramentos. Com o desenvolvimento dos vasos sanguíneos, o pedículo se torna o cordão umbilical
  32. 32. Implantação (Nidação)
  33. 33. Implantação (Nidação)

×