Modulo 16 - O Complexo Amazônico

335 visualizações

Publicada em

modulo 15 o complexo nordeste ,complexos regionais ,regionalização ,complexo amazônico ,amazônia ,região norte
modulo 15 o complexo nordeste ,complexos regionais Modulo 16 - O Complexo Amazônico ,regionalização ,complexo amazônico ,amazônia ,região norte

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
335
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Modulo 16 - O Complexo Amazônico

  1. 1. 7º ano: Apostila 04 / Modulo 16 Professor Claudio Henrique Ramos Sales GEOGRAFIA
  2. 2. 1 2 3 ComplexoAmazônico ComplexoCentro-Sul ComplexoNordeste
  3. 3. COMPLEXO AMAZÔNICO
  4. 4.  Abrange o domínio da chamada floresta latifoliada equatorial da América do Sul dentro do território brasileiro. São aproximadamente 4,5 milhões de km², constituído de vários estados;  Foi uma das primeiras áreas exploradas pelos europeus, que extraíam primeiramente as drogas do sertão. Hoje apresenta as menores densidades demográficas, apesar da expansão das fronteiras agrícolas do Centro-Sul; BIOMA AMAZÔNICO  A área total deste bioma é de 7,5 milhões de km², correspondendo a chamada Amazônia Internacional. Quando falamos em Amazônia o que vem em nosso imaginário?
  5. 5. Amazônia Internacional
  6. 6. Localização da Amazônia  sua extensão total é de 5,5 milhões de quilômetros quadrados, ocupando a área drenada pelo Rio Amazonas, na porção equatorial da América do Sul, com cerca de 60% de sua superfície situada em território brasileiro e outros 40% distribuídos entre Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Inglesa, Guiana Francesa, Peru, Suriname e Venezuela.
  7. 7. Amazônia Legal
  8. 8. Amazônia Legal  Aqui no Brasil, para fins administrativos e de planejamento econômico foi instituída a chamada “Amazônia Legal” que engloba os seguintes Estados brasileiros: Amazonas, Pará, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Tocantins, em sua totalidade e parte dos Estados do Maranhão (Nordeste) e Mato Grosso (Centro-Oeste).  A Amazônia Legal, foi instituída em 1953 pela Lei N.º1.806, tem uma área de cerca de 5.217.423 km², 61% do território brasileiro.
  9. 9. VEGETAÇÃO ORIGINAL
  10. 10.  A floresta Amazônica visualmente parece ser homogênea quanto à composição de vegetação, no entanto, é possível identificar certas complexidades em relação a isso, desse modo existem variações em constituição que são derivadas das oscilações de tipos de solos, relevo, além da flexibilização nos níveis de umidade estabelecida em determinadas regiões da Amazônia. A floresta Amazônica desde as regiões com proximidades com o Rio Amazonas, Rio Negro, o Madeira e até as partes mais altas está dividida ou subdividida em: mata de igapó, várzea, terra firme e floresta semiúmida.
  11. 11.  Essa composição vegetativa ocorre em áreas de baixo relevo próximas a rios e por causa disso permanecem alagadas, as plantas dessas áreas apresentam estatura máxima de 20 metros, além de cipós e plantas aquáticas.
  12. 12.  Vegetação que se estabelece em áreas mais elevadas em relação às matas de igapó, mesmo assim sofre inundações, porém somente nos períodos de cheias. As árvores presentes possuem em média 20 metros de altura, sem contar com uma imensa quantidade de galhos repletos de espinhos, essa parte da floresta é de difícil acesso por ser muito fechada.
  13. 13.  Ocorre nas regiões que não sofrem com as ações das cheias, nessa parte da floresta as árvores apresentam alturas que oscilam entre 30 e 60 metros e se desenvolvem com distâncias restritas entre si, fato que dificulta a inserção de luz, uma vez que as copas das mesmas ficam muito próximas, devido a isso quase não existem outras plantas menores, pois o interior dessas matas é escuro, tornando-se impróprias para reprodução de vegetais por não ocorrer o processo de fotossíntese.
  14. 14.  Corresponde a uma subdivisão da floresta Amazônica composta por uma de transição entre a própria floresta Amazônica e outros domínios, ocorrem árvores com alturas que oscilam entre 15 e 20 metros e que perdem suas folhas no período de estiagem.
  15. 15. A interdependência entre os elementos do bioma amazônico  A diversidade de formações vegetais decorre de uma complexa interdependência entre o clima, hidrografia, solo e relevo; Clima equatorial: responsável pelas altas temperaturas (25º C), chuvas de 1500 a 3300 mm/a;  A umidade propicia uma vegetação do tipo perenifólias e higrófitas (espécie adaptada para viver parcial ou totalmente submersa em água);  O bioma é responsável por 50% da umidade atmosférica, ocorrendo as chuvas de convecção. Isto se deve pela evapotranspiração das plantas e dos rios (ocidental);
  16. 16. A Amazônia e sua biodiversidade  Além da interdependência entre os elementos naturais, o bioma tem uma espetacular biodiversidade. Possui 1,5 milhão de vegetais e animais catalogadas, ou seja, 10% de toda a biodiversidade do mundo, e ainda são endêmicas; Amazônia: um bioma ameaçado  Devido o processo de desmatamento está se intensificando na floresta devido a agricultura, o garimpo, as madeireiras, a mineração e outros, a outra grande preocupação é que o solo está ficando exposto, e o que antes era fértil por causa dos nutrientes da floresta, agora não consegue existir, provocando a laterização dos solos, assoreamento dos rios e igarapés;
  17. 17. ARCO DE DESFLORESTAMENTO
  18. 18. O processo de ocupação e de transformação do espaço amazônico  O primeiro processo de exploração foi das Coroas portuguesa e espanhola. Só no final do século XIX, através da extração do látex (seringueira) matéria- prima da borracha (automobilística), atrai a primeira leva de migrantes nordestinos (400 mil família), porém entrou em decadência por está desarticulada ao restante do país;  Só a partir de 1960 e 1970, o governo militar criou o PIN (Plano de Integração Nacional), que colonizaria a Amazônia e diminuiria a pressão demográfica no Ne e C-S. Depois passa a ser percebida de forma internacional e na DIT;  A primeira ação foi a construção de rodovias (Belém-Brasília; Cuiabá-Porto Velho; Cuiabá-Santarém; Transamazônica; Perimetral Norte) e a SUDAM (realização de projetos de povoamento e desenvolvimento da região e da criação da Zona Franca de Manaus – área industrial);
  19. 19. As atividades agropecuárias e florestais  Para a promoção do desenvolvimento, o governo contou com o intermédio do Incra, que organizou as frentes em três modalidades: 1. Pequenos núcleos urbanos: assentar migrantes nordestinos, com agricultura de subsistência; 2. Médias propriedades rurais: vendidas para migrantes do Centro-Sul, com agricultura comercial altamente mecanizada; 3. Grandes latifundiários: propriedades gigantescas vendidas a preços baixos para empresas nacionais e internacionais, ligadas a extração de madeira, pecuária e especulação. Veja: 18 proprietários possuem 19 milhões de hectares;
  20. 20. As atividades de exploração mineral  Na década de 1970, importantes jazidas foram encontradas: ferro, cobre, manganês, ouro e cassiterita, atraindo milhares de pessoas para trabalhar nos garimpos;  Para dar suporte e fomentar esse desenvolvimento a SUDAM criou infra- estrutura para explorar, beneficiar e escoar os produtos. Construiu a ferrovia projeto Grande Carajás (Serra de Carajás no Pará), o porto de Itaqui (Maranhão) e a hidroelétrica de Tucuruí (PA); Conseqüências: intensificou o povoamento, surgiram novas cidades, dinâmica econômica, transformando a paisagem amazônica.
  21. 21. As atividades industriais  A SUDAM apoiou a Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) órgão responsável pelo distrito industrial, possibilitava a isenção de impostos para produzir bens de consumo duráveis com alta tecnologia. Várias empresas nacionais e multinacionais, gerando mais de 60 mil empregos diretos e indiretos;
  22. 22. A Sudam tem como finalidade promover o desenvolvimento includente e sustentável de sua área de atuação e a integração competitiva da base produtiva regional na economia nacional e internacional.
  23. 23. TRANSAMAZÔNICA
  24. 24. Fauna e flora da Amazônia  FAUNA: alguns registros e pesquisas revelam que na Floresta Amazônica, existem aproximadamente cerca de 1.800 espécies diferentes de aves, 2.500 de peixes, 320 de mamíferos e dezenas de espécies de répteis, anfíbios e insetos. No entanto, esses números apresentados não são totalmente definitivos, pois por falta de pesquisas, muitas espécies de animais ainda continuam desconhecidas pela classe científica e pelo público em geral.
  25. 25. Fauna e flora da Amazônia  FLORA: segundo estudos já realizados, a Floresta Amazônica abriga aproximadamente 30 milhões espécies de vegetais, dentre esses as de maior destaque são a castanheira, a seringueira, o cacaueiro e um dos símbolos da Amazônia, a Vitória-régia.
  26. 26.  Queimadas;  Extrativismo mineral e vegetal;  Desmatamento;  Expansão da agropecuária;  Crescimento populacional;  Poluição de rios e matas;  Biopirataria. Principais impactos ambientais na Amazônia
  27. 27.  Região onde a fronteira agrícola avança em direção à floresta e também onde encontram-se os maiores índices de desmatamento da Amazônia. São 500 mil km² de terras que vão do leste e sul do Pará em direção oeste, passando por Mato Grosso, Rondônia e Acre. Arco do desmatamento
  28. 28. Biopirataria:fator preocupante é a biopirataria que não é o contrabando somente de produtos da flora e da fauna amazônica, mas também o uso e domínio dos conhecimentos oferecidos pelas populações existentes na Floresta Amazônica. Das espécies de plantas brasileiras que foram patenteadas por empresas internacionais temos:  Açaí, registrado em 2003 no Japão e cancelado pela pressão das Ongs.  A Andiroba patenteada por empresas, no Japão, na França, na União Européia. O Cupuaçu registrado no Japão pela empresa Asahi Foods e Body Shop, inglesa, entre outros produtos.  Os conhecimentos indígenas e produtos estavam sendo apropriados por multinacionais que queriam ter ganhos sob estes povos. Assim, é preciso refletir sobre todos estes acontecimentos que ronda o bioma.
  29. 29.  O desmatamento reduz a biodiversidade, causa erosão dos solos, degrada áreas de bacias hidrográficas, libera gás carbônico para a atmosfera, reduz a umidade do ar, causa desequilíbrio social, econômico e ambiental. “A redução da umidade na Amazônia pode reduzir as chuvas na região centro-sul brasileira e até mesmo de outros países Consequências dos impactos ambientais na Amazônia
  30. 30. Solo da Amazônia  Frágeis, de pouca espessura, com uma camada de material orgânico que vem das plantas e por elas assimiladas.  Existem solos férteis na Amazônia;  A espessura do solo raramente ultrapassa os 15 a 20 cm;  Solo pobre com alto grau de acidez;
  31. 31.  O solo é formado em sua maioria por uma fina camada de restos de vegetais em decomposição;  A floresta vive dela mesma, num equilíbrio perfeito;  Abaixo dessa fina camada encontra-se apenas areia e argila;  A floresta só existirá enquanto existir solo, que por sua vez só existe porque é protegido por ela.

×