6º anos - Revisão de prova (Geografia)

1.833 visualizações

Publicada em

6º anos - Revisão de prova (Geografia)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.833
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

6º anos - Revisão de prova (Geografia)

  1. 1. Professor Claudio Henrique Ramos Sales
  2. 2. População: Conjunto de indivíduos de uma mesma espécie. No caso da Geografia:
  3. 3.  População é o conjunto de seres humanos.
  4. 4.  População absoluta:  Numero total de habitantes de um lugar;  Quando a população absoluta de um lugar é numerosa, dizemos que esse lugar é populoso.  População relativa:  Numero total de habitantes de uma determinada área (km²);  Quando a população relativa de um lugar é numerosa e ocupa consideravelmente o território, dizemos que esse lugar é povoado.  Vazios demográficos: Áreas onde vivem poucas pessoas.
  5. 5.  A distribuição da população pelo território brasileiro se dá de forma bastante irregular;  Existem áreas no país, como a Amazônia, com menos de um habitante por quilômetro quadrado;  Existem áreas no país, como as grandes cidades (exemplo: São Paulo), com mais de cem habitantes por quilômetro quadrado;  80% da população brasileira vivem em uma faixa junto ao litoral.
  6. 6.  Para estudarmos o crescimento da população de um lugar, é necessário saber qual o numero de seus habitantes em épocas distintas.  Comparando os dois períodos:  Crescimento demográfico positivo: Quando aumenta o numero de pessoas de um lugar;  Crescimento demográfico negativo: Quando diminui o numero de pessoas de um lugar.
  7. 7.  FATORES QUE AUMENTAM UMA POPULAÇÃO: 1. Natalidade: quantidade de nascimentos no local; 2. Imigração: numero de pessoas que entram em um lugar,  FATORES QUE DIMINUEM UMA POPULAÇÃO: 1. Mortalidade: quantidades de morte no local; 2. Emigração: numero de pessoas que saem de um lugar.
  8. 8.  CRESCIMENTO NATURAL (VEGETATIVO) 1. Natalidade: quantidade de nascimentos no local; 2. Mortalidade: quantidades de morte no local.  MOVIMENTOS MIGRATORIOS 1. Imigração: numero de pessoas que entram em um lugar; 2. Emigração: numero de pessoas que saem de um lugar.
  9. 9.  É a diferença entre os nascimentos e os óbitos.  Quando uma pessoa nasce, ela recebe uma certidão de nascimento.  Quando uma pessoa morre, a família dela recebe uma certidão de óbito.  Países pobres: os números são, na maioria das vezes, elevados;  Países ricos: os números são muito baixos.  No caso do Brasil, apenas o crescimento natural (ou vegetativo) é relevante. Isso é porque a imigração só influenciou no crescimento da população brasileira entre o fim do século XIX e o ano de 1934.
  10. 10.  O deslocamento populacional de um lugar para o outro é chamado de migração.  Os movimentos migratórios se dividem em: 1. Imigração: numero de pessoas que entram em um lugar; 2. Emigração: numero de pessoas que saem de um lugar.  Apenas os movimentos migratórios externos (entre dois países) modificam a composição populacional de um país;  Os movimentos migratórios internos (dentro de um mesmo país) apenas modificam a população das áreas de saída e chegada do migrante.
  11. 11.  É um índice demográfico obtido pela relação entre o número de mortos de uma população em um determinado espaço de tempo, normalmente um ano.  Frequentemente a taxa é representada como o número de óbitos por cada 1000 habitantes.  Países ricos: menor taxa de mortalidade;  Países pobres: maior taxa de mortalidade.  De uma forma geral, a mortalidade vem diminuindo no mundo.  Causas: 1. Melhora nas condições higiênicas e sanitárias; 2. Maior produção de alimentos; 3. Revolução na área médica e hospitalar.  Isso tudo faz com que aumente a expectativa de vida.
  12. 12.  As taxas de mortalidade diminuíram no Brasil. Dentre as principais causas, podemos destacar: a) Melhoria nas condições sanitárias e higiênicas do país, com o saneamento de lagoas e pântanos, a dedetização de locais de trabalho e moradia; b) Expansão das redes de esgoto e água encanada. c) A vacinação em massa da população; d) Aumento do numero de brasileiros vivendo em cidades; e) População mais carente tem sido beneficiadas pela criação de órgãos públicos que fornecem assistência medica gratuita como os postos municipais ou o Sistema Único de Saúde (SUS).
  13. 13.  Mostra quantas crianças morreram antes de completar um ano ou cinco anos de vida.  Países ricos: menor taxa de mortalidade infantil;  Países pobres: maior taxa de mortalidade infantil.  Uma das principais causas da mortalidade infantil é a desnutrição.  Bebês subnutridos não têm defesas contra certas doenças e por isso acabam morrendo.  De uma forma geral, a mortalidade infantil vem diminuindo no mundo todo.
  14. 14.  Caiu significativamente ao longo do século XX.  Os números da mortalidade infantil, ainda que tenham diminuído, ainda não se encontram em um patamar aceitável.
  15. 15.  Também chamada de expectativa de vida.  Indica a média de idade com que as pessoas morrem num determinado local.  Media de expectativa de vida mundial: 65 anos.  Maior expectativa de vida: Japão (80 anos);  Menor expectativa de vida: Vários países africanos (40 anos).  Expectativa de vida dos brasileiros: 72 anos.
  16. 16.  Conjunto de dados estatísticos sobre a população de um país.  No Brasil, os censos demográficos são feitos de 10 em 10 anos.  O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) é, por lei, o órgão responsável pela sua realização.  Esses dados são importantes para o país, pois fornecem varias informações sobre a população e sobre a economia do nosso país.
  17. 17. Diferenciando raça de etnia
  18. 18. O Brasil apresenta uma grande diversidade de tipos humanos. Essa diversidade pode ser observada: a) Pelos aspectos físicos  Cor da pele;  Tipo de cabelo;  Estatura;  Cor e formato dos olhos;  Forma dos lábios;  etc. b) Pelos aspectos culturais  Vestimentas;  Pratos típicos;  Modelos de casas;  Musicas;  etc. Embora sejamos um único povo, que segue as mesmas leis e está sob o mesmo governo, a nossa cultura é resultado da soma e da convivência de muitos povos.  SOMOS UM PAÍS MULTICULTURAL
  19. 19.  Raça: Termo usado para designar grupos de animais com características especiais (tais como cavalos rápidos ou vacas que produzem muito leite).  Erroneamente usam esse termo para designar seres humanos, classificando-os segundo os seus aspectos físicos.  Pesquisas genéticas comprovam a semelhança entre todos os indivíduos que formam a espécie humana, mesmo que suas aparências físicas sejam muito diferentes.
  20. 20.  As diferenças físicas são particularidades que distinguem as pessoas, mas elas não têm importância na delimitação dos grupos humanos.  Para identificar os grupos humanos não utilizamos o termo raça, mas sim o termo: ETNIA
  21. 21.  Cultura é o conjunto de todas as manifestações e criações de um grupo humano. Exemplos: 1. Língua 2. Alimentação 3. Vestuário 4. Arquitetura 5. Comportamento social 6. Crenças 7. Valores espirituais 8. Materiais 9. Arte 10. Produção intelectual 11. Tradições 12. Musica 13. Folclore 14. Leis 15. etc.
  22. 22. Os aspectos culturais de um povo baseiam-se em regras e modelos de comportamentos transmitidos de geração para geração.
  23. 23. RACIAL E CULTURAL
  24. 24.  Preconceito: opinião pré-estabelecida, isto é, uma ideia antecipada sobre algo ou alguém.  Discriminação: ação ou efeito de separar negando os direitos de outras pessoas.  Racismo: ideia que defende a existência de hierarquia entre os grupos humanos baseada na etnicidade.
  25. 25.  Colocar apelidos nas pessoas negras;  Dizer que brasileiro tem sangue fraco por ser mestiço;  Comparar a cor branca como símbolo de limpeza e a cor preta representando sujeira;  Negar a ascendência negra do mulato;  Substituir a palavra negro, ao invés de usá-la naturalmente;
  26. 26.  Colocar anúncio de emprego exigindo “boa aparência”;  Elogiar negros dizendo que são de alma branca;  Fazer piadas de mau gosto: “coisa de preto”...  Querer agradar a negros dizendo “é negro mas é bonito, inteligente”;  Usar eufemismos (moreninho, escurinho) evitando a palavra negro.
  27. 27.  Não há racismo no Brasil, mas sim discriminação contra os pobres. A discriminação é de classe e não de raça; ERRADO  No Brasil, o próprio negro é racista. Muitas vezes discrimina outro negro;  Piadas sobre negros são só brincadeiras que não devem ser levadas a sério.  Não existe racismo no Brasil. Veja o Pelé, etc.
  28. 28.  Abordagem/violência policial: em casos de roubos, furtos ou abordagens, recair suspeitas sobre os negros;  Discriminação contra a mulher negra: vista como objeto sexual, de desejo;  Discriminação no trabalho: exclusão do negro, menores salários;
  29. 29.  Na escola: professores taxarem alunos negros de menos inteligentes; alunos negros apelidados pelos colegas;  Negar emprego ao negro em função da cor da pele ou aparência;  Deixar de atender ao negro em restaurante, lanchonete etc.
  30. 30.  Constituição Federal - Art. 5º : Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza; - Art. 5º, inciso XLII: A prática de racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei.
  31. 31.  Art. 1º: Serão punidos na forma da lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional;  Art. 20: Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor etnia, religião ou procedência nacional, pena : reclusão de 1 a 3 anos e multa.
  32. 32.  Erga a cabeça e fale forte diante do/a agressor/a, mas evite como resposta a agressão física;  Consiga, imediatamente, no local e no momento, duas testemunhas do fato. (Anote nomes completos, endereços, telefones, etc.);
  33. 33.  Faça na Delegacia de Polícia mais próxima o BO (Boletim de Ocorrência).  Se você tiver lesões, dirija-se ao IML para fazer exames de corpo delito;  Procure o Ministério Público para formalizar a denúncia e solicitar as providências cabíveis;
  34. 34.  Se o fato não for com você, seja solidário, oriente a pessoa discriminada. Acredite: RACISMO É CRIME! DENUNCIE, MESMO!
  35. 35. blogdoprofessorhenry.blogspot.com Colégio Morumbi Sul Professor Claudio Henrique (Henry)

×