Cantilena da Pedra Coimbra, 30 de Julho de 1968 Miguel Torga
<ul><li>Sem musa que me inspire, </li></ul>
<ul><li>Canto como um pedreiro </li></ul>
<ul><li>Que, de forma singela, </li></ul>
<ul><li>Embala a sua pedra pela serra fora… </li></ul>
<ul><li>Upa! Que lá vai ela! </li></ul>
<ul><li>Upa! Que vai agora! </li></ul>
<ul><li>A pedra penitente que eu arrasto  </li></ul>
<ul><li>Tem o tamanho de uma vida humana. </li></ul>
<ul><li>E só nesta toada a movimento </li></ul>
<ul><li>Embora o salmo já me saia rouco. </li></ul>
<ul><li>Upa! Meu sofrimento! </li></ul>
<ul><li>Upa! Que falta pouco… </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

GonçAlo Sousa Pedro Coelho8 A

1.155 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.155
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
651
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

GonçAlo Sousa Pedro Coelho8 A

  1. 1. Cantilena da Pedra Coimbra, 30 de Julho de 1968 Miguel Torga
  2. 2. <ul><li>Sem musa que me inspire, </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Canto como um pedreiro </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Que, de forma singela, </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Embala a sua pedra pela serra fora… </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Upa! Que lá vai ela! </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Upa! Que vai agora! </li></ul>
  8. 8. <ul><li>A pedra penitente que eu arrasto </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Tem o tamanho de uma vida humana. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>E só nesta toada a movimento </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Embora o salmo já me saia rouco. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Upa! Meu sofrimento! </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Upa! Que falta pouco… </li></ul>

×