PSD RIO TINTO                                     EDIÇÃO Nº4 OUTUBRO DE 2012SUM ÁRIO                         “”«A   Cultur...
PÁGINA    2                                                     EDIÇÃO        Nº4    OUTUBRO              DE   2012       ...
EDIÇÃO      Nº4    OUTUBRO        DE   2012                                                 PÁGINA3                 GENTE ...
EDIÇÃO          Nº4     OUTUBRO     DE    2012                                  Comissão Política PSD Rio Tinto a debater ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Newsletter nº4 (Outubro 2012)

912 visualizações

Publicada em

PSD Rio Tinto: Newsletter nº4 (Outubro 2012)

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
912
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
708
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Newsletter nº4 (Outubro 2012)

  1. 1. PSD RIO TINTO EDIÇÃO Nº4 OUTUBRO DE 2012SUM ÁRIO “”«A Cultura atua como fermento do desenvolvimento, pois é ela queEditorial gera e transmite os valores de geração em geração, tornando neces- sário conhecer a realidade cultural de um grupo social local em pro- fundidade, porque é a identidade cultural que rege a permanente evo- lução dos sentimentos e das maneiras de perceber as coisas que ca- raterizam todas as comunidades num dado momento»(Hermet, 1999).CrónicaAtividades:TertúliaCultura eIdentidade emRio Tinto Marco fronteiriçoAgendaLavadeira de Rio Tinto
  2. 2. PÁGINA 2 EDIÇÃO Nº4 OUTUBRO DE 2012 EDITORIAL Alfredo Correia Presidente da Comissão Política Rio Tinto – Uma Cultura, uma Identidade Caros Rio Tintenses, Este mes a Comissao Política do PSD Rio Tinto decidiu promover a discussao e a apre- sentaçao de um tema com o maximo interesse para a definiçao de uma cidade/ freguesia, no futuro. Quem somos nos sem passado? Quem somos nos sem os valores transmitidos pelosCultura nossos pais? Quem somos nos sem Cultura? Como se define a nossa Identidade? Rio Tinto e uma freguesia cheia de historia, desde a origem do seu nome, passando pelas famosas Lavadeiras, a Quinta das Freiras e todos os marcos historicos que aindaIdentidade persistem (embora deixados ao abandono) e os que ja foram suprimidos pela força de uma construçao desenfreada. No entanto, considera que a sua historia e valorizada? Considera que as crianças e jovens da freguesia conhecem estes factos historicos? DoHistória nosso ponto de vista muito mais poderia ser feito. Outra questao de grande relevancia para a nossa freguesia e a reestruturaçao autar- quica que o Governo pretende levar a cabo. A Assembleia Municipal de Gondomar porLavadeiras opiniao de todos os partidos e presidentes de junta e como muitos outros municípios optou por sugerir a manutençao de todas as freguesias como hoje sao conhecidas.Quinta das Consequencias?! Pois… essas ainda nao conhecemos mas podem ser diversas. Para ja sabemos que a sugestao de reestruturaçao passou para as maos de um grupo de tecni-Freiras cos que sem conhecer profundamente cada uma das freguesias fara, tendo em conta dados demograficos, a fusao das mesmas.Passado Rio Tinto sendo uma freguesia urbana com bastante populaçao podera ate escapar a essa fusao, no entanto, o que sera feito de parte da nossa cidade (freguesia de BaguimPresente do Monte)? Esperemos pelas proximas noticias pois muito podera mudar no nossoFuturo concelho. Saudaçoes Sociais Democratas, Alfredo Correia PSD RIO TINTO
  3. 3. EDIÇÃO Nº4 OUTUBRO DE 2012 PÁGINA3 GENTE CAPAZ E e essa ESPERANÇA de conseguir CORRER atras da luz (mesmo que esta pareça estar so la E verdade! ao fundo do tunel); de INOVAR abrindo de ime- Ao longo dos seculos demonstramos diato duas janelas, se uma porta se fechou; de que somos Gente Capaz e que peran- PROCURAR o rendimento e o sustento aqui oute a adversidade ( e foram muitas as que vivenciamos) alem, (como acontecera outrora); de TRANS-nunca voltamos as costas. FORMAR as uvas no bom vinho; de FAZER CRES-O nosso desígnio desde remota idade, e a luta. E o CER as ideias e expandir-se, e portanto essatempo, este tempo que e de Guimaraes, cidade berço energia chamada ESPERANÇA que nos fortaleceda nacionalidade portuguesa, agora Cidade Europeia e nos torna GENTE CAPAZ!da Cultura, e tambem o tempo de todos os portugue- E urgente acreditarmos e juntarmos as energiasses, de todos os que acreditam que sao GENTE CAPAZ! boas de todos e assim construirmos com alicer-Os vimaranenses sao capazes e estao a revelar a sua ces mais seguros a nossa “Casa-Portugal”. E oforça criadora a Europa e ao Mundo, baseados na sua tempo do sacrifício, da sementeira, ate talvez dahistoria e na sua memoria, juntaram-lhes os afetos e a tempestade (para alguns que sofrem mais asforça do “guerreiro” e Portugal ali surgiu naquela noi- agruras da vida) mas tambem e o tempo dete fria atmosfericamente mas tao quente de humani- “limparmos as poeiras da engrenagem”. E, taldade … forte, cheio de vida e energia! como Guimaraes que mostrou no dia da abertu-A Companhia de Teatro La Fura Dels Baus, que signifi- ra da cidade a Capital Europeia da Cultura queca em catalao “vermes dos esgotos”, apresentou no sem “obras faraonicas” nem “investimentos me-Largo do Toural um espectaculo cheio de luz e melo- galomanos, mas com a Memoria Coletiva de umdia que prendeu e, a dada altura ,emocionou o publi- povo, a sua identidade, a sua capacidade de irco. Mas que publico? Ali, naquele largo, que de repen- mais alem e possível VENCER, tambem NOS, vi-te, se tornara tao pequeno, a massa humana fundira- maranense, albicastrenses, portuenses, alenteja-se no gigante coraçao símbolo deste “reencontro e nos, algarvios, numa palavra, PORTUGUESES,celebraçao da cultura europeia e dos valores univer- contribuiremos com o nosso TRABALHO, POU-sais do humanismo que a enformam” e assistiu entusi- PANÇA, ENERGIA, CONCENTRAÇAO NO ESSEN-asmadamente como que agarrando a ESPERANÇA que CIAL, CRIATIVIDADE, INOVAÇAO e LUTA, paraparecia dali advir. Em Guimaraes, nesta noite, viu-se que PORTUGAL se afirme mais forte hoje e ama-um povo empreendedor, dinamico, capaz de se agar- nha!rar a sua historia de muitos seculos e aí encontrar asforças necessarias para renovar e reinventar o seufuturo e assim vencer as duras batalhas que tem pela Maria Jose Guimaraesfrente…
  4. 4. EDIÇÃO Nº4 OUTUBRO DE 2012 Comissão Política PSD Rio Tinto a debater e a refletir... Temos vontade , força, determinação e acreditámos que podemos fazer o melhor trabalho possível pela nossa freguesia!Tertúlia: “Rio Tinto, uma cidade dedesafios”No passado dia 25 de outubro, pelas 21:30 horas,no Café City Jovem, decorreu a Tertúlia dinamizadapor Bruno Ferraz e subordinada à subtemática”Cultura e Identidade em Rio Tinto”. Estiveram pre-sentes elementos da Comissão Política do PSD deRio Tinto e trouxeram à discussão aspetos ligadosà Cultura e Identidade, tendo também escutado asopiniões da população presente que através da res-posta a um pequeno inquérito , revelaram o que em CURIOSIDADES Que atividade existe atual-rio Tinto deveria ser mais valorizado, os símbolos deRio Tinto, e a sua integração na cidade mesmo não Riotintenses mente neste edifício?sendo dela natural. O binómio Ancestralidade/Modernidade foi largamente explorado, levantandopistas e mostrando a necessidade de próximas tertú-lias em torno da temática. Evitar a destruição doPatrimónio-urgente!Concluímos que muito há a discutir e a saber sobreesta TERRA e prometemos voltar à conversa. No en-tretanto fica esta frase para reflexão:“SER Riotintense é interessar-se pela TERRA” Agenda Comissão Política Reunião na Concelhia 6 e 26 de novembro—21:30 h Reuniões Comissão Política http://psdriotinto.blogspot.com Mês de novembro Visita às Coletividades/Associações Procurar PSD Rio Tinto Mês de dezembro http://twitter.com/psdriotinto 06 de dezembro: 21:30 h Telemóvel: 91 2298719/ 93 3289801 Tertúlia “A saúde em Rio Tinto” E-mail: cp.psd.riotinto@gmail.com Ficha Técnica: Diretor: Alfredo Correia (Licenciado em Economia) Disponível online em: Redação: Maria José Guimarães (Licenciada em Ensino de Português e Francês e Mestre em Relações Interculturais) Design Gráfico: Carlos Ferreira (Licenciado em Geografia — Ramo Educacional) e Gustavo Ferreira, Mestre em Contabilidade) Colaboradores: Pedro Sardinha (Licenciado em Economia e Carlos Teixeira (Diretor Comercial)

×