Presídio Modelo

876 visualizações

Publicada em

Titulo: Presídio Modelo
Alunos:Mariane,Sthella Toniolo,
Cidade: Berrini
Disciplina: Gestão de Projetos
Turma: GE10
Data:06-06-2013
Hora:20:07
Comentarios:Olá Professor, boa noite.

Na minha equipe conta também com a participação de: Antônio Dantas, acredito que o mesmo não deve ter feito o cadastro em seu site. De qualquer forma, seu nome e foto estão na apresentação do projeto e já solicitei ao mesmo que faça seu cadastro.

Agradeço os conhecimentos repassados em aula e espero nos encontrarmos novamente.

Obrigada desde já, abraços.
Sthella Toniolo
(71) 9179-7555

Publico até ápos a correção

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Comentários
    Introdução: ok;
    Objetivo do trabalho: ok;
    Identificação: ok;
    Categorização: ok;
    Avaliação: ok;
    Seleção: ok;
    Priorização: sugere-se identificar claramente os projetos que serão priorizados do portfólio identificado;
    Balanceamento: sugere-se utilizar a metodologia do gráfico de bolhas;
    Rebalanceamento: idem ao tópico do balanceamento;
    TAP: sugere-se colocar o objetivo em uma frase;;
    ISH: classificação é o resultado do cruzamento entre 'poder' e 'interesse', assim, sugere-se que sejam observados os enquadramentos adequados;
    WBS: ok;
    D-WBS: ok;
    LAtv: ok;
    MA: ok;
    Orç: ok;
    RR: ok;
    EVA: ok;
    SM: ok;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
876
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
39
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Presídio Modelo

  1. 1. Gestão de ProjetosMBA Gestão Empresarial, Turma 10Berrini, São PauloPresídio Modelo
  2. 2. Equipe do ProjetoAntonio DantasMariane MarquardtSthella Keller Toniolo
  3. 3. Objetivo do TrabalhoO gerenciamento de projetos tem a intenção de atingir um objetivoespecífico já pré-estabelecido, buscando dentro do prazo previstoalcançá-lo com o máximo de êxito possível.Através deste trabalho, pudemos de forma prática aprender como osprojetos devem ser alinhados e estruturados, nos tornandocapacitados a aplicá-los em nossas diferentes áreas de atuação esegmentos de negócios.Trata-se de um esquema implementado para mitigar os riscos aociclo de vida dos diversos projetos, buscando nos tornar profissionaismais capacitados ao melhor entendimento e aplicabilidade destagestão.
  4. 4. O Nosso Projeto – PresídioModeloPor meio de parceria público-privada (PPP), empresa construirá e manterá penitenciária emtroca de pagamento feito pelo governo. Com a expectativa de atrair investidores nacionais einternacionais, o ministério de Lisarb lançará o edital para a contratação do consórcio queconstruirá o Complexo Prisional.Capacidade de investimento: A iniciativa privada tem capacidade de fazer grandesinvestimentos em um curto espaço de tempo, sem depender de processos burocráticos edecisões políticas;Agilidade: Serviços de manutenção, eventuais reformas e outras melhorias poderiam ser feitasa qualquer momento, com maior agilidade. A iniciativa privada não terá de cumprir prazos elegislações restritivas impostas ao governo do Estado;Gestão: A dinâmica da iniciativa privada terá maiores condições de manter as penitenciáriasem melhores condições, sem o enfrentamento de problemas que costumam marcar osempreendimentos estatais, como deterioração física e superlotação;Custo diluído: Em vez de arcar com um alto investimento de uma vez na construção depresídios, o governo do Estado consegue diluir o gasto em um período de tempo mais longo;Economia a longo prazo: Sob responsabilidade da iniciativa privada, o governo não terá dearcar com gastos com o pessoal que atua nos estebelecimentos. No futuro, não terá de arcarcom custos previdenciários e de aposentadorias dos agentes penitenciários.
  5. 5. Linha de produçãoLavanderia na PenitenciáriaComida de QualidadeO Nosso Projeto – PresídioModeloProjeto Piloto
  6. 6. Identificação – Projetos do Ministériodo Planejamento de LisarbEnergia: BiomassaEmbalagem: Cana-de-açúcarMat prima; melhor aproveitamento.Revitalização de Cidades: Polos TurísticosFicha LimpaPolícia Nota 10Cidadão Olhos AbertosTransporte Público: metrôPresídio Modelo.
  7. 7. Categorização dos ProjetosSócio Cultural IDH Renda; InstruçãoTaxaCriminalidadeBudgetEconômico; QVSustentabilidade•Energia:Biomassa•Embalagem:Cana-de-açúcar•Mat prima;melhoraproveitamento.Turismo•Revitalização deCidades: PolosTurísticosCombate àCorrupção•Ficha LimpaQV e Segurança•Polícia Nota 10•Cidadão OlhosAbertosProjeto Social•TransportePúblico: metrô• PresídiosModelo.
  8. 8. Critérios de AvaliaçãoCritério Peso (%)Presídios País mais justo Policia nota 10 MetrôNota Média Nota Média Nota Média Nota MédiaIDH 40,0% 5 2 10 4 10 4 5 2SócioCultural20,0% 10 2 5 1 0 0 5 1Econômico 10,0% 10 1 10 1 5 0,5 10 1Budget 10,0% 5 0,5 10 1 5 0,5 0 0Retorno 20,0% 10 2 0 0 0 0 0 0Total 100% 40 7,5 35 7 20 5 20 4
  9. 9. Sócio Cultural IDH Renda; InstruçãoTaxaCriminalidadeBudgetEconômico; QVTurismo• Revitalizaçãode Cidades:PolosTurísticosCombate àCorrupção• Ficha LimpaQV eSegurança• Polícia Nota10• CidadãoOlhosAbertosProjeto Social• TransportePúblico:metrô• PresídiosModelo.Seleção
  10. 10. Priorização & BalanceamentoAlta Média BaixaCritérioPeso(%)Presídios País mais justo Policia nota 10 MetrôNota Média Nota Média Nota Média Nota MédiaIDH 40,0% 5 2 10 4 10 4 5 2SócioCultural20,0% 10 2 5 1 0 0 5 1Econômico 10,0% 10 1 10 1 5 0,5 10 1Budget 10,0% 5 0,5 10 1 5 0,5 0 0Retorno 20,0% 10 2 0 0 0 0 0 0Total 100% 40 7,5 35 7 20 5 20 4
  11. 11. Balanceameto do Portfólio• O portfólio foi reajustado visando adequar oscritérios de acordo com os projetos maisvotados pela equipe de projetos.• O peso do critério de IDH é bastante alto, noentanto, mesmo com uma nota mediananeste critério, o Projeto dos Presídios possuiuuma maior quantidade de notas altas nosdemais critérios.
  12. 12. Stakeholders
  13. 13. WBS Presídio-ModeloConcepçãoAnálise InicialDefinição doEscopoOrçamentoAssessoriaJurídicaApresentaçãodo ProjetoPlanejamentoInfraestruturaRH-PessoasAtividadeFabrilSuprimentosLogísticaFinançasPolíticasExecuçãoPreparaçãoConstruçãoTreinamentoImplantaçãoPilotoRoll-OutConclusãoIndicadores/ResultadosMonitoramento eSuporteMelhoriasEstrutura deDecomposiçãodo Trabalho
  14. 14. D-WBS: Fase 1
  15. 15. D-WBS: Fase 2
  16. 16. D-WBS: Fase 3
  17. 17. D-WBS: Fase 4
  18. 18. Lista de Atividades – Fase 1
  19. 19. Lista de Atividades – Fase 1
  20. 20. Lista de Atividades – Fase 2
  21. 21. Lista de Atividades – Fase 2
  22. 22. Lista de Atividades – Fase 3
  23. 23. Lista de Atividades – Fase 4
  24. 24. Mapa de AquisiçõesValores de precificação do mercado que ficaramsubjetivos de contratação, haja vista que tratam-se deserviços caros e de
  25. 25. Orçamento
  26. 26. Análise de Valor Agregado
  27. 27. Análise de Valor Agregado
  28. 28. Recomendação & Solicitaçãode Mudança

×