Ipatinga gp03-pmo-grupo meta

717 visualizações

Publicada em

Andre Luiz de Abreu, Elielson Lopes Soares, Italo Carlos Correa, Leidson Miranda Dias, Mario Araujo Neto

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Introdução: ok;
    Objetivo do PE: ok;
    Identificação: ok;
    Categorização: ok;
    Avaliação: ok;
    Seleção: ok;
    Priorização: ok;
    Balanceamento: sugere-se que o gráfico de bolhas contemple todos os projetos que foram selecionados e priorizados;
    Rebalanceamento: ok;
    Resultado final: ok;
    Benefícios do PMO: ok;
    Foco de implementação: ok;
    Função do PMO: ok;
    Modelo de PMO: ok;
    Nível hierárquico: ok;
    Profissionais: ok;
    Etapas de implementação: ok;
    Métricas: ok;
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
717
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
164
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ipatinga gp03-pmo-grupo meta

  1. 1. PROJECT OFFICE E NÍVEL DE MATURIDADEMBA em Gerenciamento de Projetos – Turma GP3 – Ipatinga MG Integrantes da Equipe META: Andre Luiz de Abreu Elielson Lopes Soares Italo Carlos Correa Gonçalves Leidson Miranda Dias Mário Araújo Neto Maio 2012 1
  2. 2. ÍNDICE Slide 1: Apresentação da empresa Slide 2: Índice Slide 3: Apresentação da Empresa Slide 4: Introdução Slide 5: Objetivos da consultoria Slide 6: Objetivos do plano estratégico Slide 7: Identificação Slide 8: Categorização Slide 9: Avaliação Slide 10: Seleção Slide 11: Priorização Slide 12: Balanceamento Slide 13: Visão geral e resultados obtido das etapas anteriores Slide 14: Benefícios do PMO a ser implementado Slide 15: Foco, Função, Modelo e Nível Hierárquico Slide 16: Foco, Função, Modelo e Nível Hierárquico Slide 17: Etapas de implementação Slide 18: Métricas de sucesso Slide 19: Agradecimentos 2
  3. 3. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A META ENGENHARIA é uma empresa especializada em gerenciamento profissional de portfólios e implantação de escritório de gerenciamento de projetos em seus clientes. 3
  4. 4. INTRODUÇÃO LISARB (significa Brasil, ao contrário!) onde quase tudo, principalmente em termos econômicos e sociais, ocorre fora do senso comum, longe dos padrões tidos como “normais e desejáveis”; como se esse país fizesse tudo (ou quase tudo) às avessas, contrariando, assim, a boa conduta em matéria econômica. De contradições em contradições, esse país realmente parece andar na contramão. Tem potencial para crescer, mas não cresce. Possui a quinta maior força de trabalho do mundo e um mercado doméstico dinâmico e em expansão. Atente-se, para tanto, ao fato de que o grau de abertura da economia desse país é de 23% - soma das exportações mais as importações em relação ao PIB (Produto Interno Bruto)-, o que significa que o mercado interno é responsável por 77% do que é consumido em LISARB. No entanto, algo parece puxar para baixo a expansão econômica de um país que nos últimos 20 anos teve como base uma política exportadora, em detrimento desse mercado doméstico potencialmente favorável ao crescimento econômico. Afim de reverter este cenário o presidente de LISARB contratou este projeto de consultoria. 4
  5. 5. OBJETIVOS DA CONSULTORIA Este trabalho tem como objetivo apresentar ao presidente do país LISARB soluções e projetos atendendo ao plano estratégico deste país. Para isto, deverá ser apresentado quais projetos e programas o país deve ter em sua carteira de investimentos (portfólio de projetos). 5
  6. 6. OBJETIVOS DO PLANO ESTRATÉGICO 1 - Aliança por um Lisarb mais justo 2 - Política cidadã baseada em princípios e valores 3 - Educação para a sociedade do conhecimento 4 - Economia para uma sociedade sustentável 5 - Proteção social 6 - Qualidade de vida e segurança para todos os Lisarbeanos 7 - Cultura e fortalecimento da diversidade 8 - Política externa para o século 21 9 - Combate à corrupção 6
  7. 7. IDENTIFICAÇÃO Técnica utilizada: Brainstorming Projetos identificados “varal de projetos”: 01- Eu Cidadão; 16 - Economia Sustentável; 02 - Justiça Para Todos; 17 – Família Segura; 03 - Mais Saúde; 18 - Marco Zero; 04 - Globaliza Lisarb; 19 - Acerela Lisarb; 05 - Xô Sujeira; 20 - Jovem Prodígio; 06- Div & Cult Lisarb; 21 - Boas Ideias; 07 - Carbono Neutro; 22 - Rede Viva 08 - Universidade Do 23 - Visão Do Futuro; Saber; 24 - Candidato Leal; 09 - Sustenta Lisarb; 25 - Transparência Lisarb; 10 - Educa Mais; 26 - Pro Emprego; 11 – Fala Lisarb; 27 - Educação Integral 12 - Justiça Agora; 13 – Nossa Lei; 14 - Multi Racial; 15 - Dinheiro Verde; 7
  8. 8. CATEGORIZAÇÃOA Meta Engenharia criou 9 categorias que contemplasse os objetivos do plano estratégico Categorias Justificativa em relação ao Plano Estratégico 01 - Justiça Social Por um LISARB mais justo 02 - Política Justa É um desejo da população 03 - Educação Educação de qualidade 04 - Economia Ter uma economia sustentável 05 – Saúde e Saúde e segurança eficiente e de segurança qualidade para todos 06 - Qualidade Qualidade e bem estar para os de vida cidadãos de todas as faixas etárias. 07 - Cultura Cultura e diversidade, sem preconceitos 08 - Política Promoção da paz e respeito a externa relações internacionais. 09 - Corrupção Lisarb sem prática ou ato ilícito 8
  9. 9. AVALIAÇÃOCritérios de Peso dos Justificativa do porque destes critérios e peso.Avaliação Critérios1. Incremento 20% É um critério que demonstra o quanto o PIB é acrescido com no PIB. o projeto,o que converge para uma economia forte e condicionada a projetos sustentáveis. 1(Baixo), 2 (Médio), 3 (Alto)2. Geração de 20% Critério julgado importante para manter a estabilidade Empregos. governamental de um país. 1(Baixo), 2 (Médio), 3 (Alto)3. Recursos 15% Critério importante para mensurar o volume de recursos serão necessário dispender para o sucesso do projeto. 1(Baixo), 2 (Médio), 3 (Alto)4. Risco 15% Critério utilizado para definir a complexidade/dificuldade do projeto. 1(Baixo), 2 (Médio), 3 (Alto)5. Custo 20% Critério utilizado para definir o custo esperado para o projeto. 1(Baixo), 2 (Médio), 3 (Alto)6. Esforço 10% Critério utilizado para definir o nível de esforço despedido no projeto. 1(Baixo), 2 (Médio), 3 (Alto) 9
  10. 10. SELEÇÃO Incremento no PIB. Geração de Empregos. Recursos Risco Custo Esforço Plano Estrategico PROJETO Total Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação01- Eu Cidadão; 1 20 2 40 1 15 1 15 1 15 2 30 2 0 13502 - Justiça Para Todos; 1 20 1 20 1 15 2 30 1 15 3 45 3 0 14503 - Mais Saúde; 1 20 1 20 3 45 2 30 3 45 1 15 3 0 17504 - Globaliza Lisarb; 3 60 2 40 3 45 3 45 2 30 2 30 1 0 25005 - Xô Sujeira; 1 20 1 20 1 15 2 30 1 15 3 45 3 0 14506- Div & Cult Lisarb; 2 40 2 40 1 15 1 15 2 30 1 15 2 0 15507 - Carbono Neutro; 3 60 3 60 2 30 2 30 3 45 2 30 3 0 25508 - Universidade Do Saber; 2 40 2 40 3 45 3 45 2 30 1 15 3 0 21509 - Sustenta Lisarb; 2 40 2 40 2 30 2 30 2 30 1 15 1 0 18510 - Educa Mais; 2 40 2 40 3 45 1 15 3 45 3 45 2 0 23011 – Fala Lisarb; 1 20 1 20 1 15 1 15 2 30 2 30 1 0 13012 - Justiça Agora; 1 20 1 20 2 30 1 15 2 30 1 15 2 0 13013 – Nossa Lei; 1 20 1 20 2 30 1 15 1 15 3 45 2 0 14514 - Multi Racial; 1 20 1 20 2 30 2 30 1 15 1 15 3 0 13015 - Dinheiro Verde; 2 40 2 40 3 45 2 30 2 30 2 30 1 0 21516 - Economia Sustentável; 2 40 3 60 2 30 2 30 3 45 3 45 3 0 25017 – Família Segura; 1 20 1 20 3 45 2 30 3 45 3 45 3 0 20518 - Marco Zero; 1 20 1 20 1 15 1 15 2 30 2 30 1 0 13019 - Acerela Lisarb; 3 60 3 60 3 45 2 30 3 45 1 15 3 0 25520 - Jovem Prodígio; 1 20 2 40 2 30 1 15 2 30 3 45 3 0 18021 - Boas Idéias; 1 20 1 20 1 15 1 15 2 30 2 30 2 0 13022 - Rede Viva 1 20 1 20 3 45 1 15 3 45 1 15 3 0 16023 - Visão Do Futuro; 3 60 2 40 2 30 1 15 2 30 3 45 2 0 22024 - Candidato Leal; 1 20 1 20 1 15 1 15 1 15 1 15 3 0 10025 - Transparência Lisarb; 1 20 1 20 1 15 1 15 1 15 2 30 3 0 11526 - Pro Emprego; 2 40 3 60 2 30 1 15 3 45 3 45 3 0 23527 - Educação Integral 1 20 2 40 2 30 1 15 2 30 1 15 1 0 150 Incremento no PIB. 20% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Geração de Empregos. 20% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Recursos 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Risco 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Custo 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Esforço 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO 10
  11. 11. PRIORIZAÇÃOFoi priorizado todos os projetos com score > 180, por ter maior aproximidade do planoestratégico para Lisarb baseado na sua experiência com projetos deste nível para nação Geração de Incremento no PIB. Recursos Risco Custo Esforço Plano Estrategico PROJETO Empregos. Total Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação Nota Pontuação 04 - Globaliza Lisarb; 3 60 2 40 3 30 3 30 2 30 2 20 1 15 225 07 - Carbono Neutro; 3 60 3 60 2 20 2 20 3 45 2 20 3 45 270 08 - Universidade Do Saber; 2 40 2 40 3 30 3 30 2 30 1 10 3 45 225 10 - Educa Mais; 2 40 2 40 3 30 1 10 3 45 3 30 2 30 225 16 - Economia Sustentável; 2 40 3 60 2 20 2 20 3 45 3 30 3 45 260 19 - Acerela Lisarb; 3 60 3 60 3 30 2 20 3 45 1 10 3 45 270 26 - Pro Emprego; 2 40 3 60 2 20 1 10 3 45 3 30 3 45 250 Incremento no PIB. 20% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Geração de Empregos. 20% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Recursos 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Risco 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Custo 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO Esforço 15% 1 -BAIXO 2 -MÉDIO 3 -ALTO 11
  12. 12. BALANCEAMENTO Diagrama de bolhas 3.5 3 2.5 Incremento no PIB. 2 Geração de Empregos. pontuação Recursos 1.5 Risco Custo 1 Esforço 0.5 0-1 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 1- Globaliza 2 -Carbono 3- Universidade 4- Educa Mais 5- Economia 06-Acerela 07- Pro Emprego Lisarb Neutro Do Saber Sustentável; Lisarb Projetos 12
  13. 13. VISÃO GERAL E RESULTADO OBTIDO DAS ETAPAS ANTERIORES• Considerando que o portfólio está balanceado, pois todos os projetos estão alinhados como planejamento estratégico do pais.• Todos os projetos foram levantados usando como ferramenta, o Brainstorming e foramseguidos todos os processos até o presente momento.• Com resultado obtido, verificamos a necessidade de implantação de um PMO, paradesenvolvimento e garantia da performance dos portfólio, transferindo conhecimento emgerenciamento de projetos, fornecendo um acompanhamento consolidado ao Executivo doandamento de seus projetos estratégicos. 13
  14. 14. BENEFÍCIOS DO PMO À SER IMPLEMENTADO •Evitar perda de dinheiro devido aos retrabalhos, ausência de um plano de gerenciamento de projetos, por não aplicar as boas práticas de gerenciamento de projetos. •Seguindo uma metodologia imposta pelo PMO, se ganha muito evitando atrasos e estouros de orçamentos. •Os projetos são suportados por uma estrutura bem formada e monitorada, evitando-se desperdícios e retrabalhos. 14
  15. 15. FOCO, FUNÇÃO, MODELO E NÍVEL HIERÁRQUICO ADOTADOSCOM SUAS RESPECTIVAS JUSTIFICATIVAS E PROFISSIONAISENVOLVIDOS Estrutura Adotada Presidência de Lisarb Ministros Assessores PMO - Nível 3, foco estratégico Governadores Assessores PMO - Nível 2, foco em gestão Prefeitos Vereadores PMO - Nível 1, foco operacional 15
  16. 16. FOCO, FUNÇÃO, MODELO E NÍVEL HIERÁRQUICO ADOTADOSCOM SUAS RESPECTIVAS JUSTIFICATIVAS E PROFISSIONAISENVOLVIDOS Nível hierárquico Adotado Foco Adotado Função Adotada Modelo Adotado Profissionais Envolvidos PMO-NÍVEL 3, FOCO ESTRATÉGICO. Rastrear benefícios e Integração com o Pool de recursos. Este tipo de PMO visa a organização Comunicação. É negócio. Como visa a Responsável direto pela 5 Diretores devido a quantidade de como um todo. preciso ver dentro do organização como um todo, contratação dos gerentes. ministério no pais. portfólio o que vem de necessita gerenciar os Responsável por manter um encontro com o conflitos, facilitar a tomada banco de dados experiências planejamento de decisões, visão comum e habilidades dos gerentes.; estratégico do país dos projetos, objetivos visando benefícios e a corporativos e facilidade de satisfação da acesso às informações dos população. projetos. PMO-NÍVEL 2, FOCO EM GESTÃO. Monitorar riscos, Gerência de recursos e Torre de controle. Auditar Este tipo de PMO visa processos e relatórios e gerenciar Gerência de infra- para reforçar os padrões. 10 Gestores devido o país ser dividido em otimização de recursos em projetos riscos. Devido ao fato estrutura. Como visa Responsável por passar vários estados. diferentes. da necessidade de processos e otimização dos instruções. controlar o processo e mesmos, foco em gestão, otimizá-lo. necessita contratar, treinar, desenvolver carreira, avaliar performance, suportar o PMIS, conectividade do PMIS a outros setores do país. PMO-NÍVEL 1, FOCO OPERACIONAL. Rastrear problemas, Métodos e Estação meteorológica. Este tipo de PMO visa projetos e ou gerenciar recursos e Procedimentos e Definir parâmetros, 15 Especialistas devido grande número de problemas individuais. gerenciar Gerência Técnica. Devido frequência, formato para município. conhecimentos. O ao foco operacional reportar as informações. nível operacional desenvolve, implementa e Permite comparações e precisa ter em suas mantém a metodologia, identificação de melhores mãos os recursos avalia o uso da práticas. necessários, o metodologia, aplica a conhecimento dos metodologia, incorpora as problemas para assim melhores práticas. É um auxiliar na solução de facilitador das atividades. problemas do projeto. Provê transferência de conhecimentos e aconselhamento. 16
  17. 17. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO. JUSTIFICATIVA •Diagnose. Feita através do questionário de avaliação verificando-se a necessidade de um PMO através do resultado do nível de maturidade do país. •Proposta de benefícios. Com este índice consegue-se comprovar a necessidade de implantação de um PMO, visto que um PMO gera custo. •Estabelecimento do foco. É preciso focar no que se precisa. Temos que ter foco e estarmos alinhado com o planejamento estratégico do país. •Definição de função. Com a definição da função podemos entender a metodologia e procedimentos, gerenciar a infra-estrutura, gerenciar os recursos, pessoal técnico e a integração com os negócios. •Definição do modelo. Temos que definir se usamos o modelo Estação meteorológica, Torre de controle ou Pool de recursos. •Necessidade de profissionais envolvidos. Podemos definir se há necessidade de profissionais “full time” ou “part time”, definir cargos, função ou departamento. 17
  18. 18. MÉTRICAS DE SUCESSO •Taxa de desemprego antes/depois da implementação dos projetos com auxílio dos PMOs Através deste índice podemos verificar o sucesso dos projetos •Índice de popularidade do presidente de “Lisarb” Através deste índice podemos verificar se a popularidade do presidente está em alta, podemos confirmar o sucesso dos projetos escolhidos. •Índice de satisfação do povo Se o povo está satisfeito, o sucesso foi alcançado porque a voz do povo é a voz de Deus. •SPI dos Projetos Com auxílio dos PMOs (tempo) podemos verificar se o cronograma ficou de acordo com o previsto •CPI do projeto Com auxílio dos PMOs (custo) podemos verificar se o orçamento foi cumprido sem atrasos. •Sucessos do projetos Porque com este indicador podemos verificar se o escopo, prazo, orçamento e qualidade foram cumpridos. Assim como a satisfação do cliente e a moral do time de projeto estão altos. 18
  19. 19. AGRADECIMENTOS Agradecemos ao mestre Marco Coghi pela aula que nos proporcional grande conhecimento, a todo grupo Meta e aos alunos da turma GP3 de Ipatinga. 19

×