Citogenética (Po

11.994 visualizações

Publicada em

2 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.994
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7.955
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
172
Comentários
2
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Citogenética (Po

  1. 1. CITOGENÉTICA DNA & RNA
  2. 2. ÁCIDOS NUCLÉICOS São macromoléculas chamadas polinucleotídeos. Responsáveis pelo processamento , armazenamento e a expressão das informações genéticas. Tais informações são essenciais para a construção , o funcionamento e a adaptação da célula às mudanças no ambiente. Tudo isso é possível pois o DNA coordena a síntese de todas as proteínas necessárias a estas atividades. Já o RNA é o ácido nucleico que executa a síntese proteica.
  3. 3. DOGMA CENTRAL DA BIOLOGIA <ul><li>DNA RNA PROTEÍNA </li></ul><ul><li>DNA : forma o gene, responsável pela síntese de uma determinada proteína. Tal proteína tem como resultado uma característica hereditária, como o tipo sanguíneo. </li></ul><ul><li>RNA : constroem a proteína sob o comando do DNA. </li></ul>
  4. 4. Nucleotídeo <ul><li>PENTOSE : ribose ou desoxirribose </li></ul><ul><li>FOSFATO </li></ul><ul><li>BASE NITROGENADA : Adenina, Timina, Citosina, Guanina e Uracila </li></ul>
  5. 5. DNA & RNA <ul><li>Desoxirribose </li></ul><ul><li>A - T </li></ul><ul><li>C - G </li></ul><ul><li>Fita dupla ( dupla hélice) </li></ul><ul><li>Ribose </li></ul><ul><li>A, U , C, G </li></ul><ul><li>Fita simples </li></ul>
  6. 6. Propriedades do DNA <ul><li>Replicação ou autoduplicação: capacidade de fazer cópias de si mesmo </li></ul><ul><li>As duas fitas servem de molde para a síntese de novos DNAs </li></ul><ul><li>DNA 2 DNA </li></ul><ul><li>Transcrição ou síntese de RNA: </li></ul><ul><li>Uma fita do DNA serve de molde </li></ul><ul><li>DNA RNA </li></ul>
  7. 7. REPLICAÇÃO <ul><li>Ocorre no NÚCLEO </li></ul><ul><li>DNA polimerase </li></ul><ul><li>Interfase ( S ) </li></ul><ul><li>Processo SEMICONSERVATIVO </li></ul><ul><li>É a base do crescimento e da reprodução dos seres vivos pois sem replicação é impossível qualquer célula dividir-se, por E! (crescimento) ou R! (reprodução ) </li></ul>
  8. 8. Replicação <ul><li>Eventuais erros da DNA polimerase ao encaixar as bases complementares (A-T; C-G) ocasiona uma MUTAÇÃO PONTUAL </li></ul><ul><li>Transcriptase reversa (um tipo especial de DNA polimerase encontrada em retrovírus) </li></ul><ul><li>Importância das mutações: fonte básica da variabilidade genética </li></ul>
  9. 9. TRANSCRIÇÃO <ul><li>Ocorre no núcleo </li></ul><ul><li>RNA polimerase </li></ul><ul><li>Interfase (G1) período de crescimento celular </li></ul><ul><li>É a primeira etapa da SÍNTESE PROTEICA </li></ul><ul><li>A mensagem genética é copiada do DNA (molde) para uma molécula de RNAm (fita simples e complementar) </li></ul><ul><li>CUIDADO!! A </li></ul><ul><li>T U </li></ul>replicação transcrição
  10. 10. Transcrição <ul><li>Formam-se 3 tipos de RNA : </li></ul><ul><li>RNAm (códon): é o “negativo” do gene, formado por trincas de bases, determina a seqüência dos aminoácidos na proteína. </li></ul><ul><li>RNAt (anticódon): carrega e entrega o aminoácido correto para o ribossomo. Numa extremidade possui uma trinca de bases complementar ao códon, na outra, o aminoácido correspondente. </li></ul><ul><li>RNAr: forma o ribossomo. Traduz os códons numa seqüência de aminoácidos. Une os aminoácidos por ligações peptídicas </li></ul>
  11. 11. Transcrição
  12. 12. Transcrição <ul><li>DNA: AAACCCGGG TTT </li></ul><ul><li>RNAm: UUU GGGCCCAAA </li></ul><ul><li>SPLICING OU PROCESSAMENTO DO RNAm: </li></ul><ul><li>Antes de começar a tradução, enzimas especiais retiram porções não codificantes do RNAm chamados ÍNTRONS , “lapidando-o” e deixando apenas os trechos codificantes chamados ÉXONS . Um RNAm pronto para a síntese proteica é formado só por éxons. </li></ul>
  13. 13. Tradução <ul><li>Segunda e última etapa da síntese proteica; </li></ul><ul><li>Ocorre no citoplasma </li></ul><ul><li>3 RNAs envolvidos (RNAm, RNAt, RNAr) </li></ul><ul><li>DNA RNA PROTEÍNA </li></ul><ul><li>TRANSCRIÇÃO TRADUÇÃO </li></ul>
  14. 14. TRADUÇÃO
  15. 15. TRADUÇÃO
  16. 16. CÓDIGO GENÉTICO
  17. 17. Características do código genético <ul><li>TRIPLO : baseado em trincas de nucleotídeos </li></ul><ul><li>permite a formação de 64 códons diferentes, sendo 61 ativos e 3 inativos ou códons de parada da síntese protéica ( UGA, UAG, UAA ); </li></ul><ul><li>UNIVERSAL : é válido para todos os seres vivos. Permite a transgenia (OGM); </li></ul><ul><li>DEGENERADO : o código genético é repleto de “sinônimos”. Um único aminoácido pode ser codificado por vários códons diferentes, DIMINUINDO A POSSIBILIDADE DE MUTAÇÃO. </li></ul><ul><li>Ex: prolina (CCC, CCG, CCU, CCA). </li></ul>

×