GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________...
GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________...
GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________...
GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Assembleia municipal extraordiária 25 de abril de 2013 manuela ruivo

285 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Assembleia municipal extraordiária 25 de abril de 2013 manuela ruivo

  1. 1. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________2009-2013·· Página 1 de 4Exmo. Senhor Presidente da Assembleia MunicipalExma. Senhora e Senhores Membros da MesaExmas. Senhoras e Senhores Deputados MunicipaisExma. Senhora Presidente da Câmara MunicipalExma. Senhora e Senhores VereadoresExmo Senhor Diretor da Escola Solano de Abreu Dr. Jorge CostaComunicação social e público presenteComemorar a liberdade é tornar atual, é ser autêntico, é estar à altura…Comemorar a liberdade na casa dos jovens, é estimulá-los a descobrir Abril, é criar odesejo de perceber como hoje respiramos a “liberdade como coisa adquirida”.Comemorar, não é lembrar. É Honrar!É honrar os valores de Abril, e honrar os valores de Abril, é saber que onde começa osonho, é onde começa a responsabilidade.Liberdade e Responsabilidade são almas gémeas.Hoje, sabemo-lo da forma mais dura e implacável!Sabemos hoje que a liberdade, valor de Abril, não foi honrada!A irresponsabilidade da gestão das coisas públicas perverteu, desvirtuou, ofendeu econdenou a liberdade dos valores de Abril. Só assim se compreende o estado em queo País se encontra…Todas as expectativas de esperança, dos anseios preconizados por “Abril” setransformaram num pesadelo face à irresponsabilidade como foram geridos osdesígnios do estado e de alguns municípios.Sendo o expoente máximo da irresponsabilidade, contrair dívida e mais dívida, nãosabendo se era possível honrá-la.
  2. 2. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________2009-2013·· Página 2 de 4Estradas de duvidosa utilidade social, com tráfego reduzido.Pontes sem automóveis.Escolas com orçamentos faraónicos para justificarem o rendimento do projetista ecom os ares condicionados desligados.Gente jovem reformada e bem reformada e a viver do sistema.Escolas com cursos para os professores e o desemprego para os alunos.Rotundas e mais rotundas.Futebol e muito futebol.Empregos e mais empregos.Tudo pendurado no orçamento, os jornais, as rádios, os clubes, os empregos, tudo àmercê das rédeas do poder.Mais de meio Portugal a viver do Estado.A política não é só ganhar eleições, é também o implementar e o honrar daspromessas eleitorais.Hoje, estamos perante uma democracia geracional imperfeita…As gerações que estiveram à frente dos destinos do Estado não deixam um futuro aosjovens deixam um pesadelo.As atuais gerações consumiram e gastaram e mandam a fatura aos jovens.Estamos perante um território desordenado, estimulando ao abandono…Estamos perante a ausência de reabilitação urbana consequente, metódica, comespírito de comunidade, fixadora de população, percursora de mais-valias…Hoje, consequência de investimentos megalómanos e ocos, não geradores deriqueza, não há criação de emprego no nosso concelho…
  3. 3. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________2009-2013·· Página 3 de 4“Verdes são os campos do nosso Concelho”, é assim que queremos continuar a ver ea sentir o nosso território. Não como lembrança e saudosismo. Queremos preservare melhorar a qualidade de vida da população.Este Abril, é um começar de novo. É um momento de reflexão que nos obriga a parare a pensar com esperança no amanhã. Nos obriga a ser criativos, que nos obriga a serhumanos, a pensar mais nos carenciados. Não nos referimos somente a bensmateriais, refiro-mo-nos hoje, mais do que nunca, aos mais vulneráveis, aos quesofrem do pior dos males…da doença e da solidão.Vivemos um momento inigualável em que sabemos que é autismo técnico,intelectual e social, não olhar para a economia social como propulsor da economia,como propulsora dos valores humanos.O trabalho voluntário e o trabalho associativo devem ser valores a promover e aprosseguir.Quantos de nós, apresentamos nos nossos currículos o trabalho voluntário quedesenvolvemos?É aqui, na escola, nas classes mais jovens que devemos implementar estes valores deestima, dedicação, altruísmo, igualdade, trabalho, voluntariado e noção do próximo.O exemplo do Dr. solano de Abreu, Abrantino ilustre e patrono da escola ondeestamos, foi para além de advogado e de empresário agrícola um homem com umadimensão social e cívica, uma referência e uma inspiração para os nossos tempos,ávidos de referências como esta.Foi fundador da sopa dos pobres, enquadrado no Montepio Abrantino SoaresMendes.Curvo- me respeitosamente em sua memória.É hoje da economia social, o cada vez mais importante terceiro setor, que prevalecemos valores da solidariedade, da entreajuda e da partilha, princípios fundamentais paraum Portugal mais livre e justo.Importa valorizar o trabalho voluntário e a dimensão social do individuo.
  4. 4. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________2009-2013·· Página 4 de 4Não devemos permitir que o ser deixe de estar no centro da nossa ação, nãodevemos permitir que o ter suplante o ser.Com uma cultura cívica forte, o movimento da economia social torna-se mais amplo,gera mais emprego e mais resultados na sociedade em geral e nas pessoas emparticular.Aos jovens, aos jovens do nosso Concelho e em particular aos da escola Dr. Solano deAbreu, não se esqueçam que os valores, a nobreza de caracter e determinação naprossecução dos nossos objetivos são determinantes para o sucesso.Estudem, elevem a vossa formação, seja ela através de doutoramentos, mestrados,licenciaturas, bacharelatos, ensino profissional, interessa é a excelência do resultadodo vosso trabalho.Façam os vossos estudos em Abrantes, em Lisboa, em Portugal ou fora do nossoPais…mas, elevem os vossos conhecimentos. Sejam mulheres e homens cultos.Sejam muito bons, excelentes até…mas voltem! Voltem a Abrantes!Sejam livres, construam a vossa vida profissional e familiar em Abrantes!Viva a Liberdade!Viva Abrantes!Viva Portugal!Manuela RuivoCoordenadora do Grupo Municipal PSD de Abrantes

×