Aula 07 Trabalho de produção

575 visualizações

Publicada em

Aula 07 Trabalho de produção

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
575
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 07 Trabalho de produção

  1. 1. 1º ano: Apostila 02 / Modulo 07 Professor Claudio Henrique Ramos Sales SOCIOLOGIA
  2. 2. TRABALHO TRABALHO E EVOLUÇÃO PRÁXIS PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE
  3. 3. TRABALHO
  4. 4. Com o desenvolvimento da “mão”, desenvolveu-se o cérebro humano. Com o aperfeiçoamento das ferramentas, os homens passaram a caçar mais e consumir mais carne (proteína). O desenvolvimento das ferramentas (tecnologias) e das estruturas sociais possibilitam o sedentarismo e a produção de excedentes. Através do trabalho o homem produz mercadorias e bens necessários a sua sobrevivência.
  5. 5. O termo trabalho possui diversos significados. Latim: TRIPALIUM, que remetia a um instrumento de tortura. Isso se associarmos o trabalho a esforço ou sacrifício. Para Marx/Engels o trabalho seria: Um processo entre o homem e a natureza, durante o qual o homem, mediante sua própria atividade medeia, regula e controla o intercâmbio de substâncias entre ele e a natureza.
  6. 6. Atividade Racional. Processo contínuo que transforma o meio natural em que vivem os homens. Diferente dos demais animais, que trabalham programados geneticamente. Todo trabalho é um ato de criação, não ocorre ao acaso. O trabalho deve ser aprendido, uma vez que não nascemos com esses conhecimentos.
  7. 7.  Todo trabalho é uma atividade, mental ou física, que produz bens ou serviços. Podemos, assim, afirmar que o trabalho é uma atividade produtiva.
  8. 8.  Os bens, para serem criados, necessitam dos meios de produção, conjunto formado pelos meios de trabalho e pelo objeto de trabalho, que incluem as ferramentas, as instalações, os combustíveis, os meios de transporte e outros recursos tirados da natureza (matéria-prima).
  9. 9.  O conceito de trabalho e o valor que se dá a ele dependem da época, do local e de quem o controla.
  10. 10. Veja algumas definições:  Trabalho é a aplicação da força física ou intelectual, feita pelos seres humanos, que transforma a natureza para satisfazer as necessidades dos homens. Ou ainda:  Trabalho é a ação material ou intelectual transformadora do homem, realizada na natureza e na sociedade em que ele vive.
  11. 11.  Segundo Karl Marx, um dos grande teóricos do trabalho, esse pode ser entendido como: “ ... a força de trabalho posta em ação (criando valor) na elaboração de determinada mercadoria.”
  12. 12.  Ou seja, todo trabalho tem um valor em si, pois produz alguma mercadoria.
  13. 13. TRABALHO E SOCIEDADE Pensar sociologicamente o trabalho é pensar como essa atividade humana se desenvolveu e se organizou nas diferentes sociedades O trabalho existe para satisfazer as necessidades humanas, desde as mais simples, como as de alimento e abrigo, até as mais complexas, como as de lazer e crença, ou seja, necessidades físicas e espirituais. Há vários modos de satisfazer essas necessidades, dependendo de como os homens se organizam em sociedade e de seus valores em relação ao trabalho.
  14. 14. TRABALHO E EVOLUÇÃO
  15. 15. Não se deve associar evolução à progresso. Nem tudo que evolui “melhora”. Todo o processo evolutivo humano foi marcado pelo trabalho. Sempre o esforço na busca de alimentos e sua sobrevivência.
  16. 16. PALEOLÍTICO: (idade da pedra lascada). 2,5 milhões anos a.C. até 10.000 a.C. Os grupos eram nômades, buscando alimentos e não se fixando em nenhum território. Falta de conhecimento/técnica para a realização do trabalho.
  17. 17. NEOLÍTICO: (pedra polida), considerada a primeira grande revolução no processo de hominização. Hominização: aquisição de características que diferem os homens de seus ancestrais. Na fase neolítica, utilizando as ferramentas e o domínio de técnicas necessárias para a prática da agricultura, assim como a domesticação de animais, possibilitaram a fixação dos homens à terra, ou seja, o sedentarismo.
  18. 18. O sedentarismo permitiu a divisão sexual do trabalho ou a divisão de gêneros. Os homens ficaram responsáveis pela caça. As mulheres ficaram responsáveis pela “casa”, cuidado com as crianças/velhos. Essa transformação do trabalho, assim como a fixação do homem à terra, possibilitou a formação das sociedades, a chegada à civilização.
  19. 19. O domínio da técnica, possibilitou o aumento da produção, o que permitiu a geração dos excedentes. Esses excedentes foram logo apropriados por um grupo. Essa prática gerou as relações de poder e dominação. Foi a origem de conflitos mas também da formação de impérios. Outros exemplos de transformações resultantes da organização do trabalho: Revolução comercial: Séc. XV até XVII mercantilismo/navegações fortalecimento da burguesia Acumulação primitiva do capital
  20. 20. ANTES DO CAPITALISMO Cria-se uma rede de vínculos pessoais de direitos e deveres e de honra entre os senhores e entre estes e os servos. Eram os servos que realmente trabalhavam. Os senhores feudais e o clero viviam do trabalho dos outros. O trabalho na sociedade feudal
  21. 21. Havia também o trabalho dos artesãos, atividades nas cidades e mesmo dentro dos feudos. Os artesãos se reuniam em associações chamadas corporações de oficio, constituída de um mestre, que controlava todo o trabalho na corporação, os oficiais e os aprendizes. Para se compreender o trabalho na Idade Media, é necessário que se entenda que a sociedade feudal se caracterizava pela solidariedade, pelo cumprimento irrestrito dos compromissos, juramentos e pela presença da Igreja. ANTES DO CAPITALISMO O trabalho na sociedade feudal
  22. 22. A Igreja considerava o trabalho como resultado do pecado original, o trabalho era visto como uma tortura (tripalium: instrumento de tortura). Trabalho= tripalium=instrumento de tortura ANTES DO CAPITALISMO O trabalho era considerado uma verdadeira maldição e deveria existir somente na quantidade necessária à sobrevivência ,não tendo nem um valor em si. O trabalho na sociedade feudal
  23. 23. Idade Moderna Esta concepção vai servir muito bem à burguesia comercial e depois à industrial O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA A Reforma Protestante alterou o pensamento cristão sobre o trabalho, considerando-o como um meio de salvação.. A riqueza em si não é condenável, mas sim o não- trabalho e a preguiça que ele pode causar. A burguesia precisava de trabalhadores dedicados, sóbrios e dóceis em relação às condições de trabalho e baixos salários. Mudança na concepção de trabalho
  24. 24. O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA Idade Moderna Est Esta concepção vai servir muito bem à burguesia comercial e depois à industrial O Iluminismo : a ideia de transformação da natureza pela ação dos homens, através da ciência, da técnica e das artes mecânicas se pode transformar a natureza O homem domina a natureza através de seu trabalho.
  25. 25. Máquinas à vapor eletricidade ferrovias consolidação do capitalismo
  26. 26. Desagregação da sociedade feudal, consolidação da sociedade capitalista, com mudanças na ordem tecnológica, econômica e social, com um novo modo de produção e novas relações de produção
  27. 27. Consequências: a produção agrícola destinada ao abastecimento de matérias primas fluxo migratório para as cidades industriais expulsão dos camponeses Inchaço urbano,miséria,mendicância,prostituição, alcoolismo, promiscuidade, epidemias.
  28. 28. Revolução Industrial o aparecimento de uma nova camada social, o operariado a consciência de classe a formação de associações e sindicatos o enriquecimento da burguesia. Consequências:
  29. 29. O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA Revolução Industrial alterou profundamente as condições de vida do trabalhador braçal provocou inicialmente um intenso deslocamento da população rural para as cidades. Homens, mulheres e crianças eram confinados em fábricas, minas e oficinas durante jornadas de trabalho de até 12 e 14 horas, em deploráveis condições sanitárias e de trabalho A produção em larga escala e dividida em etapas iria distanciar cada vez mais o trabalhador do produto final, já que cada grupo de trabalhadores passava a dominar apenas uma etapa da produção, mas sua produtividade ficava maior
  30. 30. Características do Capitalismo propriedade privada propriedade privada Propriedade privada Trabalho assalariado Sistema de troca Determinada divisão do trabalho O capitalismo se constituiu na Europa Ocidental. A Inglaterra é tomada como exemplo de sociedade capitalista onde se deu a transição do feudalismo para um novo modo de produção O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA
  31. 31. Resultado desses fatores: acumulação primitiva de capital PROCESSOS DE PRODUÇÃO Cooperação simples Manufatura Maquinofatura O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA
  32. 32. Processo no qual os trabalhadores ainda mantem a hierarquia da produção artesanal.Cooperação simples O artesão ainda desenvolve todo o processo produtivo, mas está a serviço da burguesia. O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA
  33. 33. Dissolução dos processos de trabalho baseados nos ofícios. Começa a surgir o trabalho coletivo. Manufatura O trabalho artesanal continua sendo a base só que reorganizado e decomposto através da fragmentação de suas tarefas, definido assim uma nova divisão de trabalho. O artesão torna-se um trabalhador que não possui mais o entendimento da totalidade do processo de trabalho e perde também o seu controle O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA
  34. 34. a produção de mercadorias por meio de máquinas reunidas num mesmo local: a fabrica. Agora a mecanização independe da destreza manual dos trabalhadores. Há uma separação entre a maquina e homem. Este agora serve à maquina, ela o domina, dá-lhe o ritmo de trabalho. Ele não precisa um conhecimento especifico sobre algum oficio, não precisa ter qualificação determinada. Maquinofatura A mecanização revoluciona o modo de produzir mercadorias: incorpora as habilidades dos trabalhadores e os subordina às maquinas O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA
  35. 35. Trabalho e Capital : uma relação de conflito A mecanização revoluciona o modo de produzir mercadorias, não só pelo fato de incorporar as habilidades dos trabalhadores, mas também porque os subordina à maquina. O trabalhador deve apenas ligar a maquina, manuseá-la e regulá-la. Há uma separação entre a força motriz mecânica e a do homem. A maquina o domina, dá-lhe o ritmo de trabalho O trabalhador não necessita ter um conhecimento especifico sobre algum oficio., não precisa ter uma qualificação O TRABALHO NA SOCIEDADE CAPITALISTA
  36. 36. MODOS DE PRODUÇÃO
  37. 37. ::: Os Modos de Produção ::: Modo de Produção: forma de produção + relações de produção (infraestrutura) e sociedade civil + tipo de Estado. Conceito marxista. Escravista: o trabalho é propriedade do senhor de escravos; sem direitos; foram utilizados principalmente nas plantation (grande propriedade agroexportadora). Feudal: sistema de servidão; servo dependente do senhor feudal e preso à terra; sistema de obrigações (o servo trabalho, o clero reza, o nobre protege).
  38. 38. ::: Os Modos de Produção ::: Capitalista: - propriedade privada dos meios de produção (terras, indústrias, equipamentos, etc); - divisão social do trabalho; - surgimento das classes sociais; - trabalhadores são donos da força de trabalho (proletariado); - alienação no trabalho (a mercadoria se torna “independente” em relação ao seu produtor (proletário); - trabalhadores assalariados; Socialista: - propriedade estatal dos meios de produção.
  39. 39. PRÁXIS
  40. 40. Para MARX, a Práxis seria: Todo trabalho coletivo, transformador da natureza, exterior ao homem e também da natureza humana. Ser humano: “ser de necessidades”, individuais ou coletivas. A satisfação dessas necessidades, somente ocorre de forma consciente e racional. Três formas de práxis: Práxis Repetitiva: apenas uma reprodução de atividades, não gerando inovações. Práxis Mimética: tipo de práxis relacionada à reprodução de modelos já existentes, sem a necessidade de compreendê-los. Pode gerar criações. Práxis Inovadora: é a atividade revolucionária, responsável pelos saltos “evolutivos” dado pelos homens.
  41. 41. PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE
  42. 42. PRODUÇÃO: resultado concreto do trabalho. PRODUTIVIDADE: relação entre produção e o tempo, ou seja, existe um aumento da produtividade toda vez que se produz mais em um mesmo período. Como aumentar a produtividade? A divisão do trabalho: permite a especialização e a otimização de todo o processo produtivo, desenvolvidos nas teorias administrativas de TAYLOR e FORD.
  43. 43. Aliadas às novas tecnologias, o aumento da produtividade foi alcançado, aumentando os lucros e iniciando o processo de desemprego. A questão do desemprego foi discutida por Marx. Segundo o autor, existiria o chamado exército de reserva. Esse fato seria uma prática consciente do sistema capitalismo. Elevando-se o nível de desemprego seria possível a manipulação do nível salarial, determinado em função da lei da oferta e da procura.
  44. 44. Tá vendo aquele colégio moço Eu também trabalhei lá Lá eu quase me arrebento Fiz a massa, pus cimento Ajudei a rebocar Minha filha inocente Vem prá mim toda contente "Pai vou me matricular" Mas me diz um cidadão: "Criança de pé no chão Aqui não pode estudar" Essa dor doeu mais forte Por que é que eu deixei o norte Eu me pus a me dizer Lá a seca castigava Mas o pouco que eu plantava Tinha direito a comer... Tá vendo aquela igreja moço Onde o padre diz amém Pus o sino e o badalo Enchi minha mão de calo Lá eu trabalhei também Lá foi que valeu a pena Tem quermesse, tem novena E o padre me deixa entrar Foi lá que Cristo me disse: "Rapaz deixe de tolice Não se deixe amedrontar Fui eu quem criou a terra Enchi o rio, fiz a serra Não deixei nada faltar Hoje o homem criou asa E na maioria das casas Eu também não posso entrar “Cidadão” (letra de Lúcio Barbosa) Tá vendo aquele edifício moço Ajudei a levantar Foi um tempo de aflição Eram quatro condução Duas prá ir, duas prá voltar Hoje depois dele pronto Olho prá cima e fico tonto Mas me vem um cidadão E me diz desconfiado "Tu tá aí admirado? Ou tá querendo roubar?" Meu domingo tá perdido Vou prá casa entristecido Dá vontade de beber E prá aumentar meu tédio Eu nem posso olhar pro prédio Que eu ajudei a fazer...
  45. 45. O trabalho na atualidade estaria conduzindo os homens em direção à sua humanidade? Ainda estaria o trabalho associado aos sacrifícios?

×