Educomunicação - conceitos fundamentais

5.209 visualizações

Publicada em

A que tipo de Educação e de Comunicação nos referimos quando pautamos nossos trabalhos pelos princípios da Educomunicação?

Educomunicação - conceitos fundamentais

  1. 1. EDUCOMUNICAÇÃO EDUCAÇÃO + COMUNICAÇÃO INTERVENÇÃO SOCIAL AÇÃO POLÍTICA
  2. 2. QUESTÕES FUNDAMENTAIS
  3. 3. De que tipo de EDUCAÇÃO estamos nos valendo ?
  4. 4. TRADICIONAL ? <ul><li>Formar </li></ul><ul><li>“ doutores”? </li></ul><ul><li>Depositários de informação </li></ul><ul><li>Pretensos detentores do saber </li></ul><ul><li>Ostentadores de título </li></ul><ul><li>Compromissados com a elite </li></ul><ul><li>Excluidores da maioria </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Título almejado : educomunicador </li></ul><ul><li>Postura </li></ul><ul><li>Apresenta-se como educomunicador/educador / professor de rádio, de vídeo, de impressos etc </li></ul><ul><li>Pauta o grupo de acordo com os interesses da instituição </li></ul><ul><li>Centraliza poder e divide responsabilidades </li></ul><ul><li>Considera o participante das oficinas de comunicação como “aluno” </li></ul><ul><li>Adota manuais e apostilas prescritivas </li></ul><ul><li>O “ aluno ”de rádio, vídeo, impressos etc, por seu turno: acata e atende ao que manda o professor/educador/educomunicador </li></ul>
  6. 6. TECNICISTA ? <ul><li>Formar </li></ul><ul><li>especialista </li></ul><ul><li>para o mercado ? </li></ul><ul><li>Guia-se por oportunismos </li></ul><ul><li>Visão segmentada de mundo </li></ul><ul><li>Compromisso com o produto </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Produção “fabril” / mecanicista </li></ul><ul><li>de comunicação </li></ul><ul><li>O “aluno” das oficinas: </li></ul><ul><ul><li>participa de parte do processo </li></ul></ul><ul><ul><li>realiza apenas determinadas funções </li></ul></ul><ul><li>O professor/educador/educomunicador: </li></ul><ul><ul><li>evita conflitos </li></ul></ul><ul><ul><li>escolhe os participantes da oficina: os “melhores” </li></ul></ul><ul><ul><li>define o que pode/deve fazer parte do produto final </li></ul></ul><ul><ul><li>avalia a participação dos “alunos” das oficinas </li></ul></ul>
  8. 8. Essas opções contribuem, entre outras coisas, para o aperfeiçoamento das capacidades de Obedecer (consentir, acatar) Competir Reproduzir
  9. 9. OPÇÃO Educação libertária Compromisso : constituição de SUJEITOS altivos, autônomos, autores fortalecimento do INDIVÍDUO e do GRUPO
  10. 10. <ul><li>Produção coletiva : </li></ul><ul><li>trabalho artesanal </li></ul><ul><li>todos participam, se quiserem, de todas as etapas de criação </li></ul><ul><li>Processo: mais importante que o produto </li></ul><ul><li>Mediador: </li></ul><ul><li>divide poder e concentra responsabilidades </li></ul><ul><li>esclarecido, não ingênuo </li></ul><ul><li>acirra contradições, trazendo à tona os conflitos para que sejam entendidas e transformadas as relações de poder no grupo </li></ul>
  11. 11. Qual COMUNICAÇÃO atende aos nossos propósitos ?
  12. 12. IMITAR ? FAZER PARCERIAS COM A MÍDIA COMERCIAL ?
  13. 13. QUE EDUCA A TODOS PARA O CONSUMO DE PRODUTOS, SERVIÇOS E IDEIAS ?
  14. 14. Concessão pública sob controle de grupos empresariais que se julgam donos dos meios de comunicação Explora a miséria e a volência Reforça preconceitos Desrespeita a diversidade cultural
  15. 15. OPÇÃO Comunicação comunitária não oficial
  16. 16. Abertura para projetos experimentais Atuação de não-profissionais Compromissos não comerciais
  17. 17. O que é EDUCOMUNICAÇÃO afinal?
  18. 18. EDUCAÇÃO PELOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO
  19. 19. Princípios: Individualidade (o latim individùus, indivisível, uno, que não foi separado) Afirmação da liberdade Igualdade de direitos Co-gestão
  20. 20. Essa rádio é legal! Programa de Educomunicação de Sorocaba Com a mediação de uma auxiliar administrativa da escola, um grupo de crianças realiza um programa de rádio. A organização, aparentemente desordenada do processo coletivo de criação, é narrada mostrando as potencialidades de cada um dentro do grupo. Vídeo disponível em : Qualidade alta : http://www.portalgens.com.br/video-escola/videosDOC2/../../videos/alta/05.wmv Qualidade baixa : http://www.portalgens.com.br/video-escola/videosDOC2/../../videos/baixa/05.wmv
  21. 21. Esse vídeo de 4':08” (também disponível em http://www.youtube.com/watch?v=6P3OfbWlTds ) registra o olhar de um grupo de crianças de 5 a 11 anos sobre a Feira Livre de domingo, da Baixada do Glicério /São Paulo/SP, sob mediação de Fernando Cabral, Lúcia Costa e Mariana Kz. A definição do tema e do gênero, bem como as imagens, a escolha dos entrevistados e as questões a eles formuladas resultam da produção coletiva das crianças. Coube à Mariana Kz, integrante do Projeto desde os 10 anos, a finalização do vídeo, atendendo às definições do próprio grupo/autor da criação coletiva. OLHA A FEIRA!!
  22. 22. Fontes inspiradoras B andos de crianças - “aves, especialmente fora do período reprodutivo, que permitem melhorar o desempenho individual na procura de alimento e na segurança contra os predadores” (Houaiss) Companheiros inquietos e corajosos (do francês, “coer+ sufixo – age” - aqueles que se caracterizam pela 'disposição nobre do coração, qualidade espiritual e tenacidade') Ema Goldman Proudhon Manoel de Barros Mário Kaplún, entre muitas outras
  23. 23. REFERÊNCIAS BAKUNIN, Mikhail. La liberdad. Barcelona. Editora Júcar, 1980. BARROS, Manoel. Memórias inventadas. A infância. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2003. FERREIRA SANTOS, Marcos. Crepusculário: conferências sobre mitohermenêutica e educação em Euskadi. São Paulo: Zook, 2004 FREIRE, Paulo. Extensão ou Comunicação? Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992. GENS, Instituto de Educação e Cultura: www.portalgens.com.br GOLDMAN, Emma. O indivíduo, a sociedade e o estado e outros ensaios. São Paulo:Editora Hedra, 2007. INTERVOZES: http://www.intervozes.org.br . KAPLÚN, Mario. Comunicación entre grupos: El método del cassette-foro. Buenos Aires: Editorial Humanitas, 1990.
  24. 24. LOPES LIMA, Grácia. Educação pelos Meios de Comunicação ou Produção coletiva de comunicação na perspectiva da Educomunicação.São Paulo: GENS Instituto de Educação e Cultura, 2009. PICHON-RIVIÈRE, Enrique. O Processo Grupal. São Paulo: Martins Fontes, 1988. PROJETO CALA-BOCA JÁ MORREU: www.cala-bocajamorreu.org SOARES, Donizete. Educomunicação: o que é isso?, 2008. Disponível em http://www.portalgens.com.br/baixararquivos/textos/ educomunicacao_o_que_e_isto. pdf. TRAGTENBERG, Maurício. Administração, poder e ideologia. São Paulo: Ed.Cortez, 1989. WANDELLI, Raquel. Os donos dos meios de comunicação no Brasil ou A cartelização da mídia no Brasil. Artigo original do Jornal Eldorado, do curso de Jornalismo da Universidade do Sul de Santa Catarina, publicado pelo Centro de Estudos da Imprensa. Disponível em http://www.igutenberg.org/atualconcentra.html.
  25. 25. Grácia Lopes Lima Programas de Educomunicação www.portalgens.com.br

×