TAP - Termo de Abertura do Projeto
Projeto
Obtenção de compostos fenólicos bioativos em laboratório credenciado ISO/IEC 17...
O financiamento obtido está limitado a R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais). Empresas e instituições participantes
cont...
ISH - Registro de Stakeholder Online
Cadastro
Stakeholder Posição Papel no Projeto Email Telefone Celular
Adalto Donizeti ...
WBS - Estrutura de Decomposição do Trabalho
Descomposição
C.C. Fase / Subfase / Pacote de Trabalho Análise M/B
1 Seleção d...
Fluxograma de Iniciação
Fluxograma de Planejamento
Fluxograma de Execução
Fluxograma de Monitoramento & Controle
Fluxograma de Encerramento
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Obtenção de compostos fenólicos bioativos em laboratório credenciado ISO/IEC 17.025

431 visualizações

Publicada em

Titulo: Obtenção de compostos fenólicos bioativos em laboratório credenciado ISO/IEC 17.025
Alunos:Adalto,Juliano de Oliveira Rocha,Juliano Pereira dos Santos,Marcelo Guassi,Marco Antonio Corrêa Velloso,
Cidade: Piracicaba
Disciplina: Integração
Turma: GP07
Data:16-01-2015
Hora:09:18
Comentarios:
Publico até ápos a correção

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Obtenção de compostos fenólicos bioativos em laboratório credenciado ISO/IEC 17.025

  1. 1. TAP - Termo de Abertura do Projeto Projeto Obtenção de compostos fenólicos bioativos em laboratório credenciado ISO/IEC 17.025 Descrição O projeto visa identificar, avaliar e selecionar espécies vegetais com potenciais de fornecer compostos bioativos com propriedades funcionais, anti-inflamatórios, antibacterianos, antivirais, antialérgicos, antitrombóticos, ação vasodilatadora, antimutagênicos, anticarcinogênica e que possam ser explorados de forma sustentável em uma planta “acreditada” pela ISO/IEC 17.025. Justificativa Os flavonóides são compostos que evitam as reações de propagação dos radicais livres. Podem ser utilizados como matéria-prima para alimentos funcionais e/ou produtos nutracêuticos. Os flavonóides são compostos fenólicos que apresentam uma estrutura química C6-C3-C6 e são largamente utilizados por seus efeitos biológicos, sendo estes antibacterianos, antivirais, antiinflamatórios, antialérgicos, antitrombóticos, ação vasodilatadora, antimutagênicos, anticarcinogênica e outros. Trabalhos recentes mostraram que a região amazônica apresenta um grande potencial de fornecedor de matéria-prima destes compostos. São pesquisas que evidenciaram a capacidade antioxidante de espécies vegetais amazônicas. Várias espécies estudadas reduzem significativamente, in vitro, a oxidabilidade das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e protegem os eritrócitos da hemólise. Já ficou demonstrado também que o suco do açaí reduz o risco da oxidabilidade das LDL em indivíduos em condições de risco. Todas estas atividades estão associadas à elevada concentração de flavonóides em espécies vegetais da região. Ter uma planta de pesquisa e obtenção acreditada pela ISO/IEC 17.025, respalda a importância da atividade e dará um posicionamento estratégico frente aos concorrentes, principalmente no exterior. Objetivo S.M.A.R.T. Specific (Específico): Identificar e selecionar espécies vegetais com condições de fornecerem compostos bioativos que possam ser extraídos, purificados, obtidos em escala e utilizados pela indústria farmacêutica com protocolos analíticos reconhecidos e acreditados. Meansurable (Mensurável): Utilizar plantas que forneçam rendimento de obtenção no mínimo de 25% de compostos bioativos e acreditar as análises necessárias para a sua avaliação de atividade em até 24 meses. Agreed Upon (Acordado): Todos os membros da equipe de pesquisa e trabalho tanto dos centros de pesquisas e universidades envolvidas no Brasil e Europa concordam com os termos e condições do projeto. Realistic (Realístico): As atividades deverão se concentrar nas espécies pré-pesquisadas e identificadas como com alta capacidade de fornecer compostos fenólicos. Time (Tempo): As atividades de voltadas para a obtenção do biocomposto devem ser concluídas em 24 meses, bem como a acreditação da planta de obtenção. Os estudos farmacológicos devem ser concluídos em 36 meses. Cost Constrained (Restrição de custo): Este projeto está limitado ao orçamento estabelecido de R$6.000.000,00 (seis milhões de reais). Requisitos O projeto deve permitir o uso sustentável da floresta e a recuperação de áreas degradas da floresta com o envolvimento das comunidades locais nas atividades ligadas a coletas das partes vegetais selecionadas evitando, dessa forma, o desmatamento indiscriminado, permitindo criar uma fonte de renda alternativa para as comunidades locais e sua fixação no local. Designação Fica designado como Gerente de Projeto Marco Antonio Corrêa Velloso, que deverá dar início as atividades até 16/01/2015. Milestones Seleção das espécies vegetais com maior rendimento (12 meses); extração e purificação por cromatografia (18 meses); acreditação da planta produtiva (24 meses); estudo terapêutico do composto para autorização de uso como fármaco (60 meses). Orçamento
  2. 2. O financiamento obtido está limitado a R$ 6.000.000,00 (seis milhões de reais). Empresas e instituições participantes contribuem com infra-estrutura necessária para o desenvolvimento da pesquisa. Riscos Turn-over elevado dos bolsistas selecionados; Infraestrutura inadequada para acreditação da ISO/IEC 17.025; baixo comprometimento com o projeto das comunidades locais envolvidas; falta de um biotério padrão para estudos “in-vitro”; prazo de entrega de equipamentos importados atrasar por problemas na Receita Federal; atraso nas obras civis por atraso de repasse de verbas do governo federal (contingenciamento); pouco envolvimento da alta direção com a implantação ISO/IEC 17.025; baixa adesão de voluntários para o acompanhamento clínico. Data, Assinatura do Sponsor 30/11/-0001 - Aprovado
  3. 3. ISH - Registro de Stakeholder Online Cadastro Stakeholder Posição Papel no Projeto Email Telefone Celular Adalto Donizeti Buzinaro Junior Membro da Equipe de Projeto adaltodbjr@gmail.com Juliano Pereira dos Santos CEO Agência de fomento Sponsor do Projeto juxliano@gmail.com Juliano de Oliveira Rocha Membro da Equipe de Projeto julianorocha@ymail.com Marcelo Guassi Membro da Equipe de Projeto marcelo_amd@yahoo.com.br Marco Antonio Corrêa Velloso Gerente do Projeto macvelloso08@hotmail.com
  4. 4. WBS - Estrutura de Decomposição do Trabalho Descomposição C.C. Fase / Subfase / Pacote de Trabalho Análise M/B 1 Seleção da espécie vegetal com melhor rendimento 1.1 Coleta de amostras de frutos, folhas e raízes Make 1.2 Secagem e preparo das amostras Make 1.3 Extração inicial com solventes orgânicos Make 1.4 Caracterização e comparação inicial dos resultados Make 2 Extração e purificação por cromatografia 2.1 Fase Móvel Make 2.2 Fase Estacionária Make 2.3 Modo de separação Make 2.4 Ampliação de escala Make 3 Acreditação da planta produtiva 3.1 Atendimento requisitos da direção Make 3.2 Atendimento requisitos técnicos Make 3.3 Homologação das análises Make 3.4 Auditoria para acreditação INMETRO Buy 4 Estudo terapêutico do composto para autorização de uso como 4.1 Análises “in vitro” Make 4.2 Análises “in vivo” Make 4.3 Acompanhamento clínico de 3 anos Make 4.4 Publicação dos resultados Make
  5. 5. Fluxograma de Iniciação
  6. 6. Fluxograma de Planejamento
  7. 7. Fluxograma de Execução
  8. 8. Fluxograma de Monitoramento & Controle
  9. 9. Fluxograma de Encerramento

×