Tomada de decisao (estudo 2 de 8)

564 visualizações

Publicada em

Se perguntarmos, “Como eu posso saber a vontade de Deus?” nós podemos estar fazendo a pergunta errada. As Escrituras não nos mandam procurar a vontade de Deus nas muitas das decisões concernentes às nossas vidas, nem há passagens que nos instruam como estas decisões podem ser conhecidas ou determinadas. Também é relevante notar, que a igreja, ao longo dos séculos, não conseguiu consenso em como Deus revela sua vontade para conosco. Ainda assim persistimos em buscar a vontade de Deus, pois o desenrolar de nossas vidas exige freqüentes tomadas de decisões. Estas tomadas de decisões consomem boa parte de nossa energia, e não é incomum, buscarmos alívio desta responsabilidade e acabamos nos sentindo menos ameaçados se formos passivos ao invés de ativos quando fazemos escolhas importantes. Estes oito encontros buscam refletir sobre estes assuntos, e propor um modelo de tomada de decisão que não confronte com as Escrituras, e permita que o SENHOR realize, plenamente em nós, os seus desejos.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tomada de decisao (estudo 2 de 8)

  1. 1. EncontrosEncontro 1Uma Visão Secular  Neurolinguística  Sistemática  Cultural
  2. 2. ReferênciasDecision Making & The Will of Godby Garry Friesen & J. Robin Maxson
  3. 3. ReferênciasSmart Choices | A practical guide to making betterlife decisions by John S. Hammond, Ralph L. Keeney& Howard Raiffa
  4. 4. ReferênciasDriven | How Human Nature Shapes Our Choicesby Paul R. Lawrence & Nitin Nohria
  5. 5. Em busca de uma visão cristã
  6. 6. Por quê?Quando vier antes de um ponto, seja final, interrogativo, exclamação, o por quêdeverá vir acentuado e continuará com o significado de “por qual motivo”, “porqual razão”.
  7. 7. ResponsabilidadPostergação e Desejos Submissão Valores Escolhas Hoje Sacrifício Obediência
  8. 8. Amor Responsabilidad e Desejos SubmissãoPostergação Valores Escolhas Eterno Hoje Sacrifício Obediência
  9. 9. Cenário tentativa Amor Discernimento Ação• Sensibilidade • Oração • Força• Empatia • Vontade de Deus • Coragem • Valores • Responsabilidade • Princípios
  10. 10. Não Cenário tentativa Espera ou Indiferença Ignorância Ação Inócuas• Insensibilidade • Insensatez • Medo• Interesse próprio • Egoísmo • Culpa• Entretenimento • Inveja • Fuga• Descanso • Perda de direção • Preguiça precoce • Propósitos voláteis • Solidão• Auto-Indulgência• “Vida é curta!”
  11. 11. Tente o seu Bla bla La la la Smbr• Blu blu • Glu glu • Tc pntnh• Ble ble • Ie ie • Salo • Fru fru • Sndval • No op blo urp
  12. 12. A Visão Tradicional
  13. 13. O Centro da Vontade de Deus Desejo Moral de Deus Desejo de Deus para o Indivíduo
  14. 14. Princípios da Tomada de Decisãoa. Premissa: Para cada uma de nossas decisões Deus tem um plano ou desejo perfeito.b. Propósito: Nosso objetivo é descobrir o desejo individual de Deus e tomar decisões de acordo com este desejo.c. Processo: Nós interpretamos as impressões internas e sinais externos através dos quais o Espírito de Deus comunica Sua intenção.d. Prova: A confirmação de que nós discernimos corretamente o desejo individual de Deus vem através de um senso interior de paz e de resultados externos de sucesso.
  15. 15. Exemplo Bíblico9 De noite apareceu a Paulo esta visão: estava aliem pé um homem da Macedônia, que lhe rogava:Passa à Macedônia e ajuda-nos.10 E quando ele teve esta visão, procuravamos logopartir para a Macedônia, concluindo que Deus noshavia chamado para lhes anunciarmos o evangelho.11 Navegando, pois, de Trôade, fomos em direitura aSamotrácia, e no dia seguinte a Neápolis;12 e dali para Filipos, que é a primeira cidade dessedistrito da Macedônia, e colônia romana; eestivemos alguns dias nessa cidade. Atos 16
  16. 16. Ensino Bíblico11 O Senhor te guiará continuamente, e te fartará até em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca falham. Isaías 5814 Porque este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até a morte. Salmo 48
  17. 17. Os Problemas daVisão Tradicional
  18. 18. O Problema das Decisões Rotineiras Decisões Importantes Decisões RotineirasEu preciso saber a vontade de Eu posso usar bom juízo sem Deus desperdiçar tempo Devo casar? O que devo vestir hoje? Com quem devo casar? Que perfume devo usar? Devo fazer faculdade? Onde devo sentar na escola? Que faculdade devo fazer? O que vou almoçar hoje? Onde devo morar? Ponho etanol ou gasolina? Que carro devo comprar? Que horas devo dormir?
  19. 19. Como traçar a linha divisória? Decisões Decisões Importantes Rotineiras
  20. 20. O Problema das DecisõesEquivalentes Decisões Equivalentes Várias decisões parecem ser equivalentes Que par de sapatos eu devo usar hoje? Qual destes três pares de meias marrons eu devo usar? Qual meia eu devo calçar primeiro? Esquerda ou Direita?
  21. 21. O Problema da Imaturidade A Visão Tradicional pode promover Justificação de decisões sem análise, afirmando que “Deus me falou” Promoção de postergações caras devido a incerteza da vontade individual de DeusRejeição de preferências pessoais quando opções equivalentes são encontradas Que as circunstâncias ditem o caminho Confiança de que os jovens crentes podem tomar decisões perfeitas se eles forem sinceros O uso inadequado da Bíblia para obter a orientação necessária

×